Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (27)

Julius Coelho, em 23.12.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Casa Pia da 5.ª eliminatória da Taça de Portugal, que resultou numa vitória do Sporting por 2-1. Golos de Sebastián Coates (33') e Pablo Sarabia (58').

Uma entrada de pantufas em ritmo de treino natalício, ofereceu o primeiro golo do jogo ao Casa Pia no único remate enquadrado que fez à baliza do Sporting. A equipa só na segunda parte decidiu impor outro ritmo na partida na busca da remontada, que com toda a justiça foi alcançada num estoiro do Sarabia com a bola a bater estrondosamente na barra e a atravessar a linha de golo. Terceiro jogo seguido com expulsão, obrigando a equipa a jogar em inferioridade numérica nos 20 minutos finais contra uma equipa da Liga secundária mas que se apresentou sempre bem organizada e raramente se deixou desmantelar.

269847317_462070338618324_2348321591660592459_n.jp

DESTAQUE - PABLO SARABIA - 4 - O elemento mais regular da equipa nos 90+7', levou sempre o jogo a sério, com iniciativas de lances positivos, acabou por ser ele a resolver o jogo marcando o golo da vitória e que resultou num golazo de VAR.

JOÃO VIRGÍNIA - 3 - O adversário só conseguiu acertar na sua baliza no lance que deu golo. Tem que treinar o jogo de pés onde mostrou muita hesitação comprometedora e que resolvia com o tradicional chutão.

RICARDO ESGAIO - 2.5 - Jogo muito discreto, entrou amolecido na partida e não teve reacção a fechar as suas costas no lance em que nasceu o golo do Casa Pia.

GONÇALO INÁCIO - 2.5 - Jogou lento e desconcentrado, mostrou desconforto em toda a partida, o que surpreendeu.

SEBASTIÁN COATES (CAP) - 3 - Também não fez um bom jogo, foi estranho vê-lo a andar aos papéis em alguns lances. Marcou o seu golo habitual, o do empate, após um canto bem medido por Tabata.

MATHEUS REIS - 3.5 - Voltou a ser o melhor elemento da defesa e o que mais vezes participou na construção de jogo ofensivo. Sempre muito activo nas dobras ao Nazinho e assertivo no passe.

NAZINHO - 2.5 - Procurou sempre o passe seguro, invariavelmente prematuro; tem medo de arriscar mas vai chegar o dia em que vai ter que o fazer, porque desta forma fica aquém. Deixa-se ainda controlar com facilidade pelos opositores.

JOÃO PALHINHA - 3 - Depois da paragem procura voltar ao seu ritmo, jogou a fogachos. Ainda não conseguiu voltar a ligar o turbo.

DANIEL BRAGANÇA - 4 - Exibição muito semelhante à de Pablo Sarabia; as melhores iniciativas na primeira parte foram dele, jogou e fez jogar e ainda foi tentar a sua sorte com dois bons remates à baliza do adversário. Foi empurrado na área adversária e que o VAR não quis ver. Merecia ter marcado. Aparece mais guerreiro nos lances divididos com uma fibra que ainda não lhe tínhamos reconhecido.

BRUNO TABATA - 2.5 - Exibição muito intermitente, melhor quando passou para o lado esquerdo após a entrada do Paulinho. Executou um bom pontapé de canto que resultou no golo do empate. Foi infeliz na expulsão, quis proteger a bola e acabou por cravar os pitões da bota na perna do adversário, um lance que lhe roubou a nota positiva.

PEDRO GONÇALVES - 2.5 - Quase que não se deu por ele na primeira parte, deve ter ouvido do treinador ou do capitão ao intervalo. Voltou no segundo tempo mais rápido e já deu uma amostra do que melhor sabe fazer. A entrada do Paulinho também o ajudou. Fez um remate a tirar tinta ao poste e num outro lance quase que metia a bola dentro da baliza num arco perfeito. Mostrou um ar de enfadado na hora da sua substituição, desiludido consigo próprio provavelmente.

PAULINHO - 3.5 - Entrou logo no início da segunda parte e tudo "aquilo" lá na frente transformou-se para muito melhor. O Casa Pia percebeu então que era a hora de recuar e passou a defender-se como podia. Teve lances com passes geniais, Poucos no futebol português sabem receber a bola e rodar como ele.

NUNO SANTOS - 2.5 - Ficou amuado por não ter sido titular?... Não se deu muito ao jogo, embora também seja verdade que este infrequentemente passou pelo seu flanco. Depois em superioridade numérica o adversário acreditou que podia ser atrevido e o Nuno optou por ficar mais posicional no fecho.

MATHEUS NUNES - 2.5 - Foi esticar as pernas, estava frio e a chover, deu jeito, pouco mais do que isso conseguiu fazer.

MANUEL UGARTE - 2.5 - Entrou com a equipa em inferioridade numérica e melhor prevenir que remediar, optou também pela sua posição mais fixa sem riscos. O adversário percebeu que só chutando pelo ar para a confusão poderia chegar mais perto da área do Sporting.

RÚBEN AMORIM - 4.5 - Continua a excelente série de jogos a ganhar, uma das melhores de sempre na história do Sporting. O arrojo ofensivo inicial que o Casa Pia demonstrou foi mais consentido do que por próprio mérito. A equipa entrou com pouca velocidade e sem intensidade, em ritmo de passeio e só ao intervalo podia intervir para mudar-lhes o chip avariado e foi o que fez com a entrada do Paulinho. Prepara-se para passar o Natal de cadeirinha; em primeiro lugar no campeonato, nos oitavos-de-final da Champions League, na Final Four da Taça da Liga e agora apurado para a próxima eliminatória da Taça de Portugal, é obra sim senhor.

FILIPE MARTINS - 3.5 - Deixou boa imagem, uma equipa bem organizada com alguns elementos a mostrarem alguma qualidade, é também uma equipa difícil de bater. Dentro do que o Sporting permitiu na primeira parte não se fizeram rogados e até pareciam que estavam a acreditar num milagre. Depois a lei do mais forte prevaleceu.

RUI COSTA (Árbitro) - 2.5 - Nunca gostou nem nunca gostará do Sporting é de família, fica-lhe difícil ser imparcial, sempre que pode dá a ferroadela. Mas este Sporting tem-se mostrado imune a todos eles. Lá vão tentando a sua sorte mas esta equipa é deveras difícil de derrubar. Sobre os lances já nem vale a pena descrever as asneiras, todos viram.

image.png

FÁBIO MELO (VAR) - 1 - Ficámos deveras surpreendidos que afinal havia VAR, quando o árbitro parou o jogo para se analisar se no remate do Sarabia a bola tinha entrado ou não. "Que paso"???...  Na primeira parte dois penáltis cristalinos passaram em claro. Quiçá o Fábio Melo atrasou-se a chegar à Cidade do Futebol devido à chuva e não estava ainda lá, no seu posto, não encontramos outra explicação.

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


32 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Cunha a 23.12.2021 às 07:05

Caro Julius
Daniel Bragança tem de facto uma recepção de outro mundo. Quando ele sai, a fluidez perdeu-se. Uma bola q lhe chega, por vezes a queimar, segue em condições. O q deixou de suceder qd ele saiu. Logo a seguir à substituição, o substituto recebe mal a bola, ressalta, fica ali a uns dois metros, no o adversário capta e inicia ataque. Com Bragança isso nunca tinha sucedido.
Pergunto-me se poderia ter ficado em jogo. Daria menos sufoco.
Outra coisa foi o tamanho do campo. Pequeno. Será q treinaram num campo aproximado? Teria sido importante.
Pote já rematou com menos força e só não marcou por muito pouco.
Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 23.12.2021 às 10:18

Não diria tanto o tamanho do campo. Acho que a chuva e o frio condiciona muito mais um jogador do que o tamanho do campo. Quando chove já se sabe que é mais difícil para as equipas que assumem o jogo, em ataque continuado, têm mais dificuldades do que as equipas que "lançam" a bola para um espaço vazio. Mesmo os centrais, quando a bola vem e bate no chão, nunca se sabe bem a que velocidade vai passar por nós. É normal falhar-se passes, recepções ou cortes.
Neste tipo de jogo o ideal é ser sempre o 1ro a marcar o golo, caso contrário fica muito difícil ganhar. Portanto muito mérito em como o SCP deu a volta, principalmente como entrou na 2ª parte em que criou várias oportunidades.
Eu não gosto da ideia de uma equipa jogar sem um avançado centro fixo. E ontem viu-se que na 1ª parte a equipa tinha dificuldade em decidir quando chegava à área e na 2ª com o Paulinho, começou a haver uma referência para os passes dentro da área. Se o Paulinho precisa de descansar e o TT está KO, então que vão buscar um miúdo, mas jogar sem avançado centro, para mim, não é solução.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 12:41

De facto houve pouca ligação na frente durante a primeira parte e só com a entrada do Paulinho o problemas ficou resolvido, o Dani não podia chegar a tudo.
O Campo pesado pela chuva provocou um bom treino antes de sairem para os 2 dias de ferias. Assim vão todos massadinhos sem vontade de grande danças
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:10

Um bom dia de Sábado ante vésperas da consoada, a todos caros amigos.

Se o Dani saiu é porque estaria a dar sinais de fadiga, fez uma partida muito física, correu muito num campo muito pesado, depois estaria nos planos do treinador a entrada do Matheus Nunes para fazer 15 minutos de competitividade nas pernas.

Pote? São fases. Principalmente de períodos de menor inspiração que voltam depois quiça logo no jogo seguinte, tem sim que treinar duro durante a semana para que os jogos lhe saiam mais fáceis.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.12.2021 às 09:14

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 23.12.2021 às 10:22

Não me parece que fosse ritmo de treino. Na primeira parte a equipa chegava com facilidade à área contrária. Vi muitas vezes o Ricardo Esgaio a receber a bola no último terço do campo num movimento típico da equipa de virar o jogo, mas depois havia uma cortina de 5 jogadores do Casa Pia e nenhum do Sporting para receber o cruzamento. Na 2ª parte com o Paulinho a equipa - até à expulsão - foi igual ao que tem sido e criou vários lances perigosos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:13

o amigo GreenHill aos poucos vai ganhando simpatia pelo jogo do Paulinho, de facto ele consegue dar outra dinâmica no ataque, principalmente na ligação entre os colegas.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 23.12.2021 às 11:41

Não vamos exagerar, o Paulinho está longe de ser um finalizador como já tivemos e para mim, continua a ser um jogador cujo preço foi caro. Agora, entre jogar sem um avançado ou jogar com o Paulinho, acho que a equipa joga melhor com uma referência no ataque.
Recordo-me do Derlei no Porto. Como finalizador era mediano mas trabalhava muito. Vejo o Paulinho na mesma "onda". Só que o Porto não pagou 16M€ pelo Derlei.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 14:11

Ganhamos o campeonato, estamos na frente na época seguinte, estamos nos oitavos de final do Liga milionária e o Paulinho tem contribuído muito para isso, devíamos esquecer quanto custou como já fizemos com o valor de custo do Rúben Amorim.
Imagem de perfil

De Greenlight a 23.12.2021 às 09:33

Caro Julius,
O Casa Pia tem uma equipa bem organizada e o Sr.Costa fez uma exibição ao nível habitual quando arbitra jogos do Sporting. Esses dois factores explicam parte das dificuldades do Sporting. A outra parte é explicada pela desinspiração ou desconcentração de muitos dos nossos jogadores quer na defesa quer no ataque. Aqui, Pote teve, mais uma vez, prestação fraca pois raramente conseguiu fazer uma passe em condições, embora estivesse perto de marcar golo. Tabata foi expulso com excesso de rigor mas pôs-se a jeito e já é a segunda expulsão em 3 jogos. Nazinho continua a não convencer e contrariamente a Gonçalo Esteves não parece com capacidade para fazer o lugar. Pela positiva esteve Daniel Bragança que, para além de dominar e passar a bola como ninguém mais consegue fazer na equipa, esteve muito perto do golo que merecia ter alcançado.
Imagem de perfil

De Greenlight a 23.12.2021 às 09:34

Esqueci-me de desejar um Bom Natal
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:26

Um bom Natal para si também e já agora para todos os amigos leitores e redatores do Camarote Leonino, desportivamente mais um Natal e seguido de cadeirinha nos primeiros lugares, até parece que o síndroma do Natal que tantos anos atacou Alvalade se mudou para ...o outro lado da rua!!

O Daniel está a dar sinais de querer explodir, creio que decidiu deixar de uma vez a sua zona de conforto e procura ganhar o seu espaço no mundo do futebol, vai ser difícil, vai travar uma grande luta mas tem possibilidades de a vencer, no jogo vê coisas que mais ninguém vê e não pode desperdiçar esse fantástico dom.

Nazinho falta-lhe perder o medo de errar quando sai pelo corredor, ainda se borra todo quando sente os adversários em cima.

Sem imagem de perfil

De De Perry a 23.12.2021 às 09:54

Achei Ontem Matheus Reis cansado, estava a necessitar de não jogar um jogo, Amorim devido ao castigo do Neto e a lesão do Fedal não o pode fazer. A festa do Natal pode ser prejudicial para a equipe. Estou receoso do pós Natal
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:29

Amigo Perry,

O campo ficou muito pesado com a chuva e obriga a esforço suplementar, pode ter sido essa a razão, mas também é um facto que tem jogado os últimos jogos á velocidade de 100 e pode sentir algum desgaste, agora vão ter quase uma semana limpa e 2 dias seguidos em casa com as famílias, vai fazer-lhes muito bem.
Imagem de perfil

De Rampante a 23.12.2021 às 10:20

Ontem por motivos de trabalho vi o jogo só com "meio olho" mas chamou-me à atenção aquele penalty por "mão na bola"... como não estava bem atento ao intervalo estive à conversa com um familiar por telefone e discutimos se era jogo com ou sem VAR, sendo que ficamos os 2 genuinamente convencidos que seria sem VAR. Aliás, com VAR aquele penalty teria de ser claramente marcado.

Ao ver a 2º parte, no golo de Sarabia, pensei logo que o mesmo não ia ser validado e fiquei deveras surpreso quando na TV disseram que o arbitro estaria à espera do VAR... nem queria acreditar que o jogo afinal tinha VAR...

Como o Julius disse e bem, fica a sensação que na 1ª parte Fábio Melo se entreteve a comer rabanadas num tasco qualquer e só ao intervalo percebeu que era ele o VAR naquele jogo.
Sem imagem de perfil

De AlexandreP a 23.12.2021 às 11:24

Foi exactamente o que eu senti durante o jogo.

Como é possivel nao marcar aquele penalty?

E depois tanto tempo para validar aquele golo clarissimo com a bola dentro da baliza...

Quanto é expulsao, alguem me explica porque raio é que as caneleiras não estão a proteger a canela(entre o calcanhar e o joelho)? Aquele jogador tinha as 2 meias bastante abaixo do joelho, contrariamente ao habitual...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 12:17

"porque raio é que as caneleiras não estão a proteger a canela(entre o calcanhar e o joelho)? Aquele jogador tinha as 2 meias bastante abaixo do joelho, contrariamente ao habitual..."

Muito bem observado caro amigo Alexandre.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.12.2021 às 11:35

Exactamente o que aconteceu comigo. Ficámos convencidos que não havia VAR até ao golo do Sarabia. :-D
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 12:16

aos 58' do jogo o Sporting teve direito a um bónus, 1 minuto de VAR .
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 23.12.2021 às 18:41

Precisamente o que se verificou comigo e restante família (2 genros ex-jogadores de futebol), ou seja, todos julgámos que nesta eliminatória não havia VAR.

Essa suposição face às duas anteriores grandes penalidades não marcadas, aparentemente, justificaria o desacerto visto e revisto por milhares de almas, tanto mais que as repetições televisivas mitigavam qualquer dúvida e eram por demais evidentes.

Depois, ainda lhes sucedeu o segundo golo, cujo lance e velocidade, compreensivelmente, até se admite de julgamento difícil.

Todavia, quando o canal tv repetiu a imagem, desde logo ficaram dissipadas todas as dúvidas - bola, completamente para além da linha de baliza, mais de 100% do seu volume.

O que não se entende, é a tardia intervenção do VAR, perante o óbvio e a clarividência.

E foi apenas nesse momento de paragem, que nos demos conta da omnipresença de tal "auxiliar".

Ontem, foi apenas mais um exemplo dos abundantes, tristes, lamentáveis e evidentes «saques» e/ou «canalhices» realizadas pelos «padres e missionários», que gravitam a soldo de interesses espúrios ou toupeirices no futebol nacional e, há mais de 30 anos.

Muitos M€ foram gerados, partilhados e distribuídos, pela cáfila de oportunistas e vigaristas, que tem proliferado, chafurdado e controlado todo o edifício e ramais do futebol.

Hoje, temos a inequívoca demonstração de todo este lamaçal e putrefação, com as infindáveis investigações, os diversos processos judiciais originados e em curso, com muitos indiciados e arguidos.

Desaforo, pouca vergonha e incompetência, são as disciplinas de distinção e maior valor, daqueles "licenciados" que se sentam na cátedra da (des)arbitragem e/ou (in)disciplina do ludopédio português.

A tutela governamental, do seu leito adormecido e ambiente infeccioso, limita-se apenas a observar os desmandos, escândalos e enxovalhos, que extravasam muros e são motivo de chacota e estupefação no Mundo.

Sem intervenção útil e eficaz, sem propor alterações de fundo na imperativa alteração regulamentar, na inadiável reorganização vertical e moralização de toda a estrutura do desporto, nada modificando / propondo de significativo ou vontade de pôr fim aos sucessivos escândalos.

Apenas segue, impávido e ineficiente, participando do filme que há muito perpassa pelos órgãos supostamente defensores da verdade desportiva das competições.

Comportamento e postura de estadista (ou antes "tachista"), que pela inoperância e inocuidade, mais parece de conivência e incapacidade de proceder às necessárias rupturas, saneamento e desmontagem de clientelismos e tráfico de influências.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 20:18

Mais um jogo em que o Sporting ganha e com tremendas razões de queixa do árbitro e agora também do próprio VAR, que mais vão preparar para nos tentar derrubar?

Assistimos na época passada ao escândalo de Braga, propositadamente quiseram aniquilar o Sporting nesse jogo sem contar com a fábula mas bem real do miserável ataque do CD da FPF ao Rúben Amorim e da forma como tentaram condicionar o João Palhinha durante meses a fio.

Chegamos a novo natal e ás frustrações de quem sempre profetiza em todos os anos o síndroma do insucesso por esta altura da quadra natalícia em Alvalade, espumam pela boca por continuarem a ver o Sporting no topo de de todas as competições e as armadilhas sucedem-se cada vez mais ardilosas e mais à descarada.
O que está a fazer Rúben Amorim, a sua equipa e esta Direção do Sporting perante tantas adversividades são dignos de um bom e grande filme ao nível das melhores películas de Hollywood, recheado de inúmeras peripécias, drama, sabotagens, esquemas maquiavélicos, guerras de bastidores, corrupção, sofrimento, vinganças, aventura, suspense, polémicas, superação, triunfo e glória, baseado em factos reais.


Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:44

caro amigo Rampante foi a surpresa geral, afinal o jogo tinha VAR, mas não teve na primeira parte, o que vale é que contra todos esses fenômenos surrealistas a equipa vai ganhando e não se fala mais no assunto, só mesmo mais tarde o Miguel Braga que não vai deixar passar em claro.
Sem imagem de perfil

De Liongreen a 23.12.2021 às 10:52

Pensei que não havia VAR tais os erros flagrantes no respeitante aos Penaltis (Sobre o Daniel e do Tabata). Até que fui surpreendido pela validação do golo na linha, golo flagrante. Mesmo assim, a exemplo dos 19 anos anteriores seriamos mais uma vez comidos e empataríamos o jogo, e no ano transato não ganharíamos o campeonato. Quanto ao Costa já estamos habituados. o irmão roubou-nos um campeonato na luz, é de família. Nunca mais desaparecem estes abutres dos Motas dos Pinheiros, dos Martins, dos Veríssimos, dos Ferrari vermelhos, etc...O futebol continua pejado de armadilhas.
Enfim, mais um obstáculo ultrapassado.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:52

Os Costas têm uma agenda comum, roubar o Sporting, é hereditário e nada podemos fazer Liongreen.
E já sabemos que durantes mais uns aninhos vamos ter que levar com esta tortura da sinistra família Costa.

Mas está claro aos olhos de todos porque perdemos anos a fio, só uma equipa muito especial diria fantástica treinada por um treinador fantástico e muito especial poderia resistir à Camorra.

Sem imagem de perfil

De Yazalde a 23.12.2021 às 10:52

Eu acho que foram para lá em ritmo treino, o jogo estava ganho, mas às vezes as coisas complicam se porque o casa pia está bem classificado, e jogam bem, mas o Sporting controlou o jogo e o adversário comaior ou menor dificuldade ganhavam, vem aí jogos mais importantes do que as taças da liga, o objetivo é o bi campeonato, e algum brilho da liga dos campeões, que é um adversário muito desgastante mas os outros títulos são importantes ,são muitos jogos nas pernas, e o banco do Sporting ainda é um bocado curto não quer dizer que os outros não sejam bons jogadores mas tem pouca experiência por ex nazinho.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 11:56

Por isso amigo Yazalde um jogo de cada vez e não se pensa mais que isso, agora o jogo mais importante da época é contra o Portimonense e todos têm que se preparar para ele irem com tudo.

Esta equipa faz das suas fraquezas forças na base da união, do sentimento, do sofrimento e das injustiças com que constantemente são alvo.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 23.12.2021 às 10:56

Bom dia julius, vou só fazer um reparo na nota do Matheus Nunes.
Foi esticar as pernas
Estava frio e a chover
Não foi das noites mais serenas
Pouco ao jogo conseguiu trazer

Feliz natal 🎄, abraço
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 12:02

Grande abraço caro amigo Fúlvio,
O que pretendi dizer é que além de ter ido esticar as pernas, estavam congeladas no banco, nada mais fez
Deve ter agradecido ao treinador antes que gelassem , por outras palavras estava mais preocupado em aquecer-se que com o jogo

Abraço amigo
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 23.12.2021 às 11:54

Bom dia caro amigo Julius,

Tal com já escrevi ontem, o facto deste sujeito estar, há tantos anos, a arbitrar na primeira categoria é uma das situações mais inconcebíveis e vergonhosas do futebol português. Mesmo sabendo todos o suporte que o segura. Com esta "figura" em campo o Sporting está sujeito a que tudo lhe aconteça, independentemente da qualidade do seu jogo ou do valor do adversário.
Chega a parecer impossível avaliar, com seriedade, um jogo do Sporting arbitrado por esta personagem. Mesmo assim ainda há algumas notas a registar.

O excelente jogo do Bragança. O problema dele está no esquema do Rúben Amorim necessitar apenas de dois médios e "existir" o Matheus Nunes.
O Pote está com algum azar. Teve pormenores do Pote mas, ou a bola vai ao poste ou um defesa tira sobre a linha de golo. O facto de mostrar um ar de enfadado na hora da sua substituição prende-se com a imensa vontade em marcar um golo e quebrar este ciclo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 23.12.2021 às 12:13

Caro amigo Leão do Norte

figura muito sinistra este Costa, tem levado toda a sua carreira a fazer um histórico invejável de asneiras nos jogos que apita do Sporting, á mínima oportunidade deixa a sua marca fria e negra, na dúvida a taluda sai sempre aos adversários do Sporting e quando sente e vê que pode passar não hesita, se com isso sair o Sporting prejudicado.
Quando aparece esta personagem, o campo começa logo inclinado e por isso os nossos jogadores acabam sempre os jogos apitados por ele muito mais cansados.

O Problema do Bragança era meter-se ao largo quando a coisa ficava meio agressiva, quando não fugia lá víamos o Bragança pelo ar tipo Astérix, agora ele percebeu que tem mesmo que se meter no barulho e retesar os músculos e os nervos para se aguentar nas broncas e sair por cima e fê-lo muito bem nos dois últimos jogos.
Sem imagem de perfil

De Jcscp a 23.12.2021 às 14:43

Mais um bom jogo do Sporting em condições muito difíceis contra um adversário aguerrido e organizado.
Mateus Reis mais uma vez a calar os críticos.
Daniel Bragança sempre a crescer mas parece-me que o Ugarte está mais perto do melhor onze do Sporting.
Expulsão injusta, o jogador do Casa Pia é que se pôs a jeito de ser pisado pois foi disputar a bola no chão. O Tábata apenas ganhou a posição e não teve qualquer intenção maldosa.
Reforços em Janeiro, um central de pé direito e um ponta de lança.
Este plantel e equipa técnica são do melhor que o Sporting já teve e vão continuar a dar- nos muitas alegrias.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo