Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius (3)

Rui Gomes, em 12.01.21

img_920x519$2021_01_11_22_06_06_1801773.jpg

Na 3.ª edição desta nova rubrica, temos a oportunidade de ler e comentar as notas (0-6) que o nosso leitor Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes no jogo de ontem com o Marítimo, a contar para a Taça de Portugal, em que o Sporting saiu derrotado por 2-0.

"Quando todos fazem a sua parte fica mais fácil e ontem os jogadores não o conseguiram fazer; inexperiência com erros crassos à mistura. O espírito de matador ganha-se com o tempo e os miúdos mostraram ainda muita ingenuidade".

LUÍS MAXIMIANO - 3 - Dos menos culpados do insucesso do dia, sem culpa nos golos; foi praticamente mero espectador durante os 90+5 minutos.

PLATA - 2,5 - Teve alguns rasgos dignos, mas raramente conseguiu desequilibrar; nota-se-lhe falta de ritmo.

NETO - 1.5 - Seguramente que arrancava nota positiva não fosse aquele duplo disparate que deu o primeiro golo ao Marítimo. Não se entende com a experiência que tem. Foi o principal culpado da derrota, porque a primeira equipa a marcar naquela altura do jogo dificilmente perderia; fez uma passe proibido para a zona central, directamente para os pés do adversário e depois ainda abandonou a sua posição oferecendo linha de passe para o Pinho, que nas suas costas, não se fez rogado. Que bronca monumental.

FEDDAL - 3 - O melhor dos centrais, foi o patrão até ao golo do Marítimo e acabou como empregado a ajudar a empurrar o carro com os pneus já furados.

BORJA - 3 - Hoje não comprometeu, mas pouco ou nada arriscou; ainda vive o trauma do enorme erro que cometeu em Famalicão.

NUNO MENDES - 3 - Foi dos que mais tentou remar e procurar soluções durante toda a primeira parte, mas aos poucos foi-se-lhe apagando as pilhas que já estavam a ficar fracas.

PALHINHA  - 3 - Sem o enorme fulgor da Choupana, tentou gerir o esforço da melhor forma, ainda foi dos mais esclarecidos e culpados do adversário mostrar tanta ineficácia no primeiro tempo.

MATHEUS NUNES - 2.5 - Foi dos que não fizeram a sua parte e decerto que o treinador esperava mais de quem deu a liberdade de vagabundear no meio campo. Aprendeu que tem que ser muito mais eficaz no futuro.

BRUNO TABATA - 2.5 - Falhou uma boa oportunidade como titular e ainda não está pronto para as responsabilidades que lhe pedem; muito desacerto no timing de romper e servir a bola e ainda não sabe que no remate é a equipa que decide e não ele.

NUNO SANTOS - 3 - Muito mérito a ganhar espaços nas costas dos seus polícias, mas depois faltou subir outro patamar para muito melhor aproveitamento das vantagens que conquistou.

TIAGO TOMÁS - 2.5 - Já soou o alarme a dar alguns indícios de lhe começar a faltar algum gás. Em circunstâncias normais, aquele remate que atirou à trave daria golo com relativa facilidade. Muito esforçado, mas não foi o matador que a equipa necessitava.

POTE - 2.5 - O que melhor entrou no jogo, junto com Coates, dos que subiram ao relvado na segunda parte para tentar mudar o rumo dos acontecimentos; ainda teve um rasgo individual que quase dava finalização já dentro da pequena área.

SPORAR - 2 - Falhou um golo feito, daqueles mesmo à boca da baliza, lance que espelha o desacerto de toda a equipa na finalização.

JOÃO MÁRIO - 2 - Pouco ou nada conseguiu fazer no tempo que esteve em campo; não trouxe melhoria à equipa que já optava por jogo directo muito ao jeito do Marítimo, que pôde respirar melhor, sentindo-se no seu melhor habitat. 

PORRO - 2.5 - Foi dos que deixou a ideia que podia ter entrado um pouco mais cedo, mas compreende-se a gestão do treinador. Sexta-feira há novo jogo e mais importante.

COATES - 2.5 - Se entra mais cedo ......! Acabou por ser o nosso melhor ponta de lança nos derradeiros minutos ganhando vários lances de cabeça na área adversária.

RÚBEN AMORIM - 3 - Na minha opinião fez o que tinha que fazer; é obrigado a fazer gestão da equipa face ao jogo no lamaçal da Choupana, que, a pouco mais de 72 horas, foi desgastante. A verdade é que com as substituições, o Sporting demorou a entrar de novo no jogo e quando parecia que já estava a entrar, o jogo acabou.

MILTON MENDES - 3 - Nota positiva porque a sua equipa marcou dois golos e eliminou o Sporting CP. Não gostei de caírem na tentação do anti-jogo com as fitas do costume e das linhas demasiado defensivas e recuadas.

SPORTING - 3 - Boa primeira parte que deu a ideia de se ter o adversário no bolso, mas a falta de eficácia de matadores deu ânimo ao adversário, acabando por serem eles a marcar primeiro num duplo erro infantil do Neto.

MANUEL OLIVEIRA - 2.5 - Tecnicamente - 3 - Sem reparos de maior, deixou passar algumas faltas claras aos jogadores 'madeirenses'. Disciplinarmente - 2 - O Marítimo precisou de 16 faltas para ter o primeiro amarelo, o Sporting 4. Ficamos esclarecidos. 

LUÍS FERREIRA (VAR) - 3 - Mas fico com dúvidas na cor do cartão a dar ao avançado que pontapeou a cabeça do Neto na área do Sporting.

publicado às 03:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


29 comentários

Imagem de perfil

De Greenlight a 12.01.2021 às 08:20

O Sporting produziu jogo para estar a vencer ao intervalo. Não houve eficácia na finalização e assim os jogadores da frente com destaque para TT e Tabata merecem nota negativa. Nuno Santos, o mais esforçado também foi ineficaz no remate, atirou muito ao boneco. Com o tal matador que não temos, Pote estava no banco, teríamos decidido o jogo a nosso favor. Sporar demonstrou, mais uma vez, que é melhor fora da área, pois aí falha muitas vezes. Já o Marítimo que foi extremamente eficaz e Rodrigo Pinho mostrou como se faz. Como Julius diz, Neto, que até estava a jogar bem, fez um passe disparatado, no primeiro golo do Maritimo e enterroua equipa.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 10:08

O Sporting marcando primeiro ficaria com todas as possibilidades de seguir em frente na taça, creio que perante algumas facilidades que encontraram na 1ª parte de chegarem á area maritimista sentiram que o golo acabaria por chegar mais tarde ou mais cedo e sem se aperceberem foram invadidos pela fadiga e juntando á ineficácia dos avançados começaram os erros.

Só entendo aquele passe do Neto para o adversario em zona proibida pelo cansaço, curioso que aconteceu precisamente o mesmo em Famalicâo quando o Borga acabado de entrar fez o mesmo e o Feddal teve que fazer a falta que deu o 2º golo do Famalicâo.

Amorim tem que treinar melhor os movimentos da chegada dos reforços á area adversaria, sao inumeras vezes que o Nuno Santos ganha bem as costas da defesa e depois perde os lances por falta de linhas de passe de morte .
Sem imagem de perfil

De J. a 12.01.2021 às 09:15

Se dúvidas houvessem, ontem foram ainda mais visiveis os pontos fracos deste Sporting.
Neto não só comprometeu no golo, como ainda se habilitou a que assinalassem um penalty ridiculo na primeira parte.
E os falhanços de TT e Sporar.....o Tiago ainda tem desculpa de ser ainda muito novo, mas Sporar tem que render muito mais dentro da área.
A meu ver, o Sporting indo buscar o Fábio Cardoso e o Pinho tinha ficado bem servido e não teria gasto muito dinheiro
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 10:18

O Sporar de facto parece mais aquele avançado que necessita de espaço para ganhar a profundidade, não é um matador, nao tem feeling de chegada.

O maior problema será os jovens titulares terem que enfrentar o terrivel inimigo do desgaste que uma competição tão prolongada como é o campeonato provoca sem terem ainda a tarimba necessaria, o peso muscular suficiente para o suportarem.
É um problema que tambem eu ja tinha comentado aqui, as limitaçôes do plantel começam logo nesse ponto.

O Pinho ontem foi engolido praticamente em todo o jogo nao fosse aquele monumental erro do Neto e nao se falava dele.
Sem imagem de perfil

De J. a 12.01.2021 às 10:27

Eu ontem só teria dado mais minutos ao Quaresma e/ou Inácio e talvez lancar Bragança na segunda parte.
É esse o ADN do clube nas vitórias…..e será assim obrigatoriamente nas derrotas tb.

O Rodrigo Pinho na minha opinião ira trazer uma claro upgrade ao Sporar, pela tal qualidade na definição. Pode não estar muito em jogo, mas quando aparece tem definido bem.
Uma coisa é jogar no Maritimo tudo bem, mas mesmo se fosse "flop" no Sporting não teria sido por muito dinheiro.
Mas aqui Amorim tb já disse..... ou é o tal avançado que quer, ou então prefere um miudo de 18 anos!!!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 10:43

Sim eu tambem pensei que face ao tremendo desgaste do jogo com o Nacional que o Bragança jogaria o jogo de ontem , fiquei surpreendido que numa necessária gestão dos titulares da equipa nao tenha sido um dos eleitos a iniciar a partida porque tem qualidade para nâo desiludir e necessita de crescer e ganhar ritmo competitivo.

Ontem na minha optica deveriam ir a jogo o Daniel e o Jovane.
Jovane ja começa a ser um mistério.

Rodrigo Pinho esta com a moral altissima, vem de fazer o contrato da sua vida, no pontapé de saída do jogo disparou logo do meio campo para intimidar o Maximiano e a nossa equipa.
Mas foi muito bem anulado durante quase todo o jogo, Neto depois resolveu aumentar-lhe ainda mais a moral oferecendo-lhe uma passadeira ...vermelha.
Sem imagem de perfil

De Greenhill a 12.01.2021 às 13:44

Caros o problema ontem foi não jogar da mesma forma. O Sporting faz muitos passes longos a virar o flanco e a desmarcar. Um dos principais jogadores da defesa que faz isto é o Coates que não esteve em campo. Coates, JM e Palhinha são os distribuídores de jogo. Ontem vi o Neto e o Feddal a tentarem fazer esses lançamentos e o passe ou ficava curto ou ia com força a mais. O Borja tb não os fez. É isso fez falta à equipa. Há um lance que o Nuno Santos vai sozinho mas a bola vai quase parar à bandeirola de canto! Portanto quando o pessoal diz que necessitamos de um central, é verdade, mas um central semelhante ao Coates, não é como O feddal, que é bom mas para o estilo de jogo da equipa faz falta um Mathieu/Coates, para substituir o coates. Quanto ao avançado, ontem tivemos o sporar e Coates quantas vezes a bola chegou lá em condições?
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 14:55

Óbviamente a apostar na compra de um central tem que ser um jogador com tarimba, tipo centralâo que saiba tudo do jogo isso é claro, fartos de Borjas, Netos e Lloris estamos nós.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 12.01.2021 às 09:21

Parece que a nota máxima é 3 e não 6. lol
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 10:22

As notas que irei sempre dar vão de zero a seis, esta ultima (6) só em situaçôes muito extraordinarias, ontem pelo que fizeram e principalmente pelas consequências, derrota e eliminação da taça houve notas negativas e as positivas foram dadas á tangente.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 12.01.2021 às 10:13

Uma coisa que não percebo é esta aposta constante no Neto, jogador banal e que muitas vezes cria problemas à equipa resultantes das suas paragens cerebrais, o mesmo acontece com o Borja...... Entendo menos ainda quando temos na minha opinião um jogador chamado Eduardo Quaresma que o ano passado foi titular e este ano praticamente não teve oportunidades, trata-se de um central rápido e com técnica, basicamente ideal para este sistema de 3 centrais.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 10:33

Schmeichel, é uma situação que provoca perguntas legitimas mas se o Quaresma nao joga Amorim saberá porquê.

Neto tem aquele ponto forte a seu favor, no balneário, é um dos capitães que toca a reunir, curioso é que ele no jogo chama sempre a atençâo para os erros principalmente dos mais novos e é ele que os comete em maior numero e mais prometedores.

Neto é um dos espelhos das limitações do plantel, é o que há, quando chegou ja sabiamos que nao era um central de eleição, eu particularmente fico desiludido porque ele comete os mesmos erros que cometia o Tiago LLori .
Depois desconfio que o Neto é uma extensâo do treinador no campo e no balneário, Neto sabe muito bem a quem tem que escovar os sapatos, já sao muitos anos.
Sem imagem de perfil

De J. a 12.01.2021 às 10:39

Já há muito tempo que não concordava com o Schmeichel.
Apostar em Neto e Borja em detrimento de Quaresma e Inácio não faz muito sentido, porque nestes 2 casos específicos terem maior experiência nao se traduz em maior acerto.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 12.01.2021 às 11:02

A defesa do Sporting por norma já joga com jogadores experientes, Coates e Feddal, não vejo em que medida a experiencia do Neto traz algo à equipa...... vejo sim grandes vantagens no Quarema, velocidade e qualidade de passe, se repararem a grande fragilidade da nossa defesa é quando metem a bola em profundidade nas costas dos centrais, acho que temos 3 centrais muito semelhantes e lentos, acho que o Quaresma enganava um pouco estas debilidades.

Sobre a liderança do Neto, acho que temos jogadores experientes como Adan, Coates e João Mário..... admito que Neto tem alguma fibra, mas esta fibra por vezes é contraproducente por enerva a equipa, pelo menos enverva-me a mim.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 11:17

O erro de ontem nao passou ao lado do treinador, ele vi-o como todos nós vimos. São mais dores de cabeça para o Amorim, mas nao creio que vá mexer na equipa na sexta feira contra o Rio Ave, o avançado deve ser o Sporar mais os outros 10 do costume.
Sem imagem de perfil

De José Silva a 12.01.2021 às 11:40

Tendo em conta as circunstânncias desde a "rábula" da viagem à Madeira originando a adiamento do jogo com o Nacional e mesmo assim, teve que se jogar num lamaçal no dia eguinte era impossível fazer melhor do que foi feito ontem no Funchal. O proximo jogo com o Rio Ave é muito importante porque se o ganharmos, podemos ficar ainda mais distantes dos clubes do "sistema".Estou convencido que a "malta na sexta-feira vai dar-nos essa alegria.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 11:54

Convenhamos que nunca foi fácil para ninguem ganhar ao Maritimo na Madeira, e nao esqueçamos que o Marítimo ganhou no Dragâo ao Porto e ainda foi roubado pelo arbitro e Var.

De todas as formas fica-nos o amargo de boca porque tivemos o joga na mão, mostramos bom futebol na 1ª parte e ficamos fora da taça.

Sexta feira é outro chip e aí teremos que ir com tudo para cima do Rio Ave, o Sporting nao pode falhar numa jornada importantíssima para as contas do título e dos lugares que dão acesso á champion.

Tem outro aspecto que acaba por ser positivo, a proxima eliminatória da taça de Portugal é ainda durante este mês de Janeiro e para quem faz das tripas coração pelas limitaçôes que temos no plantel será menos um dia de grande desgaste a favor.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 12.01.2021 às 12:34

Independentemente do resultado final, Rúben Amorim fez o que tinha de fazer. Com a densidade de jogos tinha de fazer rotação. Pode-se discutir se mais, se menos, e se seriam estes ou outros jogadores, mas tinha de rodar a equipa, sob pena de comprometer o futuro.
Mas também é verdade que alguns jogadores não corresponderam ao esperado.

Para além disto, este era um jogo que tinha vários factores para correr mal.
Mudança completa da planificação pré-definida, com a equipa a ter menos um dia de descanso, sendo obrigada a permanecer na Madeira, após o jogo com o Nacional, quando tinha planeado regressar à academia.
Jogo com desgate intenso, pouco mais de 72 horas antes deste.
Temporal na Madeira que afectou terreno de jogo. Sendo igual para as duas equipas, afecta sempre mais quem tem a iniciativa do jogo.
O Sporting encontrou no Marítimo uma equipa "matreira", com vários veteranos e com um treinador defensivo, o que, num jogo a eliminar, dificulta muito a tarefa da sua jovem equipa.

Não explica tudo, mas esta conjunção de factores foi "perfeita" e contribuiu para o resultado de ontem.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 15:50

O treinador teve um dilema no jogo com o Maritimo, tudo parecia desde o inicio que o Sporting iria marcar primeiro, cheirou-se a golo varias vezes e o tempo foi passando e o zero persistia, Amorim para manter a sua ideia de quantos minutos deveriam jogar os pesos pesados a pensar no jogo de sexta feira e com o resultado ainda empatado trouxe-lhe indefinição porque começou a pairar a possibilidade do prolongamento, mais 30 mt de jogo

Ora se ele tinha como limite dar-lhes 45 mt maximo, entraram no momento que tinham que entrar guardando o Coates para ultimo recurso , eu entendo-o, ele teve que ser fiel ao que pensa como prioridades e aí nao o critico quisá eu tivesse feito o mesmo no lugar dele.
Sem imagem de perfil

De Transmontano a 12.01.2021 às 15:15

Se me é permitido, vou elencar alguns pontos:1 Promover a rotatividade quando o Sporting somava apenas 17 jogos oficiais disputados?Há sequelas fisicas? O Sporting participou na Liga Europa?2 O Rio Ave joga hoje Taça com o Estoril, portanto, o Sporting terá mais 24 horas de descanso, comparativamente com o Rio Ave, num jogo a disputar em Alvalade na sexta feira.3 Um extremo jogar com pé trocado a desequilibrar, faz sentido, sobretudo para atirar à baliza, mas um canhoto jogar como lateral direito já é descabido, e é a 2ª vez que o Plata faz de Porro. (já um destro joga como lateral esquerdo é comum, porque um canhoto só joga com a perna esquerda),4 O Pote foi a primeira substituição aos 70 minutos, só quando levamos o 1º golo? Quando era notório que as dinâmicas da equipa estavam afetadas?5 Coates era o plano B do Rúben Amorim?Na minha opinião, ontem o Rúben Amorim meteu os pés pelas mãos, tantos foram os equivocos, uma rotatividade que não fazia sentido, descaraterizando a equipa, aliás, o Rúben revelou alguns tiques de arrogância com essa mesma rotatividade. Portanto, para o bem e para o mal, o Amorim é o grande responsável desta eliminação do Sporting na Taça de Portugal!E agora!? Agora sobram 21 jornadas do Campeonato, e um ou dois jogos na Taça da Liga, portanto, o Sporting nos próximos 5 meses terá 23 ou 23 jogos oficiais para disputar, e a responsabilidade de assumir a candidatura ao título, aumentará drásticamente.essa pressão.Sequelas desta eliminação no curtissimo prazo? Não me parece que a vitória sobre o Rio Ave se coloque em causa, tal como com a eliminação com o Lask Linz, esta Equipa venceu em Portimão no jogo seguinte.SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 15:41

Caro amigo transmontano, conhece as regras do blog, o registro é fundamental e é um processo simples, repare que o seu comentario anterior chegou como anónimo sem necessidade.

Quanto as suas questôes sao pertinentes e merecem atençâo, mas recordo que o Sporting, esta jovem equipa do Sporting é a lider destacada do campeonato nacional á 13ª jornada á frente dos multimilionarios do outro lado da circular e dos fruteiros e companhia (VAR e arbitros) do norte.

O que esta em causa foi o curto espaço de tempo de recuperaçâo daquele vendaval na Choupana, ainda nao vi outra equipa da Liga terem jogado naquelas condiçôes que jogaram Sporting e Nacional e para cumulo tivemos outro jogo fora de portas em apenas 3 dias sem tempo de recuperar no conforto da Academia um dia que fosse.

Depois e apesar de todos esses contratempos a equipa até que reagiu menos mal e na 1ª parte merecia estar em vantagem anulando a zero as tentativas de investidas do Marítimo.

Pote ja estava para entrar quando aconteceu o 1º golo do Maritimo e viu como aconteceu, um erro que nao se usa e que Plata nao teve influência ele nao teve culpa do enorme erro do colega.
Amigo á erros e erros , aqueles normalmente acabam mal.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 12.01.2021 às 16:15

No futebol passa-se rapidamente de bestial a besta. A frase ouviu-a a Manuel José quando exercia a actividade de treinador, e sintetiza o que é o futebol.

Neste desporto, onde impera o efémero,a derrota é um anátema. Esta não é admitida como natural, e a primeira vítima é sempre o técnico. E se há alguns que são incompetentes a maioria não é. Depende das circunstâncias e das condições que lhes são dispensadas.

No jogo de onze contra onze só pode ganhar um. Naturalmente ganham os mais fortes, Mas mesmo estes também têm debilidades e nem sempre são vitoriosos.

Ninguém contexta. que o treinador é sempre responsável, tanto nas derrotas como nas vitórias. Mas não pode ser responsabilizado pelo falhanço individual de cada atleta. Neste jogo houve erros pessoais, como houve noutros. Só que nem sempre, têm as mesmas consequências. Foram praticamente dois erros defensivos grosseiros que geraram a derrota, sem esquecer os de falta de eficácia no ataque.

Outra crítica corrente é a de que não se devia ter feito tanta rotatividade no onze titular. Sendo responsabilidade da equipa técnica, faz parte da sensatez admitir que deve haver razões concretas para serem feitos, e que os leigos que nós somos, desconhecem.

No cômputo geral, a equipa dominou o jogo, teve oportunidades, mas não teve o discernimento para finalizar da melhor maneira. Faltou a eficácia. Já ganhou outros jogos em que jogou pior. Por isso é que eu tenho contestado análises negativas quando ganhamos. É não perceber qual é a essência do futebol.

Outra situação que me preocupa é a euforia sem sentido. Temos de ser realistas. Temos uma equipa, muito jovem, com potencialidade, mas em formação. Começar a exigir títulos é prematuro. Os adversários directos são muito mais fortes. Ir jogo a jogo com humildade e no fim logo se vê. Também ambiciono ser campeão, mas se conseguirmos um lugar na prova europeia mais importante é positivo. O pior que pode acontecer é colocar pressão desnecessária neste grupo. É preciso apoiar nos bons e nos maus momentos.



Imagem de perfil

De Julius Coelho a 12.01.2021 às 16:38

Caro amigo Nação Valente, eu que sempre tive um espírito de um vencedor nato em tudo o que me meto ja fui acusado aqui de ter muito em baixo as expectativas para a nossa equipa nesta época quando escrevi que o primeiro objectivo, a primeira prioridade é ficar nos lugares de acesso á champion e o que vier a mais depois disso será óbviamente bem vindo.

Tenho a convicção que foi assim dessa forma que presidente e treinador pensaram a época inicialmente, mas quis o destino pregar algumas partidas e agora á 13ª jornada lideramos a Liga com 4 pontos de vantagem e caso saiamos vencedores dos 3 pontos em disputa na sexta feira com o Rio Ave, um ou os 2 dois concorrentes directos ainda ficarâo mais atrasados, é matemática.

Esta realidade provoca consequências na mente, nos sonhos, dos adeptos que rapidamente cavalgam do 8 ao 80 sem porem o freio que se aconselha.

A realidade é um pouco diferente porque são reais as fragilidades deste plantel e a capacidade financeira para poder responder.
Sei que é injusto cair em cima do Neto pelo grave erro que cometeu mas como andamos ali muito á beirinha da ravina temos que nos "agarrar" todos uns aos outros para não cairmos e é dessa forma que vamos ter que continuar em frente.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 12.01.2021 às 17:26

Nação Valente,

Tem razão.... mas quem é que transformou o Amorim em bestial?

Não concordo com o seu comentário quando entra pelo caminho da pressão..... o Sporting, Benfica, Porto são clubes com pressão, e não vale a pena pedir diferente..... é esta a génese de clubes de topo que exige jogadores que resistam à pressão.
O Sporting não perdeu ontem por culpa da pressão, perdeu exatamente por ter rodado a equipa e os suplentes não terem a qualidade dos titulares, se vai pela pressão, perdemos porque não tivemos pressão.
Da minha parte nunca me viu a pedir titulo nenhum, o que eu peço é manter a competitividade, porque houve jogos que tivemos alguma sorte em os ganhar portanto não existe ilusão sobre que não somos os favoritos a ganhar o campeonato, mas isso não significa que num clube como o Sporting não exista sempre pressão, e o discurso não pode ser o de fugir à pressão.
Sem imagem de perfil

De Luís Silva a 12.01.2021 às 17:09

Por muito que custe o que foi feito, tinha que ser feito, ou seja, a rotação de jogadores. Essa rotação foi feita com os jogadores disponíveis, e para substituir os que mais precisavam de rotação (só o treinador é que sabe quais são).
Mesmo com aquele 11 inicial, podiamos ter ganho mais ou menos à vontade, não fosse falta de eficácia na 1ª parte (sim aquela mesmo que tivemos com o Braga e ficamos todos contentes).
A taça é sempre um objetivo e ficamos chateados pela eliminação, mas na próxima sexta feira, depois de uma vitória esclarecedora do Sporting e de um bom empate entre rivais, os sportinguistas vão ver a realidade pura e dura que é: neste ano só o campeonato interessa,e com isso acaba-se o jejum de 19 anos e vamos à champions (€€€). Só com isso poderemos sair deste rumo e continuação dos 3ºs e 4ºs lugares. Não hajam ilusões.

SL
Luís Silva
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 12.01.2021 às 20:10

Caro julius

Apesar da situação de haver dois jogos em apenas três dias, com um dia de recuperação e outro de treino, a derrota com o Marítimo deixou-me uma grande preocupação relativamente à capacidade das "segundas linhas" para substituírem no imediato os titulares. Não se trata de mentalidade competitiva ou de ritmo de jogo, mas de entrarem na equipa sem quebra do rendimento global.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 13.01.2021 às 13:07

Ainda nao foram exploradas totalmente as 2ªs linhas que temos, felizmente ainda há outras alternativas que nao foram opçâo para este jogo, as limitaçôes tiveram logo o seu inicio no facto de nao cumprirem o programa que estava programado com volta a Lisboa e á Academia, possivelmente Amorim pensaria em outras possibilidades mas nao é novidade as limitações no plantel , ja comentamos esse problema desde o inicio da época em que o facto de ficarmos fora de mais uma competição tem a parte positiva da necessidade de menor rotação na equipa dos que mais garantias dão.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo