Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

SCP 1906.jpg

 

A Sporting SAD é uma sociedade anónima desportiva constituída com o objectivo de desenvolver as actividades relacionadas com o futebol profissional, anteriormente realizadas pelo Sporting Clube de Portugal. Os sócios do Sporting tendo poder sobre o Clube, não têm directamente sobre a SAD. Ou melhor, os sócios podem influenciar as decisões da Sociedade desde que o Clube tenha a maioria do capital e dos direitos de voto na Sporting SAD.

 

A perda pelo Sporting do controlo da Assembleia Geral da Sociedade gestora do futebol profissional constituiria para muitos sportinguistas uma alteração dramática da natureza do Clube como sempre o conheceram e o imaginaram. E, para além da identidade leonina, poria também em causa a capacidade dos sócios intervirem em aspectos cruciais da política decisória do Sporting.

 

Bruno de Carvalho, nas eleições de 2013, assumiu o compromisso de manter a maioria do Clube na SAD, fez constar esse propósito no seu programa eleitoral e reivindicou para si a condição de ser o único candidato à presidência com essa posição inequívoca. Muitos sportinguistas sublinharam que, enquanto ele parecia firme nesse propósito, José Couceiro assumiu uma atitude ambígua.

 

Entretanto, Bruno de Carvalho substituiu a firmeza na abordagem da questão da maioria na Assembleia Geral da SAD por um discurso vago e de circunstância. No seu mandato não criou condições objectivas para garantir essa maioria. Há quem olhe para a presença de José Maria Ricciardi na lista de Bruno de Carvalho e fique preocupado com o que se vai passar em 2026 quando se verificar a conversão dos títulos de dívida (VMOC’S) em acções da SAD.

 

Pedro Madeira Rodrigues assumiu um compromisso público com os sportinguistas ao anunciar que cativará quatro milhões de euros por ano para fazer face ao pagamento das VMOC’s. Isto é, considera essencial que o Sporting-Clube mantenha a maioria e o controlo na Sporting-SAD. E que neste aspecto importantíssimo o Sporting Clube de Portugal deve permanecer como sempre o conhecemos. Senhor do seu destino.

 

publicado às 13:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


47 comentários

Sem imagem de perfil

De Passaleão a 01.02.2017 às 15:06

Já lhe foi explicado que a reestruturação prevê uma conta reserva para cativar verbas destinadas justamente a este fim, porque há 4 anos alguém se lembrou de acautelar a questão.

Vamos continuar a fazer de contas que só o Félix Rodrigues é que tem esta preocupação?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 01.02.2017 às 15:54

Schmeichel

As VMOC's são uma parte do acordo de reestruturação financeira assinado por esta direção.
Foi a reestruturação financeira que permitiu adiar a resolução do problema.

Não imagino quem é o Félix Rodrigues de que fala!


Sem imagem de perfil

De Lion73 a 01.02.2017 às 16:29

Caro LZ. Não é um adiar de um problema. É transformar divida em capital, num prazo previamente definido. A preocupação é assegurar 40M até lá, existindo um mecanismo que o assegura, no caso de mais valias suficientes nas transferências de jogadores.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 01.02.2017 às 17:27

Caro Lion73,
registo a leveza com que um conhecido adepto de Bruno de Carvalho trata um assunto sério e preocupante por não ter solução à vista.
Agora, como Pedro Madeira Rodrigues se dispõe a encarar o problema, a estratégia do situacionismo é dizer-se que não se passa nada!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 01.02.2017 às 17:58

Mas que leveza? Há acordos assinados e condições estipuladas espartanas, quer para abatimento da divida, quer da alocação à recompra das VMOCs e isto assegurando a maioria da SAD.

A leveza é não se estudarem os dossiers, falar do que não se sabe, "encarando problemas" que estão estudados e planeados pelo Sporting e os seus parceiros.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 01.02.2017 às 18:18

Lion73

Admiro a leveza com que aborda um assunto sério. Para isso, prefiro o compromisso eleitoral de Bruno de Carvalho:

"(…) potenciar, durante este mandato, as operações que permitam a capacidade de exercício das opções de compra de VMOCs até meados do mandato seguinte" através do "aumento consistente dos saldos das contas reserva, que permitirão a aquisição futura das VMOCs necessárias à manutenção desse controlo, sendo fundamental que essas mesmas reservas se encontrem na posse do clube".

Como vê a conversa é bem diferente da sua!

Sem imagem de perfil

De Lion73 a 01.02.2017 às 18:26

Mas que conversa? Leu os contratos da reestruturação financeira ou não?

O que está acordado foi o que escrevi acima.

VMOCs C servirão para compra das VMOCs A, que passam a ser capital do Sporting na SAD e ficam a faltar cerca de 40M para o Sporting garantir a maioria, em 2026.

50% das mais valias em jogadores servirão para abatimento do passivo, numa determinada fatia e a outra fatia para também abatimento do passivo/recompra das VMOCs/Obras de beneficiação.

Portanto definido para a manutenção da maioria da SAD e na cativação dos valores necessários para a recompra das VMOCs.

E o que leio de si é que PMR "encara o problema".
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 01.02.2017 às 18:54

Lion73
Conheço os termos da reestruturação financeira. Mas, interessa-me particularmente a prática de quem preside. E essa não me deixa descansado.

Agora, Bruno de Carvalho propõe-se no programa eleitoral a fazer "a aquisição futura das VMOCs necessárias à manutenção do controlo" da maioria da SAD. Acontece que eu não acredito que ele faça isso.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 01.02.2017 às 19:50

Ou prefere dizer que não quer acreditar. Toda a reestruturação financeira o prevê, há inclusivamente uma conta reserva criada para o efeito, para onde vão ser creditados 20% dos 60M do verão, mas o LZ diz que não acredita... com fins politicos.

Assim não vale, meu caro.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 01.02.2017 às 21:46

Lion73

Se as coisas fossem tão simples como apresenta eu ficaria descansado. Mas, na realidade o que está estabelecido na reestruturação financeira é mais vasto e complexo.

De facto, a cláusula 24 da reestruturação financeira prevê a constituição de uma conta de reserva para ser movimentada em condições estabelecidas.
Assim, estabelece que 30% do montante recebido em transferências destinam-se a pagar duas dívidas à banca, que designa por tranche B (25 milhões de euros) e tranche D (despesas correntes com a banca). A tranche D tem que ser paga independentemente de haver ou não vendas.

“Após o reembolso integral e incondicional da Tranche D e da Tranche B será aplicado ao reembolso obrigatório o montante correspondente a 20% do excesso de preço de venda de passes de jogadores” (cit da reestruturação financeira).

Não sei se se já verificou o reembolso integral e incondicional da Tranche D e da Tranche B. Tendo acontecido, o Sporting passa a depositar 20%.
Mas, esta verba de 20% destina-se a vários fins, previstos na reestruturação financeira: VMOCs, pagamento de dívida, 50% das remunerações e obras de conservação do Pavilhão e outro património. Creio que o Lion73 se refere a estes 20% no seu comentário.

Como vê, as coisas fiam muito mais fino. Uma coisa é certa, daqui a 10 anos o Clube tem de dispor de mais de 40 milhões de euros para recomprar as VMOCs.

Voltamos ao princípio da conversa: não confio nem acredito em Bruno de Carvalho.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 02.02.2017 às 10:20

Está no seu direito de acreditar no que quiser.

Não pode, na minha opinião, é fazer desta questão algo diferente do aquilo que é.

O acordo contempla a substituição de dívida por capital, com a garantia da maioria da SAD, caso se arranjem 40M até 2026, havendo mecanismos específicos que obrigam a alocação de verbas para o abatimento do passivo por um lado quer para a recompra de VMOCs ou mais abatimento do passivo por outro.

Portanto quando me diz que PMR encara o problema é o mesmo que dizer que este descobriu a pólvora, há séculos utilizada.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.02.2017 às 16:11

Lion73,
você é teimoso e diz as banalidades convenientes em determinado momento. Já lhe expliquei a que se destinam os 20% "do excesso de preço de venda de passes de jogadores".
Precisa que faça um desenho?

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo