Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bruno recuou hipocritamente

Rui Gomes, em 04.01.15

 

14859467_keKLm.png

  

Para ser sincero, nem sei bem por onde começar este escrito. Entre a hipocrisia patente de Bruno de Carvalho na mensagem que se fez ouvir na Sporting TV durante o dia de sábado, e a autêntica palhaçada do seu lacaio José Eduardo, na SIC Notícias, no final do jogo com o Estoril, é causa mais do que suficiente para qualquer observador ficar irritado e indignado.

 

786966.jpg

 Bruno de Carvalho recuou estratégica e hipocritamente no seu propósito de despedir Marco Silva, apenas e tão só porque foi confrontado com a oposição da esmagadora maioria de sportinguistas, situação inesperada por ele e que lhe causou grande angústia face à sua ambição de permanecer no trono do Sporting eternamente.

 

Afirmou que "todos nós, no Universo Sportinguista, deveremos orientar os nossos esforços, harmonizando interesses para que o grande vencedor seja sempre o Sporting Clube de Portugal". Aqui, a velha táctica de "não faças como eu faço, faz como eu digo", precisamente porque ele colocou o seu capricho pessoal à frente dos interesses superiores do Sporting, que, neste momento pelo menos, passam por apoiar o treinador da equipa principal de futebol.

 

Toda esta polémica começou com a sua "chicotada" no Facebook após a derrota em Guimarães, situação entretanto agravada significativamente com o surgimento do seu mandatado lacaio José Eduardo, cuja missão era denegrir a imagem e a reputação de Marco Silva, para viabilizar o seu despedimento de forma "agradável", ou seja, de forma a não comprometer a posição e o populismo do presidente.

 

ng4CFA7C3C-6BBE-4925-B00A-6E7FD93CEE68.jpg

Quem teve ocasião de assistir ao acima referido programa, testemunhou uma performance repleta de falsidade por José Eduardo. O mesmo que insiste que foi autorizado, mas não mandatado, (???) por Bruno de Carvalho, para criar "uma ponte de ligação ao treinador para recuperar a situação e para tentar explicar o que era o projecto do Sporting". Se não fosse tão grave, até era caso para rir à gargalhada !!!

 

José Eduardo passou a maior parte do programa a dar o dito por não dito: "eu queria que Marco Silva continuasse no clube. A informação foi manipulada e puseram-me na boca palavras que eu não disse". Isto, referente a entrevistas concedidas por ele e crónicas da sua autoria publicadas no jornal "A Bola".

 

Enquanto o presidente lia a sua mensagem na televisão, a última "obra literária" de José Eduardo estava disponível nas bancas de jornais. Entre outras coisas, escreveu:

 

«(...) Termino revelando uma parte de um telefonema que recebi de uma grande figura do futebol português: "Zé, é só para te dizer que tudo o que dizes sobre o Marco é pouco. Sei-o por experiência. E ainda ontem encontrei (outra figura) que também trabalhou com ele e que me disse exactamente o mesmo. Ele é frio e calculista, não dá ponto sem nó». Respondo-lhe: «então porque não tornas pública  tua opinião ?» Como esperava, o meu ilustre amigo, recua imediatamente: «vou aguardar... »

 

tarjajoseeduardo.jpg

 

Como dedicou uma boa parte do seu escrito a esta temática, torna-se óbvio que não esperava que o seu amigo, o presidente do Sporting, viesse a público com uma mensagem de reconciliação. Confrontada com esta, declara o caro: "Isto é uma grande vitória para mim." Até tentou manipular a afirmação de Adrien Silva, no final do jogo: "A equipa está com o Sporting", como prova de que a equipa não está com o treinador.

 

Sérgio Abrantes Mendes, outro participante no programa, falou bem: "Temos por hábito dizer que tudo está bem, que acaba bem, mas neste caso não é bem assim. Demasiado silêncio durante demasiado tempo. Bruno de Carvalho falou hoje com humildade, mas fez apenas aquilo que devia ter feito há muito mais tempo."

 

Na sua mensagem, o presidente do Sporting afirmou que "os sócios têm o direito de exprimir as suas opiniões na forma, com a oportunidade e nos locais que entenderem, sendo essas da sua inteira responsabilidade. Por parte do Sporting Clube de Portugal, não há qualquer tipo de equívoco, só estão mandatados para exprimir as suas posições, os membros dos Órgãos Sociais do Clube, nos termos do mandato que lhes foi conferido."

 

Clara alusão a José Eduardo, embora ainda hoje se espere por um comunicado em defesa do treinador e das graves acusações de que foi alvo. Por outro lado, não faz sentido e não é minimamente conveniente confrontar quem se mandatou (autorizou) para essa exacta missão. É equivalente a dar ordens a um defesa para marcar golo na sua própria baliza.

 

2ea8feecf28878e03cdcdd4ec75a0ba3-720x450.jpg

Por sua vez, Marco Silva falou à imprensa na conferência pós-jogo: "A primeira vez que ouvi pensei que se estivesse a falar de máfia, de algum filme do Padrinho. É tão ridículo que não vale a pena comentar. Todos estamos sujeitos à crítica e ao elogio, que é o que me faz trabalhar cada vez mais. O que tentou pôr em causa como cidadão, como homem, como pai, há que ser provado nos locais próprios, se não fugirem até lá."

 

Haverá quem possa achar curiosa esta nossa defesa de Marco Silva, mas na realidade poderia ser qualquer outro treinador. Marco Silva está hoje no Sporting, amanhã poderá não estar. A nossa posição é devida e inadvertidamente explicada por Augusto Inácio, quando afirmou - palavras para o efeito - que "isto é tudo poeira no ar". Tem razão, é tudo "poeira no ar", mas desconhecíamos nós, então, que esta "poeira" iria parar à cara de todos os sportinguistas.

 

publicado às 05:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


50 comentários

Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 06:29

Você é um bom sportinguista, dedicado ao clube.Percebe-se isso perfeitamente mas você deixa-se levar pela azia que a vitória de BdC lhe causou. Depois de tanto apelo ao fim da crise treinador/presidente agora que ela parece terminada você diz que é hipocrisia. Será que preferia, agora que a crise acabou, que ela afinal continuasse?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 09:24

A "vitória" de BdC ?... Mas que vitória ??? Corrigir em erro colossal que ele próprio cometeu, isso é que é uma vitória ? Ainda por cima com mentiras à mistura ?

O que eu preferia é que nunca tivesse existido, especialmente pelas razões que a causaram.
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 14:13

A vitória nas eleições do Sporting.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 04.01.2015 às 09:33

O JRamos não percebe que Bruno de Carvalho limitou-se a varrer a poeira para debaixo do tapete. Na realidade, está apenas escondida… por isso tudo voltará com violência redobrada. Repare JRamos que a tentativa de atingir a honra de Marco Silva é indiferente para BdC. Considerando o contexto em que tudo aconteceu isso será sempre um escolho que voltará à superfície numa próxima ocasião.

O problema, em grande parte, está na personalidade de BdC, no seu subliminar providencialismo, próprio de quem se considera o salvador do Sporting, constituindo a sua pessoa a genialidade, o saber, a competência, em suma, a iluminação que irá resgatar o clube de todos os seus males e insucessos desportivos. E a realidade, frequentemente, é madrasta.
Um abraço leonino
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 14:23

Eu não confio completamente na disponibilidade de Marco Silva estar em sintonia com a direcção que o contratou. Tenho dito isso aqui repetidamente baseado nas declarações dele na Madeira antes e depois do jogo. Acredito que Bruno de Carvalho possa também estar um pouco de pé atrás. Qualquer líder estaria de pé atrás se um subordinado viesse a público tecer considerações críticas sobre a sua forma de liderar, para mais dizendo ao mesmo tempo que não faz críticas públicas.

Nesse sentido não me admira que BdC não confie inteiramente em MS e deixe a defesa da sua honra para ele. Marco Silva não mereceu que Bruno de Carvalho viesse a público defendê-lo. Em todo o caso BdC já disse que o que a direcção pensa a direcção diz e não outro sócio qualquer. Ou seja, demarcou-se implicitamente de José Eduardo. Será pouco para você mas para mim chega uma vez que o sr. Marco não se portou bem com o presidente.


Em todo o caso, é possível continuar com MS no comando da equipe na medida em que cada um cumprir a sua função. O MS treina e BdC preside. Sendo assim, podem até nem gostar um do outro.
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 14:24

Abraço leonino para você também.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 04.01.2015 às 15:22

JRamos

Pelo que diz posso concluir que isto é sol que vai durar pouco! Afinal, o BdC fez um recuo estratégico porque lhe faltou o apoio da maioria dos sportinguistas e ficou à espreita da próxima oportunidade que lhe seja favorável. Continuamos neste desatino, portanto.
O próximo capítulo será na Ass. Geral que se acertam as contas?

Um abraço leonino
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 20:56

Não sei se vai durar muito ou não. Pode durar. Não é impossível que presidente e treinador tenham uma união de conveniência. Claro que para tanto são precisos resultados positivos. Se estes vierem é mais fácil.

Paulo Portas e Passos Coelho, parece-me que é notório, não simpatizam e porventura nem confiam muito um no outro e no entanto aí estão em coligação porque percebem que será melhor para cada um que assim seja. É um equilíbrio difícil que, já se sabe, só funciona com vitórias, ou seja, não será coisa para durar muito mais se a previsíve derrota nas próximas eleições se confirmar.

Saudações leoninas.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 04.01.2015 às 22:22

JRamos
Passos e Portas são prisioneiros da execução de um programa político de que são meros executantes. Vai muito para além deles, por isso não têm, neste momento, liberdade decisória.
O futebol tem outra dimensão humana e psico-emocional. Decorre da memória individual e de um grupo específico e radica-se na emoção e na esperança relativamente à acção desportiva e social de um Clube. Há, também, a dimensão financeira, mas essa nem sempre vem para cima da mesa.

Gostaria, para bem do Sporting, que se encontrasse uma acalmia até ao final da época, mas receio que factores endógenos e exógenes determinarão a dinamicidade conflitual que se instalou em Alvalade, mais do que a própria vontade dos intervenientes (Bruno de Carvalho e Marco Silva).
O racionalismo pragmático e a pulsão metódica de Marco Silva têm dificuldade em conviver com o temperamento primário e a pulsão instintiva de Bruno de Carvalho. E vice-versa, obviamente. Agora, depois do que se passou, e que nenhum deles esquecerá, ainda será mais difícil esse "convívio". Estava escrito nas estrelas, como diz o outro!
O abraço leonino de sempre... olhe que eu não sou croquete nem lambuça, apenas um professor de História apaixonado pelo Sporting!
Sem imagem de perfil

De JRamos a 05.01.2015 às 00:04

Estou em desacordo com a sua perspectiva sobra a aliança de governo. Todos os governos estão constrangidos por circunstâncias exteriores e ainda que eu reconheça que os constrangimentos actuais são especialmente fortes eu não vou na conversa que tenta ter cada medida do governo e a governação em conjunto como pura imposição exterior. Houve muita iniciativa do governo, muitas escolhas do governo - desde logo a de ir além da troika. Quantos prejuizos não estaremos a pagar deste zelo troikista do governo, quanto não é de correcção do castigo da economia que a troika não tinha pedido ? Mas não entremos na política pura e dura. Eu só quer argumentar que Passos e Portas têm escolha e escolhem estar juntos mesmo que não confiem um no outro porque tem um projecto que podem partilhar mesmo com esta falta de confiança mútua uma vez que percebem maior conveniência e vantagem política própria na partilha do projecto do que na separação.

Mas deixemos isso.

Você diz:

"O racionalismo pragmático e a pulsão metódica de Marco Silva têm dificuldade em conviver com o temperamento primário e a pulsão instintiva de Bruno de Carvalho."

O que é temperamento primário senão uma ofensa gratuita. Será BdC uma espécie de animal? Estará a sua família, a sua esposa e filhas em perigo por ter tal temperamento primário em casa? Com este exagero acho um pouco difícil abordar o tema da presidência do Sporting. BdC é pouco polido, sim, em comparação com um cavalheiro. No entanto, já muitos cavalheiros vieram a ser descobertos autênticos facínoras.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 05.01.2015 às 09:41

JRamos
Não se zangue que não pretendi ofender o seu "santinho" de estimação! A conversa estava no domínio da psicanálise e não deve sair desse "espaço". E não invente argumentos ao nível da história da carochinha!
Aquele abraço...
Sem imagem de perfil

De JRamos a 05.01.2015 às 15:28

Ainda bem que fala de psicanálise. Não é possível nem legítimo qualquer diagnóstico de tipo psicanalítico sem que tenha existido previamente uma relação analítica. Faz parte da ética da psicanálise. Por vezes a psicanálise serve-se da literatura, da arte, para ilustrar alguns de seus conceitos mas isso é de todo diferente de "amandar" diagnósticos contra alguém sem nunca ter tido esse alguém em um cenário analítico.

Não sei se Zargo é psicanalista. Se for (eu não sou, sou apenas um estudioso) vai-me dar razão e corrigir a sua posição.

Já agora, uma vez que apresentou algures o argumento do governo de que o que eles fazem, o fazem sem alternativa, quero só responder a isso com o conceito de Sartre de "Má Fé". O que é a má fé para Sartre? É a renúncia voluntária da liberdade, a proposição de que o que fazemos, o fazemos sem alternativa, sem poder escolher. Para Sartre há sempre alternativa. Não temos que ser Sartreanos mas também não temos que aturar a conversa do Coelho e do Portas. Enfim, vou escorregando para a política. É melhor ficar por aqui.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 05.01.2015 às 22:14

JRamos

Não tenho formação científica na área da psicanálise. A minha formação académica é em Antropologia, História e História da Arte. No entanto, uma noite destas, ao jantar, um amigo psiquiatra traçou o que entendeu ser o “perfil” de BdC. Foi uma conversa informal com quatro pessoas. E, foi ele, que num segundo momento comparou BdC com o que entende ser o perfil psicológico de MS. Foi o tema de conversa no jantar e vale o que vale. Não foi um diagnóstico na acepção da palavra, mas um diálogo sobre BdC e MS conduzido por um psiquiatra. É tudo.

Folgo com as suas palavras sobre Sartre e o existencialismo sartreano. Na minha juventude fui um profundo admirador de Sartre e do seu pensamento e, nessa altura, era um autor que tinha sempre por perto. Entretanto muito água correu, mas Sartre faz parte do meu património vivencial e contribuiu decisivamente para a minha formação. Ainda hoje, estou convicto que não há determinismo relativamente à realidade humana, portanto, apenas a liberdade é determinante. O homem, numa escolha livre, faz-se a si mesmo e é o único responsável pelos seus actos.
Só pela invocação de Sartre, que conduz inevitavelmente a Platão e a Sócrates, valeu a pena ter metido conversa com o JRamos.

Um abraço leonino… pois claro!
Sem imagem de perfil

De JRamos a 05.01.2015 às 22:47

Okay. Eu não tenho formação específica em psicanálise mas sou um leitor, essencialmente de Jacques Lacan que prefiro a Freud, embora Freud seja fundamental nomeadamente no que em seus erros serviu para, pela crítica, fazer avançar os estudos.

Mas a minha opinião é a mesma. O seu amigo psiquiatra estaria a avacalhar um pouco, passo a expressão. Só no cenário analítico quando os semblantes (quer dizer, os papeis que desempenhamos, os teatros, os fingimentos) começam a cair é possível chegar a produzir algum conhecimento que não seja ele também semblante, casca,sombra. Em última análise o psicanalista não conhece o seu paciente e pode até ser que nunca o conheça e até que a função dele, do analista, nem seja propriamente conhecer o seu paciente.

Será possível conhecer alguém...?

Enfim, siga a marcha.

Saudações leoninas.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 06.01.2015 às 12:34

O JRamos pergunta se é possível conhecer alguém. Não, de facto, não é possível conhecer alguém se se entender por “conhecer” no verdadeiro sentido da palavra. E de nós, seres humanos em geral, também pouco conhecemos, para além de que somos animais da classe dos mamíferos, da família dos hominídeos, do género homo, da espécie sapiens e admitimos, desde Darwin, que somos filhos de primatas, embora não nos consideremos primatas.

Claro que no dia a dia, até por conveniência, garantimos que conhecemos alguém e, até, garantimos que o topamos à distância. A referida conversa ao jantar decorreu na informalidade característica dessas ocasiões, o que não invalida a adequação da caracterização estabelecida. Essa caracterização informal também é frequente, e indispensável, no quotidiano nosso social, apesar de todos riscos que envolve.

Agora, amigo JRamos, ser quem não é... isso não se consegue. O excelente Sérgio Godinho canta de maneira a esclarecer dúvidas.
https://www.google.pt/webhp?source=search_app#q=s%C3%A9rgio+godinho+pode+algu%C3%A9m+ser+quem+n%C3%A3o+%C3%A9

Como a conversa está interessante, depois do Sporting-Famalicão, marcamos encontro para A Tasca do Cherba e à volta de uma sopa de beldroegas e de um Antão Vaz da Vidigueira fazemos o balanço das peripécias do jogo… e continuamos com o Lacan e o Edgar Morin noite fora. Pode ser que o Converge e o Gregor apareçam.
O abraço leonino de sempre
Sem imagem de perfil

De J. a 04.01.2015 às 09:46

Obviamente que a imagem de BdC fica em baixa depois de este episódio.

Mas acho que mais que importante que isso, é perceber que as partes conseguiram entender-se e seguir em frente. O que era sem dúvida a melhor solução para o Sporting. E isto meus amigos, é quase inédito no nosso clube.

É que eu como sportinguista, já estou igualmente cansado de episódios do passado onde presidentes demitem e não chegam ao final do seu mandato ou treinadores despedidos sem que hajam opções válidas nem suficientemente pensadas e directores desportivos que são substituidos sem que se saiba muito bem porquê; gerando tudo isto muito mais confusão para o clube.

Sem imagem de perfil

De Petinga a 04.01.2015 às 10:18

Interessa mais bater em BdC sempre que possível... antes fazia comunicados a mais; agora sao comunicados a menos porque nao escreve exactamente o que as pessoas querem...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 10:27

É só isso que tem para contribuir ? E os factos... esses passam despercebidos ?

"Não escreve exactamente o que as pessoas querem". Está a brincar, decerto ! O problema resume-se a isso ?
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 04.01.2015 às 09:52

Bom comentário, resume esta triste novela. Não há mais dúvidas do que se passou. O pior cego é aquele que não quer ver. Vamos ver se isto fica por aqui ou haverá mais capítulos ao mínimo desaire. Mas há uma coisa que eu não deixava de fazer, se fosse ao Marco Silva. Punha o Zé Eduardo em tribunal. É porque isto é uma questão de honra e não do valor como técnico. Quanto a este deixava o tacho e dedicar-se aos outros tachos e panelas.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 04.01.2015 às 11:25

Tenho esperança que BdC e MS tenham resolvido os seus problemas.

Tenho esperança que o Zé Eduardo se dedique aos tachos e menos à politica desportiva do SCP.

Tenho esperança que o SCP prossiga com este inédito (este ano) ciclo de vitórias.

Não teho qualquer dúvida que a seguir a esta virá qq outra novela, 1º pelo feitio de BdC 2º por todos aqueles que o querem ver falhar.

Ontem ouvi uma frase do Zé Eduardo no meio de tanta contradição que terá sido a única coisa assertiva que disse ... em resposta ao Farinha Alves, que esta situação em parte serviu para quem se opõe a BdC tenha saído da "toca" o que foi devidamente demonstrado nestas últimas semanas.

Já agora não foi o Farinha Alves que recebeu uma "generosa" indemnização ainda antes de BdC tomar posse !?

P.S: Sérgio Abrantes Mendes é um senhor é um orgulho para mim como Sportinguista e cidadão ver alguém com a sua elevação e correcção.
Sem imagem de perfil

De L a 04.01.2015 às 12:10

Estudaram mal a ciência do polvo, onde nunca se deixam pontas soltas. O José Eduardo no contexto leonino desta vez ultrapassou mesmo a linha vermelha e passa de um autêntico bandalho no Sporting, que foi o que ele sempre foi, para um autêntico pária. Que ponta de credibilidade é que lhe resta? E o pior é que se retirar-lhe o catering da Tribuna não se avizinha assim tão difícil, já a restauração devia parecer óbvio a todos que senão fosse uma tarefa muito complicada, para não dizer muito dispendiosa, aonde é que ele já ia. Mas que se agradecia que desaparecesse de vez do universo leonino agradecia mesmo muito.

Acresce o fundamental desta história toda e tal como ainda ontem referiu e muito bem o Farinha Alves, como é que é possível algum sportinguista pode pensar que depois de tudo quando foi dito e feito agora resolvia-se tudo com uma pedra sobre o assunto?! Absolutamente inacreditável e só mesmo para quem não conheça a peça do presidente. Já antes do jogo grandes apoiantes desta direcção diziam-me que o Bruno nunca mais descalçava esta bota. Qual não é o meu espanto que ainda no estádio e na euforia da vitória ou pelo menos não o consigo atribuir a mais nada e desta vez sportinguistas que inclusive nunca puderam com o presidente acharem que ficava tudo em águas de bacalhau!? Que a ganhar já ninguém se lembrava de nada!? E vamos ganhar sempre?

A pergunta que todos os sportinguistas já se deviam ter feito é como é que isto acabava num cenário de derrotas ou até só com maus resultados com o Estoril e Braga, de que nenhuma equipa está livre? Esta direcção já caiu em praticamente tudo quanto sempre criticou, desde os flops aos treinadores e se gasta menos é porque nunca teve nenhum. Porque quem dá 3M por um mini Messi dava de certeza 30M por uma aproximação maior. O Sporting com Marco Silva só precisava de um bom DD e de alguém na presidência com capacidades reais no mundo do futebol. Com ou sem dinheiro e até depois da perda de Ilori e Dier, há muito tempo que já alguém se tinha chegado à frente com um bom central. Que ainda podia fazer toda a diferença esta época.

Compreendo perfeitamente a posição do treinador mas nem ele acredita que ficou alguma coisa resolvida. E vai ser penoso ver partir mais um excelente treinador mas ou isso ou cai a direcção. E é bom também não esquecer que se o Bruno tem o mérito de contratar dois bons treinadores, já queimou três em ano e meio. E a excelente época de Jardim fez esquecer um excelente trabalho que estava a ser desenvolvido ao nível da formação com o prof. Jesualdo Ferreira, que até era o mais importante nesta fase. Para além do enorme upgrade na comunicação, que ainda é talvez o mais importante hoje no futebol. Vamos ver como vai acabar mais esta novela mas que devia parecer a todos completamente incompatível Marco Silva continuar com esta direcção devia. E como já disse, a continuar a direcção devia ficar desde já impedida de contratar mais algum treinador. Que olhem também para os encartados que já se sentam no banco.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 04.01.2015 às 15:53

L

Refere com razão o Jesualdo Ferreira, que merece que os sportinguistas o recordem com saudade e carinho. Penso que não voltaremos a ter tão cedo alguém com a sua experiência profissional e a sua dimensão humana a dirigir a equipa profissional do Sporting. O que digo não invalida que reconheça como muito positivas as contratações de Leonardo Jardim e de Marco Silva, treinadores que muito aprecio. Foram contratações adequadas às necessidades do Sporting, mas estou absolutamente convicto que a ausência de acordo para a continuação de JF constituiu o primeiro um desaire da gestão de Bruno de Carvalho.

Sabe-se que BdC e JF não chegaram a um acordo. Hoje percebe-se melhor, mas, na altura, muitos sportinguistas fizeram uma avaliação parcial e não global do trabalho de JF. Considerando aspectos particulares e conjunturais é fácil indicar uma mão cheia de erros ou opções menos consequentes, mas é a acção estruturante aquela que prevalecer e determinar a avaliação e o sucesso de uma equipa técnica no futebol. E nesse aspecto JF foi irrepreensível.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 18:36

Boa análise caro Zargo.
Sem imagem de perfil

De L a 04.01.2015 às 21:42

1000% com o Zargo!
Sem imagem de perfil

De L a 05.01.2015 às 09:44

E despedido sumariamente na televisão e em directo pelo Barroso, porque nem tinha reparado no Deus no banco. Só por si elucidativo sobretudo do actual amadorismo directivo. E ainda há pouco tempo comprovado com o sorriso cínico do Bruno sobre a saída de JF. Mas falemos de coisas mais importantes a longo prazo para o Sporting.

Felizmente nunca deixando de estarmos bem servidos de técnicos, porque também devemos essa justiça a Jardim e ao Marco e ainda torna mais incompreensível este terramoto todo do nada. Mas ainda vamos ouvir que nunca mais perdemos por causa do terramoto. Até porque já era expectável o cerrar de fileiras do balneário, contra tudo e contra todos e por mais estranho, contra o desbocado do próprio presidente. Bastava ouvir o Nani. Eu pelo menos não consigo antecipar mais nada que um autêntico desastre com a saída do Marco.

Mas voltando a JF, concordo que foi de longe a maior perda dos últimos largos anos. E num papel muito mais abrangente que simples técnico. Não querendo entrar na polémica à volta dos managers inexistentes em Portugal, pela sua muita experiência, assim como várias capacidades reconhecidas, na formação e até na atracção de jogadores. Mas sobretudo concordo em absoluto pela sua grande personalidade mais genérica. Pela lufada de ar fresco no clube de um grande profissional da bola, amplamente reconhecida em todos os sectores, media inclusive. A forma como se passaram a processar as conferências de imprensa, sempre com muito respeito imposto pelo nosso lado foi como do dia para a noite. Também julgo que já merecia a selecção há muito tempo.

Não me canso de dizer que os últimos dois títulos também tiveram muito a ver com a capacidade da constituição da SAD em retirar o futebol profissional das bancadas, sobretudo da Tribuna! Isto de sermos um clube de cavalheiros no século XX também tem muito que se lhe diga e infelizmente em forma de handicap em relação a uma modalidade que exige tanto profissionalismo como o futebol hoje. Não devia custar nada a admitir que existe um défice de profissionalismo no Sporting há muito tempo. As famosas quintinhas do Carvalhal. No futebol profissional mexe o presidente o DD e o treinador. E deviam falar sobretudo os jogadores, até numa óptica mais comercial que ainda não existe de todo em Portugal, onde apreciamos muito mais as tricas. Nunca sendo de todo fã de tanta inexperiência no cargo como com Costinha, de quem também sempre estive certo das boas intenções, só a necessidade do código de conduta, que ele viveu noutros sítios, devia dar que reflectir.

Infelizmente com a saída de Dias da Cunha e a passagem do project finance para o BES o futebol do Sporting ainda passou a ser discutido em locais mais improváveis e sobretudo mais contraproducentes como alguns gabinetes bancários. Que nunca se lembram que primeiro vem a paixão pelo jogo e os golos e só depois os €€. E o melhor de sempre ao longo dos tempos e é uma homenagem mais que justa porque nem sempre valorizada, uma das melhores massas adeptas do Mundo e não estou a exagerar nada. Compare-se por exemplo com mais benfiquistas por todo o mundo, que só aparecem nas vitórias. E já agora desculpas por mais um texto longo mas nunca é fácil falar do Sporting em caixas de comentários.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 04.01.2015 às 12:30

Rui

Até parece desiludido com este aproximar de BC e de MS

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 13:27

Vocês insistem sempre no mesmo. A mim é-me indiferente se há aproximação entre os dois ou não, desde que não afecte a performance da equipa, que é o mais importante.

O que eu não gosto é que me atirem areia para os olhos, mas aparentemente há quem goste e até aplaude: "uma grande vitória do "one and only" Bruno. Doentio mesmo !!!
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 04.01.2015 às 13:48

Onde é que eu disse isso ?

Por acaso acho que BC sai um pouco fragilizado desta historia toda ao contrario de MS

Mas em relação ao Sporting que é o que me interessa, estamos melhor hoje do que ontem e eu bastante satisfeito

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 14:05

Ele sai disto, por enquanto pelo mais, mais de que um "pouco" fragilizado", mas só na mente dos mais sensatos. Para os restantes foi uma grande "vitória" !!! Este é o novo tema à conveniência do momento que convém propagar em dose avulsa.
Sem imagem de perfil

De J. a 04.01.2015 às 14:08

Parece-me claro também.

Mas o certo é que quem já não gostava de BdC antes passou a gostar ainda menos, como facilmente se pode comprovar aqui.

Quem lhe reconhecia certos méritos como muitos de nós (mais nos actos que nas palacras), ficaram agora um pouco de pé atrás.
Parece-me então óbvio BdC perdeu alguma da confiança que tinha da maioria dos sportiguistas.
Vamos ver se aprendeu alguma coisa deste episódio e continue a evoluir como o presidente que todos os sportinguistas querem ter.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 18:45

Para o Sporting seria um fenómeno saudável, mas duvido que aconteça. O seu ego e carácter impedem a sua actuação equilibrada. É só uma questão de tempo até ao próximo episódio, e não tenha dúvidas que vai surgir. É a natureza da pessoa !
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.01.2015 às 12:44

Quando sportinguistas (como os deste blog) dão mais valor ao que se escreve no jornal A Bola do que o que é dito pela nossa Direcção acontece isto... tantos post, e afinal nada se concretiza... não fique chateado com a esta dita reconciliação, afinal o BdC veio fazer o que você defende (a continuidade de MS).

Tanto se escreve contra BdC, mas a realidade é que mais uma vez tomou a decisão correcta, e de acordo com a opinião dos sócios, e não é isso que se pretende num Presidente do Sporting?

Fico é surpreendido com o vosso blog não reconhecer isto... escrevem que ficaram irritados e indignados, eu bem pelo contrário fiquei feliz, sabe porquê? porque para mim, o que conta é o Sporting, não é o meu orgulho pessoal....

SL
Sem imagem de perfil

De madrod19 a 04.01.2015 às 13:19

Então vocês acham que o Bruno esteve bem nesta história toda ? Não interessa o que se passou desde que ele tenha chegado a decisão correcta ? É isso ? Tudo o que Zé Eduardo disse não interessa e o Bruno não o ter desmentido ainda interessa menos..... Ok , espero que esteja tudo maravilhoso na Brunolandia...... Aliás este episódio só reforça a minha confiança em tudo o que o Grande Líder fizer no futuro..............
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.01.2015 às 14:29

Não existe Brunolandia, existe Sporting....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 13:32

Oh Schmeichel, se gosta de histórias da carochinha deve-as contar em sua casa. Não venha para aqui com elas.

Incrível mesmo, este seguidismo fanático de um homem sem princípios alguns !

Quer dizer, a situação foi toda criada por ele e agora deve ser aplaudido porque deu a mão à palmatória. Ridículo !!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.01.2015 às 14:27

Rui Gomes,

Incrivel é a sua aversão por quem dirige o Sporting... denoto nos seus textos, e nas suas respostas uma irritação que não percebo de onde vem? não ficou contente com a manutenção de MS?

Nota: essa de referir que esta situação foi toda criada por ele é que é ridícula, leia mais o jornal a Abola que vai perceber... exemplos: capas com saida do Nani do Sporting, MS ia ser despedido, ontem a capa era "juntos só à força"!
Portanto você conclui que todas estas MENTIRAS, não tiveram influência nesta situação entre BdC e MS... Ok, fique no seu mundo, anti-BdC... eu fico-me pelo pró-Sporting!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 18:39

O caro é, sobretudo, pró- Bruno, o Sporting é um efeito lateral. É fácil de depreender isto pelos seus comentários, sem o mínimo de objectividade.
Sem imagem de perfil

De JRamos a 05.01.2015 às 00:51

É-se pró-Bruno na medida em que se considera que é a pessoa certa neste momento para dirigir o Sporting. É-se pró-Bruno também na medida em que se pode achar que outros contra Bruno estão mais interessados no seu ressentimento do que no bem do Sporting. Este último argumento é injusto mas é da mesma espécie do seu.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 05.01.2015 às 12:44

Claro que sim, os jornais é que criaram o problema... foram eles que andaram a mentir, foram eles que deixaram arrastar isto durante semanas, foram eles que deixaram ao JE andar a mandar postas de pescada em tudo quanto era canal sem o desmentirem...enfim...

"porque para mim, o que conta é o Sporting, não é o meu orgulho pessoal...."

Concordo consigo, só é pena o presidente não pensar da mesma maneira.

"Tanto se escreve contra BdC, mas a realidade é que mais uma vez tomou a decisão correcta, e de acordo com a opinião dos sócios, e não é isso que se pretende num Presidente do Sporting? "

Para começar, o "mais uma vez" é muito simpático, em segundo lugar, se não fosse ele a criar o problema, não havia sequer decisões a tomar.
Segundo a sua teoria, ameaçamos despedir o Paulinho amanhã, voltamos atrás na quarta e conta como uma decisão correcta. Mais uma...



Sem imagem de perfil

De MaxMartins a 04.01.2015 às 14:02

Bem ao que parece, para muitos o que seria óptimo era que nesta conjuntura o Sporting acabasse "estrapicalhado"...

O BC não tem feito só coisas bem feitas, como homem que é...também falha de quando em vez...
Agora "conseguir" colocar à frente do seu ego os interesses do Clube, demonstrou mais uma vez, ser o homem certo para o Sporting no momento exacto...

Parece que ontem alguns, ao verem o Farinha Alves na SIC "embandeiraram em arco" supondo que "estava de volta o passado"...felizmente assim não é e do que ouvi do JE, a única coisa de que gostei foi ele ter dito para esse ex-dirigente (de bom tempo)..."que tinham saido da toca..."

Reconhecer mérito em muita coisa que BC tem feito no Sporting e pelo Sporting, não é seguidismo é estar de olhos abertos ao passado, ao presente...e ao futuro do Sporting...!!

É preciso é que os sportinguistas sejam capazes de se unir à volta do Clube, no apoio desta Direcção...e futuramente nesta ou numa outra...deixando de parte o que os possa dividir ...
É que divididos, apenas "serviremos" todos aqueles que nos querem, ver destruídos...

Parece que há sportinguistas que não se importam que isso aconteça...deste que BC vá na onda...

Sporting Sempre...!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2015 às 14:08

Meu caro Max, já disse aqui e repito as vezes que for necessário: enquanto BdC liderar haverá sempre divisão. Ele chegou ao trono através da divisão e tudo tem feito para a fomentar, não só pelo seu carácter mas também porque lhe convém ver as "tropas" divididas.
Sem imagem de perfil

De J. a 04.01.2015 às 14:12

Haveria sempre que dividir, Rui.
Teria sempre que haver um corte radical com o passado.
Não haveria sequer outra forma de fazer as coisas.
Talvez alguns tenham fraca memória, mas o Sporting tinha batido no fundo através da incompetência de muita gente.
Não poderiamos seguir da mesma maneira, nem assobiar alegramente para o ar desresponsabilizando quem tanto mal fez ao clube.
O Sporting não chegou onde chegou, por mero acaso de acontecimentos.
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 14:30

Já não se lembram do sétimo lugar no campeonato, a pior classificação de sempre e os resultados financeiros ruinosos. Para eles o Sporting estava melhor nas mãos dessas direcções que tanto ganharam para nós. Volto a dizer que para eles pior que um sétimo lugar e resultados financeiros ruinosos é um presidente que faz críticas em público à exibição e atitude da equipe. A indignção foi maior em todo o lado do que a do sétimo lugar. Porque o Sporting já não é clube para ser ganhador. O que importa é ser simpático.
Sem imagem de perfil

De OCR a 04.01.2015 às 15:13


Claro que ganharam! Ou é preciso que vos avivem a memória?!

Até ao final da gestão do Soares Franco, 2 campeonatos e várias Taças de Portugal e Supertaças e com uma gestão de contenção, chegando mesmo a ter lucro durante o seu periodo.E não foi necessário um programa financeiro imposto pela banca, como acontece agora.

É preciso lembrar, que aqueles que elegeram o BdC e que tanto elogiam a sua gestão, são os mesmos que atacaram a gestão de Soares Franco, acusando-o de não ter investido no futebol e de pensar que ganharia campeonatos com uma equipa construída com base em jogadores saídos da formação.

E deixem de "atirar", sempre que não têm argumentos, com o 7º. lugar de há 2 anos.Oxalá que não, mas analisando como as coisas dentro do Clube estão a ser geridas, seria melhor que abandonassem essa bandeira que transformaram numa pedra de arremesso, porque não sabem o que poderá acontecer no futuro.
Ponham-se a jeito e depois queixem-se.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 04.01.2015 às 15:43

👍
Sem imagem de perfil

De JRamos a 04.01.2015 às 21:06

O Sporting em 32 anos ganhou 2 campeonatos nacionais. Se não vê algo de errado aí, então eu não posso de facto dizer muito mais. E não podemos de facto esquecer o sétimo lugar para mais com resultados financeiros desastrosos, ou seja, gastar dinheiro à farta para ficar em sétimo. Isto foi o Sporting a bater no fundo. Foi isto que Bruno de Carvalho herdou. Uma herança aliás que o tem levado a ter que defender o Sporting no fair play financeiro porque não chegou o sétimo lugar nem a desbunda de dinheiro, foi preciso também chegar a levantar suspeitas na UEFA que se confirmadas poderão levar a um castigo internacional ao clube.
Sem imagem de perfil

De OCR a 05.01.2015 às 00:23



Isto de por vezes se referir a datas, pode dar borrada!

Durante esses 32 anos, teve o Sporting vários presidentes, que não serão auditados, como Jorge Gonçalves, Sousa Cintra e a aquele que ele BdC ) tanto admira de nome João Rocha.

Os dirigentes são sempre os responsáveis, mas na opinião de alguns, os sócios nunca têm culpa nenhuma. Até parece que não os elegeram. Se calhar, também foi só culpa dos dirigentes, quando depois de se ter assinado com o Mourinho, um grupelho de sócios e adeptos se manifestou contra a sua contratação de forma ruidosa em Alvalade e justificavam com o argumento que não queriam a merda que vinha do outro lado da 2ª. circular.
O resultado viu-se nos anos seguintes e com consequências desastrosas.Mais uma vez foram os do norte que se aproveitaram, como já tinha acontecido quando do despedimento do Robson por parte do Sousa Sintra, depois de uma derrota na Austria , quando se estava em 1º. lugar. Mas agora a culpa desse comportamento ninguém a assume e prefere-se chutar para o pinhal.

Com certa gente a culpa morre sempre solteira.



Sem imagem de perfil

De L a 04.01.2015 às 15:17

Cada vez que o Bruno faz pum vem aí os juízes do mandato anterior!? Hello, esse julgamento já aconteceu! Mas se querem saber uma das coisas que também correu mesmo muito mal foi precisamente a gestão dos treinadores. Ora o que também já se percebeu há muito tempo, é que qualquer um dos treinadores do Bruno sem William não durava metade do ciclo mau do Domingos, quando também se viu privado do trinco. Só em ano e meio, entre a equipa A e a equipa B, já estamos a falar em 6 treinadores! É para não se ficarem a rir uns dos outros?

Mas novidades das novidades, hoje até só está em causa nomeadamente o carácter do presidente do Sporting! Que também já se percebeu há muito tempo, não destoa muito do dos seus maiores apoiantes. Imagine-se que um simples jurista da SAD anterior os fez amar o canalha do José Eduardo!? Custa muito assumir que são todos feitos da mesma cepa, que diz que vale tudo? Porque no Sporting não valia nem vale!

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo