Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2023/24 (35)

Julius Coelho, em 26.02.24

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Rio Ave da 23ª jornada da Liga Portugal Betclic, que resultou num empate 3-3. Golos de Morten Hjulmand 9', Viktor Gyokeres 44' e Sebastián Coates 73'.

FALTOU CABEÇA E COMPETÊNCIA !!!

Ao contrário do que prometeu o treinador do Sporting, afinal a equipa não se apresentou tão preparada para o embate em Vila do Conde, sendo surpreendida por um Rio Ave que teve a ousadia de dividir e discutir a posse e superiorizar-se a espaços na disputa dos lances. Os leões que entraram na partida praticamente a perder (3'), resultado de um erro grave do Geny Catamo que se deixou ultrapassar facilmente pelo marcador do golo, conseguiram depois a remontada, mas entraram numa espiral de erros grosseiros, alguns de difícil explicação, como as 2 grandes penalidades escusadas que ofereceram uma vitamina extra, a que os vilacondenses não se fizeram rogados. Coates ainda deu a esperança da vitória quando voltou a empatar a partida (3-3), mas faltou cabeça, organização e competência na zona de finalização. Um resultado que bem negativo na luta pelo título, mas só podem queixar-se de si próprios, independentemente dos erros grosseiros que a dupla árbitro/VAR cometeu, prejudicando o Sporting na influência directa do resultado final.

Screenshot (1333).png

DESTAQUE - HIDEMASA MORITA - 3.5 - Acabou por ser o elemento mais regular da equipa, o que menos erros cometeu. Esteve directamente envolvido no 1º (assistência) e 3º golos da equipa.

ANTONIO ADÁN - 1 - Voltou aos desempenhos catastróficos, exibição de um guardião "finito", numa clara linha descendente da sua carreira, nestes momentos que a equipa necessitava de um grande guarda redes. desiludiu, com péssimas abordagens. Provocou insegurança em quase todos os lances que interviu, um penálti escusado por chegar atrasado, uma bola que largou e que quase deu golo, somando várias outras decisões estranhas, como o arriscar fintar adversários junto à linha de golo.

GENY CATAMO - 1 - Entrou pessimamente mal na partida, como pode ser comido daquela forma tão facil no lance do primeiro golo? Acusou o erro e nunca mais se reencontrou, andou noutra frequência diferente da do jogo, ou se adiantava ou chegava atrasado aos lances.

OUSMANE DIOMANDE - 2 - Uma sombra do que tinha feito no jogo europeu anterior, teve dificuldades em acompanhar a velocidade dos avançados do Rio Ave por má leitura nos lances. Não deu a devida cobertura ao Geny na primeira parte e acumulou erros por faltas desnecessárias no segundo tempo, quando passou para a esquerda da defesa.

SEBASTIÁN COATES (Cap) - 3.5 - Seria também justo dar-lhe o destaque, impediu a derrota da equipa e deu o exemplo na raça e na concentração. Transmitiu sempre boa energia à equipa, empurrando-a por todos os meios para a muito desejada vitória que acabou por não acontecer.

GONÇALO INÁCIO - 2 - Muitas dificuldades em assentar o seu jogo, a acompanhar o ritmo alucinante da partida durante a primeira parte. Os demasiados espaços que o Nuno Santos deixava descobertos ainda lhe aumentaram os problemas. Acabou por sair com procupante lesão muscular.

NUNO SANTOS - 1 - Noite de pesadelo e inaceitável para um profissional do Sporting. Matou a equipa e no pior momento com um penálti inacreditável. O que é que lhe passou pela cabeça para atacar o lance quando só bastava fazer contenção? Além desse lance desastroso, acumulou uma série brutal de acções negativas. Terá as orelhas a arder, pelos raspanetes que levou do capitão Coates e do próprio Gyokeres. Uma atitude no jogo incompreensível, só ao nível de um juvenil e que teve consequências.

MORTEN HJULMAND - 3.5 - Esteve sempre por cima na luta pelo meio campo, pena a grande instabilidade que a defesa provocou em toda a equipa e que o tirou do sério. Com um bom remate de ressaca fez o 1-1 e tentou repetir o mesmo remate por mais 2 vezes, mas acertou mal na bola.

PEDRO GONÇALVES - 2.5 - Noite para esquecer, teve vários lances muito favoráveis para dar a vitória à equipa, mas esteve péssimo no remate e desastrado nas bolas paradas. Noutros lances no meio campo e com espaço raramente conseguiu dar a bola em boas condições aos colegas da frente.

FRANCISCO TRINCÃO - 3 - Estava a ser claramente o elemento mais desequilibrador da equipa até se lesionar fortemente, num lance de claro penálti e eventual expulsão (pé em riste de pitões do Miguel Nóbrega) a que o árbitro e VAR fizeram vista grossa. Antes voltou a estar à beirinha de marcar, numa recarga à boca da baliza que proporcionou a defesa da noite ao Jhonatan.

VIKTOR GYOKERES - 3.5 - Voltou a ser o elemento mais inconformado e que mais tentou levar a bola e a equipa até à área do Rio Ave, teve duas oportunidades, numa fez o golo da remontada quase a terminar a primeira parte e que podia ter galvanizado a equipa para a vitória, na outra o guarda-redes defendeu.

EDUARDO QUARESMA - 3 - O jogo rapidamente decifrou que devia ter sido ele o escolhido de início, conseguiu com melhor eficácia parar aquela ala direita supersónica do Rio Ave, mas também não ficou bem na fotografia quando deixou o Azis aparecer solto na área, com o Adán a provocar o penálti.

MARCUS EDWARDS - 1 - Entrou muitíssimo mal na partida, não se viu ganhar um único lance, apresentando-se particularmente inadaptado ao terreno e ao jogo do adversário, foi sempre um a menos na equipa.

MATHEUS REIS - 1 - Também não entrou nada bem no jogo, o que lhe valeu fortes reprimendas dos colegas especialmente do Hjulmand. lento e previsível no passe e quando parecia entrar finalmente no jogo, o árbitro apitou para o final.

RÚBEN AMORIM - 2 - Difícil traçar em poucas palavras o muito que deve ser dito da preparação deste jogo em Vila do Conde, queimou-se um tiro por culpa própria, vários jogadores da equipa não conseguiram apresentar a mentalidade competitiva que se exigia para as características do adversário, cometendo serie de acções de erros grosseiros que surpreenderam muito pela negativa. Quando as coisas no relvado não estão a correr bem e só se fazem três substituições, é porque a lição foi mal estudada por todos e o banco não previu soluções. Os corredores foram muito mal defendidos, fechados e nada trouxeram de útil no ataque e na profundidade. Faltou cabeça, organização e competência.

LUÍS CARLOS FREIRE - 5 - Voltou a mostrar o que já se sabia, um treinador da nova era, com futuro. Muita audácia na forma como montou a sua equipa e do pouco fez muito, olhou de frente sem medo a equipa que pratica o melhor futebol  em Portugal, dividiu o jogo, os lances e a posse de bola com mérito e lealdade. Travou o Sporting, mas também beneficiou claramente dos erros grosseiros das equipas de árbitros.

ANDRÉ NARCISO - 1 - Arbitragem manhosa com tendências de inclinação nas suas decisões, prejudicando claramente o Sporting no técnico e disciplinar, deixando depois à conveniência a batata quente nas mãos do VAR nos lances capitais. Viu claramente a joelhada na cara do Gyokeres que seria expulsão, viu o penálti sobre o Trincão e viu a falta clara sobre o Pote no lance que resultou no golo do Rio Ave, a sua intenção percebeu-se também na altura dos descontos, depois do tempo que o jogador expulso demorou a sair do relvado, apitou aos 5' exactos, a missão foi cumprida?

ANTÓNIO NOBRE - 1 - Se ao árbitro ainda se lhe pode dar algum benefício da dúvida nos lances descritos, ao VAR com toda aquela artilharia de camâras e vídeos não pode haver perdão para erros tão grosseiros e agora o que vai acontecer-lhe? No futebol português, o crime é um negócio rentável, compensa sempre !!!

publicado às 04:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


77 comentários

Sem imagem de perfil

De José Silva a 26.02.2024 às 11:26

O que mais me incomoda é que mesmo depois de vermos o Sporting ser espoliado de uma grande penalidade e haver uma falta clara que precede o 1º golo de Rio Ave, tanto o Presidente como o própio Amorim, continuem mudos e quedos. Se pensam que assim os interesses do Sporting serão melhor defendidos, estão muito enganados. Se isto se passa-se com o clube do regime ou com o F.C. Antas, ninguém os conseguia aturar...Quem está à frente do sporting, não pode ficar em silêncio perante esta arbitragem mesmo depois de o Sporting ter feito um jogo menos conseguido.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 12:31

José Silva,

O treinado não deve atirar-se aos árbitros, sabemos o que acontece se o fizer, mas concordo que devia nos casos mais graves, de erros claros graves alguém do Sporting deveria marcar posição, em Guimarães o presidente falou e a verdade é que o João Pinheiro desapareceu e ainda não sabemos por onde anda...

Este Narciso surpreendeu-me, já o VAR António Nobre nem por isso, já acumula vários erros graves a prejudicar o Sporting, parece ser manejado a mando de uma agenda especial. Ontem até ficou a ideia que nem havia VAR no jogo.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 26.02.2024 às 11:31

Bom dia amigo Julius,

Já sabíamos que iria ser um jogo complicado a diversos níveis. Não foi por acaso que o Rúben Amorim, antes do jogo, referiu que todos estavam à espera do Sporting perder pontos neste jogo.

O apitadeiro e o parceiro fizeram um belo serviço. Se são só incompetentes, os erros distribuiriam-se pelos dois clubes, mas neste jogo o prejuízo calhou sempre ao Sporting. Para além do óbvio, o que mais me irritou foi a forma prepotente e intimidatória como tratou os jogadores do Sporting.

Independentemente das condicionantes arbitrais, a equipa cometeu erros, colectivos e individuais, que o Julius, muito bem, já expôs.
Em relação ao Adán já não vale a pena "bater" mais. Não aprende com os erros. Pelo menos poderia defender um penalty. Eu já perdi a esperança de o ver defender um.

O empate de ontem não é nenhum drama. Continuamos a depender apenas de nós. Temos é de aprender e corrigir os erros, fazendo a nossa parte. Porque no resto a situação só tende a piorar.

P.S. Não posso deixar de referir o Costinha do Rio Ave. Ontem provou, mais uma vez, a qualidade que tem. Tanto jogará no Rio Ave como em equipas de outro patamar. É jogador de equipa grande.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 12:51

Amigo Leão do Norte boa tarde,

Porque será que fiquei tão irritado com os erros da arbitragem mas mais irritado fiquei com os nossos erros que chegaram depois? Porque pela minha experiência, os erros dos árbitros uniram a equipa a atirar-se de corpo e alma à luta e conseguiram superar essa injustiça, chegaram à vantagem, fizeram a remontada, agora, o que a equipa não consegue é lutar, nem encontrar motivo de superação contra os erros graves próprios individuais, isso sim, destrói qualquer tentativa de reação, porque será que dei tantas notas negativas? Porque vi a forte reação de vários nossos jogadores aos erros infantis e à falta de concentração de alguns colegas, posso imaginar que o ambiente no balneário ao intervalo esteve longe de ser o de maior motivação, isso explica a segunda parte pálida e sem alegria da equipa, creio que ja me alonguei demasiado caro amigo.

Creio que amanha vai haver conversa dura entre eles todos no treino.

Adán e os pênaltis já deixou de ser história para mim faz muito tempo, nunca defendeu nenhum ou esteve perto de defender algum, ja sabemos que penalti contra o Sporting é golo garantido.

Dependemos só de nós, mas não era essa a conversa que tínhamos previsto, nunca gostei quando chegamos ao "dependemos só de nós", de todas as formas ainda vejo fortes argumentos para chegarmos ao objetivo, só que a margem de erro passou a ser zero.

Mas quem surpreendeu mais, foi o central Miguel Nóbrega, é português e só tem 23 anos.

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 26.02.2024 às 13:07

Julius, eventuais conversas duras têm de traduzir-se em modificações de comportamento e resultados prácticos. Só conversa não dá.
Claro que também me irritei com o golo sofrido, mesmo antes do intervalo e logo após termos marcado. Até porque não foi a primeira vez nesta época. E muda completamente o estado de espírito das equipas para o intervalo. Viu-se a forma solta e confiante como o Rio Ave jogou após o intervalo.

Referi o Costinha pelo facto do seu nome aqui ter sido ventilado no Verão.
O Miguel Nóbrega é uma antiga promessa do futebol português que tenta relançar a carreira no Rio Ave. Fez grande parte da formação no Benfica e penso, sem certeza, que o clube da Luz ficou com percentagem do seu passe.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 13:37

Leão do Norte,
Desconhecia essa de ter percentagem do passe e que era da escola vermelha, então foi foi uma noite em cheio, roubar pontos ao Sporting e lesionar o Trincão.

Normalmente a conversa entre todos trás boas consequências e maior foco nos objetivos, nessa circunstancia todos têm que falar e dizer o que pensam na cara de todos, no Porto foi assim que o Carmo se fregou e foi corrido do Porto, já não volta mais enquanto o Sérgio for treinador.

Sem imagem de perfil

De RCL a 26.02.2024 às 12:29

A distância de Guimarães a Vila do Conde são 48km, pouco mais do que a maratona. Nesse percurso roubaram-nos 3 pontos, 1 em Guimarães e 2 ontem em Vila do Conde.
Ainda vão roubar mais mas o Sporting vai ganhar a Maratona.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 12:53

Temos que jogar o triplo para superar tudo isso, é a nossa sina, o nosso destino e ontem falhamos nesse capítulo.
Sem imagem de perfil

De RCL a 26.02.2024 às 14:11


Adan vai renovar automaticamente quando fizer 30 jogos, fará contra o Farense .

Nuno Santos sentiu muito o clima do seu antigo clube. Normal , Cristiano Ronaldo também sente quando lhe berram Messiiii

Faço daqui uma sugestão a Amorim, contra o Benfica chame o uruguaio; bolas é jogador de seleção; ou Amorim confia ou então Adeus.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 14:17

Normalmente o Rúben é coerente nas suas escolhas, quem tiver jogado na taça será o guarda redes, neste jogo à o detalhe importante de o Benfica marcar os cantos de forma muito particular e nesse caso é onde o Adán tem as suas melhores qualidades, por isso fico na expectativa da sua decisão.

O Nuno Santos já não é nenhum miúdo, sabe que no futebol o sucesso está sempre ligado aos altos níveis de concentração, ele também perde e muito com aquelas brancas que lhe passam às vezes pela cabeça.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 26.02.2024 às 12:40

Julius,

num campeonato que ficará definido por pouquíssimos pontos - pelo menos é esta a minha convicção - preocupa-me que seja com Adan que vamos à guerra.

Ontem com Trubin ou Diogo Costa na baliza teríamos saído do jogo com os 3 pontos.

Infelizmente Adan não é fiável. Já nem peço que faça super-defesas, contentar-me-ia que não desse perus que custam pontos, e ontem a sua fraca qualidade custou-nos a liderança.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 26.02.2024 às 12:40

A propósito de liderança, este domingo vou ser portista desde pequenino.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 13:01

Juskowiak,

Adán pode ser que engate, é essa a nossa esperança, terá mesmo que engatar porque se não for assim já fomos...Tem quem venham sempre a recordar os pontos que ele também ja deu ao Sporting mas neste momento entre o deve e haver já se foi o saldo positivo.

O penalti que cometeu é "desanormal", antes da sua "llegada" à disputa do lance, já víamos que ía fazer penalti, só ele não conseguiu ver isso.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 26.02.2024 às 13:13

"O penalti que cometeu é "desanormal", antes da sua "llegada" à disputa do lance, já víamos que ía fazer penalti, só ele não conseguiu ver isso."

Toda a gente viu que aquela abordagem daria penalty.
Se se precipitou na saída, porque não fez contenção em vez de se atirar à maluco para as pernas do avançado?
Por mais que tente não consigo compreender. Nem aceitar!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 13:40

Eu ja perdi a esperança caro amigo, já sei o que sai sempre dali, tem técnica deficiente na saída aos pés dos jogadores e técnica horrível a defender livres e pênaltis, que raio nunca aprendeu a defender pênaltis? É que nem perto fica de os defender.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 26.02.2024 às 17:19

No Dragão cometeu outro penalti igualzinho... não aprendeu nada
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 26.02.2024 às 17:37

"Tem quem venham sempre a recordar os pontos que ele também ja deu ao Sporting mas neste momento entre o deve e haver já se foi o saldo positivo.".

Para além do saldo já não ser positivo, num clube grande o guarda-redes é mais valorizado pelos erros que não comete do que pelas defesas extraordinárias que faz. Qualquer erro é altamente penalizador.
Perfil Facebook

De Jose Guardado a 26.02.2024 às 12:50

Dois pontos perdidos por erros graves próprios e por erros graves da equipa de arbitragem.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 13:03

José Guardado,

tudo isso que descreve
só que os erros dos árbitros já os esperamos sempre, ja são uma tradição no Sporting, custa mais os nossos porque já tínhamos conseguido chegar à vantagem no marcador.
Sem imagem de perfil

De José Gonçalves a 26.02.2024 às 14:11

Sem qualquer crítica a Amorim, digo que do meio campo para a frente devíamos ter pelo menos 3 jogadores que fizessem mais que uma posição e prontos a entrar, assim, seria mais fácil rodar jogadores sem perda de qualidade, pois o Sporting para fazer a diferença necessita muito de utilizar a pressão alta, ferramenta de grande desgaste físico!
Vou esperar que Amorim esteja preparado para esta particularidade!
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 14:20

José Gonçalves,

No jogo de ontem até que só poderei fazer crítica ligeira ao ataque, bolas, fizemos 3 golos e podíamos ter marcado mais 2, com oportunidades claras, o problema foi na defesa, que meteu mais água que a da chuva que caíu abundantemente.
Sem imagem de perfil

De Luís Neto a 26.02.2024 às 15:43

Em Janeiro, embalados pelo bom momento, decidiram enfraquecer a equipa, em vez de a reforçar, emprestando jovens que têm capacidade para ajudar. Foi uma estupidez e uma injustiça. Amorim não sabe planear e gerir um plantel.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 16:11

Luís Neto,

sejamos honestos, os erros de ontem nada tiveram com a gerencia do plantel, verdade que tínhamos pouca "criatividade" no banco mas não foi pelo ataque que perdemos o jogo, até onde querem ir mais? Marcamos 3 golos, tínhamos que fazer o 4º? E se ele marcassem de novo então tínhamos que fazer o 5º? Não podemos branquear os erros da da defesa, o problema esteve lá atrás, erros primários que deitaram tudo a perder. O ataque fizeram o seu trabalho, conseguiram a remontada respondendo sempre aos erros que entretanto eram feitos lá atrás, na defesa,.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 26.02.2024 às 16:12

Quis dizer "não foi pelo ataque que perdemos pontos no jogo"
Sem imagem de perfil

De Luis Neto a 26.02.2024 às 17:45

O meu comentário não assenta no resultado infeliz de ontem. Assenta em factos com consequências imediatas e de média duração.Temos preferido fingir que o que se passa com a formação é normal e que não belisca a competitividade da equipa principal. Mas basta olhar para o banco de ontem, onde, dada a ausência de Paulinho, apenas havia um jogador de ataque (Edwards). Sublinho: por causa de apenas uma ausência, havia apenas um jogador de ataque disponível no banco. Sendo este o maior orçamento de sempre do futebol do Sporting, não é aceitável tal penúria. Faltam opções numa estrutura que tem 3 equipas profissionais de futebol! Isto é absurdo, mesmo que tivéssemos vencido ontem. Querem fazer-nos acreditar que só depois de fazerem uma dúzia de jogos pelo Chaves ou Gil Vicente, Essugo e Afonso Moreira estão em condições de jogar na equipa principal? Não poderiam jogar meia-hora com o Farense, por exemplo? É preferível rebentar com o dinamarquês ou não ter um único avançado no banco. O que fizeram a estes rapazes foi uma injustiça e uma estupidez, sintomáticas da imprevidência e do excesso de optimismo que reina na estrutura. Com um calendário apertado, envolvidos em todas as competições, com previsíveis castigos e lesões, emprestam-se os jovens mais capazes de ajudar em caso de necessidade?? Os bons activos não se emprestam, aproveitam-se. Amorim gosta muito de complicar, de tornar as coisas ainda mais difíceis. E vamos desgraçadamente pagar caro por isso.
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 26.02.2024 às 16:24

Fizemos ontem um jogo ao nível da arbitragem: muito fraco!

Mesmo assim, tivesse havido ontem VAR (são estes jogos que minam a credibilidade dos adeptos sobre a sua utilidade) e o Sporting teria muito provavelmente vencido o jogo, pois o 1º golo do RV é antecedido de falta clara sobre Pote e ficaram por assinalar 2 penalties a favor do Sporting, sobre Trincão e sobre Pote.

Deixo novamente uma questão: sem Paulinho disponível, não faria sentido RA ter no banco um jovem avançado da formação para entrar em jogo se necessário?

Espero agora que os 2 próximos jogos se traduzam em vitórias, pois serão na minha opinião jogos decisivos para a moral e confiança da equipa para o resto da época! Do outro lado da 2ª circular, 2 derrotas consecutivas numa só semana terão um efeito devastador no coletivo e tudo ficará novamente em check.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 26.02.2024 às 16:56

Dados de Adan

- Não fez uma defesa durante o jogo
- Eficácia de passe 58%
- Passes longos/certos - 13/5
- Passes falhados ( zonas de risco ) - 5
- Erros resultantes em rema te - 1
- Penatis cometidos - 1

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.02.2024 às 20:45

Quando se ganha, tudo está bem. Quando não se ganha, para além da desilusão, arranjam-se bodes expiatórios. No Sporting, em particular, há os bodes expiatórios efectivos, Esgaio, Paulinho e os ocasionais. Trincão foi um deles, quase a passar a efectivo. Adán é outro que já está efectivado.

Não vou dizer que não comete erros, nem discutir se é jogador para o Sporting, nesta altura. Haverá outros melhores, mas a verdade é que não vejo que existam dentro do Sporting. É um assunto que a estrutura deverá analisar.

Neste jogo, as culpas têm que ser atribuídas ao colectivo. Estava a ver o jogo, sobretudo na segunda parte, e dei comigo a pensar: esta não é a equipa que me delicia ver jogar. Sem controle do jogo, errando passes fáceis, dando muito espaço ao adversário, à deriva, muitas vezes na defesa.

Portanto, responsabilidade colectiva para além dos erros grosseiros da arbitragem e das condições climatéricas. Adán foi mais um a errar. Mais, não teve culpa nos dois primeiros golos. Teve responsabilidade no último por ter provocado um penalti, num erro de percepção. Quando se ganha, ganham todos, quando se perde, perdem todos. O que falhou foi o colectivo, com a agravante de não termos ajudas que outros têm. Antes pelo contrário.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 26.02.2024 às 21:48

O Sr. Nação Valente que não tenho o prazer de conhecer deve ser muito boa pessoa mas de certeza com a maneira como pensa que nunca foi empresário. Se o Senhor fosse gerente numa fábrica e um dos seus trabalhadores danificasse por incúria uma máquina que era importantissima na produção da fábrica que fazia o Sr. Nação Valente ? não o responbilizava, dizia que a culpa era de todos ? do encarregao e dos restantes operários que não vão cumprir os objectivos colectivos porque ele foi incompetente ? Por amor de Deus isto não vai lá assim com palminhas nas costas, já não é a primeira vez que este operário dá prejuizos elavadissimos para a fábrica. Os incompetentes que lesam o trabalho colectivo têm que serafastados, isto é numa empresa, numa multinacional ou num clube de futebol

Boa noite Sr. Nação Valente
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.02.2024 às 22:06

O senhor De Perry que me perdoe a franqueza, mas comparar uma fábrica com jogo de futebol, nem lembrava ao diabo.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 26.02.2024 às 22:12

Sr. Nação Valente com as devidas diferenças é igual. O prejuízo está lá e nem sempre é possível os colegas salvarem o mau trabalho de um colega incompetente, senão também podemos dizer que os árbitros se enganaram sem querer e não foi isso,, mas aqui infelizmente não os podemos afastar, pois não os controlamos, não são nossos funcionários, são de outros e cumprem bem o trabalho de que são incumbidos

Comentar post






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo