Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (34)

Julius Coelho, em 30.01.22

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí a todos os jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Benfica para a final da Taça da Liga, realizada em Leiria, que resultou numa vitória do Sporting por 2-1. Golos de Gonçalo Inácio (49') e Pablo Sarabia (78').

O Sporting não deu hipótese ao rival Benfica num derby à antiga, muito rasgadinho na disputa da bola e do espaço, a equipa leonina foi sempre mais adulta, mais equipa desde o início até ao final. O golo do Benfica surgiu no único remate enquadrado que fizeram durante toda a primeira parte. O Sporting entrou após o intervalo decidido a conquistar a segunda Taça da Liga consecutiva e a 4ª dos últimos 5 anos. A entrada do Pedro Porro veio trazer à equipa a qualidade que faltava na exploração do espaço e na decisão do último passe, acabando por ser decisivo na justíssima remontada. 

iisa2258.jpg

DESTAQUE - MATHEUS REIS - 5 - Fez um jogo com um grau de dificuldade muito elevado, voltou a sair-se muito bem não dando hipóteses ao adversário pelo seu corredor esquerdo. Nota-se bem que evoluiu muito na leitura do jogo e na ocupação dos espaços, percebendo sempre o bom timing para os encurtar quando a defender e depois a explorar quando sai para ajudar no ataque. Terminou o jogo como o começou, naquela invejável disponibilidade física que tem apresentado desde o início da época.

ANTONIO ADÁN - 4 - Foi surpreendido pelo fuzilamento do Everton no único remate enquadrado pelo Benfica em todo o jogo. Esteve sempre seguro a agarrar ou a socar para longe as poucas bolas que foram cruzadas com perigo para a área do Sporting. 

RICARDO ESGAIO - 4 - Excelente a ganhar várias vezes a profundidade pelo seu corredor e só voltou a pecar na definição dos cruzamentos, forte a defender e a única vez que deu espaço a mais no seu corredor o Benfica fez o golo.

LUÍS NETO - 3.5 - Esteve bem melhor no desarme por antecipação, mas foi sempre o elo mais fraco na defesa do Sporting, factor que o Benfica tentou sempre explorar através do Everton. No golo sofrido leu que o brasileiro iria fazer o seu movimento característico de puxar a bola para dentro e enganou-o, fez o movimento rápido por fora e com isso tirou-o do lance. No momento em que o jogo pedia o Porro e já com um amarelo foi substituído.

GONÇALO INÁCIO - 5 - Mais uma aula muito bem sucedida, para o curso do diploma Coates, de como comandar a defesa do Sporting. Muito bem na leitura das movimentações do gigante Roman Yaremchuk, tirando-lhe sempre o espaço e com isso secou o ucraniano que acabou por ser substituído. Na primeira parte testou o guarda redes encarnado que se viu grego para parar-lhe um tremendo cabezazo, mas à segunda foi de vez, nas alturas cabeceou fora do alcance do Odisseas e fez o golo do empate ao abrir da segunda parte.

DOC.20220129.35424988.PN007120220129-1024x683.jpg

ZOUHAIR FEDDAL - 4 - Exibição mesmo muito positiva, deu uma boa resposta física e na velocidade para chegar primeiro à bola em vários lances que podiam causar perigo à baliza do Sporting. Melhor também no passe, sem complicar, combinando com qualidade com o Matheus Reis na leitura dos espaços que souberam dividir bem entre eles.

JOÃO PALHINHA - 4.5 - Está a subir bem de forma claramente, tanto no pulmão como no timing do desarme. O adversário apareceu muitas vezes em superioridade numérica no meio campo com três elementos contra dois, mas deu sempre bem conta da tarefa junto com o Matheus Nunes. Falta-lhe agora recuperar maior confiança com a bola no pé e no passe longo. Travou uma luta hercúlea com o alemão, com o gigante francês e com traidor português João Mário e levou quase sempre a melhor.

MATHEUS NUNES - 3.5 - Faltou-lhe o furor de outros jogos, teve 3/4 iniciativas em que foi igual a si próprio mas, em geral, o jogo correu-lhe inconsequentemente. Muito lutador, entrou corajoso na guerrilha do meio campo mas foi ultrapassado várias vezes. 

PABLO SARABIA - 5 - Decisivo na vitória leonina, na assistência do primeiro golo e depois no lance genial que marcou a partida após o lançamento do outro mundo do Pedro Porro; a recepção da bola foi fantástica, depois a forma como conquistou o espaço e o timing de desferir o remate certeiro ficará para história dos heróis das conquistas das Taça da Liga. Surpreende a sua tremenda entrega pela camisola, dando tudo o que tem, é muito duro de roer para os adversários, este espanhol.

PEDRO GONÇALVES - 3 - Lutou como um leão por cada centímetro de terreno à sua volta, mas foi infeliz na última definição do passe ou da iniciativa individual. Severamente marcado e sempre por perto pelo defesa belga que, por estratégia, nunca lhe deu muito espaço para chegar mais perto das zonas de finalização.

GettyImages-1238067209-1536x1024.jpg

PAULINHO - 3.5 - Também se atirou de forma incansável à luta e sem dar tréguas, nunca deixou a defesa das águias enquadrar o jogo na primeira fase de construção, obrigando-os a maior parte das vezes ao passe longo. Num excelente movimento de rotação e já dentro da área encarnada, rematou com enorme estrondo na barra da baliza do grego, o que seria um golo de levantar o estádio.

PEDRO PORRO - 4.5 - Entrou para a derradeira meia hora do jogo e logo se notou a diferença. Com muita fome de bola matou muitas das saudades que os adeptos já tinham de o rever na equipa. Com este espanhol, deveras possante de facto, a equipa transforma-se para muito melhor. Várias iniciativas pelo seu corredor que desequilibraram o meio campo e defesa encarnada e foi decisivo o passe teleguiado para a excelente desmarcação do Sarabia no lance que decidiu a conquista da Taça.

MANUEL UGARTE - 2.5 - Jogou os últimos dez minutos, na hora "H" de fechar lá atrás e ajudar a defender o resultado que acabaria na vitória da equipa.

NUNO SANTOS - 2 - Entrou nos derradeiros minutos para tentar explorar os maiores espaços do meio campo na hora do tudo por tudo do Benfica.

TIAGO TOMÁS - 2 - Foi também lançado nos últimos instantes do jogo para a tentativa de explorar a subida desesperada no terreno de toda a equipa encarnada.

ruben-amorim-9.jpg

RÚBEN AMORIM - 6 - Que mais se pode dizer deste jovem treinador que conquistou a terceira Taça da Liga consecutiva (a primeira pelo SC Braga), com vitórias em todos os jogos? Preparou muito bem a equipa antes e durante o jogo, lendo-o sempre na perfeição. Acertou em cheio com a entrada do Porro quando percebeu que o adversário já estava em queda física no meio campo e era a hora de partir para o ataque final ao ouro e o espanhol correspondeu em pleno.

NELSON VERÍSSIMO - 2.5 - Tentou uma estratégia com muito contacto físico e com ordem de sacar espaço aos critativos do Sporting de que forma fosse, tentando cortar-lhes a dinâmica das suas acções. A sua equipa esteve sempre em plano secundário, só numa ocasião chegando com verdadeiro perigo à baliza de Adán e que resultou no golo fortuito, contra a corrente das melhores iniciativas do Sporting até então.

MANUEL MOTA (Árbitro) - 3.5 - Teve momentos difíceis de decisão num derby à antiga. Os jogadores nem sempre ajudaram, mas, em geral, conseguiu controlar o jogo mesmo quando se gerou alguma tensão em vários lances com faltas durinhas. Melhor no plano técnico, porque no disciplinar deixou o central belga e o João Mário abusarem da fruta que espalharam durante muito tempo.

ARTUR SOARES DIAS (VAR) - 4 - Não interferiu e por isso não veio a complicar.

publicado às 03:35

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


39 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui a 30.01.2022 às 07:53

Caro Julius, uma vitória importantíssima, parabéns aos jogadores, equipa técnica e adeptos.
Confesso que me enervei na 1ª parte com a "PSP": P. Gonçalves, então, parecia nem lutar pela bola. De Neto também pensei: "já devia ter ficado como preparador".
Mas a equipa não deixou de lutar, de controlar o jogo, de querer a vitória, ao contrário do adversário.
O meu destaque seria para o Sarabia, não só pelo golo como pelas jogadas que fez com M. Reis; do outro lado, P. Gonçalves e Esgaio tiveram mais dificuldades. Parabéns também ao G. Inácio pelo golo, foi o que mudou a sorte do jogo: sem esse golo, o nervosismo poderia ter tomado conta da equipa.
Sei que não é costumo, mas acho que a arbitragem merece um elogio: a dada altura pensei que iriam começar a chover os amarelos e vermelhos, mas o árbitro manteve-se calmo, não prejudicando o jogo.
Agora é lutar no campeonato!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:16

Um bom dia de Domingo a todos caros amigos.

De facto o Manuel Mota surpreendeu pela positiva, confesso que também receei o pior mas segurou o jogo apesar dos palavrões que ouviu de parte a parte.

A equipa técnica não tem que provar nada a ninguém, ja mostrou muito do que é capaz de fazer, mas esta vitória ganhou contornos importantes e a equipa necessitava dela para se agarrarem de novo uns aos outros para melhor enfrentarem o muito que aí vem.

Sem imagem de perfil

De Leão do Xangai a 30.01.2022 às 07:55

Na minha opinião o Matheus Nunes jogou melhor que Palhinha e Pedro Gonçalves melhor que Paulinho, pelo que teria atribuído as notas de modo inverso, mas o mais importante é que o nosso Sporting ganhou e tem sido o clube dominante do futebol português nos últimos 2 anos...
Viva o SCP 💪🇳🇬💚
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:32

Palhinha na primeira parte conseguiu anular o meio campo do Benfica que raramente chegaram à área do Sporting, verdade que toda a equipa jogou bem na pressão mas ele foi incansável sem bola. Mostrou mais dificuldades com bola mas correu kilometros e nota-se que está a recuperar e a ficar mais perto da forma que lhe reconhecemos.
Paulinho e Pedro Gonçalves fizeram uma exibição algo parecida, a diferença na nota do meio ponto foi pelo excelente movimento do Paulinho em que a bola estoirou na barra sem defesa para o guarda-redes grego. foi uma grande momento.
Imagem de perfil

De Greenlight a 30.01.2022 às 09:03

Depois de uma primeira parte em que dominou mas pouco e mal rematou, o Sporting beneficiou, na segunda parte da categoria superior de Sarabia, com uma assistência e um golo. Para mim e apesar da boa prestação de Matheus Reis, Sarabia foi o melhor jogador porque decidiu e não falhou mo momento crucial. Também Palhinha esteve melhor que recentemente e saúda-se o regresso de Porro que dá uma profundidade que Esgaio, apesar de não ter jogado mal, não consegue dar. Pela negativa Matheus Nunes e Pote muito inconsequentes nas suas acções.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:38

Porro no um para um é de facto muito forte, é muito possante não tem mais ninguém que faça o que ele faz e ainda tem o poderoso remate nas bolas paradas é uma peça de difícil substituição e faz mexer toda a equipa de forma diferente, galvaniza a todos.

Matheus Reis e Sarabia tiveram a mesma nota mas elegi o equilíbrio e a intensidade em que o brasileiro se manteve durante os 90' e no final surpreendeu por ser o elemento que se mostrou mais fresco de todos os jogadores das duas equipas, incrível a sua capacidade física é inesgotável.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 30.01.2022 às 09:22

A entrada de Porro na equipe, deu uma dinâmica, aquele sector direito incrível, para mim ele merece na pontuação um 6, isto de andar a papar a namorada do Félix,ou ex dá uma moral do caneco
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:41

e o Félix sabe disso?

A sua entrada foi de facto determinante contagiou a todos para uma maior dinâmica e surpreende ainda mais porque esteve tanto tempo parado sem treinar
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 30.01.2022 às 09:43

Esperava mais do lado do Benfica, uma vez que tinha aqui a única oportunidade de ganhar alguma coisa esta época. Mérito para o Sporting que, jogando com uma intensidade que o Benfica nunca conseguiu acompanhar, levou merecidamente o troféu. Há sempre algum jogador que sobressai mas, para mim, a equipa valeu pelo seu conjunto. Todos correram, lutaram e suaram a camisola até ao apito final. Muito mérito para o preparador físico.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:46

Sem dúvida muito mérito para os responsáveis pelo fisíco dos jogadores do Sporting, o Benfica jogava muito da sua época nesta final e viu-se a como estavam dispostos nos despiques individuais por vezes bem durinhos mas os nosso nunca desarmaram e não se intimidaram nunca. A forma como entraram decididos e solidários na segunda parte foi decisiva para dar a volta.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.01.2022 às 09:49

Bom dia julius
Discordo completamente com o seu destaque 😂
Claramente a milhas deveria ser o Sarabia e a seguir o patraozinho Gonçalo Inácio
Que diferença faz Pedro Porro na equipa, bem vindo de volta e que não saia mais da equipa.
Rubem Amorim ontem extraordinário no banco e fora dele, espero que tenha visto a entrevista à sporttv que maravilha.
Abraço
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 11:58

Mas os 3 tiveram nota igualmente elevada, o Inácio de facto por ter conseguido comandar lá atrás como um patrãozinho, o Sarabia pelos lances de encher o olho e o Reis pela capacidade de em todo o jogo segurar o equilíbrio entre os setores da equipa correndo kilometros com e sem bola, jogou e lutou como um leão durante todos os 96' sempre com a mesma intensidade, foi importantíssimo para a remontada e ainda mais importante na hora de defender o resultado.

O Gonçalo Esteves deve estar a aprender muito com o espanhol, o Porro é jogador para o grupo 5 da Europa e ainda muito jovem, foi um achado encontrá-lo.
Sim vi, por isso iniciei as notas um pouco mais tarde, não podia perder esse momento, com um extraordinário gesto levou todo o seu staff à entrevista, algo que por exemplo seria impossível para treinadores tipo mestre da táctica.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.01.2022 às 12:58

Esteve muito bem e explicou a importância de cada um no trabalho da equipa
Sem imagem de perfil

De Rui Pina a 30.01.2022 às 10:24

Grande vitória !!! Mas atenção, Neto mostrou ontem porque o Sporting precisa de mais um central de qualidade no plantel. Ainda há 2 dias para o conseguir.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 12:02

Fiquei satisfeito com a prestação fisíca do Feddal é um regresso que se saúda bastante, para o lado direito vão ter mesmo que pensar em tentar trazer alguém com tarimba, se queremos responder à campeão aquele lado terá que ser reforçado.
Sem imagem de perfil

De Lobo a 30.01.2022 às 11:13

O árbitro merecia melhor nota, não se notou no jogo e isso é de realçar.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 12:06

Bem lembrado caro Lobo, também reconheço que devia ter tido um ponto mais até porque não se deixou envolver pelas quizílias do jogo e nas imagens percebeu-se que o ambiente ferveu algumas vezes, errou ter atrasado bastante os amarelos ao central belga e ao João Mário que abusaram da fruta. Mas sendo quem é temos que lhe tirar o chapéu pela arbitragem muito positiva que fez.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 30.01.2022 às 12:38

Caro Julius, tenho que discordar do seu destaque. Eu compreendo que as espectativas em relação a M Reis sejam sempre baixas, portanto desde que não dê "casas" já parece que fez um grande jogo.

Na minha opinião, trata-se de um jogador esforçado, que tem evoluído e ganho confiança, mas que para ser um jogador com nível para o Sporting, ainda lhe falta muito.

A defender tem cumprido, mas a atacar, simplesmente leva a bola pra frente, nada mais, a definição é sempre deficiente e pura e simplesmente não sabe fazer cruzamentos, limita-se a "atirar" ou "bombear a bola para a área sem critério.

Percebo o motivo pelo qual R Amorim o manteve na ala, defende melhor que N Santos, no entanto, com o espaço que Lazaro lhe permitiu, deveria ter explorado muito melhor aquele filão.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 13:19

Destaco-o pela sua enorme capacidade de manter a mesma intensidade durante toda a partida e fez um jogo sempre em crescendo à medida que ía ganhando mais confiança, ajudou na ligação entre espaços no meio campo e aparecia sempre como mais uma opção de passe o que fez desgastar ainda mais o adversário.

Tecnicamente tem muito a melhorar principalmente na definição, com treino pode melhorar os cruzamentos em que a bola lhe sai sempre muito na direção da zona do guarda-redes e tem que aprender dar-lhe efeito contrário.
Aprecio bastante a sua enorme disponibilidade na entre -ajuda e a exibição do Feddal deveu-se em muito a esse fator.

De todas a formas se o destaque fosse dado ao Sarabia ou ao Inácio ou até mesmo ao Pedro Porro que revolucionou o jogo da equipa quando entrou também eram bem aceites na minha opinião.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.01.2022 às 12:55

Bom dia caro amigo Julius,
Uma vitória sem qualquer contestação e muito importante no aspecto motivacional. Dominamos o jogo e o Benfica limitou-se a defender e a esperar pelos nossos erros.
Estava a ficar incomodado com a hipótese de deixarmos a decisão ir para os pénaltis.
Compreendo o destaque do Matheus Reis mas eu daria ao Sarabia. O jogo dele é classe pura.
Nota-se a melhoria do Palhinha mas está longe do rendimento antes da lesão. Invariavelmente ainda chega "atrasado" à disputa da maioria dos lances, o que era raríssimo nele. Com um "apitador" encomendado...
Com Porro a "música" no corredor direito é outra. Com mais tempo em campo de Porro e Nuno Santos a profundidade das nossas laterais teria colocado ainda mais a defesa do Benfica às "aranhas".
O rendimento do Matheus Nunes foi o aspecto menos positivo. Está longe da sua forma. Efectua as suas arrancadas mas perde o timing de passe e a bola. Ontem, por diversas vezes, perdeu-se em dribles desnecessários quando, com um passe, podia ter isolado colegas na cara do guarda-redes.
Nota para o Manuel Mota. Surpreendeu-me ter aguentado a pressão e não se deixou levar por simulações desesperadas.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.01.2022 às 13:31

Confesso que também sou de opinião que o Nuno Santos deveria ter entrado uns 15 minutos antes e daríamos ainda melhor resposta no ataque, surpreendeu a entrega do Sarabia como se estivesse a jogar o ultimo jogo da sua vida, foi impressionante vê-lo incorporar o espírito sportinguista perante a importância de um derby como o mais histórico do futebol português (viveu no campo o seu Real - Barcelona com o mesmo espírito dos espanhóis).

O Matheus Nunes vai lá chegar de novo em breve, tem ainda um inúmero de coisas do jogo em crescimento acelerado na sua cabeça e quando tudo já estiver no seu sítio dará o salto para um patamar em que será mais consistente na sua produtividade.

O Sporting tem os processos de jogo muito mais adiantados e desenvolvidos que o Benfica tem com os seus e fez e faz toda a diferença, como já referi antes, os nossos antes de subirem ao relvado falam entre todos que são melhores que o Benfica e issa provoca mais confiança no que fazem depois no jogo.

O Mota não quis desta vez ver os seus talhos partidos e portou-se bem

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo