Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

wdiag.jpgimg_467x599$2016_06_22_02_04_25_1118835.jpg

 

A Selecção Nacional ficou esta terça-feira, sem jogar, a um empate de garantir um lugar nos oitavos de final do Europeu de 2016, face ao desaire da República Checa com a Turquia, por 2-0.

 

Com este resultado, os turcos ascenderam ao terceiro posto do Grupo D, com três pontos (2-4 em golos), os mesmos da Albânia, terceira no Grupo A (1-3), pelo que uma igualdade quarta-feira com a já apurada Hungria serve a Portugal.

 

Se somar o terceiro empate consecutivo no Euro2016, depois dos averbados face a Islândia (1-1) e Áustria (0-0), Portugal será, na pior das hipóteses, terceiro do Grupo F, com os mesmos três pontos, mas um saldo ‘nulo’ nos golos.

 

Desta forma, a formação comandada por Fernando Santos será, no pior dos cenários, o quarto melhor terceiro colocado dos seis grupos, qualificando-se para os ‘oitavos’.

 

O empate também pode valer o segundo posto a Portugal, se a Islândia empatar com a Áustria e a formação lusa marcar, no mínimo, mais um tento do que os islandeses.

 

Em caso de triunfo, a formação das ‘quinas’ garante a vitória no Grupo F, se a Islândia não vencer a Áustria ou se os nórdicos vencerem, mas Portugal acabar com melhor diferença de golos.

 

O primeiro critério de desempate é o confronto directo, seguindo-se a maior diferença de golos em todos os jogos do grupo, o maior números de golos marcados, a conduta ‘fair-play’ e o ‘ranking’ de selecções da UEFA.

 

 

Nota: Quem sabe explicar o que o Record pretende dizer com "Está na hora do ketchup" ?

 

publicado às 04:20

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 22.06.2016 às 05:15

Referência ao jejum de golos de CR7 há uns meses e que quando acabou foi um fartar de marcar golos. Como as garrafas de ketchup que são um castigo para conseguir que saia alguma coisa e que quando sai, sai muito mais do que queríamos
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 22.06.2016 às 08:41

LOL... há uns meses???

foi em 2010, faz agora 6 anos essa expressão... se bem que sim... são alguns meses, 72 neste caso... :)



Sem imagem de perfil

De Luís Pereira a 22.06.2016 às 09:12

Tem toda a razão. Tenho de admitir que pensava ser mais recente
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 22.06.2016 às 10:03

eu confesso que também pensava que tinha sido no Eur2012 e não no mundial... o tempo passa a voar :)
Sem imagem de perfil

De Leão de Lyon a 22.06.2016 às 06:13

Foi o próprio Cristiano Ronaldo a fazer essa comparação: os golos são como o ketchup
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 22.06.2016 às 08:39

Bom dia,

pensei que a história do ketchup fizesse já parte da história do futebol e fosse algo conhecido por todos...

Não sendo assim, explico:
Durante o mundial de 2010, Ronaldo estava já há 2 anos sem marcar oficialmente pela selecção (sim, ele esteve mesmo sem marcar durante 2 anos, incrível não é? ainda mais quando mesmo assim já tem os golos que tem!) e numa conferência de imprensa antes da estreia no mundial ele respondeu desta forma quando questionado acerca da ausência de golos: «Para ser sincero não estou nada preocupado. Como me disse alguém, os golos são como o ketchup. Quando aparece, aparece tudo de uma vez».

Depois disto veio o jogo de estreia que Portugal empatou a zero com a costa do marfim, e mais tarde no jogo contra a Coreia do Norte, Portugal ganhou por 7-0, e que marcou o fim do "enguiço" de CR7, mas mesmo assim nesse jogo CR7 impressionantemente só marcou 1 golo, foi o 6-0 e foi um golo dos mais caricatos que pode haver, pois Ronaldo tropeça na finta ao guarda redes a bola sobe, bate-lhe nas costa/pescoço e vai para a frente permitindo a CR7 em queda encostar para a frente... o próprio riu-se imediatamente do próprio golo...

A expressão ficou assim associada ao fim do "enguiço" que CR7 teve, se bem que nesse mundial nem ele nem mais nenhum jogador marcaram golos após esse jogo, pois empararam a zero com o brasil e perderam por 1 nos oitavos com a Espanha.

Fortes rugidos
RR

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo