Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (04)

Julius Coelho, em 29.08.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo com o Famalicão da 4.ª jornada da Liga BWIN, que resultou num empate 1-1. Golo de João Palhinha (82').

A besta negra atacou de novo o Sporting em Famalicão. A equipa fez um jogo fraco com vários jogadores irreconhecíveis. Não atacaram o jogo deixando-o correr e com isso caíram no engodo do adversário que partindo de trás encontrou várias vezes uma defesa apática e lenta a responder às desmarcações para as suas costas. Valeu a grande frieza do guarda-redes que retardou ao máximo o golo do Famalicão. Com as substituições a equipa melhorou, mas já não foi a tempo de dar a volta ao jogo. 

img_920x518$2021_08_28_22_49_56_1896602.jpg

DESTAQUE - ANTONIO ADÁN - 5 - Retardou o golo do Famalicão com fantásticas intervenções, mostrando excelentes reflexos, foi o único elemento da equipa que esteve num nível muito elevado durante todo o jogo. Ajudou a salvar um ponto e ao mesmo tempo não merecia a perda dos dois pontos.

RICARDO ESGAIO - 3 - No Sporting não basta jogar 'benzinho' e com acerto no passe, tem que haver também a ousadia e o atrevimento e isso o Esgaio não deu quando a equipa o mais necessitava, exige-se mais e pode ter perdido o lugar.

GONÇALO INÁCIO - 2.5 - Por 3 vezes o adversário rompeu as linhas da defesa e apareceu isolado nas suas costas na cara do Adán; lento a reagir como todos os colegas do centro da defesa. Mostrou-se demasiado inquieto com o que se estava a passar.

SEBASTIÁN COATES - 2.5 - Foi o primeiro a dar o alarme a todos que algo não estava bem, viu-se várias vezes a gritar com os colegas para os despertar para a realidade, mas o adversário continuou a furar as linhas com e sem bola e a aparecer com facilidade nas suas costas. Todos lá atrás terão forçosamente que rever vários inaceitáveis aspectos do jogo numa defesa considerada a melhor da Liga da época anterior e a Champions está à porta.

ZOUHAIR FEDDAL - 2.5 - Não deu várias vezes a necessária cobertura ao Nuno Mendes e foi também lento na reacção e percepção aos movimentos dos avançados famalicenses que lhe apareciam pela frente e encontravam sistematicamente nas suas costas a profundidade com sucesso.

NUNO MENDES - 2.5 - Desastrado na maioria das vezes quando confrontado nos duelos com os Rodrigues (Ivo e Bruno) em que surpreendeu por não conseguir levar a melhor. Sentiu-se afectado por isso e perdeu a ousadia que sempre demonstra no ataque pelo seu corredor e a equipa ficou mais fragilizada ofensivamente. O amarelo também pesou e devia ter ficado no balneário ao intervalo.

JOÃO PALHINHA - 4 - Lutou de princípio ao fim como um leão apesar do amarelo precoce que o condicionou bastante o resto da partida; merecia melhor ajuda no meio campo, principalmente pelo "ausente" Matheus Nunes. Ainda fez o golo do empate e ameaçou a remontada, não foi por ele que a equipa não ganhou. 

MATHEUS NUNES - 1 - Do oitenta ao oito numa semana, irreconhecível, deixou que as histórias das selecções mexessem com ele e o afectassem, é agora que vai ter que mostrar afinal de que fibra é feito, se merece de facto uma selecção brasileira ou portuguesa ou se o melhor é voltar para a padaria; com o que fez ontem fica mais perto de voltar a vender pão e bolos. A família tem um papel importantíssimo neste momento em que vive a lua.

JOVANE CABRAL - 2 - Voltou aos seus registos misteriosos, teve nos pés logo no inicio da partida a possibilidade de dar uma história diferente ao marcador mas quis dominar a bola com o peito do seu pé cego naquelas circunstâncias... Não voltou a ter outra igual. Pediu protagonismo na equipa e foi-lhe concedido, pediu a camisola do seus sonhos e foi-lhe entregue e agora? Quando a equipa mais o necessita? Devia ter saído também ao intervalo.

PEDRO GONÇALVES - 3 - Quando realmente acordou para o jogo e percebeu que este lhe estava a passar ao lado tentou pegar nele, mas nada lhe saiu bem, umas vezes por lentidão na decisão, outras por alguma precipitação. A verdade é que as suas tentativas nunca tiveram sucesso. Por duas vezes teve nos pés a possibilidade de fazer o golo da remontada mas não foi suficientemente competente no remate.

PAULINHO - 2 - Foi o espelho da falta de inspiração e desacerto do ataque do Sporting na noite de ontem. De facto tem que melhorar em alguns aspectos importantes no momento de finalização. Muito precipitado, podia ter resolvido no último lance da partida quando já dentro da área rematou para a bancada; ao lado dele estavam dois colegas em posição de fuzilar a baliza. Teve um bom remate de cabeça em salto de peixe mas a bola foi direita ao corpo do guarda redes.

NUNO SANTOS - 3.5 - De facto fez mais e melhor que o Jovane, mais rápido sacou bons cruzamentos mas encontrou sempre pouca gente na área, quase que faz o primeiro golo poucos segundos depois de ter entrado, atirando ao poste uma bola com selo de golo. 

PEDRO PORRO - 4 - Entrou com todas as ganas para dar a volta ao jogo e notou-se logo melhoria geral da equipa. Devia ter entrado mais cedo, levou sempre a melhor nos duelos e conseguiu por várias vezes espaço para os seus cruzamentos tensos; num canto bem marcado saiu o golo do empate e ameaçou sempre a remontada até ao último segundo de jogo; pode ter recuperado o lugar.

DANIEL BRAGANÇA - 4 - Juntamente com o Porro foi o elemento que melhor mexeu com a equipa que estava amorfa e a perder soluções; finalmente se viu o Famalicão recuar as suas linhas até à sua grande área e a fazer pela vida para segurar a vantagem do golo, a remontava esteve à vista. Devia ter entrado muito mais cedo.

TIAGO TOMÁS 3 - Entrou já no melhor período da equipa e sai favorecido na nota por isso. Mostrou garra e querer para dar a volta ao resultado, mas também tem que melhorar no último passe; por duas vezes teve nos pés a possibilidade de passe de morte a colegas bem posicionados dentro da área e por precipitação não teleguiou a bola.

BRUNO TABATA - 2 - Fica sempre difícil de entender uma substituição aos 90 minutos de jogo quando a ideia é dar a volta ao jogo e não defender um resultado favorável. Rúben Amorim tem também que crescer neste aspecto. Quando quis tocar na bola com critério o árbitro apitou para o final do jogo.

RÚBEN AMORIM - 2.5 - E já lá vão três jogos sem ganhar ao Famalicão, mas pior que o resultado é a inexistência de uma exibição positiva que fosse claramente superior ao adversário. O Rúben mostrou tremendas dificuldades de armar bem a equipa no capítulo estratégico contra os famalicenses; terá que repensar tudo muito melhor quando voltar a defrontá-los. Ao contrário do que nos tem habituado, ontem foi lento a ler o jogo e a não perceber que tinha elementos da equipa que deviam sair muito mais cedo, simplesmente estavam ausentes do jogo. Depois, porquê fazer entrar o Tabata aos 90 minutos? Só serviu para parar mais uma vez o jogo.

IVO VIEIRA - 5 - Quase que consegue uma vitória e que seria justa contra o campeão nacional. O seu Famalicão continua a ter um boa equipa apesar de ter perdido jogadores importantes. Estudou bem a equipa de Rúben Amorim e implementou uma estratégia bem conseguida, sempre comandada e pautada pelo genial Ivan Jaime. Nos minutos finais sentiu-se apertado com o despertar do Sporting e quase que viu escapar-se tudo entre os dedos. Mérito pelo empate.

FÁBIO VERÍSSIMO (Árbitro) - 2 - Personagem extremamente estranha este árbitro com uma dualidade de critérios que ninguém entende. Atirou a matar logo no início da partida com quatro amarelos. Com isso, correu sérios riscos de perder o controlo do jogo; depois no decorrer da segunda parte chegaram as inevitáveis e estranhas dualidades de critérios, com lances semelhantes a terem decisões diferentes; a continuar naquele fácil 'disparar' iriam saltar vários vermelhos.

LUÍS GODINHO (VAR) - 3 - Felizmente que não surgiram casos a exigir a sua intervenção e acabou por ter uma noite tranquila.

publicado às 06:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


97 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui a 29.08.2021 às 08:52

Bem, para quem achava que este ano seria um passeio de vitórias... RA já tinha avisado que os adversários jogam cada vez melhor contra o Sporting. Pelo menos evitou-se a derrota. Os amarelos nos primeiros minutos também não terão ajudado.
Agora é esquecer seleções, mercado e champions, e seguir em frente. O jogo contra o Porto não será decisivo, mas será muito importante.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 10:41

Rui, não creio que haja quem pensasse que seria um ano só de vitórias, ontem serviu para recordar a todos que apesar de termos um bom grupo ele tem várias lacunas e não tem as mesmas condições de resposta que outros com o dobro de orçamento forçosamente terão. Apesar do enorme mérito que se tem que dar ao Famalicão ficou mais visivel a demérito à equipa do Sporting que já vimos fazer muito melhor nos lances idênticos aqueles que mostramos ontem maiores dificuldades.
A velha máxima quando um ou 2 jogadores não fazem a sua parte fica mais dificil para todos e ontem pelo menos 3 não o estavam a fazer. Quando voltarem das seleções terão que reunir e falarem entre todos no que aconteceu.

Estamos no início da temporada e haverá muiton tempo todavia para recuperar.
Sem imagem de perfil

De Rui a 29.08.2021 às 12:55

Pelas críticas ferozes que alguns fazem, nota-se que há quem esqueça que os candidatos ao título são 3, e nenhum é favorito. Até já falavam da obrigação de ficar em 2º no grupo da Champions!
Não esquecer que M. Nunes tem 23 anos, e apenas 3 a jogar em escalões principais. Não lhe podemos pedir a regularidade de um Lampard! Acho que deverá alternar mais com Bragança ao longo do ano. Também outros precisarão de ir rodando.
Imagem de perfil

De Greenlight a 29.08.2021 às 08:56

Caro Julius,
Hoje pareceu-me algo rigoroso com várias notas negativas aos jogadores, por exemplo, Paulinho foi igual a Paulinho, nem mais nem menos. No entanto, gostaria apenas de sublinhar aquilo que escreveu relativamente a Ruben Amorim, que foi lento a reagir pois, como diz, Porro deveria ter entrado mais cedo já que Esgaio nada estava a acrescentar no ataque. Nuno Mendes também deveria ter sido substituído mais cedo e o ausente Matheus Nunes nem deveria ter voltado do intervalo.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:03

Green, temos que dividir o jogo de ontem em 2 parcelas de questões, primeiro porque a equipa esteve muito tempo sem oportunidades de marcar esegundo porque deixou o adversário ter várias oportunidades quando até estava em inferioridade numérica, estou convencido que o que chateou bastante mais o Rubén foi a segunda mesmo que o não vá dizer publicamente, eu estaria bastante chateado.
Pode acontecer uma vez é futebol, acontece, mas 3 vezes num mesmo jogo e todas da mesma forma já deixa de ser normal e alguém tem que ser chamado à responsabilidade.
Como podia dar nota positiva aos centrais? Deixaram-se comer por 3 vezes da mesma forma quando estavam 4 ou 5 elementos contra 2 ou 3 adversários.Jogada sempre a mesma, lançamento no espaço vazio nas costas e aparece vindo do nada alguém que fica isolado porque chega primeiro à bola, estavam a dormir? Então muito dormiram ontem.

Paulinho a sua nota tem que ser puxada para baixo pelo resultado negativo da equipa no jogo e pela exibição geral de todos à sua volta e ele não conseguiu diferenciar-se.Ontem o jogo proporcionou poucos momentos para a equipa marcar e ele ajudou no desperdício nesses raros momentos e que tiveram efeitos práticos no resultado negativo.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 29.08.2021 às 09:44

Caro amigo Julius

Um jogo que os nossos jogadores não podem esquecer. A 1ª parte foi má, a 2ª parte esteve longe de ser suficiente. Não temos de ganhar sempre, mas temos de jogar sempre para ganhar. Na conferência de imprensa, Rúben Amorim revelou que percebeu a razão do empate em Famalicão.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:15

Ele não disse tudo publicamente nem vai dizer caro amigo, eu também não diria, mas na primeira oportunidade iria ter com todos uma conversinha atrás da orelha. Todos estão conscientes que a jogar assim não vão a lado nenhum principalmente com aquelas falhas por falta de maior concentração, a reação terá que ser antes e não depois e isso aconteceu várias vezes.

Depois o Matheus não esteve lá mas mesmo assim deveria ser sufieciente para ganharmos ou ter mais oportunidades, mas o Jovane resolveu deixar-se ir no jogo como aconteceu na maior parte do tempo com o Pedro Gonçalves e para terminar o Nuno Mendes até que queria mas tudo lhe saía errado e deixou-se envolver pela ansiedade.

Não pode então estranhar-se porque todos os que vieram do banco pareceram estar melhor.
Sei que por dentro o Rúben está fulo mas não pode mostrar isso publicamente.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 29.08.2021 às 14:27

Caro amigo

De acordo, Rúben Amorim não disse publicamente o que pensava, mas a abordagem que ele fez ao jogo na conferência de imprensa revela isso mesmo. Disse apenas o que convinha afirmar, o resto é para tratar lá dentro na devida altura, talvez na preparação do jogo com o Porto.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 14:52

Creio que hoje juntaram-se todos para a recuperação muscular e imagino que antes de sairem para o relvado, ginásio e piscina levaram uma ensaboadela.
Sem imagem de perfil

De Luís Barros a 29.08.2021 às 14:48

Caro Julius, o próprio Amorim tem culpas no processo. Primeiro, porque não se pode agarrar sempre às mesmas ideias. Segundo, a teimosia têm o seu preço e Paulinho é (foi) bastante caro. E terceiro, o sistema terá que ser mais flexível e adaptar-se aos jogos e aos adversários, visto os adversários já terem antídoto para o nosso sistema. De notar que Pedro Gonçalves ao sentir-se mais preso a uma lateral, perde a letalidade de quando joga vagabundo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 14:55

O Pedro ja tem essa liberdade mas tudo depende da sua dinamica que está disposto a dar ao jogo, logo no seu incio teve uma excelente movimentação a isolar o Jovane que se desmarcou bem mas aquela recepção do Jovane atirou a jogada ao charco.

O Rúben errou em não dar a mensagem forte à equipa no intervalo quando devia fazer logo aí as substituições que se impunha.
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 29.08.2021 às 09:53

Parece que a chamada à seleção de Gonçalo e Matheus lhes fez mal, se bem que toda a equipa andou aos papeis. Adan foi safando lá atrás mas, ou Amorim dá o braço a torcer e confessa que Paulinho não dá conta do recado e precisa dum homem de área nestes 2 dias que restam de mercado ou o Sporting arrisca-se a perder mais pontos escusados.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:21

Os avançados, neste caso o homem mais adiantado fica ainda mais penalizado se os colegas do meio campo e os laterais não fizerem funcionar todo o conjunto, viu-se a forma como tudo mudou, só com a entrada do Pedro Porro, tudo cambiou apartir daí e as oportunidades começaram a chegar .
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 29.08.2021 às 18:31

O. S.

O futebol eficaz, nunca dependeu de um jogador, mas de um colectivo. Quando o colectivo mostra eficácia, diminuem os problemas defensivos, e aumentam as possibilidades de golo. Deste modo pôr todas as culpas num jogador, chame-se Paulinho ou Paulão, parece-me uma abordagem redutora.

Ontem falhou o colectivo, porque muitas individualidades (não apenas uma) falharam na sua missão, desde a defesa ao ataque. Falta de dinâmica e de inspiração, e de agressividade.

Para além disso, jogadores chamados pontas de lança, não existem em muita quantidade no mercado. E quando aparecem, e têm qualidade, não são, usando uma linguagem popular, para o bico do Sporting. Essa conversa de comprar um ponta de lança não passa de um desabafo, de quem, como eu, resolve tudo a escrever.

Como sportinguista apoio a minha equipa e todos os seus jogadores, mesmo quando joga menos bem, para que possam jogar melhor. O adepto que só apoia a sua equipa quando ganha, não consegue perceber como funciona uma equipa.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 29.08.2021 às 10:33

O fim do mercado em que mexe com a cabeça de alguns jogadores esse seleções que também mexeu com outros, deu a volta a cabeça, ao tronco e aos membros dos atletas e Amorim não deu a volta a isto. Os nossos rivais vão ser muito mais fortes que no ano transacto, não sei como em Portugal se arranja dinheiro para se ter orçamentos tão grandes. O Sporting para concorrer com estes orçamentos e fazer uma boa competição na Champions terá que ter mais um central e um avançado, se não o conseguir só um milagre
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:26

As maiores lacunas passam por aí de facto, um central à esquerda e mais um bom avançado, ficará sempre curto se não vierem, mas é o orçamento que temos e é com ele que temos que viver.

As mulheres deram o exemplo ontem naquela final com o Benfica, que na falta de melhor orçamento terá que haver mais empenho, mais concentração e maior vontade de superar e ganhar e com isso deixaram as matulonas a chuchar no dedo.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 29.08.2021 às 11:53

Discordo.
Nós temos um bom central esquerdo chamado Gonçalo Inácio que está a ser usado na direita. Feddal não seria titular se tivessemos um bom central direito.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:58

Mike, mas está a jogar à direita e nessas circunstancias ou contratam alguém para a direita e o Gonçalo vai para a sua posição de origem e nesse caso senta o Feddal, ou contratam um esquerdo para rodar com o Feddal.

O Gonçalo e o Coates não rodam são claramente fixos, para todos os jogos que estejam disponiveis.

Perante esse cenário fica mais fácil e mais económico contratar alguém para rodar com o Feddal.
Sem imagem de perfil

De Greenhill a 29.08.2021 às 10:44

Na minha opinião o Gonçalo Inácio nem esteve tão mal assim. Fez várias dobras, está com boa velocidade, por pouco não impediu o golo do Famalicão e tentou várias vezes empurrar a equipa para a frente. O maior problema é que a equipa do SCP não costuma perder tantas bolas na transição ofensiva e como tal nunca está muito desorganizada quando tem de defender. Ontem os passes no meio campo, a recepção dos avançados foi sofrível e num instante o Coates tinha a bola e estava a fazer um passe, como no instante seguinte estava a correr que nem Usain Bolt para a defesa pq perderam a bola.
O Jovane e o Pote mexeram-se muito pouco, ficavam à espera da bola e quando ela chegava estavam pressionados e perdiam a bola.
Para mim foram claramente os piores jogadores em campo. Paulinho.. Bom, se é para colocar bolas nas costas da defesa então mais vale colocar o TT a correr. Se é para jogar com Paulinho a equipa tem de conseguir chegar à grande área com mais critério e qualidade.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:34

Sim dos 3 foi o que esteve melhor e a nota negativa é mais por arrasto porque não resolveram o problema das suas costas, nada tem a haver com os médios não acompanharem os avançados do Famalicão, nesses lances estavam em superioridade numérica e mantiveram-se na expectativa em vez de terem reação por isso foram comidos todas essas vezes o que chateia é que foi num mesmo tipo de manobra repetido e cairam todas as vezes.

Paulinho teve duplo azar, os colegas que estavam à sua volta resolveram deixar andar o jogo mas ele também nao teve arte para fazer a diferença nas oportunidades que lhe surgiram e era daquelas noites em que não havia margem para desperdícios.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.08.2021 às 10:53

Na minha opinião o Ivo Vieira deu um baile ao Amorim.... a nossa saída de bola foi sempre ineficaz, o Famalicão não pressonava a saida dos 3 centrais e ninguém vinha buscar jogo, o que obrigava a passe longo. Outra situação foi as diagonais dos avançados do Famalicão que partiu a nossa defesa varias vezes..... o sistema 3 centrais ontem não funcionou e melhorámos bastante quando jogámos com 2 centrais apenas.
Nota ainda para a ineficácia do Paulinho, precisavamos de um jogador golo e temos um jogador com medo do golo.....
O Sporting ontem demonstrou muitas fragilidades.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 11:43

Não creio que o treinador do Famalicão tenha descoberto ontem uma nova polvora mais eficaz, foram sim beneficiados pela apatia de alguns jogadores nossos, creio que aquele lance do Jovane no primeiro minuto de jogo em que se isolou com relativa facilidade mas que não foi competente no domínio da bola adormeceu a equipa e pensaram que que seria sempre uma questão de tempo, com isso deixaram o tempo correr, o jogo correr e não o atacaram e quando se deram conta já não lhe coseguiram agarrar.

Depois o árbitro naqueles disparos de amarelos ao Esgaio e ao Palhinha colocou um travão e deixando-os a marinar .

Sinceramente foi aí que o Rúben teve também a sua grande falha não ter substituído ao intervalo os 2 laterias já amarelados e claramente condicionados.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.08.2021 às 13:17

Se o Adan foi o melhor em campo é por demais evidente que o Amorim foi comido tacticamente pelo Ivo Vieira..... dizer que é tudo culpa dos jogadores quando era por demais evidente a dificuldade em sair com a bola, não me recordo de o Palhinha ter vindo buscar uma bola à defesa, o nosso meio campo foi dominado. Não é um acaso as exibições do Pote e Mateus Nunes.....
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 15:00

E foi dominado porquê? Quem da nossa equipa não emprestou a intensidade que se impunha ali, sem a reação que se exigia, ficando a ver os navios a passar a ver o que dava o jogo, á espera de bolas de geito para fazer figura.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.08.2021 às 12:09

O Julius é muito simpático!

"Na minha opinião o Ivo Vieira deu um baile ao Amorim..."

Que estupidez de comentário!!!

A velha mórbida mentalidade brunista a vir ao de cima à primeira oportunidade.

Enquanto Rúben Amorim não teve dos seus melhores jogos no que diz respeito às substituições, se alguns jogadores do Sporting não tivessem tirado folga, o Ivo Vieira podia vir com a estratégia que ele quisesse que embrulhava sempre a derrota. Ponto!!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.08.2021 às 13:20

O Amorim tem tido maus jogos com o Famalicão e portanto tenho de verificar que o Ivo Vieira é um excelente treinador..... ontem na minha opinião tacticamente o Famalicão deu um baile ao Sporting.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 14:30

O Ivo só esteve em Alvalade, no jogo em Famalicão ainda tinha sido o João Pedro Sousa e tambem não ganhamos, como na época anterior a de 2019/20 também não ganhamos e não era o Amorim.

O Sporting está de facto com malapata com o Famalicão independentemente do treinador do Sporting ou do Famalicão como demonstram os resultados.

Ontem os jogadores cometeram erros pouco usuais e com eles a vitória ficou em cheque.

Por muito triste e decepcionado que eu esteja com a equipa no jogo de ontem pelo resultado e pela exibição nao concordo com todas essas diferenças que aponta, os lances de principal perigo do Famalicão resultaram em lances em que tinhamos clara superioridade numérica e que em situação normal são logo resolvidos pela raíz. Nós é que lhes demos ânimo em acreditarem, o Famalicão provocou o nosso erro sempre de forma demasiado previsivel e nós deixamos que acontecesse.

O treinador do Famalicão fez pela vida, fez o que tinha que fazer mas quase que deixava escapar tudo nos 10 minutos finais em que se viu bem apertado.
E Porquê? Porque os nossos jogadores que saltaram do banco estiveram melhor que os que sairam, foi essa a diferença.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.08.2021 às 14:42

Não Julius..... o Sporting é que mudou tacticamente tirando 1 central e só ai conseguimos dominar o jogo.... na minha opinião foi claro que não conseguimos sair a jogar porque o Famalicão não pressionou a saida e não sabiamos o que fazer à bola.
Você está a incidir a analise em erros individuais do Sporting mas acho que houve uma interpretação táctica errada no meio campo que permitiu ao Famalicão fazer varias jogadas de perigo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 15:07

Não posso concordar que foi só isso que aponta, a diferença esteve principalmente nas investidas do Porro que enfrentou os duelos para os ganhar e foi para cima deles, valeu por 2 e desiquilibrou o sistema defensivo do Famalicão enquanto o Daniel fazia o resto, criando outra dinâmica no meio campo chegando mais vezes primeiro á bola e dando bom critério no passe, eles os 2 deram a volta ao jogo pena que não foram a tempo de a dar tambem no resultado.Deviam claramente de ter entrado mais cêdo e outra história teria sido contada muito provávelmente.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.08.2021 às 15:56

Amigo Julius,

Não concordo contigo..... quando referes o Bragança esqueces a principal mudança que foi a saida do Feddal..... repito o que escrevi antes, o Famalicão anulou muito bem a nossa saida de bola, tu estas a malhar no Mateus Nunes mas não estás a analisar a pressão que o Famalicão fez no meio campo à qual nós como equipa não conseguimos responder. O próprio Amorim referiu que erradamente jogamos muito por dentro o que beneficiou o Famalicão.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 16:05

Pouco me importa a pressão que legitimamente o adversário terá que fazer mas importa-me sim com o que temos e devemos fazer, malho no miudo porque teve várias bolas fáceis e á mercê e decidiu 99% mal, com a agravante em algum desses lances ter entregue de forma infantil a bola ao adversário provocando contra ataques desnecessários.

A posição dele é precisamente como o antídoto à pressão adversária, ou tem arcaboiço para ela ou não, não foi por isso que foi chamado à seleção do Brasil?

O Daniel de forma mais simples mas mais concentrado no que tinha que fazer mandou ás malvas a pressão do meio campo do Famalicão, claro com a preciosa ajuda do Porro que destabilizou completamente a defesa deles naquele setor.
Sem imagem de perfil

De RCL a 29.08.2021 às 18:55

O Schmeichel começa a acreditar ." Ivo Vieira deu um baile ao Rúben Amorim".
Nunca o vi tão feliz
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:21

E Schmeichel

Recorde o jogo, o Rúben fez o que devia ter feito antes do jogo, ninguém contesta as suas opções, foram legítimas, em todas as circunstancias aquela equipa inicial do Sporting é muito superior à equipa do Famalicão, mas o Rúben não joga e quando eles vão lá para dentro perde grande parte do controle, fica dependente do que lá façam. A equipa até que entrou forte, recorda-se? O Jovane não pode falar aquela intercepção, o árbitro armou-se em parvo com aqueles amarelos precoces, o Matheus a cabeça não estava focada, o Pedro deixou o jogo andar demasiado tempo, o Nuno Mendes não acertou nos despiques e isso mexeu com ele e para cùmulo a defesa resolver dar uns brindes em lances de resolução fácil, que culpa tem o Rúben de todas esses fnómenos terem acontecido.

O erro que teve realmente foi não ter substituído logo ao intervalo o Jovane e o Matheus. Ou o Nuno Mendes e o Matheus, pelos menos 2 para dar uma mensagem forte à equipa.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:22

"O Jovane não pode falhar aquela intercepção."
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.08.2021 às 12:37

Jovane mais uma vez não convence como titular. Nuno Santos dá muito mais à equipa, muito embora não jogue pelo miolo como Jovane faz.

Aquele primeiro lance do jogo era para Jovane "matar"!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:47

Eu terei o mesmo problema do Rúben, não saber o que fazer e pensar com o Jovane, porque dá sempre a ideia de ter capacidade de partir aquilo tudo e depois fica-se pelos ameaços prejudicando-se a ele e à equipa.

O Nuno é mais experiente e sabe que em cada lance é para fazer o melhor possível por isso toda aquela intensidade com que joga.
Teve azar naquela bola ao poste, era indefensável.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:52

Cometeu um erro tecnico de palmatória, nao se ageita a bola com o peito do pé naquelas circuntancias , bastava um pequenos sulco do terreno para a bola escapar, tinha que a receber com maior garantia de recepção com o lado de dentro do pé que oferece uma pá maior para eventuais sulcos do terreno e com isso esfumou-se uma tremenda oportunidade porque estou convencido que iria dar golo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:54

Alem disso se o passe veio ligeiramente da direita mais teria que usar o seu melhor pé na recepção, o esquerdo numa recepçao orientada para a frente, ficaria ainda mais isolado, esses erros pagam-se caro.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 29.08.2021 às 19:07

Amigo Julius,

Nesta longa discussão com Schmeichel notam-se duas posições. O Júlio acentua a falha do colectivo, com muitos erros individuais, o Schmeichel aponta armas ao treinador. Metendo foice em seara alheia, porque nem treinador de bancada me considero, apraz-me dizer o seguinte:

Não são os treinadores que ganham ou perdem. É a equipa que são onze, mais os suplentes. Por outro lado, na minha perspectiva, mais importante que qualquer táctica, é a dinâmica.

Ora o que vi no jogo de ontem, foi total falta de dinâmica. Quando os executantes, que como numa orquestra tocam desafinados, que pode fazer o treinador? Não acredito que os mande correr menos do que os outros, nem que lhe peça para fazer passes errados, nem que não disputem os lances no limite, em suma que andem adormecidos dentro do campo.

Portanto foi uma derrota de um colectivo amorfo, e não de competência ou incompetência de treinadores. Rúbem Amorim fez algumas mudanças, porque precisa de apostar em todos. Percebeu que tinha que mudar e resultou. Faz o que lhe compete: treinar, e preparar a equipa para jogar. Tem que assumir a responsabilidade pelo que sucedeu, publicamente, como o fez, mas no seu íntimo sabe que não tem culpa pela apatia que aconteceu neste jogo, e acontece muitas vezes no futebol.

P.S. .: O Ivo Vieira não treinava o Famalicão nos jogos anteriores. O leitor Schmeichel, hoje deu-lhe para malhar no Rúben Amorim. Não consegue libertar-se da sua costela "anti".
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 20:50

Repare caro amigo as contas são simples de fazer, nao contando com a especificidade do posto de guarda redes, os restantes 10 elementos representam ou deveriam representar cada um deles 10% dos 100% equipa e basta 1 deles não estar a funcionar bem e a equipa perde logo percentagem importante da sua capacidade total, no caso de ontem foram mais que um, o que explica equilibrio que famalicão conseguiu no jogo, por isso eu reclamo sempre, que se cada um fizer a sua parte (10%) fica mais fácil para todos.

E ontem não fizeram e ficou então mais dificl, é simples.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 29.08.2021 às 21:12

É tão simples, quanto isso. Há quem não veja ou não queira ver.
Sem imagem de perfil

De uelas bolas nas costas da nossa defesa a 29.08.2021 às 12:34

Aquelas bolas nas costas da nossa defesa lançaram o pânico não fosse o Adan...
A nossa equipa depende fundamentalmente daqueles 4 homens do meio campo. Esgaio deu a ideia de cansaço . Nuno Mendes não jogava há muito mas é preciso mostrá-lo nestes dois últimos dias. Palhinha e Matheus cercados por um mar de adversários.
Lá na frente falta intensidade que veio com o Nuno e quando o Pote não resolve os jogos aproveitando as parcas oportunidades que vai tendo, a equipa sofre. Paulinho é um jogador de área não é aumentando o seu raio de acção que marca mais golos embora ajude a equipa. São coisas diferentes.
Uma lição para RA .

Um abraço leonino
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 29.08.2021 às 12:36

Sou o Luis Moreira. Com a ansiedade troquei aí o nome.
As minhas desculpas.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 12:43

Mas já foram tantas vezes lançadas bolas nas costas dos nossos centrais em tantos jogos, faltou ontem mais capacidade de antecipação ao que o adversário iría fazer e isso só se consegue com maior concentração, o adversário não fez jogadas de envolvimento com muitos homens na frente, fê-lo sempre cirurgicamente e com poucos, 2 ou 3 elementos, estivemos sempre em superioridade numérica nesses lances, nem que fosse o Messi. Faltou outra concentração.

Onde se viu que o Matheus não estava lá foi quando em vários lances foi desplicente no passe fácil entregando a bola ao adversário e provocando contra ataques desnecessários ao Famalicão, ele foi outra cabeça desconcentrada.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 29.08.2021 às 13:01

Como de costume só ouvi o relato e comentários em directo na Sporting TV. Os comentários do Joaquim Melo foram elucidativos para mim, do fraco jogo do Sporting, receoso e a deixar-se envolver sem reação pelo jogo do Famalicão. Surpreende, depois de 4 jogos seguidos com vitórias claras e de futebol bem jogado. Ou talvez não. A mim a antevisão do jogo por RA suscitou-me a apreensão que julgo ter percebido nas suas palavras quando afirmou não saber exactamente como o Famalicão ia jogar, dado ter uma equipa renovada e semi desconhecida, ainda. Pois la se deu a conhecer e muito bem. Sporting encarou este jogo de maneira mais distraída e pagou por isso. Também me surpreendeu que o Sporting tivesse metido Vinagre no banco e não entrasse logo com Porro no lado direito. Entrou muito bem contra o Belenenses e Vinagre tem estado excelente do lado esquerdo. Nuno Santos também entrou bem contra o Belém e devia ter entrado de inicio ou substituído Jovane mais cedo. Num jogo em que o Sporting nunca dominou o meio campo talvez Bragança pudesse ter sido chamado mais cedo, visto que Matheus nem cheirou a bola. Na frente, inoperância total, pelo segundo jogo consecutivo. Tiago Tomás terá virado excedentário, também? Um jogo muito pouco conseguido do Sporting e de Rúben Amorim. Valeu a cabeça fria dos mais experientes e tarimbados da equipa e salvou-se o ponto. É um exercício mental interessante “ver” os jogos pela Sporting TV. Percebe-se logo se a equipa está a jogar alguma coisa ou não pelo nível de ansiedade dos comentadores, pela frequência com que referem o nome dos jogadores e pelo grafismo das jogadas. As notas do Julius andam lá muito perto. SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 14:35

Se todos fizerem a sua parte fica mais fácil para todos, nunca me cansarei de repetir esta verdade que tantas vezes usei no balneário com os meus jogadore, e ontem claramente nem todos fizeram a sua parte e por isso ficou mais dificil.

Depois o Rúben demorou a ler o jogo e devia ter dado logo uma forte mensagem à equipa após o intervalo fazendo entrar 2 jogadores, todos demoraram a reagir e quando o fizeram já não foram a tempo.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 29.08.2021 às 13:08

Bom dia caro amigo Julius,
Este Famalicão é mesmo uma "malapata". Já nem posso ouvir o nome!
Obviamente foi um jogo mal conseguido da nossa parte, com jogadores desinspirados ou "alheados". Valeu o Adán (também está lá para isso) e o empate até foi um mal menor.
Todas as equipas, e jogadores, têm jogos menos conseguidos. O problema está na sua frequência. Acredito que este tenha sido um fenómeno esporádico e que dele o Sporting retire lições importantes.
Em relação ao jogo destaco alguns aspectos.
Esta equipa do Famalicão tem jogadores de qualidade, vários deles com elevado potencial e o Ivo Vieira é um treinador inteligente que prepara bem as equipas. Ontem, para além de ter preparado bem a equipa, penso que surpreendeu o Rúben Amorim com a colocação dos novos reforços no meio-campo. O Pickel e o Marcos Paulo são jogadores de muita qualidade, que chegaram a Famalicão esta semana e foram logo titulares. O Ivo não hesitou em colocá-los a jogar e, como se viu, deram logo outra consistência ao meio-campo o que se refletiu nas transições ofensivas. Também por aqui penso que o Rúben Amorim foi surpreendido pois foram jogadores que deram um estilo de jogo totalmente diferente do que o Famalicão vinha praticando. Sendo natural o desconhecimento, penso no entanto que o Rúben Amorim demorou demasiado tempo a reagir.
Em relação ao Sporting, e apesar de ter sido um jogo globalmente menos conseguido, penso que estes jogos demonstram a necessidade de um avançado com outras características. O Rúben Amorim pode não querer e acreditar que este tipo de necessidades ocorrerão raramente, mas estes jogos não se coadunam nada com as características do Paulinho e colocar o TT também não acrescenta muito, pois luta bastante mas é quase sempre inconsequente.
Estas exibições, mais do que estes resultados, servem para refletir e não são motivo para começar a colocar tudo em causa.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 13:26

Boa tarde caro amigo, não creio que alguém ouse meter uma equipa que foi campeã em causa à 4.ª jornada do campeonato, longe disso, ficamos sim é tristes porque não era jogo para perder pontos quando a nossa equipa mostrou estar ainda mais afinada.

Existiram sim vários fenómenos que todos ao mesmo tempo num só jogo quase que derrubam a equipa e a perda dos 3 pontos. Os principais fenómenos são de culpa própria independentemente dos jogadores que o Famalicão pudesse apresentar até porque jogavamos fora e em ainda para mais na casa de um adversário que tem sido dificil ganhar nos ultimos tempos.

Já na época passada o momento das seleções e das convocações trouxe dissabores à equipa, eu pelo menos não me esqueci e voltou a repetir-se.

Os nossos jovens ainda estão a crescer nesse campo em saber lidar com todo esse aparato e o Rúben terá que conversar com todos eles.

Recordo a jogada do golo do Famalicão, o Ivan chega sózinho sem apoios junto a ele e consegue manter a bola e ainda ganhar uma linha de passe nas costas da nossa defesa quando estavamos 6 para 3, isso não pode acontecer.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 29.08.2021 às 15:12

Julius, há sempre quem, por interesse ou emoção, ao mínimo resultado conprometedor coloque muitos aspectos em causa.

Temos de começar a valorizar mais os adversários. Antes e depois dos jogos.
Há adversários, e o Famalicão é um deles, que em determinadas circunstâncias conseguem causar dissabores. Em condições normais o Sporting tem qualidade de sobra para superiorizar-se a estes adversários. O problema é que podemos não estar em condições normais e o adversário estar a um nível superior. Aí há condições para dissabores.
Continuo a acreditar que as novidades do Famalicão tiveram influência. São dois jogadores de muita qualidade e transformaram completamente o meio-campo do Famalicão. E notou-se que essa mudança fez o nosso meio-campo, talvez por desconhecimento, andar aos papéis.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 29.08.2021 às 15:34

Num universo tão vasto como o nosso sportinguista, haverá sempre vozes discordantes por muitos sucessos que se alcancem, repare que ainda à quem apoie o ex presidente, vinha ele agora fazer o quê?

Todas as estratégias dependem da dinâmica imposta pelos jogadores, da sua disposição para o jogo e ainda da forma como estão disponiveis para o ler, o exemplo está no exemplo que deram o Porro e o Daniel que entraram dispostos a agarrá-lo e com clara vontade de o ganhar, os 2 deram logo a volta ao que se estava a passar até então, pena que não houve tempo de ajudarem a mudar tambem o resultado para vitória.

Estou seguro que o Rúben irá usar esse exemplo na primeira oportunidade em que falar com todo o grupo, quando for o momento da conversa envinagrada que terá que ter com todos.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo