Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

img_920x518$2018_11_12_15_44_51_1471408.jpg

 

Bruno de Carvalho está indiciado de 56 crimes na sequência da investigação ao ataque à Academia de Alcochete, a 15 de maio, que no domingo resultou também em buscas na casa do ex-presidente.

 

Maisfutebol e a TVI tiveram acesso ao mandado de detenção que detalha todos os crimes pelos quais Bruno de Carvalho responde.

 

Dois crimes de dano com violência, 20 crimes de sequestro, um crime de terrorismo, 12 crimes de ofensa à integridade física qualificada, um crime de detenção de arma proíbida e 20 crimes de ameaça agravada.

 

Recorde-se que Bruno de Carvalho foi detido para interrogatório no domingo, tendo pernoitado no posto da GNR de Alcochete, e que será ouvido no Tribunal do Barreiro na terça-feira de manhã.

 

publicado às 17:27

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.11.2018 às 19:58

É a minha mera opinião, mas a tese do Mike é cem por cento errada!!!

Nada do que ocorreu era possível sem cumplicidade interna e, aí, ninguém agiria sem mandato superior.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 12.11.2018 às 22:55

Rui,

se leres bem o que escrevi eu não digo que ele não deixou acontecer. Eu digo é que ninguém tinha noção que eles iam bater. E eu acho que essa decisão foi tomada no momento. Eles iam lá com o objetivo de assustar e pressionar os jogadores (como tantas vezes já fizeram no passado). A coisa descontrolou-se mais também porque entre a Juve havia malta que não era da Juve e quando há problemas em massa, basta que um comece a fazer uma coisa, que os outros seguem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.11.2018 às 23:22

O ponto fulcral, no entanto, é que ele terá feito parte e/ou liderado a planificação da "visita".

Que não tenha antecipado as eventuais consequências não minimiza a sua responsabilidade e culpabilidade.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 13.11.2018 às 11:26

Independentemente de existir uma intenção concertada e premeditada para um determinado acto, existe uma intenção declarada de se fazer algo que não pode ser aceitável justa e socialmente.
Ninguém tem o direito de promover uma guarda pretoriana em seu redor para levar a cabo uma ação de controle físico e psicológico sobre outrem.
Não num estado de direito em que o justicialismo não pode ser aceite de forma alguma é em que as contendas, sejam de que forma for, são resolvidas em sede próprio para o efeito através dos tribunais.
Aquilo que Bruno de Carvalho promoveu ao longo da sua gestão, e que se foi agravando no segundo mandar, foi um acto de puro bulling sobre todo aquele que não concordasse ou que de algum modo contestasse a sua ação presidencial criando um estado de regras próprias ao arrepio das próprias leis do direito civil.
Já antes do ataque a Alcochete havia indícios graves de ações intentadas contra a honra, bom nome e até integridade física e moral de inúmeras outras pessoas.
Alcochete foi a consequência natural e última de todo este estado de loucura e prepotência.
E aqui surge, se provada o seu envolvimento no acto, mesmo que meramente para a patrocinar e permitir a invasão, independentemente das consequências do episódio, a acusação de autoria moral agravada de terrorismo por esse ter sido um modus operandis na forma como sempre controlou tudo e todos dentro do clube.
Assembleias que mais não foram do que plebiscitos ao seu poder como a que ocorreu em fevereiro e onde aparentemente sai reforçado quando não houve direito a contraditório por ninguém arriscar a sua integridade pessoal perante tudo o que se estava a passar são factos provados de terrorismo inaceitável num estado de direito.
Bruno de Carvalho tem muito pelo qual responder à luz do direito civil.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo