Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2021/22 (36)

Julius Coelho, em 07.02.22

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Famalicão da 21ª. jornada da Liga BWIN, que resultou numa vitória do Sporting por 2-0. Golos de Pablo Sarabia (6') gp e Matheus Reis (63').

Vitória leonina indiscutível mas que deu tremendo trabalho. A equipa permitiu mais espaços no seu meio campo do que o habitual, o Famalicão usou e abusou da estratégia da muita pressão individual, principalmente nos jogadores que tinham o 4º amarelo, que por isso se sentiram amarrados e condicionados em meter o pé. Foi a noite de todos vestirem o fato de macaco, de serem muito solidários na luta para defender o precioso resultado, que deu no final os merecidos três pontos. De registar também a entrada do Slimani na segunda parte que provocou uma forte explosão de entusiasmo e energia nos adeptos para um maior apoio à equipa que estava já a necessitar de um empurrãozinho.

22242004_iqFIV.png

DESTAQUE - MATHEUS NUNES - 4.5 - Saúda-se o seu regresso à sua melhor forma e num momento crucial do campeonato. Protagonizou várias arrancadas abrindo espaços e roturas num bloco adversário muito unido e muito solidário, faltou depois uma melhor decisão no último passe. Foi dos elementos que mais procurou dar linhas de passe aos colegas e recuou sempre na ajuda à sua defesa na reacção à perda da bola. De notar que acabou o jogo ainda com energia para dar mais e mais.

ANTONIO ADÁN - 4.5 - Foi protagonista de um dos momentos mais importantes do jogo, defendendo com muita categoria a grande penalidade que daria o empate ao Famalicão ao cair do pano da primeira parte, o que poderia causar problemas à equipa. Sempre muito atento e seguro voltou a brilhar quase no final da partida negando com a ponta dos dedos o golo ao adversário.

PEDRO PORRO - 3 - Um bola no poste, o penálti evitável que o Adán acabou por defender e o cartão amarelo que o tira do jogo do título no Dragão na próxima jornada, foram os momentos de maior registo do espanhol. Verdade que se não pára ali o adversário ele iria isolado para um contra ataque perigoso do Famalicão. 

GONÇALO INÁCIO - 3 - Exibição mais discreta no seu regresso à sua posição, cometeu alguns deslizes no passe mal direccionado que valeram reprimendas do seu capitão. A permanente chegada perto da sua área dos dianteiros do Famalicão limitaram-no a ficar mais posicional e mais atento às dobras.

SEBASTIÁN COATES - 4.5 - O muito acerto do timing no corte da bola é sinal claro que está de volta à boa forma que sempre nos habituou. Preencheu sempre sempre bem os espaços da sua responsabilidade e voltou a comandar com mestria toda a defesa, manteve sempre uma boa organização defensiva, principalmente na leitura do ataque à zona que limitou bastante as manobras do adversário quando tentavam ficar mais perto da área do Sporting. Teve uma noite de inesperado muito trabalho.

ZOUHAIR FEDDAL - 3 - Foi muito bravo e leão na luta do um para um, mas teve algumas dificuldades no preenchimento dos espaços na sua zona e na do Matheus Reis; valeu-lhes o capitão no acerto nas dobras mas não se livraram dos raspanetes que este lhes deu. Com o amarelo, foi sacrificado e era necessário ter ali alguém mais rápido na resposta às bolas em profundidade.

MATHEUS REIS - 3.5 - Foi das exibições porventura menos conseguidas que lhe vimos fazer nos últimos jogos, cometeu erros baralhando-se com o Feddal na leitura do espaço e foi por isso ultrapassado algumas vezes, mas foi da sua autoria um dos momentos mais importantes do jogo, quando marcou um grande golo. Muito merecido há muito e que trouxe maior tranquilidade à equipa.

JOÃO PALHINHA - 4 - Apesar da equipa acusar algum desgaste e falta de energia nesta partida, o João Palhinha foi dos elementos que mais correu. Mostrou estar preparado para o jogo do Dragão, forte na pressão ao adversário, eficaz no desarme e já se viu também a sair bem com bola. Fez a sua parte e foi poupado a meio da segunda parte.

PEDRO GONÇALVES - 3 - Ainda não saiu da muito ingrata fase cinzenta do desacerto e da desinspiração. Atirou-se ao jogo com muita vontade, participando em triangulações bem definidas mas ainda não conseguiu voltar aos seus grandes momentos de explosão em que faz a diferença. Saiu com queixas numa perna, esperamos que não seja problema muscular e que esteja apto para sexta-feira.

PABLO SARABIA - 3.5 - Marcou o penálti com a tranquilidade que lhe conhecemos e foi o seu grande momento, o de maior brilho que realizou no jogo. Sempre muito bem marcado na primeira parte só conseguiu ter mais espaço na segunda parte quando o Famalicão teve que arriscar mais, mas o desgaste geral da equipa não permitiu dar melhor sequência aos bons passes de rotura que fez.

PAULINHO - 3.5 - Fez uma exibição bem positiva, muito activo a colaborar também nas acções defensivas nos momentos de maior pressão. Sempre marcado, foi alvo de muitas faltas no meio campo adversário que raramente o deixou rodar e ficar de frente para a baliza do Luís Júnior. 

RICARDO ESGAIO - 3 - O treinador percebeu que tinha que fechar o flanco esquerdo que estava a meter água pelas dificuldades e alguma inércia do Feddal e do Matheus Reis, entrou bem no jogo e ajudou a estancar as investidas do Famalicão por aquele lado, depois com o resultado já assegurado e com a entrada do Nuno Santos passou para o lado direito.

MANUEL UGARTE - 3.5 - Entrou muito bem no jogo e voltou a mostrar que é uma mais valia para a equipa. Controlou a sua zona, saindo sempre por cima nos duelos.

BRUNO TABATA - 2 - De facto, parece render muito mais quando é titular. Pouco ou mesmo nada acrescentou com a sua entrada e optou sempre pelas decisões que não deram boa sequência aos lances que protagonizou.

NUNO SANTOS - 2 - Jogou o último quarto de hora,  quando era o momento de manter bem fechado o flanco esquerdo e segurar a vantagem dos dois golos para a conquista dos três pontos e por isso não pôde aventurar-se no ataque.

ISLAM SLIMANI - 2 - Com o resultado assegurado, Rúben Amorim ofereceu aos adeptos um dos momentos que mais desejavam na partida, fez entrar o Slimani e foi um estrondo no estádio. O argelino entrou com todas as ganas de se mostrar e foi a todas, sempre que a bola passava para o meio campo do Famalicão mostrou boa reactividade.

RÚBEN AMORIM - 5 - Cumpriu com a vitória, mantendo a distância dos 6 pontos para o FC Porto. Viu um adversário que tentou sempre complicar ao máximo a tarefa da equipa (o Famalicão tem sido das equipas mais difíceis de vencer). Reagiu pontualmente ao que o jogo exigia e com a vantagem de dois golos no marcador decidiu finalmente fazer alguma gestão, recorrendo às cinco substituições. Não quis facilitar e proteger os jogadores que tinham quatro amarelos, mesmo sabendo que iriam jogar condicionados.

RUI TEIXEIRA DA SILVA - 3.5 - Esta equipa está no 16º lugar da Liga?... Mas só com o Sporting  jogam o seu jogo da época da "champions"? Dividiram o jogo com o Sporting numa luta como se fosse o último jogo das suas vidas. A jogar desta forma em todos os jogos iriam com certeza às provas europeias, pena que se transformem tanto quando jogam com os outros dois rivais do Sporting. Exploraram ao máximo o facto de quase meia equipa do Sporting estar condicionada com quatro amarelos.

ANDRÉ NARCISO (Árbitro) - 5 - Excelente arbitragem, manteve a cabeça fria no capítulo disciplinar e só dessa forma pôde segurar o jogo, não o deixando que se descambasse pela via dos cartões que poderia ter mais tarde um desfecho muito imprevisível. Agarrou-se bem ao deixar margem para poder decidir.

Screenshot (637).png

BRUNO ESTEVES (VAR) - 5 - Noite difícil com vários lances para analisar. No capítulo disciplinar, pelas confusões que os jogadores protagonizaram com algumas discussões e em três lances na área passíveis de grande penalidade decidiu sempre bem, dois foram penálti e último lance de uma suposta mão na bola na área do Famalicão, não foi claro.

publicado às 03:35

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


43 comentários

Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 03:55

Um bom dia de segunda feira para todos caros amigos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2022 às 04:15

A esta hora, estão quase todos a dormir.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 05:18

Hoje tive que trabalhar toda a noite e fazer uma direta para preparar bem a semana que vai ser bastante ativa no meu trabalho. Faz sentido deixar logo o primeiro comentário no topo das boas vindas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2022 às 04:14

Caro amigo Julius,

Uma das raras ocasiões em que comento as suas Notas.

Na minha opinião, Rúben Amorim não esteve nada bem hoje, mas o mal dele já começou há 2/3 jogos atrás pela sua teimosia em não tentar "limpar" pelo menos 2 ou 3 dos amarelados.

Safou-se porque ganhou o jogo e só perdeu Porro para o Dragão, mas podia ter sido muito pior.

No final ele afirmou que a equipa mostrou falta de energia. Apreciação incorrecta!

O que a equipa acusou foi ter 5 jogadores altamente condicionados e, por isso, sem capacidade para aumentar a sua agressividade de jogo. O Famalicão percebeu isso muito bem e usou e abusou do momento.

Ao intervalo, quando vi o Esgaio a preparar-se para entrar, pensei para mim que o Porro tinha ficado no balneário. Mas não, continuou no jogo e foi o que se viu. Aliás, todos nós sabíamos que iria acontecer, mais cedo ou mais tarde.

Podemos acusar o Famalicão de fazer o jogo da vida, mas muito do que se viu foi permitido pelo próprio Sporting, pela decisão de Rúben Amorim. Se o penálti deles tivesse sido convertido, não sei...

Quanto ao árbitro, fez um enorme esforço para não ir para os cartões, mas ao fazer isso perdoou 4/5 aos jogadores do Famalicão.

Aos 21 minutos houve falta flagrante sobre Paulinho para penálti. Como já tinha assinalado um, não quis assinalar outro. Ele está em boa posição para ver o lance e o VAR, através das imagens, ainda melhor. O outro lance em que a bola vai à mão do defesa, é mesmo mão. Fica ao critério do árbitro se quer ou não assinalar.

Já a falta de Porro para penálti é muito discutível.

Por não querer fazer a gestão dos amarelados, Rúben Amorim vai perder jogadores em todos os jogos, no próximo futuro.

P.S.: Com Edwards no banco, não compreendo a entrada de Tabata. Mais teimosia!
Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 07.02.2022 às 04:59

Meu caro Rui Gomes.
Estou inteiramente de acordo consigo e achei que o Julius foi muito simpático para com o Ruben Amorim ao dar nota 5, mas enfim, todos nós erramos e o nosso Amorim desta vez errou. Eu não percebo para que não fez gestão com os cartões e também não percebi a entrada do Tabata, com o Edwards e mesmo o Bragança no banco, fazia mais sentido entrar o Edwards no lugar do Slimani, isto é a minha opinião.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 06:05

Caro amigo todas as opções que coloca são também muito válidas, mas o treinador teve os seus motivos para as decisões que tomou. Slimani porque sabia que iría "aquecer" mais os adeptos para o apoio no timing que a equipa mais estava a necessitar, foi uma ação inteligente.

O Daniel e o Tabata estavam na frente do Edwards, afinal os jogadores definem no tribunal (no jogo) a sua sentença e com esta exibição do brasileiro, o inglês ficou mais perto agora de ser das primeiras opções para ir a jogo nas segundas partes. Mas atenção, o Sporting vai jogar tudo no Dragão e se as coisas não estiveram a correr de feição durante o jogo, o Edwards será de certeza das primeiras opçôes que o Amorim vai recorrer.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 05:52

Em relação ao jogo e ás incidências que teve, defendo o treinador e compreendo a sua visão. Afinal o Famalicão tem sido a besta negra do Sporting nas duas ultimas épocas e o Rúben não quis arriscar a perda de pontos, pensou que com os titulares mesmo tapados por cartões teria mais possibilidades de garantir a vitória, obrigatoriamente tería que ir para o jogo do Dragão com os seis pontos de diferença e sabemos que mexer muito na equipa não dá bons resultados, teve que arriscar porque estava avisado que o Famalicão vinha preparado para complicar.

Mas o facto de estarem condicionados retirou-lhes alma, ou por outras palavras energia e foi o que ele pretendeu dizer por outras palavras, antes de um jogo tão crucial e decisivo evita e muito bem rastilhos que podem levar a polêmicas, vai querer trabalhar durante esta semana de forma tranquila.

O Sporting podia ter usado o mesmo processo sujo de limpar o amarelo do Porro quando este esteve lesionado a exemplo de como o Porto fez com o Pepe, mas a eles esse tipo de "atividades" fica-lhes bem a nós não, temos outro tipo de ADN.

Na arbitragem, se o árbitro vai atrás do que os famalicenses queriam, como dar amarelos a alguns dos jogadores do Famalicão definia aí as fronteiras para o amarelo e teria depois que amarelar também jogadores do Sporting em ações idênticas, por isso escrevi que foi inteligente e que fez uma boa arbitragem exatamente por isso, deixando margem mais alargada para poder gerir melhor.. E algo me faz desconfiar que os jogadores do Famalicão trouxeram para o jogo essa agenda extra, o sacar jogadores do Sporting do jogo contra o Porto.

O lance sobre o Paulinho, caso fossem protagonistas o Luís Diaz, o Taremi, o Xico Conceição e o Otávio seria pênalti sem dúvida, mas o Paulinho não tem felizmente essa mesma escola e " teatrou" muito mal, de facto sofre um encosto forte só que não soube cair naturalmente, deu aparato na queda e aí o VAR e o árbitro penalizaram-no por isso. O da mão fica uma ideia pouco clara se o defesa famalicense procura ostensivamente desviar a bola e por isso o VAR também ficou na dúvida, quanto ao pênalti do Porro era completamente escusado, ja um colega tinha ganho a posição para o corte, acaba por lhe tocar no pé, fica a dúvida da intensidade, pareceu uma decisão forçada mas no limite aceita-se.

A situação de Tabata é fácil de explicar, o Rubén defende uma hierarquia no grupo e para não lhe perder o controle terá que ser fiel a ela, quem chegou depois vai para fila de espera, Tabata e o Daniel estão primeiro que o Edwards e só quando estes falharem chegará a vez do Edwards, ontem o Tabata falhou e o Edwards avançou uma plaza, o mesmo se aplica na marcação das grandes penalidades, marca quem acerta e quem falha passa ao jogador seguinte, terá que ser fiel e acima de tudo muito justo nas suas decisões.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2022 às 10:00

Às vezes fico a pensar que depois de tantos anos no futebol não aprendi nada.

A gestão dos "amararelados" que eu refiro no meu comentário não era para ser feita ontem, já devia ter sido há três jogos.

No que aconteceu ontem, Porro, por exemplo, foi uma mera sombra do jogador que conhecemos. A equipa nada tinha perdido se ele tivesse saído ao intervalo.

Mas enfim... não vou bater mais na mesma tecla.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 11:19

O Amarelo que o Porro levou podia ter acontecido na primeira parte, se o Amorim advinhasse que ele iria levar amarelo teria-o substituído, tinha vários jogadores á bica ou jogavam todos ou nenhum, como se vai saber qual deles levaria amarelo? Poderia ter levado ao jogo um só deles e levar amarelo igual.

Para tirar o Porro ao intervalo que fazia com o Feddal? Tirava-o também? Não seriam muitas mexidas? Com o resultado a uma só bola de diferença e a necessitar do Esgaio na esquerda? O Famalicão e como o Amorim previu nem com os 2 golos de diferença baixou os braços, só baixou a sua intensidade no último quarto de hora

Afinal ganhou o jogo e teve um dos jogadores amarelados, não foi o pleno mas foi quase.
Sem imagem de perfil

De Vitor Ferreira a 07.02.2022 às 22:57

Na minha modesta opinião o Porro fazia mais falta contra o Famalicão do que fará contra o Porto
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 07.02.2022 às 12:06

"O Sporting podia ter usado o mesmo processo sujo de limpar o amarelo do Porro quando este esteve lesionado a exemplo de como o Porto fez com o Pepe, mas a eles esse tipo de "atividades" fica-lhes bem a nós não, temos outro tipo de ADN"

Aplaudo de pé esta frase, Julius! Podemos ganhar menos vezes, mas nunca seremos um clube sujo, corrupto e miseravelmente batoteiros como o Porto.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 12:25

Já escrevi aqui várias vezes a minha opinião que prefiro perder jogando limpo que ganhar jogando sujo e foi isso que sempre ensinei aos meus filhos.
Sem imagem de perfil

De MAV a 07.02.2022 às 05:19

Concordo com a notas do Julius mas talvez tivesse dado o destaque ao Adan. A defesa do penalty foi decisiva.
Concordo a 100% na questão do 16 lugar do Famalicão como é possível jogar isto tudo e não ter pontos. Fizeram disto uma final será que já andam ai "malas".
Ao contrário do que já foi dito RA muito bem pôs a carne no assador sem ganhar ao Famalicão que vale ir ao Norte e fazer um bom resultado. Não podemos depender do Porro ou outro para ganhar o título.
Ao contrário o título não está na gestão dos cartões mas sim no resultado do santa clara que o Julius tanto fez ver e foi criticado por isso, já o clube do ódio conseguiu ganhar no Estoril para mim talvez tenha sido a chave se não tiverem quebras de rendimento.


Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 06:24

De facto caro amigo, Ainda hesitei em dar o destaque ao Adán pela defesa do pênalti, mas seria injusto para o Matheus Nunes, ele também foi muito decisivo no jogo da equipa, lutou muito no meio campo e conseguiu sempre ligar o jogo, foi ele que partiu os rins aos famalicenses por várias vezes criando fraturas nas suas linhas.
Eu tenho a minha opinião, e não tenho dúvidas da existência das "malas" no jogo de ontem, como também a de uma mala extra para cada jogador do Sporting que estava á bica e que levasse amarelo e fosse retirado do jogo no Dragão.

Obviamente que o Rúben estava avisado e muito desconfiado que o Famalicão vinha bem"preparado" para tentar contrariar, depois o histórico dos últimos jogos em que se defrontaram na Liga era bem negro e para melhor poder garantir os 3 pontos não quis arriscar, eu pessoalmente estou 100% de acordo com a sua decisão.

A derrota com o Braga foi também consequente do péssimo resultado nos Açores, quando o Braga empata de pênalti a equipa ficou muito mais nervosa porque sabia que não podia perder mais pontos, fiquei irado por termos oferecido aqueles 3 pontos nos Açores, naquela forma leviana como os oferecemos e está a ter consequências que podem tornar-se irreversíveis para o título, sexta feira iríamos ao Dragão de outra forma fazendo um jogo mais seguro sem ter que arriscar excessivamente e agora vamos ter mesmo que arriscar, é essa a diferença.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2022 às 10:04

O Julius, e esse MAV que pouco ou nada percebe, foi alvejado não por reagir criticamente ao resultado nos Açores, mas sim por desvalorizar.

Continua a não perceber a diferença entre criticar e desvalorizar!!!
Sem imagem de perfil

De MAV a 07.02.2022 às 12:34

Ainda pensei se respondia a sua "simpatia "
RG fico muito mais descansado em saber que nada ou pouco sei ...avaliado por RG com a sua experiência pessoal e sem conhecimentos sobre o trajecto de vida de outrem. Pois o meu conhecimento me diz há muitos que passam por diversas áreas profissionais e pouco aprendem.

Vamos a factos Pablo Sarabia, Ricardo Esgaio, João Palhinha, Pedro Gonçalves e Pedro Porro tinham 4 amarelos , nem sei quando ficaram tapados , pondo-se a hipótese de ter sido recentemente então a " gestão " nem se põe. Se estavam há vários jogos depois da derrota nos Açores que margem havia para fazer essa gestão com o Braga? na final da taça da liga onde se decide um troféu? E como se percebe só jogadores que são muito utilizados por RA e decisivos como Sarabia e Pedro Gonçalves. Vamos estar a ensinar RA? de certo que não sabe tudo. Mas para mim sabe muito mais do que por aqui se escreve os resultados demonstram isso mesmo mesmo.
Quero relembrar como fomos há luz sem Palha sem Coates.
Além da vitória no norte , bom era o Esgaio ou o Esteves marcarem o golo da vitória sem tirar o valor ao Porro.
Sem imagem de perfil

De RCL a 07.02.2022 às 07:32

Resultado muito positivo, há 5 anos que o Sporting não ganhava ao Famalicão. Destaco, claramente, Adán, já há muito percebemos a contratação do espanhol e a saída de Max; esse lugar da baliza é decisivo. Se o penalti entra, as coisas poderiam complicar~se e de certeza sairiam mais amarelos.
Um aspecto muito importante; a certa altura Amorim pôs 6 jogadores do Sporting a aquecer, entraram 4 , Esgaio já lá estava. Qualquer dos 6 poderia ter entrado. Isso significa que o Sporting tem um grande Banco.
Amorim não jogou só este jogo contra o Famalicão, na sua cabeça estava já o do FCPonde vai surpreender e mais uma vez ....ganhar.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 11:28

Agora têm que descansar bem hoje e treinar bem nos dias que faltam para o jogo. O Porto também tem as suas armas e joga em casa, estou curioso de saber quem vai ser o árbitro mas pela borrada recente do ASD livramo-nos desse mal/ámen.
Acredito que seja desta o João Pinheiro a apitar o jogo.
Sem imagem de perfil

De Rui a 07.02.2022 às 08:17

Caro Julius, uma vitória importante, acredito que até ao final do campeonato teremos competição a valer.
Acho que a questão da gestão do plantel teve também uma mensagem de RA para os jogadores: não há um 11 de primeira e um 11 de segunda, um jogo contra o Famalicão é uma final, e todos os jogadores têm de estar preparados para jogar contra o Porto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2022 às 10:07

Qual gestão?... Ele não fez gestão nenhuma ontem, foi a jogo com os melhores disponíveis.

O problema é que cinco desses melhores estavam muito condicionados.
Sem imagem de perfil

De Rui a 07.02.2022 às 11:46

Não deixa de ser gestão... geriu com os que considerava mais preparados para o jogo, independentemente dos amarelos.
Concordo que os jogadores jogaram condicionados, mas a intenção de RA seria de não se deixarem afetar pela situação.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 11:33

Foi com o melhor onze porque o jogo assim o exigia, falaram com certeza todos antes de subirem ao relvado e só não entendo porque os jogadores depois de conversarem e serem avisados entraram no jogo dos famalicenses a deixarem-se envolver em picardias e discussões que com outro árbitro poderiam ter sido amarelados.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 07.02.2022 às 10:34

Os meus destaques seriam o Adan pela defesa do penalty e pela segurança demonstrada noutros lances. Em segundo lugar destacaria o Matheus Reis pelo golo que nos deu a tranquilidade. O Famalicão conseguiu jogar taco a taco com o Sporting e, se não tivesse sido o golo do Matheus, por certo iria ser um jogo sofrido até ao fim. Acho que a nota do Matheus Nunes está um pouco elevada, falhou muitos passes arriscados e agarrou-se muito à bola quando tinha colegas em boa posição para passar. O Pedro Gonçalves habituou-nos mal na época passada, a verdade é que ele na época passada marcou muito mais do que seria de esperar, enquanto esta época está a marcar os golos esperados. A fasquia ficou tão alta que ele está a ser vítima do seu próprio sucesso que teve na época passada. Também sou da opinião que o Ruben deveria ter acautelado esta questão dos amarelos já há alguns jogos. Não estou a falar de fazer trafulhices "Pepe-style" mas sim forçar um amarelo ou outro no terreno de jogo há alguns jogos atrás.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 11:44

Vejo o jogo do Jamor contra o Belem SAD o único para arriscar com a equipa mais desfalcada e então no jogo anterior ter feito essa gestão, mas não o fez, ontem tinha que ir com os melhores a prioridade era ganhar primeiro o jogo para manter a mesma diferença para o primeiro classificado.
Penalizei o Reis porque foi ultrapassado algumas vezes o que não tem sido normal e não fechou bem o corredor esquerdo, se esteve com a atenção viu o Coates dar-lhe reprimendas, o Feddal não tem velocidade para ficar sózinho com tanto espaço ao seu lado.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 07.02.2022 às 11:11

Bom dia caro amigo Julius,
Foi uma vitória difícil mas segura. O Famalicão veio com tudo desde o primeiro minuto. Parece que o Sporting, ao contrário de outras equipas, os motiva especialmente. Há sempre ali um "estímulo" qualquer.
Depois do amarelo ao Porro temi que o Esgaio também levasse e ficássemos sem laterais direitos para o Dragão.
Também não sou partidário da estratégia do Rúben Amorim de não gerir cartões para transmitir aos jogadores que todos os jogos são importantes. Quer se queira quer não, sabemos que há jogos e jogos e, em vésperas dos chamados jogos grandes, os jogadores em risco de exclusão acabam por ficar condicionados e inibidos no seu rendimento.

Agora é ir ao Dragão com tudo e trazer os 3 pontos. Ontem não entrou mas estou confiante que na sexta-feira o Edwards vai entrar, no decorrer do jogo, e "partir a loiça" toda!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 11:54

Amigo Leão do Norte,

Felizmente tivemos um árbitro que se conteve desde o início e não quis entrar pelo caminho dos cartões porque a forma como o jogo decorreu iría fazer fumo, só não entendo é porque os nossos responderam ás provocações pondo-se a jeito,
Como já escrevi em cima só vejo o jogo do Jamor o único para arriscar uma equipa menos titular e mesmo assim eles quase que empatavam o jogo á beira do intervalo, a verdade é que depois da derrota nos Açores ficamos sem margem.

O Edwards necessita ainda de algum trabalho de integração e tem o Sarabia à sua frente, sinceramente será para mim um mau sinal se tiver que entrar no jogo do Dragão, será porque o resultado não nos estará a correr de feição e o treinador estará a tentar todos os trunfos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 07.02.2022 às 13:08

Para além de habitualmente jogar bem contra o Porto (ainda esta época deu dores de cabeça à defesa portista no Dragão), o Edwards tem o talento e as características para sobressair neste tipo de jogos.
Obviamente que não vai entrar de início, mas a sua genialidade e imprevisibilidade podem fazer a diferença contra uma padronizada defesa do Porto.
Espero que o Rúben Amorim não vá em hierarquias e neste jogo utilize aqueles que, dadas as circunstâncias, podem realmente fazer a diferença.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 13:35

Mas a hierarquia no grupo é sempre na base sólida dos melhores estarem na frente com o próprio grupo a reconhecê-lo, todos vêm nas costas dos outros as suas próprias costas e não pode existir traições. O plano de jogo será apresentado e discutido na quinta feira e o que for decidido terá o acordo de todos, o Edwards trás neste momento maior imprevisibilidade no plano individual que no colectivo, mas que poderá ser importante, perante as circunstâncias do jogo.

Obviamente que se o resultado não estiver de feição, o Amorim jogará todos os trunfos que tiver à sua disposição.
Imagem de perfil

De Greenlight a 07.02.2022 às 11:21

Caro Julius,
O Famalicão está nos últimos lugares? Pois, ontem, assim não pareceu, já que discutiu o jogo com o Sporting. Quanto às notas, parece-me exagerada a nota para Matheus Nunes; é verdade que quando arrancou com a bola dominada só foi travado em falta mas também falhou muitos passes. Relativamente a Amorim, confesso que não percebo a gestão, ou falta dela, dos cartões amarelos; se Porro fazia falta para vencer o Famalicão em Alvalade, muito mais falta fará para defrontar o FCP no Dragão. Aí, a equipa do Sporting terá que colocar tudo em campo pois fora dele, já sabemos, que a mafia do Norte tudo fará para prejudicar o Sporting. Aliás já começou a campanha de pressão sobre os árbitros, dizem eles que o penalti do Famalicão deveria ter sido repetido, ontem era o Adan que estava para além da linha, hoje é porque os jogadores do Sporting invadiram a grande área, aliás deve ter sido por ter visto a sombra deles que o Banza não concretizou o penalti. Até parece que é o Sporting e não o FCP, o grande beneficiário das arbitragens e outros factores extra, em Portugal. Aquela gente do FCP não tem vergonha nenhuma, mas isso não é novidade.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 12:07

Greenlight

A verdade é que eles se julgam a última batata do pacote no que toca a orquestrar campanhas desse tipo, é a normal esperteza saloia, mas eu vejo as coisas de outra forma, estão sim à rasca e temem não ganhar o jogo porque mesmo sem o admitirem reconhecem enorme capacidade na equipa do Sporting, toda essa campanha é sinônimo do complexo de inferioridade e começam já a "trabalhar" a mente do árbitro que irá ser escolhido.
Eu estou curioso quem irão escolher com estaleca para um jogo destes a ser jogado no Porto. Recordo que também teremos a pressão lampiónica contra nós porque para o Benfica já só existe alguma miragem para o segundo lugar. Os árbitros lampiões serão azuis na sexta feira.
Imagem de perfil

De narrativadiaria a 07.02.2022 às 11:35

Não gostei da exibição de Feddal. Pareceu-me pouco confiante e aquela mania de atrasar a bola para Adan é irritante e perigosa. Mateus Reis naquele lugar dá mais garantias e gosto de Nuno Santos a lateral.

Também não gostei das substituições. Talvez Eduards pudesse ter entrado para o lugar de Pote e Bragança para o lugar de Matheus Nunes.

O amarelo a Porro não fez sentido, porque o árbitro quis deixar jogar, não mostrou amarelos noutras faltas, devia apenas ter alertado nesta, na minha opinião, sendo coerente.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 12:16

O Feddal sabe que não tem um bom passe e por isso prefere procurar a segurança da bola atrasando-a mas até isso faz por vezes menos bem.

O Famalicão meteu intensidade durante muito tempo e nem o segundo golo os "acalmou" vinham com ela fisgada e deviam ter uma forte razão para isso.Foi quase uma guerra dentro do campo.

Nesse lance ainda tive a esperança que o árbitro não mostrasse o amarelo mas o aparato do jogador famalicense aos gritos e a pronta reação do banco do Famalicão que se levantaram todos em simultâneo foram a mola para o árbitro mostrar o cartão.
Sem imagem de perfil

De Rui Pina a 07.02.2022 às 11:52

Sempre pensei que Porro seria substituído ao intervalo, a Champions já foi à vida, o jogo do Dragão é que conta.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 07.02.2022 às 12:19

O amarelo ao Feddal condicionou a saída do Porro ao intervalo, o treinador viu maior urgência em estancar o corredor esquerdo e colocar lá o Esgaio.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo