Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (06)

Julius Coelho, em 16.09.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo com o Ajax de Amesterdão da 1.ª jornada da fase de grupos da Champeon League, que resultou numa derrota por 5-1. Golo de Paulinho (33').

Colapso total da defesa, faltou o comandante e andaram todos à deriva sem nunca acertarem com o tempo de entrada dos adversários que lhes apareciam pela frente, principalmente pela porta escancarada que o Rúben Vinagre lhes abriu à esquerda e que nunca conseguiu fechar. Uma equipa do Ajax que com uma tremenda qualidade de passe fez toda a diferença e caiu em cima de uma equipa do Sporting de forma implacável sem a deixar pensar o jogo. Fica para a história umas fugazes reacções da equipa leonina após o golo do Paulinho que ainda deram para ameaçar reentrar no jogo. 

Screenshot (318).png

DESTAQUE - MATHEUS NUNES - 3.5 - Foi o mais esclarecido do meio campo; tentou por várias vezes levar a bola até as linhas mais recuadas do Ajax, ganhou quase sempre os duelos com o adversário respondendo na mesma velocidade e intensidade. Mas lá atrás na defesa era cada tiro cada melro.

ANTONIO ADÁN - 2.5 - História curta no jogo, sofreu 5 golos e não os conseguiu parar, sentiu-se quiçá pela primeira vez deveras desprotegido e nada pôde fazer para mudar o rumo aos acontecimentos.

PEDRO PORRO  - 3.5 - Dos melhores da equipa, deu muita luta e raramente perdeu nos duelos, principalmente com o Dusan Tadic, está em grande forma e como o Matheus Nunes tentou levar a bola pelo seu corredor conseguindo algumas vezes ter êxito, teve 2 bons remates que quase surpreendia o guarda redes holandês, um deles levava o caminho do golo mas a bola acabou por bater no poste e ir parar às mãos do keeper do Ajax.

GONÇALO INÁCIO - 1 - Voltou a lesionar-se e muito cedo no jogo, aos 20 minutos, mas já os holandeses tinham marcado dois golos em que não esteve isento também de culpas.

LUÍS NETO - 1 - Noite para esquecer, nem nos sonhos conseguirá fazer de Coates; nunca encontrou a fórmula para poder ajudar a estancar aquela rotura à esquerda da defesa e também foi comido de cebolada com as entradas dos avançados holandeses nas suas costas. Que o diga o Sébastien Haller, que aproveitou muito bem para marcar 4 golos em Alvalade.

ZOUHAIR FEDDAL - 1 - Está em nítida má forma, foi o pior dos centrais. Já o tem sido e jogos do campeonato, para azar do Rúben Vinagre que fica entregue a si próprio. Teve um bom cabezazo na área dos holandeses que em melhor forma e mais confiante seria golo.

RÚBEN VINAGRE - 1 - Mais uma noite para esquecer, foi do seu lado que a equipa se desmoronou, nada lhe saiu bem e depois entrou em desespero, tudo que fazia ou decidia fazer dava asneira, foi um passador para os holandeses que fizeram dele o que quiseram. Terá que crescer muito ainda para poder estar ao nível destes jogos, que medite muito bem tudo o que não fez para poder melhorar. 

JOÃO PALHINHA - 3 - Esforço ingrato porque a maior parte do tempo andou perdido sem saber o que fazer, se devia recuar e dar uma ajuda lá atrás ou se ousava avançar mais no terreno para ajudar nas escapadas do Matheus Nunes com mais uma linha de passe. Ficou confuso e o seu futebol acabou também por sair baralhado.Os holandeses apostaram na pressão e nos passes curtos já dentro da área do Sporting com desmarcações que deram cabo dos rins ao Luís Neto e ao Feddal; tudo isso se passou longe dos terrenos do João Palhinha.

JOVANE CABRAL - 1 - Jogou? Nem demos por ele, a equipa jogou seguramente com um elemento a menos enquanto ele esteve em campo. Esperamos que não entre em algum processo do tipo Manénização, (Carlos Mané). Não fez seguramente a parte que lhe estava destinada.

NUNO SANTOS - 3 - Acabou por ser dos melhores da equipa, mostrou sempre muito inconformismo e lutou por cada bola sem nunca a dar por perdida, andou sempre na luta de mangas arregaçadas, o ataque da equipa podia ter tido outra expressão caso a defesa não desmoralizasse tanto a todos. O Nuno mostrou que o Ajax também tem fragilidades e que em outras circunstâncias podem ser aproveitadas.

PAULINHO - 3.5 - O terceiro elemento do trio que esteve em melhor plano, lutou muito e ganhou algumas vezes nos poucos duelos que o jogo lhe permitiu disputar, marcou um golo que podia levar a equipa a entrar no jogo porque pouco depois fez o segundo que seria um fabuloso golazo de cabeça se o VAR não o invalida por fora de jogo duvidoso.

RICARDO ESGAIO - 1 - Entrou aos 20 minutos de jogo para o lugar do lesionado Gonçalo Inácio. Foi solidário com o descalabro dos colegas da defesa e o Ajax voltou a marcar por mais três vezes. Fora da sua posição mais natural foi um remendo que não surtiu qualquer efeito

PABLO SARABIA - 2.5 - Não trouxe grande diferença ao jogo do meio campo da equipa, o VAR sacou o segundo golo ao Paulinho e logo depois o Ajax voltou a marcar e a moral caiu para todos, geriu o seu esforço espreitando a possibilidade do contra golpe que raramente apareceu. Não está ainda preparado fisicamente para jogar os 90 mimutos.

MATHEUS REIS - 3 - Até que surpreendeu ter entrado bem no jogo e esteve muito melhor que o Rúben Vinagre a defender, inclusive viu-se em algumas tentativas de participar na construção ofensiva já perto da área do Ajax.

TIAGO TOMÁS - 2 - Entrou para o lugar do muito desgastado Nuno Santos para que a equipa mantivesse a pressão na primeira linha holandesa; tirando essa função nada mais se viu de grande registo.

DANIEL BRAGANÇA - 2 - Entrou para os quinze minutos finais quando o resultado já estava fechado, todavia entrou bem e viu-se com alguns bons pormenores no passe entre as linhas holandesas.

RÚBEN AMORIM - 1 - Por muita culpa que tenham tido alguns jogadores no jogo e que tiveram claramente o treinador será sempre o primeiro responsável. A verdade é que o sistema da equipa que para os jogos do campeonato português encaixa muito bem, pode não ser suficiente contra equipas que têm outra capacidade de pressão e um nível muito elevado no passe. Se o sistema é para manter nesta competição terá que o afinar melhor e depois jogar sem o Coates, quiçá seria melhor recuar mais o Palhinha e meter a jogo o Ugarte.

ERIK TEN HAG - 6 - Lição táctica em Alvalade, apresentou uma equipa muito bem trabalhada, uma verdadeira equipa, que sabe pressionar de forma tremenda durante os 90 minutos de jogo e ainda com uma qualidade fantástica no passe. Foram muito eficazes numa noite em que tudo lhes saiu bem.

JOSÉ MARÍA SÁNCHEZ MARÍNEZ (Árbitro) - 2.5 - Arbitragem sofrível tanto técnica como disciplinarmente. Errou muitas vezes e o mais prejudicado foi sempre o Sporting, não interpretou da melhor forma vários lances cortando erradamente contra ataques do Sporting e levou uma eternidade a dar o primeiro amarelo aos jogadores holandeses que usaram e abusaram da agressividade, frequentemente violenta. Aliás, cometeram (foram assinaladas) 27 faltas contra as 11 do Sporting, e mais teriam sido.

ALEJANDRO HERNÁNDEZ ( VAR) - 3 - Sem casos de maior não foi foi chamado a intervir. No golo do Paulinho é uma fora de jogo milimétrico duvidoso.

publicado às 03:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


64 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 16.09.2021 às 03:30

Há jogos assim e nada ou pouco há a fazer. Uma lição há a tirar. Não temos jogadores na defesa para cumprir todo um exigente calendário.
Os nossos melhores jogadores foram os que têm real classe ao nível europeu. Adan, Porro , Palhinha , Matheus Nunes , Nuno Santos , Paulinho. Se lhes acrescentarmos Sarabia , Pote, Coates ainda faltam dois e são ambos na defesa para termos uma equipa competitiva europeia.
Mesmo com o Inácio amparado pelo Coates ainda falta um para perfazer 11 .Como é sabido precisamos de pelo menos 16 ...
Abraço leonino
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:11

Bom dia a todos caros amigos

Ontem deu para podermos valorizar ainda mais a importancia do Coates na equipa, não só pelo que joga mas essencialmente na forma como organiza a defesa que ontem esteve sempre muito desorganizada, quisá a ceerta altura teria sido melhor pedir ao Palhinha que fosse ajudar e fazer entrar o Ugarte para estancar toda aquela enxurrada. Por ultimo forçosamente a equipa tem que melhorar no passe, até o FC Porto tem melhor nível de passe, nesse aspecto temos que evoluir.
Sem imagem de perfil

De SP a 16.09.2021 às 08:27

Triste estreia na CL do meu filho em Alvalade .. destes momentos devem se tirar sempre as devidas ilações, jogadores, treinadores, dirigentes e adeptos tb.

O que aconteceu de errado está a vista de todos, na CL não se pode jogar de pantufas o resto ... bem o resto foi um banho de bola onde fomos comidos com a mesma jogada 5 vezes sem que os jogadores e treinador percebem se o que poderiam corrigir ... isto é o que mais me preocupa, próximo jogo da CL é na Alemanha.

SL,
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:15

O seu garoto foi logo vacinado no clube do sofrimento, mas terá seguramente no futuro muitas alegrias em direto no estádio e ainda as irá valorizar mais quando acontecerem. De facto a equipa terá que evoluir na agressividade, foram demasiado tenrinhos para tal duelo de gladiadores a este nível europeu.
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 16.09.2021 às 08:46

Depois da goleada do ano passado com os austríacos, nova goleada em casa. Dá a impressão que Amorim não estudou as equipas adversárias. É bom que Amorim aprenda a jogar na Champions e aprenda depressa, que o próximo jogo é na Alemanha.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:19

Qualquer sistema ficará sempre dependendente dos artistas que o praticam, o treinador tem muito trabalho pela frente para melhorar a agressividade e a qualidade do passe. Mas será necessário saber como os vai conseguir evoluir na tal agressividade, não será só uma questão de mentalidade mas acima de tudo de disponibilidade e capacidade física, têm que melhorar na reação.

Levaram ontem muito trabalho para casa.
Sem imagem de perfil

De Everton Costa a 16.09.2021 às 09:26

Como falei ontem ao post do fim do jogo, parecia que o Matheus Nunes que tinha feito base em clube grande em Portugal, tido experiência fora do país, internacional em categorias de base e jogado premier league e o Vinagre o gajo que jogava há pouco tempo no Ericeirense, foi muito mal, culpado direto ou principal culpado dos 3 primeiros golos e nos outros 2 se calhar já que devida a péssima atuação dele o Matheus Reis teve de entrar, não dominou uma bola, não acertou um passe, nenhum drible.

Não sei se é gestão de plantel e sabemos que Jovane é meio picuinhas, mas tirando os jogos frente ao Braga foi mal nas outras partidas, era certa a entrada de Sarabia ou outro para reforçar o meio de campo.

Eu não acompanhei o Ajax mas se os jogos deles forem sempre parecidos com o de ontem talvez RA deveria ter pensado em preencher o meio campo ou com Dani a frente de Palhinha e Matheus Nunes ou entrando com Ugarte e deixando o Matheus Nunes mais próximo aos avançados.

Falando nisto e o Ugarte porque não joga ?

Há de se pensar também que Feddal + Vinagre contra extremos rápidos não podem jogar juntos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:41

Tudo começa na má forma do Feddal que dá depois uma deficiente cobertura ao Vianagre, os holandeses estudaram bem o Sporting e perceberam que era por ali que tinham que entrar áparte que fizeram sempre uma excelente pressão entre a linha do Palhinha e a defesa, foram inteligente e tudo saiu na perfeição, de facto teria sido melhor o Palhinha vestir a rou pa de bombeiro para os ajudar e fazer entrar o Ugarte.

Depois o Vinagre percebeu o seu papel no jogo e entrou em pânico e ainda foi pior, fizeram dele o que quiseram.
Sem imagem de perfil

De Everton Costa a 16.09.2021 às 10:45

Até percebo que a má forma física de Feddal pode ter prejudicado mas não justifica a atuação pífia do Vinagre, o segundo golo nem jogador infantil faz aquilo, o guarda-redes do Ajax mete um pontapé para área do Sporting, a bola ( e o Antony) indo para a grande área e o Vinagre a abrir para a lateral, lado totalmente oposto de onde a jogada estava a se projetar, isto com 8 minutos de jogo.

Deve estar preocupado com a entrega da 'Paladin'
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:58

Obvio que não explica tudo, mas no desespero do Vinagre a má forma do Feddal ainda piorou a situação, não serviu de muleta. Seguro que anda nervoso com as entregas da "Paladin"
Imagem de perfil

De Greenlight a 16.09.2021 às 09:28

Caro Julius,
No sábado passado, saí de Alvalade com um sabor agri-doce, pois o Sporting empatou, mas foi claramente superior ao FCP. Ontem saí de Alvalade, a pensar que devia ter ficado em casa e poupado o dinheiro dos bilhetes. É certo que teria que ouvir os comentários patéticos na Tvi, mas ontem, tinha atrás do meu lugar, vários treinadores de bancada, que, passaram todo o tempo a dar a táctica. Foram verdadeiramente insuportáveis. Quanto ao jogo e táctica, parece-me que para além de algumas exibições calamitosas, como Feddal, Vinagre ou de ausentes, como Jovane, o grande responsável pelo desastre foi o Ruben Amorim. Então mas RA não estuda os adversários? Viu-se, desde o início, que a equipa do Sporting estava perdida em campo e que os jogadores do Ajax faziam o que queriam. O Ajax é uma boa equipa mas não é assim tão boa para explicar a derrota do Sporting por 5-1. O Sporting não compareceu e a ausência de Coates não pode explicar tudo.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:49

Caro amigo bom dia,

Plenamente de acordo, o Ajax não é assim tão bom e até que deu para perceber que tem também fragilidades, pena o segundo golo ter sido anulado seria interessante perceber-se como iria decorrer o jogo apartir daí, qual a reação da equipa com essa motivação extra.

O treinador tambem foi comido de cebolada e como ele proprio reconhece está a aprender, saberá na próxima como terá que reagir, sem Coates a equipa fica muito diferente e com isso tem que ser trabalhada com outras garantias na defesa, Amorim tem que resolver o que fazer quando o adversário pressiona com muita gente a linha entre a nossa defesa e o meio campo nas costas do Palhinha, porque ganham depois todas as segundas bolas e os nossos ficam sem linhas de passe como que cercados de adversários, foi aí que o Rubén Vinagre com menos tarimba entrou em pãnico. Os holandeses estudaram muito bem a equipa do Sporting.
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 16.09.2021 às 10:46

Não concordo que RA tenha preparado mal o jogo e tenha estudado mal o adversário. Há jogos assim, e acontecem com todas as equipas. Desta vez calhou ao Sporting. São aqueles jogos que tudo o que pode correr mal, corre.
Não se pode agora colocar tudo em causa e mudar estratégias e táticas por causa de 1 jogo que foi péssimo. E ainda bem que RA pensa dessa forma. Veja-se a excelente CI pós-jogo.
Nota: não entendo como é que o Nuno Luz continua com tanto protagonismo, um jornalista que faz com cada pergunta mais parva...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 11:02

Muito longe de colocar tudo em causa, mas todos os adeptos têm legitimidade de reagirem a um péssimo resultado e é em união que se encontram as melhores soluçôes para a equipa e para o futuro do clube. A estratégia é que a temos e que bons resultados trouxe mas terá que ser sempre afinada dependendendo das ausencias de peso, da dinamica e outros factores em que terá que haver ajustes e melhorias.
Imagem de perfil

De Greenlight a 16.09.2021 às 11:09

Como diziam os treinadores de bancada, atrás de mim, insistente e irritantemente, a equipa do Sporting esteve perdida em campo, desde os primeiros minutos e até ao fim do jogo. O resultado poderia ter sido outro, mas foi visível, desde o início, que a derrota era inevitável. Como disse antes, não me parece que a equipa do Ajax seja assim tão superior à do Sporting; é verdade que o Sporting tinha alguns jogadores lesionados (Coates, Pote e até Inácio), outros em péssima forma (Feddal) e outros (sempre) fraquinhos (Neto, Vinagre) mas para além de tudo isso, parece-me que o treinador do Ajax preparou o jogo para anular os pontos fortes e explorar os pontos fracos do Sporting e Ruben Amorim não fez nada disso. RA apresentou a táctica habitual em que 2 jogadores (Palhinha e Matheus Nunes) foram insuficientes para parar o jogo ofensivo do Ajax. Quanto às Conferências de Imprensa e demais notícias na TV não quero ver nem ouvir nada. Já chega de sofrer!
Sem imagem de perfil

De Everton Costa a 16.09.2021 às 12:01

Eu ao chegar em casa só vi o resumo sem volumes para ver o primeiro golo pois cheguei às bancados aos 5 minutos de jogo (levei 40 minutos de carro para dar a volta ao estádio mais 30 minutos na fila do portão 7) e o golo anulado de Paulinho pois enfrentei uma grande fila para comprar algo para comer ao intervalo e perdi esta jogada por uns 10 segundos.

Fora isto nada de CS/TV por hoje, já vi alguns memes com JJ no youtube, se calhar daqui a pouco nem isto vejo por hoje.
Imagem de perfil

De Greenlight a 16.09.2021 às 12:18

Caro Everton Costa,
A minha experiência de ida, ontem, a Alvalade foi muito má, pela exibição do Sporting e claro está, pelo resultado. Mas, como também disse, ainda tive que ouvir uns comentadores irritantes, nos lugares atrás, já não tenho paciência para isso, paguei bilhete(s) e ainda tive que aturar uns papagaios que vão para o estádio para discorrerem os seus supostos conhecimentos tácticos para estranhos ouvirem. Mas e a propósito de táctica e dos tais memes do youtube, aproveito para dizer que Ruben Amorim pode ter-se equivocado tacticamente, o que aliás nem será a primeira vez, mas é mil vezes preferível ao Mestre da Táctica, quer como treinador, quer como pessoa. JJ never again.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 13:07

Também não vi qualquer programa desportivo, esperei só pela conferência do Ruben e desliguei-me da tele, só volto lá para ver o jogo com o Estoril.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 09:34

Este jogo não é o fim do mundo, mas têm de ser tiradas algumas ilações.

A primeira ilação é a de que tacticamente ontem fomos completamente cilindrados por uma equipa que troca muito bem a bola, uma coisa é fazermos pressão alta contra o Gil Vicente ou Tondela outra coisa é pressionar alto contra equipas que têm grande qualidade de passe, e na maior parte do jogo o nosso meio campo esteve sempre em inferioridade numérica. Mal o Ajax subia o ritmo, o Sporting abria espaços no meio campo e defesa.

A segunda ilação prende-se com o nosso plantel, alguns jogadores suplentes não têm a qualidade dos titulares, Vinagre esteve totalmente perdido, sentiu-se muito a falta da liderança do Coates, Jovane nem se viu, etc...... Neste aspeto não quero ser muito critico, mas parte desta má exibição prende-se com inexperiência que se transformou em insegurança.

De positivo, gostei do Paulinho, acho que fez a melhor exibição no Sporting...... e gostei do Matheus Nunes, dos poucos que criou dificuldades ao Ajax.

De negativo, destaco duas exibições, o Vinagre que foi constantemente ultrapassado, e não entendi a entrada do Esgaio para central, não faz sentido nesta inicio de época não ter soluções para central.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 09:58

Caro amigo, eu ja sublinhei uma das grandes diferenças está na qualidade do passe e também na capacidade de pressão, de saber como pressionar em equipa juntando a uma maior agressividade, a doer porque não é para meninos.

Vinagre sem a muleta do Feddal (em má forma) e sem o comando do patrão andou à deriva e foi somando erros, ficamos muito desiludidos com a sua prestação creio que até preocupados.

Jovane esperamos que não entre numa espécie de manénização, porque já é hora de acordar para a vida, assim não vai lá, não ajuda ninguém nem a ele próprio.

Ao Matheus Nunes e Paulinho junte também o Porro que olhou sempre de frente nos olhos e sem medo os holandeses.
Ficamos todos esclarecido que Esgaio não é solução para remendo de central, melhor seria ter recuado o Palhinha e fazer entrar o Ugarte.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 10:06

Sobre a questão do central..... eu por acaso sou da opinião de que o Sporting tem de ter um sistema alternativo ao dos 3 centrais, eu não sou grande fã dos 3 centrais porque considero que este sistema para funcionar obriga a ter centrais de boa qualidade e laterais ofensivos, não tendo este tipo de jogadores o sistema de 3 centrais não funciona. Coates engana isto tudo porque é um potento fisico, a somar ao Palhinha cria ali um tampão muito forte.

Uma outra opção é o próprio Ugarte que jogou na Selecção uruguaia a central.....
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:14

O Amorim deve ter percebido seguramente que para manter o sistema terá que ser com outros artistas mas também com outro tipo de agressividade, os jogadores do Ajax até que explicaram bem como se faz, agressivos sempre no limite da falta. Como ja disse estes jogos não se vai lá com atitude de meninos.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 10:19

Por acaso tenho exatamente a mesma opinião..... ao intervalo tinhamos 5 faltas cometidas e o Ajax 15 faltas.....

Eu quando era jogador, fui lateral direito..... e digo-lhe uma coisa, aquele Antony é bom jogador, mas eu logo nos primeiros minutos dava-lhe uma fruta bem dada e dava-lhe um aviso..... Vinagre foi sempre muito santinho na marcação do brasileiro.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:28

exactamente...

Num jogo no Peru estava a perder 2 - 0 ao intervalo e o meu defesa direito foi um brinquedo de um brinca na areia adversário, no balneário perguntei-lhe se estava com medo dele, então disse-lhe na próxima quero vê-lo estendido fora do relvado e vai fazê-lo sem amarelo. E assim foi, poucos minutos da segunda parte a bola passou mas o brinca da areia não, foi pelo ar até á pista de atletismo, só falhou o amarelo por que o árbitro não foi solidário, mas jão não houve mais brincas na areia naquele lado, perceberam o que os esperava.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 16.09.2021 às 10:40

Julius, tem razão. Sobre a agressividade, eu acho que falta aqui a experiência e a capacidade para perceber que estes jogos europeus têm características diferentes, uma delas sendo a arbitragem. Ou seja, este jogo no campeonato português tinha sido corrido a amarelos. Os holandeses foram sempre muito agressivos, por vezes no limite do amarelo (na minha opinião) e o árbitro deixava seguir. Os jogadores do Sporting têm o tal "chip" programado para o campeonato português, onde os árbitros fazem passar o Sporting por uma equipa de arruaceiros tal a quantidade de amarelos que lhes dão. Penso que talvez os jogadores do Sporting tenham tido receio de ser corridos a amarelos como foi no jogo contra o porto. Talvez isso explique a baixa agressividade e as poucas faltas que o Sporting fez.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 11:05

Caro amigo bem observado,

Questão inteligente, e tem seguramente alguma dose de verdade, os nossos jogadores tém sido obrigados a um tipo de formato por exemplo diferente dos jogadores do Porto em que tudo lhes é permitido no campeonato nacional.

Esse formato tem consequências a nível internacional, o treinador terá que ter a capacidade de lhes meter o chip correcto jogo a jogo.
Sem imagem de perfil

De Greenhill a 16.09.2021 às 12:48

Ontem o Matheus Nunes, magrinho e alto, teve lances que me fez lembrar o Rivaldo. A sério que fez. É um grande jogador.
Acho sinceramente que ontem era dia para jogar com 3 médios no centro. Palhinha, MN e talvez o Ugarte no início e no final o Bragança. No ataque começava o NS+Paulinho e dp entrava o TT para substituir destes.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 13:11

O Rúben terá que repensar tudo muito bem, à tambem uma questão que lhe dou toda a razão, para pressionarmos um adversário da valia do Ajax a pressão tem que ter inicio logo lá na frente e só com 3 homens lá conseguimos fazê-lo com êxito.

Mas confiamos muito no Rúben e encontrará seguramente melhores soluções daquelas que vimos ontem.
Sem imagem de perfil

De MAV a 16.09.2021 às 09:39

Concordo com as notas do Julius ontem foi muito mau.
COATES faz falta mas não podemos depender só de um jogador. Também penso que estarmos" presos" a um sistema para a liga interna vai dando mas temos de ter alternativas.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:03

Não critico o sistema, afinal os holandeses jogaram com sistema similar, tudo depende sim da dinamica dos praticantes, da qualidade dom passe, da capacidade de pressão, do jogar de primeira sem falhar e os nossos podem fazê-lo, mas terão que evoluir em alguns aspectos, forçosamente na qualidade do passe e saber como pressionar quisá com melhor capacidade física, depois o Ajax também mostrou fragilidades que em outras circunstancias podem e devem ser melhor exploradas quisá em Amesterdão.
Sem imagem de perfil

De verdesangue a 16.09.2021 às 09:57

Boletim Metereológico

Trovoada terrivel abate-se sobre Alvaláde. Pingos grossos, tocados por um forte vento, causaram miséria no reino do leão. Totalidade dos prejuizos ainda por calcular.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:05

As tempestades fazem parte da vida na terra, inclusive a cor gris nas paisagens, nem sempre é só sol a brilhar e o céu azul, o gris também faz parte da paisagem.

Faz parte do equilibrio.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 16.09.2021 às 09:58

O Sporting tem que ter outro sistema alternativo, para estes jogos com equipes mais fortes a equipe tem que estar mais unida e jogar em 3-5-2, com um duplo pivot no meio campo, fazendo o Mateus Nunes o vértice do triângulo ofensivo e com dois avançados, assim Ugarte cai no nosso lado esquerdo e Palhinha no lado dto, fazendo um harmonio com os dois com o Matheus Nunes e protegendo melhor as alas, quanto aos dois avançados era uma questão de opção entre Paulinho . Pote, Sarabia e Jovane, podendo Nuno Santos ter outras missões
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 10:08

Sim caro amigo,

Era uma possibilidade que já referi mas recuando um pouco mais o palhinha para ajudar no numero la atras, porque perdiamos constantemente as segundas bolas e fazendo entrar Ugarte que sabe tambem transportar a bola e ao mesmo tempo com capacidade de tampão, seria o sistema com tração mas mais unido e homógenio. Recordo o sistema que o Dínamo de Kiev utilizou contra o Benfica, não deram chances de golo e quase que ganham o jogo.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 16.09.2021 às 11:08

O Ajax foi sempre mais rápido e mais agressivo em todos os sectores. Esta derrota custou-nos muito, mas ver a defesa do Ajax trocar a bola e sair a jogar é uma delícia. A defesa do Sporting troca a bola de forma lenta, denunciada, e às vezes tem que dar o chutão para a frente. A defesa do Ajax troca a bola de forma certeira e rápida e saem a jogar a maior parte das vezes. Interpretes diferentes, música diferente. O meio campo do Ajax foi sempre muito agressivo, não deixaram o Palhinha respirar, comentendo muitas faltas sobre ele. O Matheus lá foi conseguindo umas arrancadas à custa da sua excelente técnica mas esbarravam quase sempre no último terço adversário. Sobre o ataque do Ajax está tudo dito, os números falam por si, passavam pela defesa do Sporting como manteiga com passes simples e rápidos, chegaram sempre mais cedo à bola. De qualquer forma, faltou uma pontinha de sorte, estar a perder aos 2min, um golo anulado por muito pouco, uma bola no poste que salta para as mãos do GR... correu tudo mal.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 16.09.2021 às 13:17

Sempre disse caro amigo que a diferença entre 2 equipas num jogo estará essencialmente na que conseguir ter melhor recepção e passe e se estiverem niveladas nesse capítiulo a melhor equipa é a que conseguir fazê-lo de forma mais rápida, o futebol é simples visto dessa forma que é correcta.

O Ajax tem bons interpretes no passe e como o fazem com confiança, trabalham em bloco avançado sem medo, com isso aumentam ainda mais as linhas de passe.

É precisamente nesse aspecto que a nossa equipa terá que trabalhar mais para poder evoluir.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo