Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (10)

Julius Coelho, em 03.10.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo com o Arouca da 8.ª jornada da Liga BWIN, que resultou numa vitória leonina por 2-1. Golos apontados por Matheus Nunes (14' ) e Nunes Santos (54').

A equipa cumpriu com uma vitória indiscutível, que podia ter ficado logo resolvida na primeira parte, mas com tanto desperdício... depois surgiu o golo do Arouca e o desgaste da Champions League na segunda parte e lá tiveram que vestir o fato macaco para agarrarem e segurarem os 3 pontos até final. Uma noite em que as principais estrelas do costume estiveram apagadas, mas brilhou um cometa espanhol.

0jl15545.jpg

DESTAQUE - PABLO SARABIA - 5 - Cada vez mais perto do que pode fazer, foi o cometa de uma equipa pouco inspirada. Dele saíram os principais lances de verdadeiro perigo para a baliza do Arouca, assistiu nos 2 golos da vitória e ainda podia ter marcado por três vezes, faltou uma melhor definição. Muito competitivo todo o tempo que esteve em campo, a defender, a atacar e a servir os colegas. Sem dúvida que é o grandes reforço desta época. Ficámos surpreendidos com a sua substituição.

ANTONIO ADÁN - 3.5 - Conheceu nova tripla de centrais à sua frente. Teve que mostrar serviço na segunda parte com intervenções seguras, no golo sofrido é um jackpot do adversário, 3 elementos do Arouca no meio de 7 do Sporting em que todos tocam na bola até acabar dentro da baliza. Foi solicitado pelos colegas a jogar como os pés mais vezes que o habitual e saiu-se sempre bem.

PERDRO PORRO - 3 - Jogo muito pouco conseguido e sempre atrapalhado. Mais lento na resposta, teve alguma dificuldade em ligar com o Ricardo Esgaio nas saídas. Na segunda parte piorou e já não se viu mais a subir pelo seu corredor, levou amarelo num lance em que foi agredido e ficou mais nervoso e alterado; foi o passo para sair de cena, o treinador substitui-o dois minutos depois.

RICARDO ESGAIO - 2.5 - Só se deu verdadeiramente por ele quando o Pedro Porro saiu e voltou ao lugar devido na lateral direita. Antes deu nas vistas a correr atrasado atrás do endiabrado Bukia (sacou três amarelos a jogadores do Sporting) que viria a cruzar para o golo do Arouca.

SEBASTIÁN COATES (CAP) - 3 - Conheceu nova dupla de centrais a seu lado e acusou, cometendo falhas no passe que não lhe são usuais, depois recompôs-se e fez uma segunda parte muito mais perto do seu melhor nível. Na hora do aperto voltou a ser o comandante que conhecemos.

MATHEUS REIS - 4 - Deve ter sido o jogo que acertou mais e melhor, muito activo quis mostrar serviço e que merece as oportunidades que o treinador lhe tem dado. Mostrou que consegue ser rápido a recuperar as suas costas, tem evoluído na leitura dos espaços entre ele e o lateral cometendo menos erros e menos faltas. Procura ganhar confiança no passe na saída.

NUNO SANTOS - 4 - Numa estratégia muito ofensiva da equipa surpreendeu a jogar como lateral e foi altamente competente a defender. Marcou o segundo golo cheio de intenção e convicção enganando o guarda-redes do Arouca num momento crucial, logo a seguir ao golo do empate do adversário; já tinha cruzado muito bem antes para o Sarabia no lance do primeiro golo.

JOÃO PALHINHA - 3 - Jogo discreto de uma grande estrela que pouco brilhou na noite; o esforço despendido no excelente jogo que fez na Alemanha deixou-lhe marcas. Foi dos que vestiu o fato macaco na segunda parte, agarrando-se a todos os colegas, na defesa da vantagem que daria os três preciosos pontos.

MATHEUS NUNES - 3 - Estava no sítio certo para empurrar a bola para o fundo das redes no primeiro golo madrugador da partida, aproveitando um bola dada de bandeja pelo Sarabia no "toma lá e faz-te famoso". Depois, pouco mais se viu e foi mais uma estrela que se foi apagando até ser substituído. Tentou sem êxito as suas habituais arrancadas com a bola colada ao pé, mas a jogar mais descaído para o lado esquerdo nunca o favoreceu a ele nem a equipa.

DANIEL BRAGANÇA - 4.5 - Excelente início de partida, pautando o ritmo da equipa nas saídas para o ataque. Tirou o protagonismo habitual ao Matheus Nunes (empurrado mais para a esquerda) com os seus passes muito precisos e imprevisíveis a rasgar as linhas do meio campo do Arouca. Na segunda parte foi perdendo gás e já não conseguia acompanhar o ritmo do jogo; o adversário ameaçava apoderar-se do meio campo e saiu para entrar o mais fresco Ugarte.

PAULINHO - 3 - Jogo mais de esforço físico, conseguia o mais difícil, ganhar a bola, mas depois não lhe dava o melhor seguimento definindo quase sempre mal na entrega ao colega. Foi infeliz nas opções que teve, quando tentava as desmarcações para os passes de Sarabia que acabaram quase sempre nos pés da defesa adversária. Quase que marca nos primeiros lances da partida, mas tinha o guarda-redes adversário muito em cima a fazer a mancha.

LUÍS NETO - 3.5 - Depois das boas exibições nos últimos jogos, surpreendeu ter aparecido no banco. Aproveitando a saída inevitável do Pedro Porro, o treinador desfez o erro inicial e recompôs a defesa. Neto e Esgaio voltaram para os seus lugares e na hora certa porque o Arouca já ameaçava voltar a poder fazer estragos; ajudou a partir daí a controlar melhor a defesa até ao final.

BRUNO TABATA - 2 - Jogou? No registo vem que entrou aos 70 minutos, muito tempo em jogo para fazer tão pouco ou quase nada. Falta-lhe garra e alegria para conseguir melhor critério no que (não) faz.

TIAGO TOMÁS - 2.5 - Está-lhe muito difícil voltar a arrancar nota positiva. Na pressão ao adversário menos mal, correu muito para pressionar, mas depois nunca ganhou um lance no despique, deixando-se antecipar quase sempre. A equipa perdeu claramente capacidade de ataque nesta troca com o Sarabia.

JOVANE CABRAL - 2 - Voltou a confirmar que está a atravessar um péssimo momento, parece que desaprendeu de jogar o seu futebol. Mesmo quando teve espaço nunca o soube aproveitar, com a defesa adversária mais virada para o ataque optou por decisões ao nível de um principiante juvenil.

MANUEL UGARTE - 3 - Junto com o Luís Neto, foi quem veio do banco acrescentar, pena que só tenha entrado a dez minutos do final; com mais cabeça e qualidade acalmou o meio campo da equipa que estava quase perdido para o Arouca. Ajudou a estancar as tentativas de ataque esforçado do adversário. Mostrou ser uma opção muito válida para os futuros jogos da equipa.

RÚBEN AMORIM - 4 - Ganhou os preciosos três pontos que era o mais importante, após uma deslocação extremamente difícil à Alemanha para a Liga dos Campeões. Fez algumas experiências surpreendendo com a equipa titular, mas nem tudo saiu bem; ainda corrigiu oportunamente a defesa com a entrada do Luís Neto e terá que encontrar melhor solução na distribuição de tarefas na dupla Daniel Bragança/ Matheus Nunes. A equipa ganhou o melhor do Daniel mas perdeu o melhor do Matheus.

ARMANDO EVANGELISTA - 3.5 - Se o Sporting tivesse concretizado as oportunidades claras de golo na primeira parte, o jogo teria tido uma história muito diferente. Quem não marca fica a jeito de sofrer. O Arouca fez um golo fortuito num lance de jackpot, que sai uma vez num milhão e a partir daí, sim, conseguiram enervar o Sporting, acreditaram no duplo jackpot e ameaçaram de forma guerreira e organizada a última linha dos leões.

RUI COSTA (Árbitro) - 3 - Cometeu erros na apreciação das faltas e quase que perdia o controlo do jogo com a confusão que surgiu na segunda parte, no lance que envolveu o Pedro Porro, distribuindo vários amarelos mas sem admoestar o principal prevaricador o Bukia. Precipitação do auxiliar a apontar fora de jogo no primeiro golo do Sporting num lance difícil em que só o Var poderia analisar e confirmar.

MANUEL OLIVEIRA (VAR) - 5 - Deixou todos em suspense no lance do primeiro golo; o árbitro e o auxiliar já tinham ajuizado fora de jogo de Sarabia, mas lá meteu a régua e o esquadro nas linhas e repôs a verdade.

publicado às 04:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


51 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 03.10.2021 às 09:06


Caro amigo Julius

De acordo quanto ao destaque de Sarabia. O Daniel Bragança é porcelana fina Vista Alegre, mas Sarabia levou a equipa para a frente durante quase uma hora e até mostrou aos companheiros como temos de ser mais objectivos, directos e práticos nos últimos 30 metros.

Matheus Reis está a corresponder e a resolver uma grande dor de cabeça a Rúben Amorim. Afinal de contas, está a mostrar porque razão foi contratado. Não é um craque, é verdade, mas está a mostrar qualidades que estavam escondidas.

Paulinho saiu e ficámos sem um jogador lá à frente com capacidade física, alguém que pressione fisicamente os defesas e médios adversários. Gostei de ver Ugarte embora tenham sido apenas 15 minutos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 11:56

Um bom dia de Domingo a todos caros amigos

Amigo Leão Zargo a equipa prometeu muito de início que poderia fazer um grande jogo mas foram-se afundando com o decorrer do tempo e acabaram em dificuldades. Sarabia acabou por ser de facto o mais objectivo e por isso esteve uns furos bem acima dos colegas.
Matheus Reis tem surpreendido pela positiva, eu que tenho sido um dos seus principais criticos dei-lhe nota 4 porque a mereceu, naquela posição sente-se mais confortável, vi que até tem a mesma velocidade do Gonçalo Inácio e aí surpreendeu-me bastante porque tinha do seu lado o ponta mais veloz do adversário o tal de Bukia e sempre o acompanhou obrigando-o muitas vezes a refugiar-ne no outro lado da nossa defesa. Já agora esse congolês mostrou coisas interessantes que me surpreenderam, arrancou 3 amarelos aos nossos e no um para um é imparável, vi-lhe uma versão tipo Bruma mas mais evoluída, o nosso scounting devia estar atento a este jogador.

Paulinho vai agora descansar bem, limpar a cabeça e irá regressar melhor, tenho essa vontade e percepção.
Sem imagem de perfil

De Greenhill a 03.10.2021 às 14:31

Faz-nos falta um Bragança x3. A calma e qualidade com sai de situações em que está pressionado é o que vemos jogadores de grandes equipas fazer. Vejo equipas a tentar pressão alta ao MCity, e não adianta pq eles saem sempre a jogar com qualidade. O SCP tem perdido muitas bolas quando pressionado e isso faz com que o adversário continue a fazer pressão pq sabe que vai ganhar a bola. Quer o primeiro quer o segundo golo começam com o Bragança a fazer circular a bola, com calma e qualidade, pressionado. Quando se consegue sair de uma situação de pressão, normalmente existe espaço para o contra ataque ter sucesso.
Ontem havia chuva a dificultar o jogo, mas até aos 60min a equipa conseguiu fazer bem esta saída. Depois disso, começaram a falhar muitos passes, talvez devido ao cansaço e de estarem mais parados e distantes, os passes começaram a sair à queima e perdemos o controlo do jogo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 15:02

Caro amigo Greenhill
O Daniel sempre teve dificuldade a jogar as segundas partes quando é titular, por questões fisicas, mas o Rúben terá que repensar melhor a posição do Matheus Nunes quando jogam os 2 no meio campo, porque estando o Sarabia nos terrenos da direita resta a esquerda para o Matheus e aí sente dificuldade, sente-se afunilado e perde-se muito do que sabe e pode fazer, mas a posição onde o Daniel rende mais é precisamente aquela, por isso um problema dificil de resolver porque a equipa precisa do melhor dos 2. Foi principalmente o cansaço que fez baixar a intensidade e a disponibilidade para oferecerem linhas de passe, percebeu-se isso nos lançamentos laterais a nosso favor quando ninguém se mexia a pedir a bola, depois a entrada do Ugarte confirmou. O uruguaio mais fresco colocou ordem no meio campo e manteve o adversário mais longe da nossa baliza.
Imagem de perfil

De Greenlight a 03.10.2021 às 09:13

Caro Julius,
Paulinho leva 3 pontos? Paulinho foi uma nulidade, em cada jogo que passa Paulinho piora em vez de melhorar. Ontem, a sua incapacidade para marcar golos poderia ter custado a vitória. Paulinho é sempre titular pois os seus potenciais suplentes, TT e Jovane, entram para jogar também muito mal. Paulinho não é um pinheiro (como diria o Paulo Sérgio) mas sim um eucalipto, a sua contratação por valores obscenos, secou todo o orçamento e agora levamos com ele e não há mais opções. A propósito da seca de golos de Paulinho, há quem se atreva, a invocar os nomes de Yazalde e Acosta que, ao princípio, também tiveram dificuldades em mostrar o seu valor. Pois Paulinho já mostrou a sua incompetência em marcar golos e os nomes que ele faz lembrar são Purovic ou até o inenarrável Pongole e não os grandes goleadores referidos acima.
SL
Sem imagem de perfil

De Profeta a 03.10.2021 às 10:06

É aquilo que eu já disse aqui: até ao fim de Janeiro não tivemos Paulinho e estávamos em primeiro lugar já com uma vitória sobre o Benfica! Espero que quando o Pote regressar este seja titular com Sarabia e Nuno Santos na frente de ataque. Qualquer um dos três marca mais golos que o Paulinho não sendo eles pontas de lança!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 13:16

Amigo Profeta,

Quando regressar o Pedro o Paulinho irá sentir-se mais confortável porque combina bem melhor com ele, mas também é verdade que o Sarabia conhece bem a posição de ponta de lança.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:07

Caro amigo Green,

Não tem sido fácil pontuar as prestações do Paulinho, porque todos queremos que ele esteja sempre mais perto do golo e voltou a não estar é um facto, não teve também sorte no jogo de ontem, uma parte foi mesmo falta de sorte porque sendo verdade que tomou várias decisôes erradas por más opções quando tentava fugir aos defesas contrários procurando a desmarcação é também verdade que quando acertou o colega errava passando a bola para outro colega pior posicionado.
Mas ganhou muitas bolas pelo ar e foi mais um a fazer menos mal no processo defensivo, saiu mas o ataque ficou ainda pior.

Mas o jogo caro amigo não foi só o Paulinho.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 03.10.2021 às 13:37

Greenligh

Depois de ler o seu comentário, e outros, veio-me à memória uma frase batida, que vou adaptar: deixem o Paulinho em paz. Rúben Amorim já disse, mais que uma vez, que Paulinho tem tarefas a executar na equipa, e que não está só para marcar. A verdade, neste jogo, é que quando saiu a equipa piorou, e até eu que não sou catedrático do futebol, notei isso.

A equipa joga com onze jogadores. Na frente quantos não cometeram vários erros. Neste, e noutros jogos, quantos falharam golos de baliza aberta. Esta perseguição ao Paulinho, independentemente das suas falhas, está a tornar-se caso de estudo. E compará-lo a Purovic ou a Pongole, brada aos céus. Eu, no imediato, chego a uma conclusão. O nosso treinador não deve perceber nada de futebol. Devia andar por este e outros espaços, para aprender com quem realmente sabe.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 13:54

amigo Nação Valente,

"quando saiu a equipa piorou"

É uma verdade que ninguém consegue desmentir ou argumentar.
Sem imagem de perfil

De jose Gonçalves a 03.10.2021 às 15:13

Piorou, penso eu , porque fechou as portas do ataque e remeteu-se àquilo que realmente sabe fazer bem, que é defender ( e o resultado justificava-o ).
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 03.10.2021 às 14:24

O próprio Ruben Amorim criticou a ausência de golos do Paulinho, portanto não existe campanha nenhuma contra ele, o que existe é uma atitude negacionista de alguns sportinguistas perante a realidade dos factos que demonstram que o nosso ponta de lança não marca golos.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 03.10.2021 às 14:51

O nosso ponta de lança não marca golos? E que ponta de lança os marcou, desde que Rúben Amorim é treinador. Na minha observação directa , , e nas explicações do treinador, Paulinho, não foi contratado para jogar fixo na área. E mesmo que assim fosse, era preciso que lá lhe colocassem, bolas jogáveis.

Acontece que Paulinho, vem buscar jogo atrás, transporta jogo, tabela no segundo terço...e como não é nenhum deus não pode estar em todos os sítios ao mesmo tempo. Deve marcar mais golos? Claro. Pedro Gonçalves, enquanto avançado, faz muitos golos, mas é de outra "galáxia". E se não for impedido por lesões, não fica muito tempo no Sporting.
Imagem de perfil

De Greenlight a 03.10.2021 às 15:36

Nação Valente

Então, que a propósito de Paulinho se fale de Purovic ou Pongole escandaliza-o? Mas que haja quem compare Paulinho a Acosta, Yazalde e até Jordão já não o escandaliza?
O que é uma caso de estudo é toda a narrativa que se criou e se vem alimentando de que Paulinho não marca mas joga muito e que esse é o desígnio do sistema táctico. Até Amorim já veio dizer que Paulinho tem que marcar golos. Pois, o problema é que esse pequeno detalhe do jogo "marcar golos" é uma tarefa muito complicada para Paulinho.
E quanto a Ruben Amorim é óbvio que ele percebe muito de futebol e não precisa de vir ao Camarote Leonino para aprender. Vencer o campeonato pelo Sporting não é para qualquer um e esse troféu é de Amorim, com todo o mérito.
No entanto RA não é infalível e (ia dizer na minha opinião) mas é mais uma matéria de facto ( ou de factos) que fala por si: Paulinho tem 23 jogos pelo Sporting e apenas 4 golos (Transfermarket). Foi a contratação mais cara do Sporting e tem sido um verdadeiro desastre. Aqui, Ruben Amorim errou e só não vê quem não quer ver.

SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 03.10.2021 às 16:55

Greenlight

Não comparo, da mesma forma que não comparo Yazalde com Acosta, Jordão ou vice versa. São jogadores com características diferentes. Nem digo que enquanto ponta de lança, está ao mesmo nível. Mas é um jogador que tem história de avançado e de marcador de golos. Porque não marca no Sporting? Essa reflexão é que devia ser feita, colocando várias variantes. Agora a comparação, por exemplo, com Purovic, não me parece pertinente. Este nem marcava, nem jogava.

Rúben Amorim é humano, e erra com qualquer pessoa. E até já o tem admitido. Apesar de ter constatado que Paulinho deve marcar mais, considero que continua a confiar nele, e como tem dito, não se arrependeu de o ter pedido. Como técnico de futebol, o que não sou, Rúben tem mais competência para avaliar os seus jogadores. Considero que Paulinho é um avançado, que sevai formando irracionalmente, como bola de neve, mais que um ponta de lança. Agora este negacionismo contra ele, não o ajuda a ultrapassar alguns bloqueios. No jogo vejo-o com falta de confiança, na hora do remate.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 03.10.2021 às 09:38

Bom dia Julius,

Exibição algo frouxa.... merecemos ganhar mas não dominámis totalmente.
Sarabia melhor em campo, gostei outra vez do Matheus Reis.
Novamente o problema Paulinho mas desta vez o Amorim assumiu o problema tanto na conferência como na substituição que fez.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:11

Acabou frouxa caro amigo Schmeichel, mas prometeu muito de início, creio que o desgaste provocado pelo jogo da Alemanha teve muita influência porque cairam de rendimento muito prematuramente.
O problema Paulinho mas quando ele saiu o problema ainda ficou bem maior.
Imagem de perfil

De Greenlight a 03.10.2021 às 15:41

Caro Julius,
Este comentário em parece seu. Quando Paulinho saiu a equipa já estava toda em perda. Mas se quiser ver as coisas por esse prisma enviesado, isso não prova que Paulinho seja bom ou que estivesse a jogar bem e apenas que Tiago Tomás e Jovane são, ou estão piores. E esse é precisamente um dos problemas, pois ao contratar-se Paulinho por 16M€ (70% do passe) não sobrou dinheiro para qualquer outra contratação e o nosso ataque é o que se vê. Má gestão dos recursos na construção do plantel.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 17:48

Nunca disse caro amigo que o Paulinho fez um bom jogo, mas até começou bem como toda a equipa, mas viu-se a diferença quando saiu, já não conseguimos ganhar bolas lá na frente, e na confirmação do Tomás e o Jovane não estarem melhor, então que fazer? Que milagres se pode arreglar? Temos que ir com o que temos e apoiar o que temos porque foi com o que temos que fomos campeões.
Sem imagem de perfil

De RCL a 03.10.2021 às 18:53

Schemeichel
Este quase!
Sem imagem de perfil

De FF a 03.10.2021 às 10:28

Bom-dia,
O futebol não é a minha modalidade preferida.
No entanto como sportinguista permito-me meter foice em seara alheia.
Assim, relativamente ao Paulinho sugiro uma terapia idêntica à que em tempos idos
foi aplicada ao saudoso Jordão que estando a passar um mau momento (e quem é que os não tem?) foi colocado no banco apenas a assistir ao jogo e quando voltou à titularidade mostrou o grande jogador que sempre foi.
FF
Imagem de perfil

De Greenlight a 03.10.2021 às 10:35

Para mim, é incompreensível que a propósito de Paulinho, alguém se consiga lembrar de grandes jogadores. O saudoso Jordão foi um jogador extraordinário. O Paulinho, coitado, nos seus melhores dias, será suficiente +.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 03.10.2021 às 12:08

A diferença é que o Jordão era craque da cabeça aos pés e toda a gente sabia o seu valor, pese embora o mau momento. Este nunca mostrou nada de especial e foi contratado por 17 milhoes. Consigo enumerar 10, se calhar ate 20 avançados melhores que ele por esse valor.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:19

O Rúben ainda irá encontrar a forma de ele poder render mais perante as suas caractrísticas.
Imagem de perfil

De Greenlight a 03.10.2021 às 13:02

O Julius é um optimista incorrigível.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 13:18

Não vou desistir do Paulinho com facilidade, ainda acredito que pode dar a volta e conseguir adaptar melhor as suas caractristicas ao que a equipa necessita dele.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:15

Amigo FF,
O Paulinho vai agora descansar 2 semanas, e pôr tudo no lugar na sua cabeça, vai desligar como disse o Rúben Amorim e vai voltar melhor e com ganas de dar a volta à situação. Pode fazer melhor e quisá com a volta do Pedro Gonçalves as coisas comecem a encarreirar.
Sem imagem de perfil

De FF a 03.10.2021 às 13:59

Boa-tarde, caro Julius Coelho,
Agradeço o seu comentário e quero esclarecer que, não percebendo pouco ou nada de futebol, (apenas procuro informar-me dos resultados dos jogos do SCP e leio sempre as suas notas que me esclarecem sempre sobre o andamento da modalidade no que ao nosso clube diz respeito).
Na sugestão que apresentei e como está bem patente apenas limitei-me a sugerir uma possível terapia para o mau momento do atleta (sou apologista de que deve ser dada sempre uma segunda oportunidade a quem erra) e nunca pretendi igualar o valor como futebolista dos referenciados Jordão e Paulinho.
Saudações Leoninas.
FF
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 14:22

Depois de uma época fantástica a todos os níveis este mesmo grupo enfrenta agora um desafio ainda maior, porque já ninguém é surpreendido, um campeão já não surpreende, ganhou sim o estatuto indiscutível de equipa forte e dificil de bater, são os resultados que falam por si e também os comentários que ouvimos e lemos faitos pelos adversários. Hoje o Sporting é uma equipa temível que todos querem ganhar e mostrar -se porque sabem que ficam famosos se a conseguirem derrubar.

A frase dita por alguém, que é uma equipa fácil de desmontar ficou célebre e um desafio a todos para que mostrassem essa facilidade, o que fez cerrar as fileiras ainda mais e o tempo passa, foi passando e aí segue com as peças todas ainda no seu devido lugar porque ainda não houve arte nem engenho de ninguém paras as separar, afinal nunca foi assim tão fácil de desmontar.

Paulinho é simplesmente uma dessas peças importantes que tem o simbolo de campeão nacional na sua camisola em todos os jogos que entra.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 03.10.2021 às 11:20

Bom dia caro amigo Julius,
Foi um viitória merecida mas, como tem acontecido ultimamente, o resultado e o desenrolar do jogo podiam e deviam ter sido outros.
A primeira parte foi boa e o resultado devia ter sido mais dilatado.
Não gostei da segunda parte. Pouco critério na circulação de bola, com muitas perdas. Colocamo-nos sempre a jeito do adversário, que vai ganhando moral e, num lance fortuito, poder marcar. Acredito que o cansaço da Champions tenha tido influência, mas é um sofrimento, para a equipa e para os adeptos, desnecessário.
Algumas opções e variações tácticas do Rúben Amorim não foram bem sucedidas. Como bem diz ganhamos o Bragança mas perdemos o Matheus. Com aquele trio de meio-campo o desenho táctico deve ser outro.
Só entendo a saída do Sarabia por cansaço.
Na frente o problema está a agudizar-se. O Paulinho esta com nítida falta de confiança, o TT parece ter estagnado (ou regredido?) e o Jovane só pode estar com problemas existenciais.
Gostei da entrada do Ugarte, a pedir mais tempo de utilização.
O mais importante foi a conquista dos três pontos e agora é recuperar o possível nas próximas duas semanas
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:36

Amigo Leão do Norte,
O golo do empate quase no início da segunda parte e da forma como foi obtido quando tinhamos a equipa perto da área adversária a assistir a um canto, alertou a todos para o perigo e conseguiram por isso logo o empate de seguida e creio que o facto de se verem de novo na frente do marcador fez desligar a intensidade da equipa que começou também a sentir algum desgaste e pensaram instintivamente que podiam controlar o adversário se recuassem um pouco mais. É o erro comum das equipas que estão a ganhar pela diferença mínima, porque essa diferença nunca permite controlar nada nem ninguém com 100% de garantia e eficácia.

Por sorte o Matheus Reis e o Nuno Santos seguraram bem uma esquerda que tem andado doente precisamente numa noite em que foi o lado direito sempre tão saudável que colapsou mais vezes, aquela ideia do Esgaio a central nem na play stattion, viu-se a diferença depois quando o Luís Neto foi para lá.

O Matheus Nunes foi empurrado para terrenos que lhe são estranhos e sentiu o seu futebol afunilado e não rendeu o que costuma render.

Áparte a vitória dos 3 pontos, ficou também o positivo de ver-mos que o Ugarte pode ser de facto uma opção muito válida.

O nosso ataque está doente e precisa de ser curado, quiça esta paragem venha em boa hora e regressem cheios de novidades boas.
Sem imagem de perfil

De José Silva a 03.10.2021 às 11:43

Concordo mais uma vez com as notas de Julius em relação à equipa do Sporting. Matteus Reis afinal não era tâo "fraco" como o pintavam. O problema é que muitas vezes nós adeptos não temos paciência e queremos que os jogadores que vêm para o Sporting, tenha imediatamente rendimento desportivo. Alás, isto também acontece noutros clubes. Não foi uma grande exibição mas, foi o suficiente e justa.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 03.10.2021 às 12:29

"O problema é que muitas vezes nós adeptos não temos paciência e queremos que os jogadores que vêm para o Sporting, tenha imediatamente rendimento desportivo."
E quantos jogadores o Sporting já desperdiçou pela impaciência dos adeptos e consequentemente pela insegurança das equipas técnicas?

Ninguém está a pedir "crédito ilimitado" para os jogadores, mas, após meia dúzia de jogos, não é legítimo estar a condená-los.
Os tempos e as necessidades de adaptação variam consideravelmente.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:43

Matheus Reis foi criticado quando mereceu sê-lo, roçou o ridículo em algumas vezes que foi chamado antes amigo José Silva, e estivessem bem o Vinagre e o Feddal e continuava sem poder mostrar que pode ser opção válida. O Feddal estando bem é manifestamente superior a ele. Melhorou considerávelmente porque limpou mais a cabeça e deixou-se daquelas malandrices sul americanadas em que cada vez que disputava um lance fazia falta, pensando ele que invisível mas todos viam.
De todas as forma ficou a ideia clara que temos que fazer mais e melhor se quisermos ter aspirações numa época mas complicada com a concorrência mais forte e determinada.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 03.10.2021 às 12:05

Quem é o "Bruno Amorim", Julius?

Mais uma vitória, e em boa hora pára o campeonato. Paulinho que aproveite a paragem para treinar a finalização que bem precisa.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 12:47

Caro amigo Jusko

É facil responder , o treinador é dos últimos a levar a nota e quando lá chego ja são sempre altas horas da madrugada e bom também joguei na alemanha e ressenti-me do desgaste .

Sem dúvida que esta paragem ao contrário de outras vem no momento certo, tenho a sensação que vamos ver depois uma equipa renovada em muitos detalhes.
Sem imagem de perfil

De Rui a 03.10.2021 às 13:39

Uma vitória muito importante caro Julius. Até agora, no campeonato, a equipa tem-se mantido bem, apesar das dificuldades que são normais. A paragem, como disse RA, será benéfica, esperemos que não os jogadores não regressem lesionados.
Destaque para a mobilidade tática que RA obriga os jogadores a ter, colocando Esgaio na defesa. Aumentam-se as soluções sem necessidade de aumentar o plantel e de ter jogadores desmotivados por serem poucos utilizados.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 13:52

Um plantel curto nunca vai desmostivar os jogadores porque todos sentem que podem jogar no jogo seguinte, o treinador faz uma rotação justa perante as perfomances que demonstram no jogo, o Daniel fez aqueles 10 minutos muito bons na Alemanha e saltou de imediato para a pole position do jogo seguinte, quem ameaçou tambem essa pole position foi o Ugarte. Irá aparecer mais vezes nos próximos jogos.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 03.10.2021 às 15:03

Ugarte para mim não é surpresa... Ainda vai ser muito útil esta época.
Próximo jogo é jogo de Taça, contra a equipa mais fraca da 1a liga, espero bem que se faça descançar o Palhinha, depois das mais que previsíveis titularidades nos jogos da selecção e se dê a titularidade ao Ugarte. Aposto que se vai revelar uma alternativa válida
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 15:16

Caro amigo é contra o velhinho Belenenses e não contra o reguila Belem SAD.

Ugarte vai ganhar o seu espaço pouco a pouco tem qualidade para lá chegar e entrar na história do Sporting.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 03.10.2021 às 17:11

Ui, a sério? Obrigado pelo reparo, não fazia ideia que íamos jogar contra o verdadeiro Belenenses
Sem imagem de perfil

De jose Gonçalves a 03.10.2021 às 15:31

É também o que eu penso ser a melhor via para ter uma equipa motivada, jogadores o mais polivalentes possivel; assim o desgaste será totalmente controlado e arranjar-se-a sempre uma equipa titular, dentro de 21 ou 22 titulares!
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 03.10.2021 às 16:12

Boa tarde caro Julius.
Concordando em boa parte com as suas notas, não posso deixar de tecer algumas considerações sobre o desempenho da equipa.
Uma muito boa entrada, forte, pressionante, sem dar grandes chances ao Arouca, depois o golo e deu a idéia que a equipa baixou de intensidade permitindo ao adversário algum empertigamento que só não teve consequências de maior dada a menos valia deste Arouca, sem necessidade nenhuma, marcámos cedo, era cair em cima deles para marcar mais, porque na 2ª parte era evidente que íamos pagar a fatura de Dortmund... Esta é a nossa sina, acabar sempre com o credo na boca.
Em termos táticos a equipa não foi assim tão diferente do que é habitualmente, esse trio de meio campo na realidade era um duo, porque Matheus Nunes descaía para a meia esquerda preenchendo espaço que geralmente é do avançado esquerdo, ultimamente Nuno Santos com este na posição de lateral, Paulinho no meio, Sarabia na direita... A equipa ganhou qualidade com o Bragança no meio mas Matheus Nunes estava fora da sua posição natural e disso se ressentiu. O problema lá à frente mantém-se, falta de eficácia na hora de finalizar. Fala-se e critica-se muito Paulinho, eu não concordo com muitas criticas, o jogo não chega ás zonas de decisão com qualidade para finalizar, quando assim é, este procura outras zonas para abrir espaços e desequilibrar, num trabalho de desgaste que, quando havia Pote, lá se disfarçada dada a elevada qualidade a finalizar deste último, agora sem Pote cobra-se mais a Paulinho a meu ver injustamente, este faz o que pode mas atacar é um processo, a ineficácia dele não pode exclusivamente ser atribuída a um jogador.
Por isso eu gostava de ver a equipa num 3-5-2 puro, três centrais, laterais Nuno Santos e Porro, meio com DB (ou Ugarte), Palhinha e Matheus Nunes, avançados Paulinho e Sarabia, seria interessante, este último fez muito bom jogo ontem mas creio que num sistema de 2 avançados jogará ainda melhor.
Por último duas notas: Matheus Reis é claramente melhor a central do que a lateral e tem vindo a surpreender pela positiva, não é um craque mas melhorou muito, certinho a defender e menos faltas (algumas que fazia eram bem parvas).
Não compreendi (sinceramente) Esgaio a central? Tendo Neto no banco que tem jogado tão bem??
O que interessa fundamentalmente é ganhar e isso foi conseguido e merecidamente.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 17:59

Amigo Paulo
por isso escrevi que o jogo sacó o melhor do Daniel mas perdemos o melhor do Matheus Nunes e agora o que será melhor para a equipa?

Paulinho pelos vistos faz muito trabalho invisível para uma parte dos adeptos e fica dificil explicar-lhes o que não conseguem ver. Ontem enquanto as estrelas da equipa passavam por uma fase mais discreta teve um cometa que ficou mais visível, passando por ele as principais ocasiões de verdadeiro perigo que feriram o adversário, é verdade que a melhoria do Sarabia se deveu à qualidade do Daniel atrás dele, que ajudou a provocar espaços no adversário em que o Sarabia não se fez rogado e mostrou do que pode fazer nesta equipa.

Esgaio foi um tira teimas de uma ideia experimental do treinador, é a jogar a sério que se vê e se conclui.
Mas demorou a corrigir, no entretanto podiam ter acontecido dissabores maiores.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 18:00

Agora vou assisitir á final do mundial de futsal e já volto
Sem imagem de perfil

De João F. a 03.10.2021 às 19:18

Os brunistas encapotados e os desmascarados criticam o Paulinho, porque não têm mais nada palpável para criticar a equipa técnica e a direcção.
Com mais ou menos dificuldade, a equipa vai-se defendendo e se o Paulinho começar a marcar na retoma do campeonato, essa gentinha triste ressabiada e sem princípios, irá meter a viola no saco, sem reconhecer que se enganou e procurará encontrar outra coisa, porque está visto, que a azia é muita e difícil de conter!
Nas ideias primárias que têm e que lhes foi metida a martelo na tola, nunca seria possível vir alguém depois do seu poltrão trafulha fazer melhor! Foi o que eles afirmaram por todo o lado e como a realidade lhes diz, que afinal nada disso aconteceu, sentem um sofrimento enorme!
As derrotas dos brunecos têm sido "mais do que muitas". O assunto Paulinho, pode ser comparado um ramo cheio de espinhos a que se agarram para apontar alguma coisa, com a esperança que as suas convicções não se afundam cada vez mais!
Durante 5 anos foram formatados para agirem como negacionistas! A prova mais recente deram-na quando na última AG votaram contra a escolha dos nomes para as portas do Estádio de Alvalade, dalgumas das maiores figuras do Sporting dos últimos 50 anos!...O que conforta a ideia àqueles que dizem, que para eles, o Sporting não existia antes da chegada à presidência do seu pastor de má memória.





Imagem de perfil

De Julius Coelho a 03.10.2021 às 21:38

Paulinho tem as costas largas caro amigo, e vai seguramente deixar um saco cheio de golos quando chegar ao seu dia de ir embora.

Nesta equipa todos atacam e todos defendem, a indirecta que o treinador deu sobre o assunto João Mario diz tudo, no Sporting seria seguro que não teria tanto protagonismo como o que tem actualmente no Benfica,

Numa equipa em que todos fazem pela vida, o importante é chegarem ao final dos jogos com mais um golo que o adversário, não importando quem os marque, isso é uma verdadeira equipa focada, unida e comprometida e essa equipa é sem duvida a do Sporting e foi assim dessa forma que foram campeões e chegaram a ter 10 pontos de vantagem na época passada.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 04.10.2021 às 02:29

Pra ser sincero, não me preocupa muito quem marca os golos, interessa é como o Julius diz: chegar ao fim dos jogos com mais golos que o adversário, porque "elas contam é lá dentro" o resto é história.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo