Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bruno na China

Rui Gomes, em 29.11.15

 

ngE4973565-A783-45F4-8A8E-39802947AB43.jpg

 

Bruno de Carvalho apresentou este domingo, em Pequim, a um conjunto de potenciais parceiros investidores, o projecto de criação de academias de futebol do clube na China, as primeiras das quais serão construídas precisamente na capital.

 

O presidente do Sporting discursou perante uma plateia onde se encontrava também o embaixador de Portugal na China, Jorge Torres Pereira, na unidade hoteleira em que se encontra hospedado, mostrando grande optimismo e satisfação.

 

A apresentação terminou cerca das 18 horas locais (10 horas em Lisboa). O regresso de Bruno de Carvalho a Portugal está marcado para este domingo - 21 horas locais (13 horas em Lisboa), com a chegada a acontecer já na segunda-feira, mas bem a tempo de poder assistir ao Sporting-Belenenses.

 

Para quem marcou presença em terras chinesas durante mais de década e meia, sinto-me à vontade para afirmar que apesar da sua enorme população, a China não oferece as mesmas condições no que a estruturas diz respeito, no todo do seu vasto território.

 

Não tenho acesso aos planos concretos do Sporting, mas suspeito que a intenção da liderança é mais de assegurar uma posição naquela sociedade de forma a poder vir a colher benefícios muito além de meras Academias, cujo proveito, por o que sei relativamente a semelhantes parcerias em outros países, é muito relativo.

 

Será prudente esperar para ver qualquer divulgação por parte do Sporting no que à especificidade de acções concerne e, com o passar de mais algum tempo, os resultados daí provenientes. Uma coisa é certa, e se Bruno de Carvalho ainda não sabe, rapidamente verificará que operar naquela sociedade e lidar com os seus cidadãos, muito em especial em um enquadramento empresarial, é muito diferente, e mais complexo, do resto do Mundo.

 

publicado às 15:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 29.11.2015 às 18:23

O Rui Gomes tem razão ao assinalar que haverá razões para além das de carácter desportivo para a criação destas “academias” na China. As razões serão legítimas, isso não está em causa, mas a Direcção do Clube não se considera obrigada a qualquer explicação. Transparência de gestão, pois claro!

Aliás, que não há uma finalidade desportiva decorre do número e da distância das “academias” agora criadas e projectadas. O Barcelona possui um número idêntico às que o Sporting apadrinha… na China.
As que entretanto já foram referidas como tendo sido criadas em países estrangeiros nem uma palavra ou uma notícia. Estranho!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2015 às 18:54

Caro Leão Zargo,


Não duvido que as intenções sejam legítimas, mas esta coisa de "Academias" tem muito que se lhe diga.

Por o que eu sei de duas ou três, além de haver uma contribuição técnica e de recursos humanos entre as partes, de curta duração, o Sporting recebe uma pequena percentagem das inscrições dos jovens.

No que à China diz respeito, creio que a intenção fulcral é de meter o pé dentro da porta e depois esperar para ver o que poderá surgir. Não me surpreenderá saber que existe a esperança de "sponsors" ou investidores. Há um cuidado muito especial no que diz respeito a este país e que eu conheço intimamente por ter sido parte do meu Mundo durante uns bons anos: a origem do dinheiro.

Há muita corrupção na China e muitos negócios ilegítimos por estarem nas mãos de representantes do governo central assim como dos regionais.

Um velho provérbio aplicável à China que diz, palavras para o efeito "há a lei da terra e há a lei do homem. Mediante o homem, a lei muda à conveniência". É um grande país, mas muito complexo. Levou-me anos a aprender a lidar com o chinês e a sua sociedade e ainda hoje estou longe de saber tudo.

Em geral, têm uma característica muito positiva: são muito receptivos a negócios desde que haja uma parte para eles e não se incomodam nada que terceiros também tenham a sua fatia lucrativa. Isto, contrário àqueles que procuram ficar com tudo.

É possível que se a ligação for bem trabalhada e com alguma sorte à mistura, haja contrapartidas para o Sporting.
Sem imagem de perfil

De m1950 a 29.11.2015 às 21:13

A academia pertence ao clube , pelo menos os seus ativos , logo o meu caro tem todo o direito de questionar numa AG o Presidente sobre este negócio.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo