Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (31)

Julius Coelho, em 17.01.22

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o F.C.Vizela da 18ª. jornada da Liga BWIN, que resultou numa vitória do Sporting por 2-0. Golos de Pedro Gonçalves 28' e Daniel Bragança 42'.

De volta ao trilho das vitórias incontestáveis.  A equipa demorou algum tempo no início em se adaptar a um adversário que quis surpreender com as suas linhas subidas, até que o João Palhinha e o Daniel Bragança colocaram ordem no jogo. Os 2 golos marcados ainda na primeira parte apareceram depois com naturalidade. Na segunda parte vimos a equipa mais tranquila e confiante a gerir o ritmo, mantendo sempre a intensidade em alta, principalmente na pressão ao adversário, não o deixando jogar.

272070445_477242763767748_3849466508171093351_n.jp

DESTAQUE - DANIEL BRAGANÇA - 4.5 - Foi o cérebro e o distribuidor que a equipa necessitava, sempre muito assertivo no passe e na decisão desequilibrou o meio campo adversário, beneficiado pela tranquilidade e protecção que o João Palhinha sempre lhe deu. Pegou no jogo e fez com qualidade a ligação com os colegas da linha da frente. Falta-lhe acreditar que também pode ter chegada.

ANTONIO ADÁN - 4 - Voltou às suas noites tranquilas, não foi chamado uma única vez a intervir com grau de dificuldade elevado.Transmitiu à equipa a segurança do costume.

RICARDO ESGAIO - 4 - Os cruzamentos foram quase sempre desastrados, mas ofereceu uma enorme mobilidade no seu corredor a defender e a atacar, ganhando a esmagadora maioria dos lances que disputou com o adversário. Teve o terceiro golo no pé esquerdo, mas rematou por cima da trave na recepção ao excelente cruzamento do Nuno Santos ao segundo poste.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - Voltou a demorar algum tempo a entrar no jogo com algumas iniciativas precipitadas. Acertou depois a marcação e a sua produção foi subindo com os minutos e terminou a partida em bom plano, mais rápido a responder e melhor critério na entrega da bola. 

SEBASTIÁN COATES - 3.5 - Trabalha para recuperar a sua forma. Um erro quando deixou a bola fugir à sua frente custou-lhe um amarelo muito cedo de Fábio Veríssimo e com isso sentiu-se condicionado a ficar mais posicional e não embarcar para outras aventuras. 

MATHEUS REIS - 4.5 - Destacadamente, foi o melhor elemento da defesa, encheu o campo a defender e a sair com a bola, provocando roturas nas linhas do meio campo do Vizela. Parecia estar em todo o lado do relvado. Tem subido em flecha a sua produção e é já um dos imprescindíveis na equipa, seja a central ou a lateral. Impressiona manter -se em alta rotação durante os 90 minutos de jogo. O melhor elogio é que está a ser já o melhor defesa do campeonato até ao momento, não obstante a fase inicial algo tremida.

JOÃO PALHINHA - 4.5 - A sua melhor forma física está quase de volta, apareceu mais rápido nos cortes e na antecipação, muito forte no contacto, manteve sempre um nível elevado na intensidade das suas acções. Foi muito importante na fase mais difícil que a equipa sentiu nos primeiros 20' de jogo. Protegeu sempre as saídas do Daniel para que a equipa mantivesse sempre as linhas bem ligadas. 

NUNO SANTOS - 3.5 - A garra com que sempre se entregou ao jogo contagiou os colegas a não baixarem a intensidade, fez o último passe para o golo do Daniel e executa depois um excelente cruzamento que o Ricardo Esgaio não finalizou à boca da baliza. O negativo: podia ter evitado todo aquele sururu que provocou vários amarelos e vermelhos ao banco do Sporting quando se levantaram para o defender.

PABLO SARABIA - 3.5 - Pecou algumas vezes na definição do último passe e em vários lances que podiam ter causado danos ao Vizela e nem sempre tomou as melhores decisões no último terço do terreno. Dito isto, participou nos dois golos da equipa, especialmente na assistência ao excelente golo do Pote.

PEDRO GONÇALVES - 4 - Também parece querer voltar ao seu melhor, mais activo que nos últimos jogos, marcou um excelente golo com o remate no timing que o guarda-redes não esperava. Bem posicionado podia ter marcado em mais duas ocasiões: uma o Pedro Silva fez excelente parada e na outra a bola saiu-lhe por cima da baliza. 

PAULINHO - 4 - Foi determinante a enorme luta que travou com a linha defensiva do Vizela. Foi a todas e nunca se encolheu, combinou sempre muito bem nas triangulações com os colegas da frente e com os avanços do Daniel Bragança. Teve uma oportunidade de ouro para marcar ou optar pela assistência e permitiu a defesa do guarda-redes do Vizela.

MANUEL UGARTE - 2.5 - O Palhinha viu um amarelo e Rúben Amorim não quis arriscar, fez entrar de imediato o Ugarte para o seu lugar, era hora de gerir o resultado e fê-lo bem. Muito posicional, jogou mais na expectativa do adversário, não lhe dando espaços no meio campo.

GONÇALO ESTEVES - 2 - Um quarto de hora em jogo para voltar a mostrar o seu usual atrevimento quando surge a possibilidade de se escapar e ir por ali fora a rasgar a defesa adversária. 

TABATA - 2 - O resultado estava feito e entrou com missão de contenção. A fechar o pano teve oportunidade para cruzar com perigo mas perdeu tempo e o timing.

MATHEUS NUNES - 2 - Não chegou a aquecer para o banho.

TIAGO TOMÁS - 2 - Entrou nos derradeiros 5 minutos de jogo.

RÚBEN AMORIM - 5 - Equipa muitíssimo focada e de volta ao trilho das vitórias sem contestação. Teve uma entrada algo morna no jogo até a casa das máquinas aquecer bem, a partir daí os motores mantiveram-se sempre ligados em alta rotação e fizeram a natural diferença perante um adversário de rotação mais limitada. Objectivo cumprido com competência.

ÁLVARO PACHECO - 3 - A sua estratégia ficou clara: entrar a todo o gás na tentativa de marcar primeiro. A pressão muito alta iria provocar consequências mais tarde como se veio a verificar. Com o decorrer do tempo foram caindo, enquanto viam o Sporting a tomar totalmente conta do jogo com naturalidade.

FÁBIO VERÍSSIMO - 4 - No erro do Coates não podia ter tomado outra decisão perante o amarelo que lhe mostrou, já no lance do Palhinha precipitou-se, pois no limite nem falta foi. De resto, dirigiu bem o jogo no capítulo técnico. Não é dos árbitros a quem o Sporting colocou a cabeça a prémio faz tempo.

ANTÓNIO NOBRE - 4 - Sem lances de dificuldade para ajuizar não se meteu a complicar. O lance do Paulinho dentro da área do Vizela é uma disputa legal e em simultâneo dos 2 jogadores.

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


25 comentários

Sem imagem de perfil

De RCL a 17.01.2022 às 07:20

Concordo com as notas de Julius, até do Veríssimo que só falhou no amarelo de Palhinha.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 10:45

Um bom dia de segunda feira a todos caros amigos,

O Veríssimo deixou-se ir no teatro, nos gritos do jogador do Vizela e errou ao amarelar o João Palhinha.

Sem imagem de perfil

De RCL a 17.01.2022 às 17:16

Como dizia JJ , deram-lhe com um pau
Esses palhaços deviam ser castigados.; não gosto de ver os nossos jogadores fazerem uma cena igual.

Venha o Braga, com o Sporting é sempre um Bragão.
SL
Imagem de perfil

De Greenlight a 17.01.2022 às 09:48

Nada a acrescentar às notas de Julius. Apenas dizer que, ontem e mais uma vez, se viu que o Sporting tem que vencer a equipa adversária e contar com os desfavores da arbitragem enquanto o seu principal concorrente tem sempre a colaboração, mais ou menos óbvia, dos árbitros; é o sistema a funcionar.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 11:04

Eu iria mais além caro amigo Greenlight,

aos 10 minutos de jogo eu já sabia que o Sithole iría ser expulso, que seria só uma questão de tempo, a forma como entrava no adversário parecia que tinha acabado de sair de uma prisão de rufias. Esse tipo de atividades do vale tudo não são para nós, quando ganhamos será sempre da forma leal.
O próprio Pepe só foi convocado para levar o amarelo no banco e estando lesionado cumpre assim o 5º amarelo dessa forma. É só "jogo" com aqueles trafulhas do norte.

O árbitro, o Mota, apesar do histórico que tem e que todos nós conhecemos não podia fazer outra coisa, a situação já estava garantida de outra forma antes do início do jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.01.2022 às 13:20

Bem... se reparar bem nesse lance do segundo amarelo, quem comete a primeira falta ao entrar com o pé em riste é o jogador do FC Porto.

Neste contexto e contrário ao que indica nas "Notas", há falta para penálti sobre Paulinho. Não foi um lance dividido, o jogador do Vizela vai ao desarme com o pé em riste e quando um defesa faz isso na sua área arrisca-se.

E, já agora, no amarelo do Coates, ele dá na bola e não no adversário. Foi o impacte de dar na bola que fez com que o jogador do Vizela caísse.

De qualquer forma, tão cedo no jogo, um simples aviso teria sido suficiente.

Como eu indiquei no post da arbitragem, no capítulo disciplinar Fábio Veríssimo é imprevisível.

Na confusão no fim do jogo, só perto do fim é que ele foi altertado para sancionar o jogador que ao fim e ao cabo instigou aquilo tudo ao agarragar o Nuno Santos pelo pescoço. É agressão, vermelho directo, e não apenas amarelo como Veríssimo decidiu.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 13:43

O Coates vai de sola e por isso levou o amarelo,
O Sithole quis ser expulso só ele saberá o motivo, antes desse lance já tinha distribuído mais fruta que o árbitro fez vista grossa, nesse lance que comentamos um jogador com amarelo e já depois de ter sido avisado não entra daquela forma, tem mais cuidado. A forma como entrou em dois lances quase seguidos logo no início do jogo, é de um jogador que que vem preparado para ser expulso, eu senti logo ali que iría ser expulso, sería uma questão de tempo.
Voltamos ao jogo do Sporting, no lance do Paulinho é um lance rápido e difícil de ver a falta, o VAR deve ter revisto o lance mas decidiu não haver suficiente motivo para marcar a grande penalidade, o lance não é tão claro.

O Veríssimo no final agiu conforme a orientação do VAR que ía revendo as imagens, de todas as formas o Nuno Santos também poderia ter levado o vermelho num critério mais apertado, não tem que responder ao publico e as leis nesse capítulo costumam ser severas.
A meu ver o cartão amarelo foi a melhor decisão e quanto ao jogador do Vizela devia ter sido expulso porque teve uma reação ainda pior.
Só o staff levou com a dose maior, antes assim, porque se a dança dos vermelhos entra também com os jogadores a situação gerada iría piorar, sería um potente combustível ..
Imagem de perfil

De Greenlight a 17.01.2022 às 15:00

Pois poderá ser como o Julius imagina e o jogador da B-Sad terá entrado em campo para ser expulso. PdC e a sua "entourage" mafiosa não joga apenas com a arbitragem, pois também faz uns "arranjinhos" com clubes "amigos". A B-Sad do indescritível Rui Pedro Soares, que encontrou o caminho para a fortuna pessoal, por arte e engenho do Sr. Sócrates e Cia, é, obviamente, um clube extremamente permeável a essas estratégias mafiosas. Espero que a B-Sad desça à 2ªLiga e RPS e Cia desapareçam do futebol nacional.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:16

Eu comungo inteiramente da sua opinião, estas personagens são escroques no futebol português e só lá andam pelo objectivo de enriquecimento pessoal não importando os meios, colocam-se disponíveis para tudo, são já vários episódios.

Do norte é simples depois do que ouvi nas escutas do apito dourado, jamais darei qualquer importância ou reconhecimento ao que ganharam no passado ou venham a ganhar no futuro enquanto o mafioso do apito dourado Pinto da Costa lá estiver.

Um período muito negro no futebol português e que ainda não teve o seu fim.
Sem imagem de perfil

De RCL a 17.01.2022 às 17:19

Julius
E o Mota tem um talho no Porto
Sem imagem de perfil

De Jose Fernandes a 17.01.2022 às 10:23

Caro Julius,
Uma correção, o Adán fez uma grande defesa logo nos primeiros 10 min, na melhor oportunidade do Vizela.
SL,
José Fernandes
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 11:07

Sim, foi uma boa intervenção, o remate é rasteiro e fora da área, foi afinal de contas o lance de maior perigo do Vizela e logo aos 6 minutos de jogo.
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 17.01.2022 às 12:57

Não gostei da exibição do Nuno Santos, sempre muito preso na defesa, bem a subir para dar linha de passe, mas a nunca arriscar a finta ou a jogada com um companheiro para ir à linha cruzar, a preferir o passe para trás! Acabou a arrastar-se em campo, com o Vizela a aproveitar o seu lado para criar perigo.

Vinagre e Nazinho dizem "olá".

Na direita, Esgaio esteve seguro, mas na vertente ofensiva foi como sempre pouco eficaz. O jovem Gonçalo Esteves entrou em campo como um leão enfurecido e mostrou como se deve fazer aquela posição. Volta Porro!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 13:20

O Nuno quis ser mais pragmático e assertivo na ligação, acredito por indicações do treinador. A sua função prioritária era defender o lado esquerdo. O Esgaio até que conhece bem o timing quando deve subir pena é ter dificuldades na direção que dá aos cruzamentos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 17.01.2022 às 13:42

Boa tarde amigo Julius,
Vitória muito segura e característica da nossa equipa. Com esta atitude e este espírito, a nossa qualidade faz a diferença.
Muito bem o Daniel Bragança.
Curioso o "descanço" do Matheus Nunes. Rúben Amorim promove rotação na equipa, mas também dá indicações que não há "equipas pré-definidas". Indicações para os adversários e para o plantel.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 13:50

Boa tarde amigo Leão do Norte,
Por vezes faz bem aos jovens jogadores a viverem o seu período de explosão sentarem no banco um ou outro jogo, o vício da competitividade permanente tem que lhes ser introduzido na mente,, o treinador está com eles todos os dias nos treinos e sabe o que tem que fazer.

Com aquela atitude e logo a partir do momento que pisam o relvado tornam-se muito difíceis de bater seja contra quem for, por isso escrevi "de volta ao trilho" porque é a verdadeira força da equipa, o tal elemento extra que faz a diferença.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 17.01.2022 às 14:13

Querido Amigo Julius, estou completamente de acordo com a sua observação do jogo e com as notas atribuídas
Eu sabia que a nossa equipa iria fazer um bom resultado.

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:20

Querida amiga guapa eu também estava convicto mesmo direi tranquilo porque sabia que não iriam facilitar.

A equipa só tem ainda a melhorar, temos jogadores que estão ainda com crise de forma ( Matheus Nunes, João Palhinha, Coates, Feddal, Gonçalo Inácio, Porro e Pedro Gonçalves), muita gente ainda.
Vão melhorar mais, estou convicto.

Beijinhos

E feliz dia
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 17.01.2022 às 14:55

Concordo com a avaliação . Bragança está a crescer . Mateus Reis tem uma rotação impressionante. A sua velocidade é fundamental na nossa defesa. Esgaio não pára um segundo e desequilibra em movimentações por dentro da área adversária.
O trio atacante cria muitas oportunidades. Os golos aparecem com naturalidade.
Ainda não percebi o apagão nos Açores.

Abraço leonino
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:27

Foi de facto um enorme desperdício os 3 pontos esbanjados nos Açores, tem maior impacto porque o clube do norte está decidido a não ceder e a perder poucos pontos o que nos obriga a uma resposta ao mais alto nível e com o mínimo de facilitismos.

O outro rival eventualmente cedeu e veremos nas próximas jornada se ficou mesmo pelo caminho.

Matheus Reis provoca os desiquilíbrios onde os treinadores adversários menos preveniram e treinaram, com isso dá uma enorme mais valia à equipa quando o adversário acerta e se adapta ás marcações com os nossos jogadores.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.01.2022 às 15:44

Caro amigo Julius

Fiquei surpreendido com a titularidade de Daniel Bragança à custa de Matheus Nunes. Talvez Matheus nos últimos jogos revelasse algum desgaste, mas também revela que Bragança tem treinado para ser titular. Rúben Amorim está atento.

Matheus Reis justifica o destaque que o Julius lhe deu. É muito interessante o percurso dele no Sporting, desde o "patinho feio" a um jogador importante no processo defensivo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:35

Caro amigo boa tarde, creio que foi isso mesmo, uma dose elevada de jogos sempre em alta rotação provocaram algum desgaste mesmo mental ao Matheus Nunes e quitou-lhe alguma fome de bola, o treinador quer que ele descance e volte com fome de bola, depois porque vem aí mais uma serie de muitos jogos sem grande espaço de recuperação, taça da Liga, campeonato, champeon League e ainda o primeiro jogo da taça de Portugal com o Porto.

O calendário também não nos foi favorável, nós jogamos na quarta e o Benfica na terça, ficamos com um dia a menos de descanso e ainda levamos com um adversário muito mais exigente, o Braga.
Depois na segunda mão da taça de Portugal vamos ao Dragão com intervalo de 3 dias, após receber o Benfica para o campeonato, calendário complicado de facto.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:43

Matheus Reis foi promovido de patinho feio a cisne, e já é o cisne real da Liga no que toca a defesas. Está imparável, é uma surpresa de todo o tamanho o que jogador que se está a tornar na equipa, eu tiro-lhe sinceramente o meu chapéu.
Sem imagem de perfil

De Manuel Cunha a 17.01.2022 às 15:59

Caro Julius
Oportunidade muito bem aproveitada por Daniel Bragança. Aquelas viradas são geniais. Não só pela beleza estética mas por serem consequentes. Ele está de facto a crescer. Mão de Amorim mas inteligência do próprio.
Continuo com a derrota entalada na garganta. Vem sei q isto não é uma ciencia exata, mas bloqueios mentais globais só porque o treinador não está presente....
Enfim
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 17.01.2022 às 16:37

Agora nada à a fazer só mesmo ganhar os jogos e fazer no Dragão o jogo do título.

Mas até lá temos tarefas muitos duras para cumprir ainda, pelo meio mais uma taça da Liga para ganhar.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo