Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

img_infografias$2017_01_19_12_39_08_1210350.jpgimg_infografias$2017_01_19_12_39_08_1210350.jpg

 

Nada do que Van Basten sugere vai ser implementado no futebol num futuro próximo, mas algumas das medidas há muito que são debatidas e outras até já foram implementadas, embora não pela FIFA.

 

Na original NASL (Liga Norte-Americana de Futebol), o penálti da marca de 25 metros em jogos em que há a necessidade de desempatar esteve em vigor durante algum tempo, até a FIFA intervir com ameaças sobre a Liga.

 

Também nessa Liga, não existia o fora de jogo tradicional, mas sim apenas a partir de um linha azul situada a dois terços de cada metade do campo.

 

Em todo o caso, as sugestões de Van Basten são bem intencionadas e merecem ser debatidas.

 

publicado às 11:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


22 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 23.01.2017 às 12:15

Merecem ser discutidas

A n.º 1 não aquece nem arrefece, concordo com a 5 e a 7, substituiria a 6 por 30 minutos cronometrados em cada parte (dificilmente um jogo hoje tem 60 minutos de tempo útil).

Discordo com a 3 e a 4, a n.º 2 é uma aberração (se não fosse o van Basten a propõ-la diria q tinha sido feita por quem nunca tinha pegado numa bola), apesar de ser uma das leis do futebol que mais polémica causa a lei do fora de jogo é das mais importantes.
Passariam a ter buracos enormes entre setores, nenhuma equipa abdicaria de ter pelo menos um avançado à entrada da área à espera de um balão dos colegas, o que obrigaria a ter dois defesas em cima dele. Lei que está para o futebol como a proibição de jogar a bola com a mão para a frente no raguebi
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 23.01.2017 às 12:56

A numero 2 já eu a escrevi aqui à muito tempo..à muito tempo mesmo.
Só os "loucos", teem ideias boas e prá frentex. LOOOOOOOOOOOOOLL !!

Eu tenho uma opinao diferente e joguei futebol....Futebol !!
Nao me parece aberracao nenhuma !!!!!
Mais golos. Goloooooss!
Mais espaco para os craques.
Mais espectáculo.
Menos ferrolho (menos autocarros)
Menos barulho nas, TVs e queixumes
Novas e inovativas táticas ....

P.S... ""Passariam a ter buracos enormes entre setores,........ """
LG, foi defesa.....ou trinco ?? ...Certo??

""....nenhuma equipa abdicaria de ter pelo menos um avançado à entrada da área à espera de um balão dos colegas"""
LG, nao se seria assim tao útil!!
Baloes para a área, a maioria ganha o defesa e se o avancado a ganha, está sozinho contra tres..Os tais dois defesas e ainda o guarda-redes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2017 às 13:36

Carlos,

Quer concorde ou não, o futebol, sem o fora de jogo, seria um desporto 100% diferente. Não deve esquecer que os treinadores adaptam tácticas e estratégias de acordo com as leis. Em Portugal então, com a maioria de equipas a jogar à defesa, ainda mais o fariam, por não querer arriscar.

A melhor experiência que eu já vi ainda foi aquela da NASL com a linha azul. Mas a FIFA não gostou, sobretudo porque a iniciativa não originou com o organismo.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 23.01.2017 às 14:12

Totalmente de acordo. Seria o jogo bastante do diferente actualmente.
Mas, nao seria menos interessante. Golos e craques com espaco.
"""Em Portugal então, com a maioria de equipas a jogar à defesa, ainda mais o fariam, por não querer arriscar.""
Exatamente aí reside a diferenca, nao ao andebol !!! Como o Van Basten o disse.
Nenhum treinador abdica de ganhar. Nenhum!!.. :)))
O fora de jogo ajuda a encurtar o campo. Facilita o defensor, nao o atacante!
O desgaste do jogador será maior, logo mais erros, logo mais golos!!

Imagine só que essas equipas que se metem atrás da linha da bola e à frente da grande área.
Atrás dessa linha de grande área haveria muito espaco!!
Será que o treinador poria a sua equipa toda dentro da grande área ou cima da linha de golo?
Abdicaria na totalidade de atacar?.. Essa nao é a ideia de quem mete tudo lá atrás!.A ideia é o contra-ataque. Ganhar...Arriscar sim, com outras armas.
Abdicar de 80 metros do terreno de jogo?..Nao os 50 metros actuais.

Também seria interessante para o espectador porque a equipa com bola nao estaria tanto tempo à espera de abrir espacos pois, eles nao existiriam.
Tinha que procurar obrigatóriamente outras maneiras de chegar ao golo e mais.......haveria mais penalties :)))
Veja por exemplo no futsal onde e como os jogadores se colocam, sem o fora de jogo

P.S. Sim eu lembro-me da linha azul. Também nao concordava com ela. Nao lhe vi beneficíos para o jogo em si..
Sem imagem de perfil

De peyroteo a 23.01.2017 às 12:36

Não concordo. Seria desvirtuar a essência do jogo e uma americanização do futebol. Não é preciso este tipo de medidas para mudar a atitude/mentalidade dos jogadores. O que é preciso é os árbitros aplicarem as leis... As regras são iguais noutros campeonatos e não se vê o anti-jogo que se vê em Portugal.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 23.01.2017 às 12:40

1- Não sou a favor do fim dos penaltys..... esta solução de "face off" vem do Hóquei no gelo, onde os jogos não podem ficar empatados. Isto só iria beneficiar as equipas mais fortes, já que têm jogadores mais técnicos.....
Este "face off" poderia ser criado é no intuito de imitar o Futsal.... a cada 10 faltas, haveria um "face off".

2- Acabar com a regra do fora de jogo?! então depois como é que se roubava o Sporting?! LOL!! Acho que poderia ter algum sentido.... mas ao acabarmos com esta regra, mudávamos o conceito total do jogo.... porque haveriam jogadores sempre à mama e perderíamos parte da táctica no futebol.

3- Seria a favor.... mas teria de ser explicado se esses 5 ou 10 minutos são corridos....porque senão as equipas perderiam tempo, até 5 ou 10 minutos passarem!

4- Eu acho que é sempre importante distinguir o tipo de falta.... dizer simplesmente ele fez 5 faltas é expulso, mas e as agressões?! faltas a jogadores isolados?! cortar uma bola de perigo com a mão?! Acho que poderia é ser cumulativo, com as actuais regras!

5- Esta ideia não tem nada de novo.... acho que as leis já são assim!
O que deveria acontecer é como no Rugby, onde passa na Tv os diálogos entre árbitros e jogadores são públicos, e o árbitro explica a decisão para todo o estádio....

6- 100% de acordo com esta medida!

7- Nunca percebi porque razão se para o jogo para fazer substituição... só serve para perder tempo!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 23.01.2017 às 12:56

1--Gosto dos penalties.. Adernalina !!
Só para tipos com carácter.
2-- Ver resposta ao LG
3-- 5 a 10 minutos seria muito pouco mas, nao a introduziria
4-- Sim ou parecida. Há muito jogadorzecos e treinadozecos que só apostam na porrada.
Porrada e ser robusto, agressivo(viril) nao sao a mesma coisa.
5--Esta, sempre existiu mais ou menos !..Nunca cumprida. Aqui também é umas das tácticas dos treinadores para interromper o jogo..Barcelona do Guardiola :))
Mas há sempre quem invente maneiras diferentes.. de protestar e nao protestar.
O protesto nao serve só para influenciar o árbitro.
Num dos ultimos jogos do Sporting, havia um brasileiro que fazia a falta e ficava ali pedindo desculpa ao adversário, aos abracos !! Numa delas achei piada à reaccao do Bas Dost..(acho que ele pensou, epà!!..Este gajo...LOOOOLL!!
Claro está, demorar a marcacao da falta .
6--Estou para ver!!.. Nao sei sinceramente que possa ser útil. Parece, mas .!!
7--Sou contra claramente. Nao gosto dessa regra, já utilizada noutros desportos.

Nao sao assim tao disparatadas as ideias do Van Basten, como parecem à primeira vista...


Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 23.01.2017 às 14:10

O fora de jogo não existiu sempre, com o nível atlético dos actuais jogadores, penso que seria benéfico, claro que teria que haver uma adaptação, tal como houve quando os GR deixaram de poder agarrar a bola vinda dos colegas de equipa, mas não acredito que ficasse alguém "à mama", porque faria falta para defender.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2017 às 14:18

Esse "alguém à mama" obrigaria o recuo de pelo menos dois centrais, isto partindo do princípio que seria só um "à mama".

A FIFA fez a experiência num qualquer campeonato inferior de recuar a linha do fora de jogo até à linha da área. O que se verificou foi que as equipas defensivas recuaram igualmente as suas linhas baixas em conformidade.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 23.01.2017 às 14:35

Mas aí continuou a existir fora de jogo, gostaria de ver uma experiência sem fora de jogo. Eu acho que o jogo abriria muito mais, e de forma positiva. Mas só na prática se poderia comprovar isto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2017 às 14:40

O problema, desde sempre, com as leis de jogo, é que experiências são feitas em Ligas de menor dimensão, onde o nível de competitividade é significativamente diferente das de topo. Não vejo experimentar só numa Liga de topo.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 23.01.2017 às 14:42

Sim, mas poderiam experimentar em fases finais de sub-21, por exemplo, penso que já houve experiências feitas nesses moldes, com outras regras.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2017 às 14:50

Nunca é a mesma coisa. Implicações muito diferentes.
Sem imagem de perfil

De peyroteo a 23.01.2017 às 14:42

Fowler, em tom de brincadeira, diria que tem uma boa solução: ver jogos do campeonato holandês :)
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 23.01.2017 às 15:15

1- Eu gosto do penalty tradicional;

2- Nem pensar. Isso alteraria todo o futebol. Quanto muito subir o limite do fora-de-jogo que começa na linha de meio-campo, para a linha da grande área (que na realidade é onde grande parte deles acontecem);

3 e 4- Eu fazia uma mistura. Mantinha os amarelos e os vermelhos, mas se o mesmo jogador fizesse 5 faltas saía de campo durante 5m. E isto poderia acumular, ou seja, se a 5ª falta fosse dura, ele poderia ser excluido por 5m e ver o amarelo;

5- Nunca vai acontecer, mas seria uma boa ideia;

6- Concordo por completo. E se uma equipa estivesse consecutivamente a parar o jogo com faltas teria que ser penalizada de alguma forma;

7- Concordo de certa maneira. Também não podem ser permitidas substituições no momento em que um jogador está a passar no local onde são feitas, por exemplo.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.01.2017 às 15:49

O futebol é um fenómeno, excepcional, raro, que permite sentimentos de identidade e de pertença, muito para além do simples lazer ou do prazer estético. Esta é uma das razões da sua excepcionalidade. É de uma dimensão humana muito peculiar.

Por essa razão, pretender reformar o futebol com base no que se passa noutras modalidades constitui um erro grande. O futebol reforma-se por si, de acordo com as suas próprias necessidades. Foi esse conservadorismo que o tornou universal e numa grande manifestação cultural de massas.

A lei do fora de jogo é uma das mais sensíveis do futebol. Aliás, foi uma das normas que o separou e emancipou do rugby. Quando foram criadas as primeiras regras em Cambridge, em 1948, o fora de jogo era uma delas.

Na realidade, determinadas alterações podem pôr em causa de forma significativa o potencial de integração, participação e interacção que o futebol permite. Aliás, num tempo em que quase tudo à velocidade da luz, é confortável que algumas coisas permaneçam aparentemente imutáveis. É o caso do futebol.


Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.01.2017 às 15:50

"... as primeiras regras em Cambridge, em 1848..."
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 23.01.2017 às 19:21

Hummm!!
Nao é bem verdade, essa emancipacao !!
O off-side foi criado a partir do off-side do Rugby. Era igual ao que conhecemos hoje no Rugby.
Foi-se modificando atráves dos primeiros anos de competicao, até que 1925 finalmente decidiram por a versao que actualmente hoje conhecemos e à uns anos atrás incluiram ainda uma ajuda para complicar, o fora de jogo posicional ou ainda uma outra pequena modificacao, estar em linha, também nao é fora de jogo.

A emancipacao deu-se essencialmente quando se fizeram as regras, especialmente a de nao jogar com as maos.

P.S.. Quanto ao resto do seu comentário, estou de acordo consigo, como tantas outras vezes :))
Com Humor.. Nem tudo o vento levou
Imagem de perfil

De PSousa a 23.01.2017 às 18:47

1 - Não estou de acordo, a meu ver o "face off" dá mais oportunidade de golo!
2 - NUNCA, no máximo um linha a meio de cada meio campo. Pois caso contrário contratava-se 5 pinheiros para ficarem na grande e pequena área!
3 - Amarelo e Vermelho - sempre. Podem é fazer parar as "ronhas", jogador que tenha de receber assistência com ou sem lesão fica 5 minutos de fora. Incluindo GR que seria de ser substituído por um jogador de campo enquanto estivesse fora!
4 - Aqui sim, mas sem o vermelho, na óptica do meu ponto três após 10 faltas 5 minutos lá fora
5 - Aceito e quem falasse poderia ter o mesmo castigo que o ponto 3 e 4 acima
6 - Era mais correcto passar o jogo para 30/35 minutos e ser como o FUTSAL, para o cronómetro! Só por uma simples razão, pago bilhete, quota ou seja o que for para ver 90 minutos e acabo por ver 30???? ou menos!
7 - Não faz sentido, como o tempo parava já não havia problema!
8 - No minimo dos minimos o 4º árbitro deveria fazer uma contagem do tempo de "ronha", substituição e outras coisas mais e no fim dizia 10/15 minutos de tempo extra! E haveria ainda compensação da compensação! Acabavam as "prima donas" sempre no chão!
Sem imagem de perfil

De João Chaves a 24.01.2017 às 10:39

Olá, Rui Gomes, long time no "write".
:)


Se calhar estou a ficar velho, mas tirar o fora de jogo é eliminar grande parte da inteligência do futebol.
"Se não está estragado, para quê arranjar."

O maior problema actual prende-se, creio eu, com o anti-jogo.

Trocava estas ideias todas por:

1- Substituição obrigatória do jogador que receba assistência médica pela segunda vez:

Estaríamos a zelar pela saúde dos atletas e acho que estamos todos fartos de ver meninos a chorar, agarrados às canelas, a terem recuperações milagrosas.

E ainda, sabendo os jogadores que corriam o risco de sair, queimando uma substituição à equipa, portavam-se de outra forma.

2 - Mão disciplinar pesada nas reposições demoradas da bola em jogo.

3 - Video-árbitro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.01.2017 às 10:53

Caro João Chaves,

Estamos todos a ficar mais velhos.

Um pouco mais logo vou publicar um post com um vídeo de um jogo experimental sem fora-de-jogo. Dará para comentar esta temática.
Sem imagem de perfil

De João Chaves a 26.01.2017 às 10:33

Olá, caro Rui Gomes!

As minhas desculpas, não pus o email na "caixinha" e não recebi uma notificação da sua resposta.

Muito obrigado e um grande abraço!
:)

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo