Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

lpg.jpg

O Sporting de Keizer é um Sporting transfigurado. É um Sporting que quer a bola e pressiona para a ter e quando a tem trata-a bem, a um, dois toques, com intensidade. E ao terceiro jogo, no mais difícil teste, a ideia de jogo do holandês, que quer a equipa a recuperar a bola em apenas cinco segundos, passou com distinção: vitória por 3-1 frente a um bom Rio Ave, três golos marcados e oportunidades para fazer mais ainda. É como a noite e o dia, a diferença do mau e do bom futebol.

 

Quem frequenta certo espaço nocturno lisboeta de nome Incógnito, ali entre o Chiado e o Palácio de São Bento, sabe bem que, tão certo quanto os impostos, a morte e outras inevitabilidades, é algures a meio da madrugada passar um tema de um rapaz chamado Twin Shadow, de seu nome “Five Seconds”.

 

Não consta que Marcel Keizer vá dançar ao Incógnito ou se tenha inspirado em Twin Shadow para a sua metodologia de treino. Mas de acordo com as palavras de Gudelj no final do encontro frente ao Qarabag, também para ele o segredo está em cinco segundos.

 

Cinco segundos é o tempo que os jogadores do Sporting têm para recuperar uma bola perdida, cinco segundos é o que têm para pegar nela, dar no máximo dois toques e rodar para o próximo. Se Twin Shadow, logo no arranque da canção, canta “cinco segundos para o coração, directos para o coração”, para Keizer e para este novo Sporting, são cinco segundos para o bom futebol, directos para o bom futebol.

 

Lídia Paralta Gomes, no jornal Expresso, aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 05.12.2018 às 09:28

Quando ouço a conversa de que os treinadores portugueses são os melhores do mundo e que não temos nada a aprender com outros treinadores…. esta mentalidade revela pequenez e revela incapacidade para melhorar.

Existem bons treinadores portugueses, mas eu acho que tem havido alguma falta de qualidade ofensiva, e não é por acaso a estatística dizer que somos o campeonato onde existe menos tempo de jogo, o que vem comprovar algumas debilidades dos nossos treinadores.

Não sei se o Keiser é o treinador para o Sporting, mas tem deixado excelentes indicadores…. no qual eu destaco a inclusão do Wendel e o recuo do B.Fernandes, que faz com que o Sporting tenha pressão defensiva no ataque e tenha qualidade de posse na saída de bola.
Imagem de perfil

De Greenlight a 05.12.2018 às 09:34

Tem existido uma sobrevalorização do treinador português. Por outro lado nem sempre o que vem do estrangeiro é bom mas Keizer promete pois ganhar jogando bem era algo raro para o Sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 17:10

Por enquanto é de facto apenas uma promessa, uma vez que ainda temos muito da época pela frente.

Será interessante ver as equipas reagirem a este novo Sporting em termos tácticos.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 05.12.2018 às 10:22

Devemos analisar primeiro quem o diz todos os dias á boca cheia e espalha por toda a CS, que faz eco.

Essa pessoa foi JJ , convem-lhe dizer isso está claro , valoriza-se a ele proprio.
Quando se diz que os treinadores portugueses sao os melhores do Mundo sendo ele treinador de Benfica e Sporting está a querer dizer o quê?

A mim nunca me enganou , nunca fui levado pelas barbaridades que diz.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 17:08

Julius,

É por de mais evidente que temos bons técnicos portugueses, dentro e fora fronteiras. Dizer que são "os melhores do Mundo" é um autêntico exagero.

Jorge Jesus ajudou a propagar este mito, mas não é o único.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 05.12.2018 às 12:17

A diferença está na mentalidade, não no saber....
Um estrangeiro vem sem medo de perder, sem pressão, pois nada tem a perder. Sente-se superior.!!.
Não entra em joguinhos do ouve e responde.
Concentra-se essencialmente no jogo e não no diz e diz-me(ajuda muito não entender o português)
A CS e o povo em aceita melhor o estrangeiro (sabemos como o português gosta do desconhecido).
O português é educado com o receio do que dirão os outros.
O português cultiva o individualismo, o ditatorial, o ocultismo e muitos o "arrogantismo"
Etc..
Não, não é porque eles, os estrangeiros sejam melhores.
Repito.. Mentalidade!.
Positivismo!.(sem arrogância) Líderança!.(sem tiques de ditador) etc..

P. S.. Esse é um bom exemplo..
Recuar B. Fernandes foi ampliamente criticado por quase todos.. CS, adeptos, etc...
Agora é o non plus ultra!😊
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 05.12.2018 às 12:28

E o pior de tudo na mentalidade portuguesa é.... Achincalhar!.
Respeitam muito pouco o perdedor.
Gostam, adoram até orgasmos alguns tem...
Alguma cultura moura ainda presente, no português moderno.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 14:07

Concordo com muito Carlos, mas hesito em subscrever a parte em que refere que o treinador estrangeiro chega a Portugal e sente-se superior. Cada caso é um caso, mas, em geral, não creio que seja assim.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 05.12.2018 às 13:00

Tenho promovido a ideia de treinadores portugueses a frente da equipa do Sporting mas depende de quem.
Estrangeiros Sao bem vindos se mostrarem de facto diferença.
Os treinadores portugueses sendo um facto que ficam mais sensiveis à pressao mas por outro lado conhecem como ninguem o futebol portugues.

Um estrangeiro como Kaiser ganha a atençao dos seus jogadores se eles reconhecerem nele ideias que os favorecem no jogo
O segredo esta faze-los sentir prazer de irem para o treino com muita motivaçao e felicidade. O resto (bons resultados ) acontecem naturalmente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 14:11

Acho correcto afirmar que também há bons técnicos portugueses no País. Muito desta ideia vem dos bons resultados das várias selecções.

No entanto, no que ao campeonato português diz respeito, além da qualidade dos atletas, o facto de termos a percentagem mais baixa da Europa em tempo útil de jogo só pode reflectir na mentalidade dos treinadores.
Sem imagem de perfil

De Profeta a 05.12.2018 às 11:14

Agora é ver se há embalagem física para isso durante muito tempo e perceber até que ponto os adversários ao conhecerem este Sporting não terão depois mais facilidade em anular o jogo de Keiser.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 14:17

Acho que o desafio é outro. O jogo bem jogado nunca é verdadeira e totalmente anulado, muito embora nunca haja dois jogos iguais.

O que vai acontecer em Portugal é o expectável: linhas de defesa ainda mais baixas, anti-jogo e aposta única no jogo de transição, à espera de marcar nas duas ou três oportunidades que possam criar por jogo.

Se a execução global do Sporting continuar a ser eficaz, o sucesso continuará. Digo isto, reconhecendo algumas dúvidas no plantel.

Na minha opinião, a "chave" para esta época, centra-se no Sporting conseguir manter a actual produtividade até poder reforçar a equipa em Janeiro, partindo do princípio que o vai fazer.
Sem imagem de perfil

De RCL a 05.12.2018 às 14:37

Excelente crónica .
Apenas acrescento, o Sporting teve oportunidades para fazer mais(golos) mas o Rio Ave também. Renam fez duas enormes defesas.
Ai esta o problema . 4-3-3 balançado para o ataque, risco de contra-ataque do adversário .
A Holanda, no tempo da laranja mecanica, morria sempre na praia porque descurava a defesa.
Feola em 1958 disse A seleção brasileira não é só Garrincha, Pelé, Didi,Zagalo e .... não, é também ORLANDO.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 17:05

É verdade que a defesa preocupa, apesar de ainda só termos sofrido 11 golos, uma média de um golo por jogo. Melhor só o FC Porto, com 6 golos sofridos.

Acho que muito vai depender do colectivo e não apenas do sector defensivo, muito embora, na minha opinião, continuamos com problemas na lateral direita com Bruno Gaspar. Quando temos de recorrer a Jefferson no lado esquerdo, é outro problema.

Veremos...
Sem imagem de perfil

De RCL a 05.12.2018 às 18:07

Bruno Fernandes esta em todo o lado, ainda recentemente tirou uma bola que ia a entrar na baliza, se "estoirar" la virão os outros chamarem-no de nomes. Marcel esta de certeza atento a isto ; ao safar Acuña de 2º amarelo no jogo com o Rio Ave viu-se que não é anjinho, sabe como funciona o futebol cá no burgo, tem bons acessores.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 20:59

Bruno Fernandes não pode fazer tudo, mesmo sendo um fantástico jogador.
Sem imagem de perfil

De Rui Miguel a 05.12.2018 às 16:33

Na mouche e só pelo facto de ter falado do Incógnito e do Twin Shadow, já merece apreço a escrita desta crónica ;)
Para quem não conhece, aqui está essa grande malha
https://www.youtube.com/watch?v=HiC9XNQSxFQ
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.12.2018 às 17:01

Para quem aprecia...
Sem imagem de perfil

De S. Almeida a 05.12.2018 às 19:25

"...é um Sporting que quer a bola e pressiona para a ter (5 segundos) e quando a tem , trata-a bem...".
Estas descrições só são possíveis com jogadores com elevada capacidade técnica, em quantidade suficiente.
Quem montou esta equipa tem, indiscutivelmente, o seu mérito. Desconhecia era que o "carro" que criou não era um "utilitário" qualquer, mas sim mais um tipo " topo de gama" ( Ferraris são para o JJ), que nem todos têm "unhas" para os conduzir.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo