Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bom gosto e bom senso

Naçao Valente, em 11.02.21

005fb1c4c62961c5380ea8f75e984bb4.png

O Sporting, contra ventos e marés, e contra as previsões mais optimistas, está em primeiro lugar no campeonato nacional, com algum avanço, e já tem no seu vasto currículo mais um troféu. É tempo de viver o momento com humildade e com a esperança que se prolongue. Mas este não é o tempo de manifestações de superioridade, de euforia e de arrogância. No futebol tudo muda muito rapidamente, e grandes euforias que se vão manifestando aqui e além, deixam-me preocupado, e leva-me a fazer esta reflexão.

Louvável e inteligente tem sido a estratégia comunicacional do nosso treinador, mantendo o seu objectivo exclusivo no jogo a jogo. Muito bem tem estado o presidente, mantendo-se basicamente em silêncio e não fazendo ruído. Tem falado pouco e deixado a mensagem aos protagonistas. Mas anteontem falou e borrou um pouco a pintura. Indo contra a corrente, considero que não esteve bem. Compreendo que pretendesse alertar, enquanto presidente, os adeptos, para não caírem em excessos de euforia, mas não resistiu a dar uma “bicada” nos adversários, com alguma, na minha interpretação, arrogância, mesmo disfarçada de ironia. E que fique claro que apoio e sempre apoiei o presidente, que foi a escolha livre dos associados.

Ainda me lembro do presidente anterior dizer, em 2015, que os adversários precisavam de jogar muito mais para ombrear connosco, quando íamos à frente da tabela. Todos sabem como acabou. Não gostei nada de ouvir o este presidente dizer que somos um “gigante”. De outra forma, está a cair na esparrela do anterior. Esta comunicação do líder, não me pareceu oportuna no timing, no local e no modo. O Sporting CP tinha acabado de ganhar um jogo difícil, com muito querer e muito empenho. Ganhou, mas poderia não ter ganho. Fiquei com a sensação que quis pôr-se nos bicos dos pés, de algum modo inebriado com os elogios justos que tem recebido. Humildade era comemorar a vitória. Ponto.

O lema do Sporting tem sido, até agora, e espero que continue: trabalho, vontade, entrega e humildade. A comunicação, exceptuando casos pontuais, como o caso Palhinha, deve ser para dentro e não para fora, para manter as hostes unidas. Começar a desviar o foco para os adversários  pode permitir que estes se galvanizem.

Eu percebo que Frederico Varandas queira acentuar, que estamos a ganhar com mérito, contra adversários poderosos “dentro e fora do campo”. Eu, um simples adepto, já o tenho dito e continuo a dizê-lo, mas só me represento a mim mesmo. O presidente representa milhões de adeptos. Todos sabemos que existe o “sistema” mas não é esta a hora, a forma, nem o modo de o combater. Tocar a  fera com vara curta pode dar mais resultado. Cada coisa no seu tempo e no seu lugar. A guerra contra o sistema é longa e não se faz com 'sound bites', faz-se  com perseverança, paciência e inteligência.

O Sporting não deve seguir esse caminho. Deve continuar unido e competente a vencer dentro do campo. Para mais, para ser diferente, não pode entrar pelo comportamento dos adversários , porque corre o risco de abrir a porta  para  se unirem, criticarem e ganharem motivação, e perder credibilidade. Até agora a comunicação, feita por quem sabe, está a ser eficaz. Não a estraguemos, com o jogo falado, o que se está a ganhar com o jogo jogado. Que alguém tenha o bom senso de dizer ao presidente, que não estrague o que de bom se está a fazer, com a sua colaboração. Bom gosto e bom senso, precisa-se.

publicado às 12:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


20 comentários

Sem imagem de perfil

De MAV a 11.02.2021 às 13:07

Quero ver se o NV pensa o mesmo depois do jogo do Dragao penso que FV veio dizer que não está a dormir e bem ... tou a vontade para dizer FV nunca foi a minha escolha. E mesmo que o SCP seja campeão temos de perceber se foi mérito de um projecto ( estrutura) se foi de um homem só ( Amorim), na minha opinião ainda é Amorim o joker.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 13:47

MAV,

No jogo do dragão houve erros, de arbitragem. Há sempre. Mas também houve erros dos jogadores. Se se refere às declarações do presidente do FCP, estão relacionadas com as peripécias do jogo e vejo-as como uma fraqueza. Nos tempos em que este clube era dominante Pinto da Costa não precisava de abrir a boca. Estava tudo controlado. Agora o domínio do "sistema" não é completamente seu. Quanto ao mérito da prestação da equipa deve-se sem dúvida a Amorim, mas quem ousou contratá-lo foi o presidente, no momento certo, e com a contestação de muitos sportinguistas. Portanto está dentro da equação.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 11.02.2021 às 14:29

Totalmente de acordo com o texto, é hora de união interna e o silêncio agora é o melhor conselheiro!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 15:06

Paulo Salcedas,

É isso mesmo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2021 às 15:21

Um bom texto mas discordo em 2 aspectos.
O Sporting é efectivamente um clube "Gigante", temos de nos comportar como tal e devemos merecer o respeito de todos os agentes desportivos, coisa que nem sempre acontece. E não estou a falar apenas da equipa de futebol, porque o Sporting além de ser mais do que isso é também um Clube de Portugal com provas dadas em muitas modalidades e briosos atletas e dirigentes. A este propósito, Moniz Pereira faria hoje 100 anos.
Também é verdade que o FCP e SLB têm muita força "dentro e fora de campo" e, os exemplos são muitos que se arrastam desde o Apito Dourado aos emails tornados públicos que deu para perceber como é que o Benfica andou a ganhar campeonatos.
FV fez bem em mostrar que não somos lorpas nem andamos a dormir. Estamos acordados e atentos.
Mas nada disto tira o mérito ao texto.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2021 às 15:39

Esqueci-me de me identificar, o meu nome é Francisco.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 15:45

Obrigado Francisco, mas procure seguir as normas de identificação.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 15:43

Obrigado pelo contributo, mas deve identificar-se. É uma norma do blog. Tem razão quando diz que o Sporting é um "gigante", num sentido amplo, pela sua história, pela sua dimensão interna e externa, pelas suas conquistas, e até pelo seu posicionamento ético.

Não sei se interpretei bem as palavras do presidente em relação á utilização da palavra. Pareceu-me que se referia, ao momento actual, e ao futebol do presente. Daí a minha discordância.

Aceito que se possa chamar a atenção para o domínio do "sistema" pelos adversários directos. É por demais conhecido, e deve continuar na nossa luta pela transparência no futebol. Respeitando a sua opinião, não me pareceu oportuno no contexto, em que foi utilizado, porque como disse desloca o foco do essencial.
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 11.02.2021 às 20:33

Concordo em pleno com o Francisco.
Nação Valente, considero o seu texto bom e as suas preocupações válidas. Mas as suas interpretações às palavras de Varandas parecem-me rebuscadas demais, a querer ver ameaças onde não existem.
Ah, e o Sporting é de facto um gigante, e não só de agora pela equipa de futebol sénior estar em 1°...
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 11.02.2021 às 16:43

Concordo Nação Valente

Também não achei nada oportuno esta intervenção do presidente!

Prudência acima de tudo ... porque tudo pode mudar ... vamos jogar jogo a jogo o melhor que sabemos, com muita garra, persistência, motivação e humildade, características que nos levaram a estar à frente!


Beijinhos
Resto de Dia Feliz


Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 17:22

Obrigado Luísa, pelo sensato contributo, que na minha perspectiva, tem muito da habitual sensibilidade feminina. Este é tempo de, passo a passo, fazemos o caminho, que é longo.

Beijinhos e felicidades,


.
Imagem de perfil

De Luis Moreira a 11.02.2021 às 18:48

Eles não precisam de nós para se abaterem uns aos outros. Até já dizem que somos os favoritos a ser campeões. Cantos de sereia ranhosa...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.02.2021 às 20:31

Tapar os ouvidos a cantos de sereia. É o caminho.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 11.02.2021 às 18:52

Caro Nação Valente

No fim de contas, bom gosto e bom senso são sinónimo de inteligência. E o oposto de obsessão. É importante ter os pés bem assentes na razão pois a obsessão por vencer não implica necessariamente a vitória. Neste aspecto, os nervos de aço de Rúben Amorim, nas circunstâncias actuais, constituem a referência decisiva. Todos os adeptos, incluindo os dirigentes do Clube, devem ter isso em consideração.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 12.02.2021 às 00:25

Caro Nação Valente,

Realmente esta é a hora do trabalho, vontade, entrega e humildade. E o almejado sucesso ainda está bem longe, com um caminho tortuoso para lá chegar.

Em relação às declarações do presidente não as interpretei como uma manifestação de arrogância ou que procurasse algum protagonismo.
Acho que foi essencialmente um alerta, necessário, à nação sportinguista. Quem observa o comportamento recente de uma parte dos sportinguistas, constata uma perigosa e crescente tendência para a euforia, que necessita ser controlada.
E, para além do comportamento exemplar do treinador, convém o presidente também reforçar essa necessidade.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 12.02.2021 às 13:52

Caro Leão do Norte,

Obrigado pelo contributo. O que disse o presidente, como diz, é susceptível de interpretação, e de leituras diversas. Haverá pontos positivos e negativos. Travar a euforia será um ponto bastante positivo. Quanto a "provocar os adversários directos" não acho tanto. Além disso, o presidente pode sempre comunicar, não sei é se, a saída de campo de jogo de um adversário, é o melhor sítio.

Mas se o intuito foi, também, promover a venda de boinas, parece que resultou.
Sem imagem de perfil

De CLS a 12.02.2021 às 04:35

"A humildade é a mãe de gigantes" será, penso, a citação de G K Chesterton referenciada, muito oportunamente, por F Varandas.Quanto ao resto, juntaria outra citação: "chapéus há muitos". A intervenção, apropriada, do Presidente terá também contribuído fortemente para que se esgotassem as boinas na Loja Verde.SL,
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 12.02.2021 às 13:40

CLS,

Se a intervenção também teve como objectivo vender boinas, em tempo de ausência de receitas, foi positiva. Nesse aspecto.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo