Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius 2023/24(36)

Julius Coelho, em 01.03.24

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Benfica para a Taça de Portugal - Meias Finais - 1ª mão, que resultou numa vitória por 2-1. Golos de Pedro Gonçalves 9' e Viktor Gyokeres 54'.

RESULTADO NÃO TRADUZ A GRANDE SUPERIORIDADE DO LEÃO

O Sporting teve um domínio avassalador sobre as águias durante mais de 1 hora, fazendo por merecer uma vantagem até superior aos 2 golos que se registava nessa altura, mas desperdiçaram várias transições por más definições e ainda terminaram mal a partida. Pote abriu o marcador e Gyokeres (muito individualista) voltou a marcar num lance em que fez o quis do Otamendi. Morita e Hjulmand encheram o campo, Coates foi o melhor da defesa, já Edwards voltou a passar ao lado do jogo e ainda falhou uma oportunidade clara para marcar. Uma vitória justíssima mas com resultado escasso muito injusto para os leões, que deixaram insaciados os seus adeptos.

Screenshot (1357).png

DESTAQUE - VIKTOR GYOKERES - 5 - Protagonizou o grande momento da noite com mais um lance genial, passou como uma bala pelo Otamendi que ficou "nas covas", isolando-se na área encarnada e fuzilou o Anatolii Trubin, fazendo o golo que dá ao Sporting vantagem para a segunda mão.

FRANCO ISRAEL - 3.5 - Nada pode fazer no golo sofrido, Aursners rematou de muito perto fuzilando a sua baliza. Passou noite tranquila, o adversário pouco incomodou.

GENY CATAMO - 3.5 - Exibição com alguns bons lances, mas que não tiveram melhor seguimento devido a alguma lentidão a definir. O momento mais alto, quando assistiu Gyokeres para o lance do segundo golo.

EDUARDO QUARESMA - 4 - Secou o David Neres atirando-o para fora da partida ainda cedo. Sentiu depois mais dificuldades em travar o Di Maria e o Tengstedt, quando estes passaram para o seu lado.

SEBASTIAN COATES (Cap) - 4.5 - Limpou a esmagadora maioria dos lances na sua zona, mas também se "esqueceu" de fechar o espaço onde apareceu o Aursners a fuzilar para o golo encarnado.

OUSMANE DIOMANDE - 3 - Exibição pouco convincente do costa-marfinense que procura ainda recuperar a sua forma. Surpreendeu, ao deixar-se bater em alguns lances aéreos.

MATHEUS REIS - 3.5 - Muito mais fiável a defender que depois na ajuda (sempre desastrada) ao ataque da equipa, com várias perdas de bola pelas más decisões que tomou.

MORTEN HJULMAND - 5 - Encheu o campo e fez excelente assistência para o primeiro golo do jogo, colocou a redondinha na cabeça do Pote que não falhou.

HIDEMASA MORITA - 5 - Também brilhou com exibição de grande nível, especialmente na antecipação cortando inúmeras bolas ao adversário.

PEDRO GONÇALVES - 4 - Excelente primeira parte, a fonte da criatividade e da classe com que assinou vários lances. Fez o sempre mais difícil primeiro golo que ajudou a libertar a equipa.

MARCUS EDWARDS - 2 -  Nunca acrescentou, perdeu quase todos os duelos no meio campo, podia ter marcado numa excelente oportunidade, só que demorou uma eternidade a definir. 

RICARDO ESGAIO - 1 - Fez entrada à sua imagem, competente a fechar e desastrado nas decisõs que tomou nos lances do ataque, por 2 vezes podia ter marcado, mas a chutou às cegas com a bola a passar muito por cima da baliza do Benfica.

NUNO SANTOS - 2 -  Quase que faz outro golo "Puskas" que seria o 3º e que daria maior justiça ao resultado, mas foi invalidado pelo VAR devido ao fora de jogo do Paulinho.

DANIEL BRAGANÇA - SEM NOTA - Entrou aos 90+2'.

JEREMIAH ST. JUSTE - SEM NOTA - Entrou aos 90+2'.

PAULINHO - SEM NOTA - Entrou aos 90+2'. 

RÚBEN AMORIM - 5 - Viu a sua equipa dar excelente resposta ao empate de Vila do Conde, marcando uma clara superioridade sobre o Benfica em todos os setores e que merecia ir para a segunda mão na Luz com uma vantagem bem mais dilatada. A diferença mínima sabe a muito pouco, face ao que a equipa jogou e não deixou jogar o adversário. 

ROGER SCHMIDT - 2 - O Benfica foi uma nulidade durante 1 hora de jogo e quase que não incomodou o Franco Israel em toda a partida. Fez o seu primeiro remate enquadrado aos 58 e só ganhou vida após o lance do Di Maria quando cruzou para o golo que reduziu a diferença. Um resultado claramente melhor que a exibição.

FÁBIO VERÍSSIMO (Árbitro) - 3.5 - Apitou com as dificuldades do costume, má avaliação de alguns lances em que marcou falta ao contrário e não viu um penálti sobre o Pote. No capítulo disciplinar deixou os jogadores exagerarem nos protestos sem os admoestar com cartão amarelo.

FÁBIO MELO (VAR) - 2 - Devia ter intervido no lance em que há grande penalidade sobre o Pote. Ficaram  também algumas dúvidas sobre o lance que daria o 3º ao Sporting, parece ter sido o Otamendi a empurrar para fora de jogo o Paulinho.

publicado às 05:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


86 comentários

Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 01.03.2024 às 11:50

Julius, esta equipa é qualquer coisa...

Não prima só pela sua qualidade, mas pelo estoicismo, coragem, bravura em campo. Há toda uma tão boa "onda" dentro e fora de campo que qualquer resultado no final do ano que seja menos do que sermos campeões será uma enorme decepção.

Este ano ainda não tinha ido a Alvalade, ontem fui e apesar de o resultado saber a pouco vim de cheio.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 17:21

Juskowiak boa tarde,

Imagino as sensações que sentiu com aquelas arrancadas do Gyokeres que tanto empolgam o público, creio que aquela sua arrancada e que acabou em golo lhe vai ficar na mente por muito tempo caro amigo.

Sem imagem de perfil

De João Gil a 01.03.2024 às 11:52

Viva, bom dia. Se puder ajudar-nos a perceber o seguinte, agradeço a explicação.
No golo anulado a Nuno Santos e apesar de não haver muitas repetições que o mostrem, há uma filmagem de frente para a baliza que parece mostrar que o corte é efectuado por um jogador do Benfica. A bola tabela em Paulinho, que já não está sequer em offside no momento do corte, apesar de ter vindo de posição irregular no momento do cruzamento. Entendo a decisão do árbitro mas acho que carece de melhor explicação. No momento em que o jogador do Benfica corta a bola, Paulinho não está em fora de jogo. Mesmo assim o golo do Nuno santos é anulado. Essa anulação é legítima?
SL
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 01.03.2024 às 12:45

Na minha opinião foi bem anulado, pois Paulinho parte de fora-de-jogo e vai disputar o lance de cabeça, sendo que a bola ainda lhe toca e sobra depois para NS fazer um golaço.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 01.03.2024 às 13:56

Obrigado pelo esclarecimento.
A minha dúvida era se mesmo tendo Paulinho disputado a bola de cabeça (já em posição regular) e tendo sido o benfiquista a jogar a bola se ainda assim o lance devia ter sido anulado, como foi.
Pela lógica do CA a intervenção de Paulinho já seria um segundo momento da jogada, passando a posse de bola para o jogador do Benfica e nessa altura todas as dúvidas são legítimas sobre a bondade da anulação.
Ao contrário do que foi, foi como o CA julgou os lances capitais do Rio Ave Vs Sporting que nos retiraram dois pontos escandalosamente.
Portanto, do julgamento dos árbitros já estamos todos escaldados e acabamos sem saber no que acreditar.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 17:27

João Gil boa tarde,

a única explicação que vejo aí para o VAR anular, é o facto do Paulinho disputar o lance com o defesa quando vinha de fora de jogo, ainda não tive tempo de rever o lance ao detalhe, quero ver o tempo e os movimentos da bola no espaço de tempo do entre sair da posição adiantada até quando disputa a bola cruzada, tudo o que aconteceu entretanto.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:36

João boa noite,

Imagino o VAR ter se agarrado ao facto do Paulinho disputar o lance vindo da posição adiantado, mas ainda não tive tempo de analisar o lance ao detalhe, o que passou em todos os momentos do lance, amanha com mais tempo irei analisar.

Se de facto esta adiantado e foi disputar o lance é bem anulado, mas tenho ideia que fica adiantado por ter sido empurrado pelo Otamendi, amanha verei ao detalhe.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 01.03.2024 às 22:07

Sim. A ver se fica com a mesma impressão com que eu fiquei. Os empurrões são normais e não são necessariamente falta. SL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.03.2024 às 12:37

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 01.03.2024 às 12:46

Vai tomar um kompensan que isso passa.
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 01.03.2024 às 12:42

Mais um bom jogo mas com resultado escasso, aquela frente atacante (exceção feita ao Gyo) precisa de treinar os básicos: receção, remate rápido, rasteiro e potente.

Morita e Hjulmand foram os reis do (meio-)campo, que jogaço.

Coates e Quaresma em bom nível, Diomande no lado esquerdo pareceu algo perdido e acumulou falhas - se não se adaptar à posição é um problema para RA.

Catamo e Matheus foram competentes, têm ambos de trabalhar no último passe. Esgaio enfim, devia ser proibido de passar a linha do meio-campo até aprender a fazer um centro e um remate (com Porro tinham sido 2 golos!).

Na frente, Edwards foi uma nulidade: trapalhão e muito lento na definição. Não percebo porque não foi substituído mais cedo por Nuno Santos, é um daqueles mistérios...!

Pote vingou a injustiça (de não lhe darem o penalty) com um golaço de cabeça, é o karma. Já tinha sido assim recentemente, salvo erro, com Gyo.

Força leões, queremos mais vitórias.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 01.03.2024 às 16:21

"...com Porro tinham sido 2 golos!"
Ontem comentava exatamente isso com uns amigos, que saudades dos "mísseis" do Porro!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 17:36

Paulo boa tarde,

Na verdade fiquei ainda mais satisfeito com o golo do Pote marcado daquela forma que se fosse de penalti, as tantas o Trubin defendia, assim até soube melhor.

Edwards perdeu confiança, só um jogador sem confiança deixa bater a bola à sua frente sem a primeiro dominar ...

Diomande tem apresentado dificuldades em jogar à esquerda do centro da defesa, esperemos que o Inácio regresse depressa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.03.2024 às 18:30

É tudo uma questão de timing.

O Edwards estava em grande forma e teve a infelicidade de falhar dois jogos devido à febre. Foi precisamente nessa altura que Trincão aparece em grande.

Edwards regressa e vai para o banco, uma vez que Amorim não quer beliscar o momento do Trincão e ainda hoje seria o titular, salvo a lesão em Vila do Conde.

Com isto, Edwards, decerto, perdeu alguma confiança. Mas ele é um jogador de qualidade e estou convicto que ainda será muito útil à equipa.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:43

Ele vai com certeza ser útil mas terá que atirar-se de corpo e alma ao jogo e não esconder-se dele em vários momentos, depois algo que o Rúben terá que continuar a trabalhar com ele é na leitura do próprio jogo, saber as fases em que pode arriscar mais, em que zonas do terreno e ter a noção onde estão os colegas, perde muitas vezes a bola em zonas proibidas com o adversário a provocar contra ataques contra a nossa defesa disposicionada, além do perigo do lance provoca desgaste suplementar nos colegas por terem que recuperar posições, quer dizer em vez de fazer danos ao adversário provoca ele próprio danos à sua equipa.

Forçosamente terá que melhorar nesse aspecto, é a diferença de um grande jogador e os outros.
Sem imagem de perfil

De RCL a 01.03.2024 às 14:43

Para os comentadores preocupados com as perdas de bola de Gyokeres, entre uma floresta de adversários, tenham calma , mesmo que só ganhe uma dividida, essa é GOLO.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:45

Na minha forma de ver o GYO é intocável.
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 01.03.2024 às 15:31

Meus caros deliciado com o futebol que vi dou 5 a todos..Uma primeira parte soberba de grande futebol Nunca vi o SLB apanhar uma banho como aquele. Com Inácio e Trincão a equipa fica mais confiável.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:46

mesmo ao Edwards?

Sim com Inácio e o Trincão a equipa tería escrito ontem uma história ainda mais divertida.
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 01.03.2024 às 15:33

Aaaah, e depois da exibição segura Israel já não saia da baliza nos próximos jogos.

Adan, obrigado mas não dá mais!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 01.03.2024 às 15:57

Não me pronuncio sobre quem é melhor ou pior na baliza. Israel não fez um mau jogo, mas tirando as jogadas do golos, não teve grande trabalho. Mas uma coisa sei: no campeonato vai voltar o Adán.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:49

Exacto amigo Nação Valente.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:48

Paulo,

O Rúben vai esta época com o Adán e com todos até ao fim da época, é esse o trato entre eles que fizeram no balneário, depois no final da época irão ser tomadas decisões. Domingo será o Adán contra o Farense.
Sem imagem de perfil

De Carlos Barros a 01.03.2024 às 16:08

Outra prespetiva:
O Benfica jogou qb para perder pela margem mínima. E não se desgastou para o jogo de Domingo...
Sem imagem de perfil

De Miguel a 01.03.2024 às 21:35

Claro. Quis perder para não se cansar.
Sem imagem de perfil

De Carlos Barros a 01.03.2024 às 21:40

Não digo "querer perder". Mas antes "manter a eliminatória em aberto".
Sem imagem de perfil

De RCL a 02.03.2024 às 19:51

Nos primeiros 60’ de jogo desgastaram-se a correr atrás da bola
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 21:52

Posso garantir-lhe que não foi isso que aconteceu, todos temos olhos na cara, na segunda parte tiveram enorme desgaste quando os sinos tocaram com o segundo golo do Sporting, imagino que o Di Maria, Otamendi e gente do meio campo estarão em grande dificuldade no Domingo se o Porto os apertar bem.
Sem imagem de perfil

De Carlos Barros a 01.03.2024 às 22:06

Espero que tenha razão.
Se o Benfica não ganhar seremos certamente campeões.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 22:54

Primeiro temos que ganhar ao Farense e é positivo que o jogo seja primeiro que o clássico depois faremos as contas ao final da noite.
Sem imagem de perfil

De Luís Neto a 01.03.2024 às 16:24

Apesar de vantagem curta, é sempre bom ganhar. A vitória é mais importante do que parece, pois o Sporting vinha de 4 jogos sem ganhar ao Benfica (2 empates e 2 derrotas): a última vitória (2-1) tinha sido na final da Taça da Liga, no final de Janeiro de 2022.
Espero enganar-me, mas se chegarmos ao final da época sem títulos, tal ficará a dever-se a dois grandes factores: decisões arbitrais que prejudicam o Sporting e deficitário planeamento do plantel mais caro da história. Ontem, na conferência de imprensa, Amorim disse esta coisa extraordinária: "rezar para que não haja mais nenhuma lesão porque limita muito a rotação da equipa".
O planeamento de um plantel não pode depender do sucesso de orações. Com apenas dois lesionados, Amorim está já aflito com a escassez de alternativas que apenas abundam na defesa. Isto é desleixo e irresponsabilidade. Quando se planeia, deve prevenir-se o pior. É preferível sobrar do que faltar. Para se prevenir o pior, não se emprestam os jovens que em Janeiro estavam mais preprados para ajudar do que em Agosto.
Ontem, por exemplo, com um Edwards que desapareceu na 2.ª parte, Afonso Moreira teria sido útil para o substituir, não teria seguramente feito pior que o inglês.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 22:06

Luís Neto boa noite,
analise bem o que acusa, ontem de facto o Luís Moreira podia ser útil, mas com que riscos, quantos jogos estaria parado a ver jogar? Que impacto uma paragem nesta altura tão importante da sua carreira? O Rúben faz apostas de risco, o futebol é sempre um risco, fica sempre difícil gerir recursos na base de orçamentos mais curtos que os adversários diretos, depois é também risco a aposta das segundas linhas, por vezes respondem bem mas são mais vezes que respondem menos bem,

Temos ainda atravessados o jogo da Luz, verdade que fomo empurrados para trás pelo ASD mas demos muitos tiros nos pés nos derradeiros minutos e hoje ainda faz toda a diferença, hoje estaríamos na frente com 5 pontos de vantagem e ainda a faltar o jogo em Famalicão, teríamos a questão do título quase arrumada.

Jogadores e treinador têm um pacto entre eles, terão decidido que sentem que têm condições para agarrar o título e estarão preparados para dar tudo de si próprios para essa conquista.
Sem imagem de perfil

De Luis Neto a 02.03.2024 às 01:26

Boa noite
Não tinha que haver nenhuma paragem e não houve, creio. Jogou na equipa B. E com 5 substituições e tantos jogos, não faltariam minutos para distribuir por todos. O argumento financeiro também não colhe, pois os jovens que foram emprestados ainda não têm salários milionários. Foi um erro, seja qual for a classificação final. Um gestor de topo não pode dizer “é rezar”. Isso é para adeptos crentes. SL.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 01.03.2024 às 16:35

Grande jogo do Sporting na primeira parte! O melhor que o benfica conseguiu foi um lance perigoso num canto já no final da 1ª parte, de resto foi completamente banalizado pelo Sporting. Poderíamos e deveríamos ter marcado mais um golito antes do intervalo. "By the way", penalty claro sobre o Pote, não há vergonha nenhuma, nem com auxílio do vídeo são competentes. Na 2ª parte o benfica equilibrou o jogo e a partir sensivelmente de meio da 2ª parte passou a mandar mais no jogo, com o Sporting a espreitar o contra-ataque. Mesmo assim, o Sporting até chegava com facilidade à área adversária mas os nossos jogadores tomaram más decisões várias vezes. Foi uma vitória justíssima, ficando apenas aquele amargo de boca pela diferença mínima no resultado. Destaques: Coates, Morita e Hjulmand (que jogão de ambos), Gyokeres e Pote. Aspecto a melhorar: enquadramos apenas 4 remates em 19 tentativas! O benfica enquadrou 3 em 5. Temos vários jogadores que parecem não saber fazer um remate decente à baliza, sendo Esgaio um deles. Dormi como um anjinho esta noite! SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 01.03.2024 às 22:35

Zé Manel boa noite,

Temos de facto um índice de menor aproveitamento em relação ao elevado numero de iniciativas de ataque com espaço e com a defesa adversária fora das suas posições, é verdade temos que melhorar nesse aspecto, por isso escrevi que a equipa ainda não chegou ao seu máximo do que pode fazer, o Ruben continua a ter muito trabalho a fazer todos os dias no treino.

Comentar post






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo