Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Com o mal alheio estou "eu" bem...

Rui Gomes, em 22.09.17

 

nunosaraiva5.jpg

 

Tudo tem ou pelo menos devia ter os seus limites, mas pela continuada postura dos actuais dirigentes do Sporting, não parece ser esse o caso. Raro é o dia em que a falar de assuntos internos, o eterno rival é inevitavelmente evocado, ora para comparação, ora para crítica. Na realidade, tornou-se numa autêntica obcecação.

 

Seguindo esta fastidiosa regra, Nuno Saraiva, comentando o recém-divulgado relatório de transferências do Sporting, mais uma vez sentiu-se compelido a referir o pagamento de comissões pelo Benfica, como se esse outro componente tivesse qualquer relação com as contas que o Sporting apresentou. Eis o que ele teve para dizer:

 
«O Benfica, quando vendeu o Markovic ao Liverpool, comunicou que o tinha feito por 25 milhões de euros. Quando o Relatório e Contas foi publicado, o que verificámos? Que dos 25 milhões apenas seis entraram nos cofres! Tudo o resto foi para comissões de empresários, custos de intermediação, dispersão de passes e outras despesas. É um exemplo clássico de falta de transparência, de dizer apenas aquilo que dá jeito, com o objectivo de enganar os sócios e accionistas. Esta Direcção do Sporting não o faz, assumimos um compromisso com rigor, transparência e verdade.

O Benfica é o campeão das comissões. Pagou mais de 40 milhões em comissões nos dois últimos anos. O FC Porto pagou aproximadamente 18 milhões. O Sporting pagou 8,9 milhões. Ou seja, o Benfica pagou mais em comissões do que todos os clubes profissionais em Portugal. A pergunta que se deve fazer é esta: é isto uma prática de gestão recomendável?».

 

Mesmo partindo do princípio que os números que Nuno Saraiva refere são factuais, não deixa de ser ilusório minimizar o pagamento de 8,9 milhões de euros em comissões, só porque o clube da Luz pagou muitíssimo mais. Todos estes valores pecam por exagero, permitindo-nos concluir que os clubes andam a sustentar um bom número de empresários através das loucuras do mercado de transferências.

 

Ainda quando se trata de um bom futebolista, os danos tornam-se mais aceitáveis, mas não podemos deixar de questionar quantos milhões foram pagos em comissões pela contratação de flops. E, como bem sabemos, esta época não obstante, o Sporting tem "telhas de vidro" nesse contexto ao longo destes últimos quatro anos.

 

publicado às 07:08

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 22.09.2017 às 09:20

O senhor Saraiva é o clássico ignorante que usa a sua ignorância em prol da sua própria agenda, da sua propaganda e para desviar as atenções dos adeptos de assuntos mais sérios e porventura mais graves que se passam dentro da sua própria instituição.

O exemplo do Markovic é lamentável. O SLB possuía apenas 50% do passe, pelo que da venda de 25M só podia ficar com 12,5M.

Depois, como o Markovic ficou apenas 1 ano no clube, 80% do custo da compra do jogador foi deduzido dos mesmos 12,5M para se achar as mais valias. Dinheiro que, apesar de retirado às mais valias, entra em caixa.
Depois há os outros custos envolvidos em qualquer transferência, custos de intermediação, etc.

Por isso o que ele diz é mentira. Os 6,5M foram as mais valias, mas o que entrou em caixa ou na conta de clientes foi um valor superior.

A sua ignorância roça a indigência, próprio de alguém que não tem vergonha de a mostrar.

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 22.09.2017 às 09:49

Mas afinal qual foi o valor pago da intermediação?
OS 10M€ pagos pelo SLB foi por 50% ou 100% do passe do jogador!?
Quem ficou com os restantes 50% e quanto pagou pelos 50%!?

Se como diz o benfica efetuou a "amortização" dos restantes 80% do ativo Markovic, tal percentagem se aplicaria ao valor de aquisição e não ao valor da venda.

Mesmo assim sendo 12,5M€ - Amortização - Comissões = 6,5 M€, onde está a mentira?
Sem imagem de perfil

De Thor a 22.09.2017 às 11:41

Da analise aos últimos relatórios apresentados temos os seguintes factos:

SCP - Apresenta 64% de resultados com as transacções de jogadores ( 92K de Vendas ocasionaram um resultado 59K)

SLB - Apresenta 47% de resultados com as transacções de jogadores ( 122K de vendas ocasionaram um resultado 58K)

O problema são os resultados desportivos, tal como durante anos se passou no FCP, o sucesso desportivo retira discernimento e importância da analise, até um dia .....

Para aqueles que acham pouco importante estas analises comparativas de desempenhos, fica uma definição retirada da Wikipedia:

BENCHMARKING é um processo positivo e através do qual uma empresa examina como outra realiza uma função específica a fim de melhorar a forma como realiza a mesma ou uma função semelhante
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 22.09.2017 às 22:39

O valor porcentual do Benfica está errado por uma razão muito simples. É que a venda do Ederson por 40M, foi contabilizada na totalidade pelo Benfica, apesar de ter apenas 50%. Se refizer os números irá verificar que a diferença não é grande.
O acerto de contas foi feito debutar maneira e que virá

Por outro lado, isso é o tipo de exercício matemático feito por miúdos no recreio, que não tem na realidade qualquer valor não só estatístico como explicativo do que quer demonstrar.
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 22.09.2017 às 22:49

Correção ao 2ºparágrafo:

"O acerto de contas será explicado no R&C completo".

Acrescento ao 3º parágrafo:

"Faltam elementos a uma conclusão demasiado simplista. Terá de esperar pelo R&C final para poder fazer uma análise mais rigorosa!
De qualquer maneira, os valores, sejam eles quais forem, não têm grande importância sob um ponto de vista de gestão empresarial!
Eu diria mesmo mais, terão o mesmo valor informativo que dizer que um automóvel é constituído por 10.000 peças.

Por fim, o Benchmarking de que fala não tem nada a ver com este assunto. Confundiu o conceito. A Wikipedia não será a melhor fonte. Leia um livro sobre o assunto.

Não tem de agradecer.
Sem imagem de perfil

De Thor a 23.09.2017 às 00:39


Em momento algum falei ou fiz contas contando com valores do Ederson. Parece ser um problema de iliteracia. Sendo assim e para resolver o seu problema efectivamente aconselho mesmo muita leitura.

Notas: - As contas que eu fiz, são relativas à comparação das Demonstrações de Resultados apresentadas pelas duas SADs no ultimo exercício (2016/2017), não há como enganar nas contas.
- Retirei uma breve definição de benchmarking da wiki tal como referi, por comodidade mas se preferir uma definição retirada de um livro ou manual, é só pedir, fica no entanto a saber que basicamente diz o mesmo por outras palavras, certamente.
Aqui vai a definição da Comissão Europeia:
"A definição de benchmarking da Comissão Europeia diz-nos que este é um “processo contínuo e sistemático que permite a comparação das performances das organizações e respetivas funções ou processos face ao que é considerado o melhor nível, visando não apenas a equiparação dos níveis de performance mas também a sua superação”.
Desta definição é fácil perceber o significado de benchmarking. Este é um instrumento de melhoria de eficiência, onde uma empresa tem uma outra empresa (ou empresas) como ponto de referência, a qual investiga e compara consigo própria para descobrir onde pode melhorar os seus produtos, serviços ou práticas."
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 23.09.2017 às 11:01

O "benchmarketing" não é mais do que um palavra mais bonita de origem anglo saxónica que os portugueses chamam de "cópia". Benchmarketing é copiar. Simples, como vê.

A sua interpretação do português também está com dificuldades. Eu não critiquei a definição de benchmarketing que apresentou, eu critiquei a aplicação do significado de benchmarketing ao exemplo que apresentou.
Coisas diferentes, como vê. Daí a minha recomendação para ler um livro sobre o assunto.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds