Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




img_920x519$2019_10_27_20_31_23_1620111.jpg

A determinado momento da segunda parte do jogo com o V. Guimarães, com o marcador em 2-0, as claques entoaram um já habitual cântico de contestação a Frederico Varandas, o que levou à reação de praticamente toda a restante plateia de Alvalade, que respondeu com uma forte assobiadela. 'Silenciados' pelos restantes adeptos, os elementos das claques terminaram o momento de contestação.

Ainda, em comunicado emitido ao final da noite, o Sporting CP condenou a utilização de artefactos pirotécnicos no encontro com os minhotos, nomeadamente uma tocha que no decurso da primeira parte foi lançada para junto de Renan:

"A Sporting Clube de Portugal Futebol SAD lamenta profundamente que tenha sido atirada uma tocha para o relvado para junto do guarda-redes Renan e que tenham sido usados fumos no sector A16. É um comportamento que viola a lei e os regulamentos e que, uma vez mais, penaliza o Sporting Clube de Portugal em razão das multas que, uma vez mais, terão de ser pagas pelo Clube."

publicado às 06:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 28.10.2019 às 06:58

A verdade começa a vir ao de cima no Sporting. Esses "GOAs" têm que acabar de vez para se devolver o futebol a quem de facto dele gosta! Foi uma grande intervenção dos sportinguistas, e ainda por cima sem ser ensaiada. Foi uma reacção à boçalidade e desrespeito que costumam vir daqueles lados. Ontem, mais uma vez, o Sporting apontou o caminho a seguir. Quando vier a multa da tocha era enviá-la diretamente à JL, DXXI e outros e proibi-los de uma vez por todas de entrarem no estádio. Já chega!

Saudações Sportinguistas
Sem imagem de perfil

De João Correia a 28.10.2019 às 08:43

O grande problema é que não têm massa cinzenta na cabeça para verificarem que ao seguirem o caminho do ordinário e arruaceiro, selvagem e Vandalismo, só prejudicam o clube. O problema não é só a época mal preparada, mas sim a torneira da mama fechou, os previlegios acabaram. e muitos viviam à conta disso. O Sporting fica para outro plano. Sporting sempre SL
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 28.10.2019 às 09:05

Excelente resposta dos adeptos aos arruaceiros do costume. Bom que essas supostas claques percebam de uma vez por todas que elas é que precisam do Sporting, e não o contrário. Não fazem falta nenhuma e o estádio fica muito melhor sem esses energúmenos.
Estamos no bom caminho para nos voltarmos a sentir bem no nosso estádio, seja na vitória ou na derrota.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 28.10.2019 às 09:11

Rui Gomes----------Esta selvajaria continua. O SCP vai ser multado , porque um animal qualquer , que não sabe viver em sociedade se lembrou de arremessar para dentro do campo uma tocha. O que faz confusão é que com tantas camaras dentro do estádio não consigam identificar o tipo que arremessou aquela bodega.
A PSP tem pessoas infiltradas à paisana junto ás claques . Pelo menos antigamente isso acontecia e como a violência cada vez é maior, essa situação se não existe deveria de ser estudada, pois os clubes não podem estar sujeitos a ter de pagar tantas multas e com a possibilidade de ter interdição no seu estádio.
Em Inglaterra gente desta selvajaria, estão proibidos de ir aos estádios e quando o seu clube joga estão retidos nas esquadras. Fernando Albuquerque (SCP)
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 28.10.2019 às 10:10

Cada vez que abrem a boca perdem mais razão para existirem. É ignorar, que por si próprios acabarão por desaparecer
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 28.10.2019 às 12:05

Dada a sua decisiva importância, destaco a soberba resposta dos sócios aos energúmenos e criminosos das claques.
Muitos deles são uns petizes irresponsáveis que agem e actuam na base da cretinice, da ordinária e soez actuação a coberto de um grupu e a modos do mais elementar seguidismo e manipulação enquanto rebanho.
Quando o seu líder se encontra detido, acusado de diversos crimes e confesso criminoso, mandaria o mínimo bom senso que pedissem desculpa por todo o mal e gravíssimo prejuízo causado ao Sporting.
Mas não, insistem na verborreia, ofensa e atentado ao clube e a quem o representa.
Grande atitude que me enche de orgulho, a monstruosa rejeição e apupo aos delinquentes - vindo do mais são e apaixonado pulsar de coração do Sporting.
Os seus sócios.
Seguir-se-á o inevitável despejo das instalações a que não têm direito e que ocupam indevidamente, ação judicial para pagarem o que devem ao Sporting, extinção das claques, os responsáveis presos e banidos do convívio da Família Sportinguista.
Se dúvidas ainda restassem nalguns espíritos mais benevolentes, ficou de uma vez por todas, inequivocamente clarividente, o que os move, quem seguem e defendem, de que se alimentam e quem tenta impedir ou dificultar a coesão e união.
Há muito que estão a mais e atuam à margem da Lei, por conseguinte, a força e vontade dos sócios irá repor a grandeza dos valores e História do Sporting Clube de Portugal e contribuindo para a segurança, bom nome e prestígio do País.
Força Sporting.
SL



Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 28.10.2019 às 12:10

Na verdade, as claques, com estas atitudes, estão a colher o resultado oposto do pretendido. Os adeptos comuns revoltam-se contra as ditas claques e fazem crescer o apoio a quem teve a coragem de as enfrentar: Frederico Varandas. Além de arruaceiros são burros.
Imagem de perfil

De Nicolae Santos a 28.10.2019 às 12:57

Nota prévia - Não me interessa absolutamente nada o contexto directivo do Sporting. Nada me aproxima ou afasta de Frederico Varandas, não sou favorável à sua continuidade nem apoiante da sua destituição.
Pronto, agora que acho que é claro que este post não é sobre a vida interna do Sporting vou deixar-vos com uma das frases que uso muitas vezes: "Numa carga policial contra claques estou sempre do lado dos bastões".
Tenho um profundo e irreversível desprezo pelas claques de futebol. É genético. Habituei-me a ver futebol no meio de sócios, e ainda por cima no Minho, em Braga. Habituei-me à brutidade genuína dos anónimos, à língua viperina e genocida das minhotas que encostavam os homens a um canto no fervor clubístico das bancadas do primeiro de Maio.
As claques para mim sempre foram artificiais, ensaiadas e coreografadas. Mesmo antes de descambarem para a assoberbada estupidez não me faziam muito sentido. Era como concentrar amor e dedicação num tubo de ensaio para libertar no momento certo, como uma poção do Harry Potter. Hoje em dia a coisa piorou vertiginosamente e as claques são corjas de energúmenos lideradas por burgessos, são cáfilas pagas para apoiar os que dizem amar e para odiar até à morte os que fazem o mesmo em clubes diferentes. As claques são guardas pretorianas usadas para consumo interno na defesa de um imperador, até que o assassinem e troquem por outro, porque quem se vende uma vez vende-se sempre, e a pátria de um porco é em todo lado onde existem bolotas.
Não me interessa a direcção do Sporting, evito sempre que posso meter-me em assuntos internos de outros clubes. No entanto, se esta guerra contra os orcs for levada até ao fim, posso com toda a propriedade dizer que, como Benfiquista, tenho inveja de não ter sido o meu clube a iniciá-la, e espero que a maioria silenciosa que ontem se tornou barulhenta cresça e leve o governo à liderança de um processo que o Sporting iniciou, e devolva os estádios às pessoas erradicando deles as matilhas de cães raivosos que os ocuparam.
Entre a bancada central e o topo sul defenderei sempre a bancada central.
Numa carga contra claques, sejam quais forem as suas filiações clubísticas, estarei sempre do lado dos bastões.
Perfil Facebook

De Carlos Valentim Santos Silva a 28.10.2019 às 15:54

Também sou benfiquista e concordo contigo...
Sem imagem de perfil

De Luís Gonçalves a 28.10.2019 às 15:14

Não me revejo no comportamento das claques nem muito menos nas suas acções, mas desunião entre sportinguistas é o que menos interessa portanto deve a direcção usar muita precaução para não colocarem os adeptos que pertencem às claques contra os outros adeptos. O que faz falta ao Sporting é um presidente que promova a união de todos para que remem todos na mesma direção e não o contrário.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 28.10.2019 às 16:22

Caro Luís Gonçalves, concordo com o seu comentário, mas certamente a mal não levará, de questionar o seu entendimento quanto à personalidade que crê reunir o perfil, as necessárias condições e disponibilidade para a imvocada união?
A personalização é importante, mas modestamente, julgo que fundamental será o conhecimento e experiência da missão, o dicionário de competências e prestígio para o exercício do cargo, o projeto e a estratégia de desenvolvimento na vertente desportiva, estrutural, organizacional e economica ou financeira.
Quando na posse desses dados, então estaremos em condições de na devida altura (eleições) podermos decidir livre e conscientemente.
Felizmente, na Família Leonina dispomos de muita gente com capacidade e credibilidade para o desempenho.
Força Sporting.
SL
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 28.10.2019 às 16:26

Luís Gonçalves----------Eu também concordo em parte com a sua opinião embora não seja pela a extinção das claques. Sou contra o vandalismo, os desordeiros, e o sistema que "alimentava" muita gente ligada a estas associações. As regras a aplicar às claques são simples. basta fazerem parte integrante no apoio a todas modalidades e sem as benesses, que tinham antes deste divórcio. Não me choca muito se o SCP promover excursões de autocarros ou comboios com preços acessíveis, pois em Lisboa estamos sempre apoiados, mas na Província é preciso que os nossos atletas sintam , que não estão sozinhos, embora os Núcleos também sejam muito importantes no apoio a dar. Manter o sistema, que existia é afundar cada vez mais o nosso clube. Também já fui jovem e fui em muitas excursões para locais, que nem a minha saudosa Mãe imaginava. Nunca fui agredido, embora existissem estádios muito complicados para os adeptos do SCP, mas nada comparável a esta selvajaria, que reina em Portugal e que as autoridades deixam , que cada vez existam mais confrontos, o que significa, que mais pessoas deixaram de ir aos estádios por falta de segurança. Muitos milhares de pessoas, que sempre foram ao futebol, deixaram de ir aos estádios, pois os mesmos não são um local agradável de se estar. Fernando Albuquerque (SCP)
Sem imagem de perfil

De Tobias Tareco a 28.10.2019 às 20:20

O futebol Português precisa de mais momentos destes, do fim do apoio dos clubes às "claques", e dos verdadeiros adeptos a silenciarem as "claques". É que de "claques" e "claqueiros" estão as nossas prisões e fossas cheias...

Parabéns ao Sporting, por um adepto de outro clube cuja situação das "claques" e do "analfabetopresidente" muito me envergonha.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo