Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (13)

Julius Coelho, em 20.10.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Besiktas em Istambul da 3.ª jornada da fase de grupos da Champions League, que resultou numa vitória por 4-1. Golos de Sebastián Coates (15' e 27'), Sarabia (44'gp) e Paulinho (89').

O Leão rugiu forte em Istambul, marcou por 4 vezes num festival de golos perdidos. Com um ataque demolidor arrasou na sua primeira vitória em terras turcas, esfriando e silenciando o sempre entusiástico público do Besiktas no caldeirão do Vodafone Park. Entrou no jogo na expectativa do que faria o adversário levando inicialmente com alguns sustos que o enorme Adán resolveu, depois percebeu que tinha condições de fazer mais e melhor, arregaçou as mangas e foi para cima deles subindo sempre de produção até ao apito final do árbitro. Aos 70 minutos já o treinador dos turcos estava sentado quietinho no seu banco com a toalha atirada ao chão.

img_770x443$2021_10_19_06_47_06_1917473.jpg

DESTAQUE - SEBASTIÁN COATES (CAP) - 5.5 - Nem foi necessário as habituais horas extraordinárias para marcar à ponta de lança. Aos 27 minutos já tinha metido dois lá dentro e para os mais distraídos que não viram como cabeceou para o primeiro, repetiu o lance novamente minutos depois com igual cabezazo. Dois golos a papel químico e quase um terceiro, não fosse a mão do Vida a desviar a bola, que resultou num penálti das novas tecnologias. Depois ainda armadilhou todos os terrenos da defesa da equipa, fazendo cair sistematicamente em fora de jogo os avançados turcos. Merecia um ...6.

ANTONIO ADÁN - 5 - Vê-se que é um guardião muito feliz na baliza do Sporting, Clube que aprendeu a amar e com o qual vai assinar um novo e merecido contrato. Naqueles primeiros quinze minutos, enquanto os colegas ainda não tinham entrado bem no jogo, resolveu e foi resolvendo sozinho os vários problemas com intervenções de excelente nível, depois o interruptor da equipa ligou e lá pôde respirar e assistir ao jogo.

PEDRO PORRO - 4 - Andou toda a primeira parte preocupado com o pezinho, sempre a ver onde o colocava. O treinador deve ter-lhe dito alguma coisa ao intervalo, porque no regresso ao relvado voltámos a ver aquele espanholazo sem medo, a ir para cima deles e a disputar os lances para ganhar. A equipa tem dois jovens defesas direitos fantásticos; quem viu o outro jogo ao princípio da tarde, dos juniores, viu o Gonçalo Esteves e tudo o que fez.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - Uiiiiiii!! Aquele início ainda andou aos papéis!! Salpicou o bom e o mau mas lá se recompôs e acalmou, o comandante também deu uma ajuda; o lance do primeiro golo é ele que a desvia no primeiro "palo" para a cabeça de ouro do patrão Seba. Na segunda parte subiu de produção como toda a equipa e voltámos a ver o Gonçalo Inácio no seu melhor.

ZOUHAIR FEDDAL - 3.5 - Cumpriu bem a sua tarefa é um facto, mas nota-se que ainda não está a cem por cento. Cometeu alguns deslizes primários com a linha do fora de jogo e no timing de entrada dos avançados do Besiktas, depois tranquilizou-se e foi sempre a subir de produção especialmente na capacidade de antecipação aos adversários.

MATHEUS REIS - 3.5 - Entrou no jogo com clara dificuldade de interpretar a sua missão e parecia que iria ter uma tarde difícil e de grande desacerto. Nunca transmitiu fiabilidade na sua tarefa mas lá foi melhorando com o decorrer do jogo. Sempre muito esforçado mas nem sempre com o critério que se pedia, fisicamente parece estar bem, apoiou sempre os colegas mais adiantados na construção dando linhas de passe.

JOÃO PALHINHA - 4.5 - O meio campo da equipa demorou a entrar no jogo; na primeira parte ele e o Matheus Nunes tiveram alguma dificuldade em perceber o jogo do adversário e com isso o acerto dos espaços a preencher. Tiveram que receber instruções do treinador que os ajudou a corrigir tudo o que parecia que estavam a complicar. Os golos do capitão ajudaram a "acalmar" o adversário e ligaram o João Palhinha ao jogo; a partir daí varreu tudo à sua frente até ao final. Comprou o meio campo com suor, garra e aquela qualidade que lhe reconhecemos.

MATHEUS NUNES - 4 - O jogo até parecia estar bem propício às suas características de vagabundo, mas faltou melhor definição no critério da decisão e no último passe. Sempre teve espaço àss carradas, mas raramente os soube aproveitar da melhor forma; melhorou também na segunda parte mas...sabe fazer muito mais e melhor.

PABLO SARABIA - 4.5 - A primeira vez que vimos jogar o trio (Pote, Paulinho e Sarabia) na frente do ataque e a equipa marcou quatro golos num estádio tradicionalmente terrível para qualquer adversário. Mas ficou bem evidente que falta ainda muito trabalho para melhorarem o seu entrosamento, principalmente no último passe, em que falharam várias vezes. Foi muito competente, difícil de marcar e sempre com muito bom critério no passe, marcou a grande penalidade num remate sem hipóteses para o guarda-redes. Terá que aparecer mais vezes com a sua temível meia distancia.

PEDRO GONÇALVES - 4 - Joga e faz em simultâneo o trabalho de recuperação física para voltar aos níveis de intensidade que lhe conhecemos. Falta-lhe um pouco mais ainda, está já perto, mas os falhanços pouco habituais em lances que sempre acertava provam isso. O critério, o último passe, a capacidade física na disputa, o feeling, tudo está a caminho e não tarda a chegar-lhe.

PAULINHO - 5 - Uiiii! Dar nota 5 ao Paulinho... Eu explico, duas bolas nos "palos" uma assistência para o segundo golo e um golazo que vale dois pontos e aí temos o 5. E ainda deu de borla tudo o resto que fez. Quiçá entusiasmado com o nível da guarda de honra ao seu lado (Pote e Sarabia) arrancou um muito bom jogo, dos melhores que fez desde que chegou. As defesas adversárias que se cuidem.

RICARDO ESGAIO - 3 - Agora foi bombeiro na esquerda, um sector que continua a dar trabalhos ao treinador. Cumpriu com a sua experiência, mas entrou já no melhor período da equipa, quando o adversário já tinha o seu treinador sentado no banco resignado e desiludido com o resultado e com tudo o que se passava no relvado.

TIAGO TOMÁS - 2 - Jogou dez minutos e viu-se por duas vezes: uma a levar um amarelo por uma entrada despropositada aos pés de um adversário e na outra, quando e mais uma vez, falha um golo cantado à boca da baliza.

DANIEL BRAGANÇA - 1 - Quatro minutos em jogo. Nem deu para o banho.

LUÍS NETO - 1 - Também jogou os últimos quatro minutos, mas mereceu, foi mais uma internacionalização para a sua carreira que já soma umas quantas. 

NUNO SANTOS - 1 - Quatro minutos em campo para não amuar, não pode dizer que não jogou.

RÚBEN AMORIM - 6 - Começam a faltar adjectivos para classificar este jovem treinador que mudou o rumo do nosso Sporting CP para uma rota de sucesso e de vitórias, com bom futebol, vivo, atraente, eficaz, que tantas alegrias tem dado nos últimos tempos a toda a nação sportinguista. Preparou bem o jogo e a mente dos seus jogadores para uma partida que era uma final, em que só a vitória interessava. Ganharam e convenceram na primeira vitória do Sporting em terras turcas. Depois ter um defesa central que mete inveja a todo o mundo ajuda muito. Agora vai ter o trabalho sempre complicado, mudar o chip à equipa para o jogo do campeonato.

SERGEN YALÇIN - 2 - Só deve ter visto o resumo do Sporting-Ajax e acreditou na virgem Maria. A sua equipa ainda fez umas cócegas na primeira parte mas todo aquele vendaval provocado pelo Seba e companhia destruiu por completo todos os seus sonhos. Resignou-se e saiu de fininho para o banco e por ali ficou até ao apito final do árbitro.

SLAVKO VINCIC (Árbitro) - 3.5 - No geral fez uma boa arbitragem, mas fez vista grossa à falta no lance do golo do Besiktas, o marcador apoia-se no Matheus Reis impedindo-o de disputar o lance. Depois o VAR podia e devia ter anulado o golo. 

MATEJ JUG (VAR) - 3.5 - Por um lado, agiu positivamente no lance da grande penalidade; na imagem corrida ninguém deu pela mão do Domagoj Vida (lance idêntico no Estoril mas que o VAR português nada fez). Já tinha impressionado negativamente no lance do golo do Besiktas ao não o anular por clara falta sobre o defesa do Sporting.

publicado às 04:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


30 comentários

Sem imagem de perfil

De João a 20.10.2021 às 15:44

Obrigado pelas notas, caro.

Grande vitória, que prove aos nossos jogadores que podemos ser felizes nesta competição. O apuramento para a fase seguinta, ao dia de hoje, pouco me interessa.

Continuamos a demonstrar muitas dificuldades na transição ofensiva, quando temos de definir bem, quando temos de ferir o adversário e fazer golo. Foram muitas as situações de 3x3 ou até superiodade numérica que nem perigo deram e isto tem se visto em quase todos os jogos do campeonato.

Quanto às notas, discordo da nota do Inacio vs Feddal, isto é, Feddal demonstrou muitas dificuldades quando saimos a jogar curto (deu uma bolinha com zero a zero) e também com bolas nas costas. Enquanto Inácio apesar de ter entrado mal subiu muito durante o jogo.

Sarabia parece-me um jogador (apesar da qualidade de definição e leitura de jogo) muito débil fisicamente e pouco competitivo, o que ficou bem demonstrado quando TT (um jog. medio ainda a crescer) entrou e principalmente defensivamente mudou o jogo do Sporting ( a recuperação que permite o 4o golo é dele).

Por último Paulinho, bolas nos postes não devia dar pontos só porque sim, a primeira bola no posto tem de ser golo. Não tem tema. A segunda bola, apesar de ter trabalhado bem sobre o central, aquele golo era feito de primeira (apesar do passe do Pote ter sido lento).

Um abraço e viva o Sporting

João
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 20.10.2021 às 16:35

Bem analisado caro amigo João

Vamos por partes;

Completamente de acordo que temos que trabalhar muito mais e melhor a definição do ultimo passe e até do critério para enviar a bola pelo caminho que mais pode ferir o adversário, tivemos de facto espaço muitas vezes com igualdade numérica ou mesmo superioridade e não deu em nada nem num remate perigoso e isso tem que ser trabalhado, a favor o facto de Sarabia ainda dar os primeiros passos na equipa e o Pote só agora pôde voltar mas terá que ir com calma, fazer o endurance competitivo de forma progressiva sem exagero para que não tenha alguma recaída.

Aqueles primeiros minutos preocuparam nem o meio campo nem a defesa acertavam nos espaços das marcações, demoramos a encaixar no jogo e nem todos encaixaram, o Matheus Nunes nunca conseguiu encaixar no jogo do adversário.

Nos lances que refere do Paulinho vejo-lhe um déficit de confiança na decisão de atirar à baliza, confiança que só a recupera com golos como o que marcou. Bastou ver o seu semblante após a marcação do golo, demonstrou um sentimento de insatisfação, porque sabe que está em dívida. Os pontos foram porque participou nos lances que podiam ter dado golo, estava lá.

O lance que refere de facto devia ter sido de primeira, mas lá está, a confiança...trata-se sómente de confiança, em situação de a ter em alta teria atirado de primeira.
Sem imagem de perfil

De RCL a 20.10.2021 às 18:15

Julius
O historial do Sporting na LC é muito pobre; só uma vez conseguiu chegar aos 4ºs de final : 1982/83 com a equipa construída por Allison, já desfalcada de Inácio e Eurico e treinada por António Oliveira (jogador treinador).Não há volta a dar.........
Roma e Pavia não se fizeram num dia, o Sporting vai levar tempo a chegar ao nível do Ajax( vencedor de 4 LC).; mas tem potencial, uma Academia onde os talentos aparecem do dia para a noite. Há muito trabalho pela frente mas julgo que estamos, agora, no bom caminho.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 20.10.2021 às 19:05

As conhecidas limitações financeiras foram uma das principais razões para essa realidade ter acontecido mas nada sabemos do futuro.

O presente esse sim, agrada-nos e deixa-nos satisfeitos, principalmente porque fica à vista a enorme margem que ainda existe para evoluir, vamos acreditar como sempre temos feito.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 20.10.2021 às 21:10

Amigo Julius, concordo com as suas notas, os nossos rapazes foram uns heróis

Beijinhos
Resto de Dia Feliz
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 20.10.2021 às 22:51

Querida amiga madeirense,

Um dia em cheio, ganhamos nos juniores e seniores na Turquia e ganhamos no andebol tudo na champeon da europa. Elevamos bem alto o nome do Sporting estão todos de parabens.

Andavam por aí uns invejosos por termos levado 5 golos do Ajax parece que a inveja surtiu efeito

Um resto de uma boa noite, beijinhos
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 20.10.2021 às 21:35

Boa noite caro amigo Julius,

Uma bela e saborosa vitória. Só com vitórias, especialmente como esta, podemos trilhar um caminho de consistência europeia.
Fantástico o capitão e justo destaque para o Paulinho. Haverá sempre quem aponte as duas bolas aos ferros como ineficácia, mas eu prefiro destacar o golaço. São preferências. Com outra confiança era um hat-trick. Mas não tenho dúvidas que ela vai chegar.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 20.10.2021 às 22:54

Boa noite amigo Leão do Norte

Mas valeu pelo golão que marcou, deve ser considerado o golo da jornada europeia.

Agora é prepararem-se bem para ganharem ao Moreirense.

Comentar post


Pág. 2/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo