Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

download.jpg

 

A actual Direcção pondera acrescentar este valor à indemnização exigida ao antigo líder num processo por gestão danosa, que está na barra dos tribunais desde 2016.

 

Através de um comunicado partilhado no seu sítio oficial, onde também está incluído o nome do Benfica (ver página 14), a FIFA anunciou ter multado o Sporting em cerca de 110 mil francos suíços (92 mil euros) por ter dado entrada a dois contratos no International Transfer Matching System (ITMS), onde omitiu a participação em ambos os negócios de uma terceira parte, algo que está banido pelo organismo desde 2016. De acordo com o que foi apurado, a punição está relacionada com as contratações de Rojo e Labyad, ambas tornadas possíveis com o auxílio do fundo de investimento Doyen.

 

Como estas duas operações foram realizadas em 2012, em pleno mandato de Godinho Lopes, consta que a actual Direcção está a ponderar acrescentar o valor desta multa aos 31,6 milhões de euros de indemnização que reclama ao antigo presidente leonino por gestão danosa, num processo movido em 2016 e que ainda está na barra dos tribunais.

 

Está assim "desenhado" mais um capítulo da tumultuosa relação entre o Sporting e a Doyen, a principal vítima da guerra decretada aos fundos de investimento por Bruno de Carvalho desde que assumiu a presidência do clube de Alvalade. Foi precisamente essa demanda presidencial que precipitou a rescisão unilateral do contrato que unia as partes e uma longa batalha judicial que culminou com a condenação dos leões - decretada pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) e, mais tarde, confirmada pelo Supremo Tribunal da Suíça - ao pagamento de uma dívida ao fundo no valor de 11 milhões de euros.

 

De acordo com o Relatório e Contas da Sporting SAD apresentado em Fevereiro, a dívida foi saldada através dos prémios referentes às participações nas provas europeias - que estavam cativos na UEFA -, mas, um mês depois, a Doyen moveu um novo processo a exigir o pagamento de mais dois milhões de euros, estes relativos ao negócio por Labyad.

 

Recorde-se que, desde a proibição dos Third Party Ownerships (TPO), em 2016, a FIFA também já multou Santos, St. Truiden, Sevilha, Twente, Palmeiras, Seraing, Al-Arabi, Rayo e Celta por recorrerem a terceiros, entre eles fundos, em contratações.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo