Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2023/24 (10)

Julius Coelho, em 09.10.23

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Arouca da 8ª jornada da Liga BETCLIC, que resultou num vitória por 2-1. Golos de Gyokeres 31' e Morita 68'.

A FÚRIA DO VIKING

O Sporting CP segurou a liderança da Liga contra todas as adversidades. Num erro gravíssimo do árbitro sofreu uma expulsão e logo a seguir o golo do empate do Arouca que fez soar todos os sinos de alarme em Alvalade. Foi necessário arregaçarem as mangas e com um extraordinário espírito de união, liderados pelo fantástico Viktor Gyokeres que empurrou a equipa para a vitória merecida. Conseguiram manter sempre o equilíbrio do jogo estando em inferioridade numérica desde os 42', muito mérito do treinador que respondeu sempre bem ao que a equipa e o jogo pediam.

Screenshot (636).png

DESTAQUE - VIKTOR GYOKERES - 5.5 - Empurrou a equipa para a vitória, incorporou todas as dores da equipa perante a injustiça da expulsão e partiu para a guerra com a fúria de vingança, ostentando o estandarte do Leão com muita firmeza. Marcou o golo inaugural após uma excelente desmarcação e depois ...foi destruindo sozinho toda a defesa do Arouca. É de facto um ponta de lança fantástico.

ANTONIO ADÁN - 3 - Voltou a ser fuzilado, mas desta vez com um cabezazo, teve reacção tardia à bola que passou por cima da sua cabeça, fica a ideia que podia ter feito algo mais. Brilhou já na parte final segurando a vitória com defesas seguras a remates que levavam perigo.

RICARDO ESGAIO - 2.5 - Ameaçou surpreender quando arrancou logo no início 2 cruzamentos bem intencionados mas, baaah! Voltou à sua versão normal e claro, foi substituído no início da 2ª parte..

OUSMANE DIOMANDE - 2 - Viu-se expulso pelo árbitro sem ter feito nada, uma das expulsões mais estranhas que temos visto. O jogo também não lhe estava a correr de feição, viu o primeiro amarelo após uma quezília desnecessária com um adversário e aos 4' de jogo oferece uma bola que tinha controlada ao avançado do Arouca, que quase se isola na área do Sporting.

SEBASTIÁN COATES (Cap) - 3.5 - Exibição de bom nível, oferecendo sempre o peito às balas, pena que não tenha visto o Rafa escapar nas suas costas e ir cabecear para o golo do empate e que colocava a equipa líder do campeonato em sérios apuros. Acabou em bom plano, também ele a empurrar a equipa para a vitória.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - É a segunda boa exibição em jogos seguidos, o que indica ter encontrado o seu bom momento de forma, muito rápido a decidir o ataque aos lances, assumindo liderança nos duelos. Mostrou confiança no passe entre linhas.

NUNO SANTOS - 2.5 - Muita parra, muita energia...desperdiçadas! Nada saiu com resultados práticos das suas acções e também foi substituído após o início da 2ª parte.

MORTEN HJULMAND - 3 - Na fronteira da nota positiva. Exibiu-se sem selo de qualidade, muito esforçado e preocupado em querer fazer tudo bem. Assumiu pouca autoridade nos lances, dando algumas poucas mordidas nos adversários e falhou algumas intersecções que provocaram espaços abertos para o adversário poder contra atacar.

HIDEMASA MORITA - 4 - O elemento mais regular da equipa em todo o jogo e quando a equipa mais necessitou. Apareceu de rompante na área do Arouca a fazer o golo da vitória que fez levantar as bancadas quase cheias do estádio.

PEDRO GONÇALVES - 3.5 - Ainda anda longe da sua melhor forma, não consegue definir bem na maioria dos lances, mas brilhou no melhor momento da noite, desta vez saiu uma lebre da cartola, quando serviu redondinha a bola para o Morita fuzilar para o golo que segurou a liderança no campeonato.

MARCUS EDWARDS - 3.5 - Foi o sacrificado com o disparate do árbitro, saiu para entrar o Matheus Reis. Com um início fulgurante, parece ter reencontrado o caminho das boas exibições, executou vários cruzamentos brilhantes que desequilibraram a defesa adversária, um deles resultou no 1º golo.

MATHEUS REIS - 3 - Também na fronteira da nota positiva, procurou sempre correr mais que a bola mas deu importante disponibilidade física, o que fez equilibrar na desvantagem numérica. Assegurou as costas dos colegas da frente que tentavam com maior risco passar de novo para a frente do marcador.

GENY CATAMO - 3 - Entrou com a missão de aproveitar os espaços que o avançado sueco provocava na defesa do Arouca, era o momento do risco total e correu bem, 10' após a sua  entrada a equipa fazia o 2º golo. Decidido correu em largas diagonais pelo centro do terreno a provocar o caos nas linhas adversárias.

EDUARDO QUARESMA - 2 - Surpreendeu a sua entrada a substituir o Nuno Santos e fez exibição irregular. Dificuldades visíveis no início em acompanhar a intensidade dos lances. Foi ultrapassado uma vez e quase dava o 2º golo do Arouca, recompôs-se e teve melhor reacção na antecipação e nos cortes, não inventou no passe. Por estratégia foi substituído nos derradeiros instantes da partida (era necessário meter água na fervura, a vitória estava praticamente garantida).

DANIEL BRAGANÇA - 2.5 - Entrou bem na partida, deu o equilíbrio que podia perder-se num momento muito decisivo do jogo. Mostrou personalidade em prender e esconder a bola, teve critério no passe para os colegas em espaços mais abertos livres de adversários.

LUÍS NETO - 1 - Estratégica a sua entrada nos instantes finais, o seu treinador jogava já com o relógio, com a liderança do campeonato a segundos de estar assegurada.

RÚBEN AMORIM - 5 - Ufff, que jogo mister! Suou a bom suor no banco e com a alma apertada. Manteve-se sempre (aparentemente) calmo depois de 2 violentos murros no estômago, o árbitro ter inventado uma expulsão e o golo do empate logo a seguir. Teve a cabeça fria e foi dando à equipa o que ela necessitava, os jogadores foram muito solidários dentro do campo, mas tiveram um líder no banco que os soube orientar para atingirem o objectivo. Superaram uma das provas mais complicadas que tiveram até agora no campeonato e que vai unir ainda mais o grupo.

DANIEL RAMOS  - 2.5 - Já esfregava as mãos de contente, uma expulsão caída do céu e logo a seguir ver a sua equipa fazer o golo do empate, diga-se, que após um excelente cruzamento que foi meio golo. Mas não contou com a força do leão liderado por um Viking em fúria, nem com 3 e por vezes 4 defesas à volta do gigante sueco o fizeram parar, foi missão impossível e teve que arrear na ideia de pontuar. Levaram sim um tremendo pesadelo para as próximas noites, o Viking  de verde e branco em fúria ainda a correr atrás deles.

ANTÓNIO NOBRE (Árbitro) - 1 - Como uma decisão de todo imbecil de um árbitro pode estragar um jogo e dar cabo dos objectivos de uma equipa! Fica assim tão fácil expulsar um jogador do Sporting? Colocar a equipa a jogar mais de 50' em inferioridade numérica? E não foi só esse erro, teve outros, menores mas igualmente incompreensíveis. É grave!!! No intervalo deve ter-se dado conta das tremendas asneiras que fez, porque regressou para a segunda parte de consciência bem pesada.

BRUNO ESTEVES (VAR) - 3.5 - As asneiras fé-las o árbitro, o muito pouco mas não menos importante que lhe tocou a si fazer, fé-lo correctamente.

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


44 comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 09.10.2023 às 13:44

Uma arbitragem nada nobre, mas sim muito pobrezinha.
Este senhor de mim teria nota zero, pois não soube gerir o jogo (parece habitual neste arbitro...) e tentou controlar os jogadores via amostragem de cartões amarelos, alguns deles por "feeling" e totalmente indevidos (os 2 a Diomande e 1 a Edwards).

Face a estas condicionantes, o Sporting fez o jogo possível, manteve-se concentrado no objetivo dos 3 pontos e não permitiu que o Arouca mandasse no jogo, com RA a acertar nas substituições.

O grande destaque para Gyokeres, que parece um "diabo da Tasmânia" na frente atacante, sempre a correr e a lutar pela bola (e a ganhar duelos) o que faz MUITA diferença em relação à época passada, em que tínhamos Paulinho a correr feito barata tonta e sem resultados práticos. Quando antes parecia que jogávamos com 10, agora parece que jogamos com 12.

Força Sporting.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 09.10.2023 às 21:27

Paulo,

Desfrutemos a vê-lo jogar, a forma como se entrega a defender as nossas cores é de elogiar, voltou a deixar a sua marca. Sem dúvida que todos foram fantásticos mas ontem sem o sueco não íamos lá depois de eles terem conseguido empatar e a joga com mais um elemento.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 09.10.2023 às 13:51

Saudações caro Julius,
Mais uma vez, quase em total consonância com a justeza e equilíbrio da sua abalizada opinião.
E digo quase, porque na sua «douto» análise existe algo que me merecem considerações acrescidas e ainda mais incisivas, relacionadas com a paupérrima arbitragem.
Pegando na expressa frase exclamativa - "Como uma decisão de todo imbecil de um árbitro pode estragar um jogo e dar cabo dos objectivos de uma equipa!", tendo a caracterizar que para além da evidente imbecilidade, outras adjetivações apropriadas há a mencionar.
O complexo exercício e compreensível exigência da profissão de árbitro (juiz), implica um vasto e profundo conhecimento das regras, de muito treino e experiência, que podem e devem ser alvo de ensaio, explicação, actualização, ensino e harmonização de critérios.
Mas existem características natas e intrínsecas próprias em cada um de nós, enquanto seres humanos, que nos diferenciam e não se moldam por manuais, por muitas formações empíricas e/ou práticas que se frequentem.
Isto a propósito, do que assisti ontem e que na minha modesta opinião extravasa apenas a tal invocada imbecilidade, uma vez, que fiquei com a ideia que também esteve presente a cretinice, a intenção de dolo e a ausente e devida imprescindível aplicação de pedagogia inerente a quem julga.
A prepotência levada à prática, é sempre a negação do equilíbrio, a inversão de princípios régios, um exercício eivado de injustiça e da necessária transparência e sensatez.
O Sr. árbitro, decidiu de forma errada e inadmissível, porque julgou com base num pressuposto que não viu, pois não existe facto, intuito, negligência, nem imprudência. Rigorosamente nada, como as imagens de forma inequívoca o demonstram.
Estamos perante um lance de genuíno futebol onde o eventual contato é inevitável, fortuito e sem o mínimo fator de qualquer irregularidade ou violação das regras.
E recordamos, que já na primeira admoestação com amarelo, o prevaricador fora o adversário e, nada justificava a amostragem de cartão amarelo a ambos, mas apenas e tão simples um aviso de que não toleraria outras atitudes idênticas.
Mas o Sr. árbitro, do alto da sua suposta cátedra de sabedoria justiceira, entendeu ter uma decisão salomónica, num assumo de arrogância e sobranceria incompatível com deveres da sua função, ou seja, o de também utilizar a pedagogia, como modelo e contributo para o espetáculo e em respeito por dezenas ou centenas de milhares de pessoas, que sustentam toda a actividade.
Mas todos nós sabemos, como isto funciona há muitas décadas e, o Sr. árbitro, conhecedor que o Sporting CP jogara na 5.ª feira (com apenas 72 h de intervalo) onde fora submetido a um enorme esforço físico e psíquico, viu aqui uma janela de oportunidade de fazer "cair" do lugar cimeiro uma equipa, um clube, uma instituição.
Foi a raça, o espírito, a capacidade de sofrimento, o brio profissional, o mérito e a competência, sublinhe-se de ambas as equipas, que derrotaram metástases e resquícios, que empobrecem e desvirtuam a Verdade desportiva e envergonham o que se passa no ludopédio do País.
Uma última nota, de reconhecimento pelo extraordinário trabalho de toda a equipa e, em particular para o fenómeno Viktor Gyokeres, que cansa só de ver o seu esforço, disponibilidade e entrega, trazendo à minha memória, também o incansável Oceano.
Enorme Abraço Leonino e muita saúde.


Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 09.10.2023 às 18:29

Excelente texto!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 09.10.2023 às 21:38

Boa noite Rumo Certo - Ventos Favoráveis,

A única forma que pode resolver este tipo de situações é o duplo cartão amarelo passar também pelo crivo do VAR, o duplo amarelo e consequente expulsão de um jogador é uma decisão também capital em qualquer jogo e todo esse tipo de decisão deveria ir sempre ao tribunal das imagens, só dessa forma podem defender a verdade desportiva e anular erros intencionais ou não, dos árbitros de campo.
Ontem facilmente o jovem jogador do Sporting seria ilibado, conforme as imagens comprovaram e continuaria em jogo, com a equipa do Sporting a não ficar reduzida nos seus elementos e a ter que passar pelo sufoco que passou.

Grande abraço e obrigado pelo seu lúcido comentário.

Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 09.10.2023 às 14:14

Quantos amarelos o árbitro perdoou em faltas cometidas sobre o Gyokeres ? Onde está o critério ? O primeiro amarelo ao Diomande vem de um arrufo sem consequências entre dois jogadores. Uma chamada de atenção aos dois jogadores seria suficiente. O segundo amarelo é uma idiotice.Não há falta nenhuma. Volto a perguntar. E as faltas sobre o Gyokeres ?
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 09.10.2023 às 21:41

Luís Moreira,

Ficou a grande desconfiança pelas reais intenções do árbitro, caso o Sporting não chegasse à vitória estaria o caldo entornado.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 09.10.2023 às 18:15

Boa tarde amigo Julius,

Um jogo com um árbitro que parecia ter um trabalho encomendado.
Valeu o controlo emocional e a organização da equipa.
Não podemos ser tão permissivos nos cruzamentos para a nossa área.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 09.10.2023 às 21:43

Ainda bem que comenta esse importante detalhe, normalmente é um dos pontos fortes da equipa, dominar o jogo aéreo na sua área, estranhamente o Arouca ganhou vários lances de cabeça aos nosso centrais nessa zona, fiquei surpreso mas não preocupado, o Coates irá corrigir essa falha.
Sem imagem de perfil

De Elsa a 09.10.2023 às 19:40

Viva Julius,

Bem não vi o jogo, não posso comentar, mas jogar contra 10 contra 11 não é fácil, por isso, parabéns pela vitória.


Olha, maisvum destaque para o Gyokeres, vê como tenho razão, tem que criar um lugar cativo para o rapaz 😉!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 09.10.2023 às 21:47

Elsa boa noite,

Por isso quando vejo uma oportunidade puxo o destaque para outro colega, para se animarem também

Porque não tenho dúvidas que o Capitão América do Sporting vai açambarcar quase todos. Ontem nem precisava de tanto, puxa, arrasou-os, que pesadelos vão ter nas noites seguintes os coitados.
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 09.10.2023 às 23:08

Gostava de saber a opinião do Julius sobre uma questão, o número de canhotos no plantel do Sporting. Salvo erro o Sporting tem 11 canhotos, vejamos, Adán, Quaresma, Inácio, Matheus Reis, Muniz, Nuno Santos, Trincão, Edwards, Catamo, Paulinho, Bragança. Não é habitual, será um problema para a circulação de bola, dado que são a maioria jogadores de um só pé? Obrigado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.10.2023 às 23:14

O Quaresma não é canhoto.
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 09.10.2023 às 23:22

É ambidestro!

Comentar post


Pág. 2/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo