Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como competir com isto ?

Rui Gomes, em 11.02.15

 

_80917618_rise_tvincome.jpg

 

A "English Premier League" acaba de assinar novo contrato para os direitos televisivos de 2016 a 2019 por uma verba astronómica que estabelece um novo recorde.

 

7 mil milhões de euros... um montante que supera, imagine-se, o somatório dos campeonatos homólogos de Espanha, Itália e Alemanha.  Um acréscimo de cerca de 70 por cento face ao contrato em vigor nesta e na próxima temporada, e o líder é a "Sky Sports" que fica com 126 jogos em cada época, por 5600 milhões de euros, enquanto a "BT" transmitirá 42, pagando 1300 milhões de euros.

 

Tanto a "beIN" como o "Discovery" foram batido nesta corrida pela compra das transmissões televisivas. A partir de 2017, o último classificado da "Premier League" receberá 136 milhões pelos direitos de TV, enquanto o campeão vai embolsar 210 milhões.

 

Como competir com isto ?... Meramente impossível !!!

 

publicado às 12:05

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


29 comentários

Sem imagem de perfil

De carlos a 11.02.2015 às 12:15

Os fundos podiam ajudar a diminuir o gap.....lol
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2015 às 12:35

Em vez de fazer uma pergunta retórica, devia explicar como é possível reduzir este incrível fosso que separa os que têm e os que não têm !!!
Sem imagem de perfil

De L a 13.02.2015 às 09:51

Mais do que os fundos interessa desmistificar algumas verdades absolutas do discurso contra os fundos. Que curiosamente surgiu recentemente em Portugal e da parte de quem pensa que acabou de enganar um fundo e só por isso. Depois do TAS os fundos voltam a ser bons. Como noutras matérias há sempre gente com capacidade para afirmar tudo e o seu contrário. Às vezes no mesmo dia. Para além que a situação inédita de um clube português a defender posições antagónicas da sua própria Liga na FIFA diz bem do actual isolamento do Sporting no futebol português. O que só augura coisas boas.

E também dizem os “estudos” do Bruno que os fundos são responsáveis por contratações e ordenados mais altos. Precisamente tudo o que acontece na Premier sem fundos! Porque como é evidente a razão da inflação é a qualidade. Os fundos de investimento apareceram no futebol num determinado contexto porque foram um bom negócio para ambas as partes. O que é aliás a própria definição de bom negócio. E continuam a ser preciosos em determinados contextos, como a capacidade alternativa de financiar o futebol português. Como outros fundos noutras áreas. Precisam obviamente de mais transparência, como aliás várias aplicações financeiras. Mas a responsabilidade da falta de regulação não tem nada a ver com o futebol mas com a globalização em geral. Em Portugal já chegou a ser possível, por exemplo, um sportinguista ir ao banco, subscrever uma aplicação e ajudar o Benfica a comprar um jogador. E foi precisamente esta falta de transparência que a Premier repudiou. De resto os fundos estão a fazer o mesmo percurso no futebol que os empresários, até serem reconhecidos pela FIFA.


Sobre o post em si, a primeira conclusão é que se passa na Televisão não é por se ter convencionado chamar há muito tempo"desporto profissional", desde logo um grande paradoxo, que tem alguma coisa a ver com desporto. O futebol nunca deixou de ser um jogo mas a Premier League é acima de tudo uma actividade económica pura dura. Os JO ainda tentaram durante muito tempo continuar com o espírito de Coubertin e os melhores nunca apareciam. E como eu também adorava o desporto! Portanto o maior entrave à indústria do futebol espectáculo em Portugal ainda é a forma como se continuam a eleger os dirigentes. Que na maior parte dos casos, também continuam a ser tudo menos profissionais de alguma área associada à indústria do futebol. E nenhuma área económica se desenvolve com tantos umbigos. Em 99% das decisões do futebol português nunca se consegue perceber o negócio em causa. Basta olhar para mais este episódio de violência e a culpa é sempre do rival. Portugal precisa de uma LPFP muito acima de qualquer clube, que ajude a desenvolver o negócio. E como já disse aqui várias vezes o melhor que o futebol português tem é o talento inato dos jogadores portugueses. E já não é nada pouco porque ninguém vende melhor qualquer espectáculo que os seus verdadeiros artistas.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 11.02.2015 às 12:20

Caro Rui Gomes,

Li ontem num blog que p.ex, o ultimo classificado da Premier League, recebeu quase o dobro do valor do Campeão Espanhol, Atlético Madrid...

Porque é que isto acontece? tem a ver com a centralização dos direito televisivos, que transformaram nos ultimos anos, o campeonato inglês como o melhor e mais competitivo do mundo. A diferença entre os valores pagos entre os clubes ingleses é muito pouca quando comparado com Espanha, onde Real e Barça recebem 140M€ cada, enquanto os Almerias, Granadas, etc, recebem 18M€.

O que é que isto provoca? desinteresse pelo visionamento do campeonato espanhol em relação ao inglês (quem é que vê um Granada-Almeria?, comparativamente com um Aston Villa-Sunderland?)
Também pode-se dar o exemplo da 2ª Liga inglesa que tem mais adeptos e é mais interessante que a grande maioria dos campeonatos europeus.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2015 às 12:46

Há já vários anos que o último classificado da EPL recebe o triplo, ou mais, do que os três grandes em Portugal.

Este fenómeno tem a ver com muitas questões, mas sem dúvida alguma que a primordial é a centralização dos direitos em um muito vasto mercado. Temos de ter em consideração os países de língua inglesa, e não só, onde os jogos da EPL são transmitidos vários dias por semana. O incentivo para os patrocinadores é enorme e, ao fim e o cabo, é daí que vêm todos estes milhões.

A EPL até nem sempre mostrará o melhor futebol, mas é indiscutível que apresenta o mais competitivo e, invariavelmente, o mais atractivo para a audiência.

Não é possível comparar o mercado português, simplesmente porque não tem comparação, mas nós preocupamo-nos mais com as divisões, as guerrilhas e afins, e nunca conseguimos unir à volta da mesa para resolver os problemas do todo.

Falando apenas por mim, salvo, porventura, um jogo entre os grandes de Portugal ou até Espanha, eu prefiro sempre um jogo da EPL , mesmo com equipas que não estão no topo da tabela.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 13:13

"""Não é possível comparar o mercado português, simplesmente porque não tem comparação, mas nós preocupamo-nos mais com as divisões, as guerrilhas e afins, e nunca conseguimos unir à volta da mesa para resolver os problemas do todo."""

É isso, Rui...sem tirar nem por !!
P.S.Procura-se... viva ou viva ....Inteligencia

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 13:02

Impossível ?? Nada é impossível.........nada é absoluto !!!!

O futebol, tem a vertente desportiva e a financeira......e a competição é desportiva.

Quantos jogadores cabem na Premier League ...decerto que não todos !!
Quantos jogadores que ganham balúrdios.... sem realmente os merecerem!!!
Por isso....ainda fica muito para explorar !!

Bom marketing, melhores academias, política inteligente.....o que falta realmente aos mandantes portugueses (Só olham para o seu umbigo. Egoísmo total é estúpido)
Nao há individualidade que tenha sucesso se não existir colectivo !!!!

P.S. Não me venham com a história : Portugal é pequenino ou periférico.
Portugal também era periférico e pequenino, contudo deu a conhecer e explorou este mundo enorme onde vivemos.......Por isso !!!!!!!

Nao é utopia !!!
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 13:20

Na minha opiniao nao da para competir. O campeonato portuges mesmo com centralizacao de direitos nunca chega a 5% do que gera a premier league. Impossivel. Nada de esquecer que esses 5.1 mil milhoes de LIBRAS so tem conta os direitos domesticos. Daqui a uma ano vao communicar quanto conseguiram nos direitos internacionais com grande destaque para o mercado asiatico onde a premier league tem muitas fas. Tudo aponta que o direitos internacionais vai render perto de 3 mil milhoes de libras o que significa que a premier league vai render aos clubes mas de 8mil milhoes em 3anos pelos diretos televisivos. Em portugal certamente vai ser uma mini guerra entre benfica tv e sporttv para os direitos em portugal.

Isto da premier league conseguir tanto dinheiro vai trazer beneficios e negativos para mercado portugues. Por um lado os clubes quando quiserem comprar alguem do mercado portugues....vai custar caro porque os clubes em portugal sabem que eles gerem muito dinheiro. O negativo vai ser no lado formacao. Quando um clube ingles vier espiar os nossos talentos....vao ter ainda mais possibilidade de levar eles com 16-17 anos(primeiro contrato proffesional) porque os clubes portugueses nao vai ter o mesmo poder financeiro para dar contrato maravilhas ao craque de 16anos. Neste momento ja andamos a perder "craques"...entao imaginem em 2016. O benfica por exemplo perdeu 2 para o man utd no verao passado.

http://www.dailymail.co.uk/sport/football/article-2693067/Manchester-United-15-year-old-Benfica-starlets-Joao-Filipe-Joao-Virigina-trial-Carrington-training-complex.html

Ambos ja estavam ligados ao jorge mendes, e o sporting ja perdeu o ze mota e agora andam atras do novo "pogba" o bubacar djalo.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 14:00

...Estámos pois, fodi.... LOOOOOLL !!!
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 14:17

Carlos N.T

Tu podes acreditar que a liga portuguesa consiga gerir bons numeros mas eu ja nao acredito. Temos uma liga fraca. Os adeptos normalmente so gostem dos 3 grandes. Eu vivo em inglaterra e vejo jogos locais de 6 escalao onde conseguem 2-3 mil adeptos semana apos semana. O jogo do arouca contra nacional foi um bom expetaculo onde acabou 3-3. Sabes quantos adeptos? 480! E isto sem transmisao televisiva. se tivesse na sporttv acredito que passava de 480 para metade.

As companhias televisivas querem pagar pelo bom futebol mas tambem bom ambiente. Eu ja vi futebol da champions pela tv quando cska moscovo jogou com man city onde eles foi punido para jogar com casa fechada e foi uma merda. Vias bom futebol mas nao avia adeptos a gritar, cantar ect.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 14:42

Pois sim Luís.... acabaste de dizer onde um dos problemas reside.......Será que os portugueses não são também inteligentes???
Entao é melhor vender o País....

P.S. Eu moro na Alemanha, conheço bem as ligas menores !!! Por isso....
Eu pergunto-te : se um país (federação ) consegue gerir tantas ligas, tantos jogadores, tanto público .... porque não será que Portugal (federação ) não consegue?? Uma ou mesma duas ligas??? 34/36 Equipas......

Por favor, não me respondas... dinheiro !! porque não é verdade..
Organização !! SIM........
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 15:16

Carlos, na minha opiniao tem aver com os dois. Dinheiro e organizacao.

Dinheiro porque? Eu explico.Alemanha e reino unido tem uma populacao enorme.
Alemanha: 80milhoes e reino unido 64milhoes.

Ordenado minimo alemanha: €8.80 e reino unido £6.50( em euros da €8.78 no cambio de hoje).

O que acontece e que existe mais possibilidades de o pessoal ir ver os jogos. Primeiro existe mais populacao e depois existe mais dinheiro no bolso.
-------------------------------------------------------------------------------------------------

O que acontece em portugal? Populacao de 10.5milhoes e ordenado minimo de €589 se for feito em 12 meses. €505 se for feito em 14 meses. Em portugal por hora o minimo deve ser perto dos €3.40 tendo em conta se for 40horas por semana.

O pessoal tem outras preocupacoes de que gastar dinheiro no futebol. preferem ir a um cafe com amigos e vejam na sporttv com uma cerveja ou cafe's.

Outros preferem pagar a subscricao da sporttv porque pelo menos alem de ver o futebol nacional tem os jogos da champions,europa league, alemanha,italia,espanha e tambem outros desportes como a formula 1, tennis,Nba ec ect ect.

Pagar €10/€15 por 90minutos ao vivo nao e boa gestao para quem tem pouco.

O sporting tambem disse que nao era boa gestao pagar 800mil por 5meses do ricardo costa. Se o sporting tivesse podre de rico 800mil por um central experiente e internacional ja era boa gestao.

Que mais posso dizer?

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 14:52

Lembra-te que falamos de competir.... desportivamente. Que é o essencial. Não de números !!
Os números são importantes mas, não são tudo..... nem pouco mais ou menos!!!!

Nem sempre são os mais ricos, os mais felizes!!!!
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 15:18

Para ter boa organizacao tambem precisas de dinheiro para o fazer.

Mesma coisa que fazer um casamento com 2mil euros ou casamento com 10mil euros.

Perguntas aos teus convidados e certamente o de 10mil euros eles vao gostar mais. exemplo tonto mas nao me vem outra a cabeca.lol
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2015 às 22:12

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 22:20

E aqui a versão do meu filho mais novo (12 anos)

Ele diz que também prefere 2 bolas de gelado a 1 só.... LOOOLL !!! O erro que eu fiz em contar-lhe essa dos casórios..... LOOOOOLL !!!

Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 23:23

Ja viste? ate o teu filho tem bom senso. 2bolas melhor que uma.
LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2015 às 22:26

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 23:02

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 11.02.2015 às 16:59

Carlos e Luis Franco,

Eu sendo um apaixonado por futebol, admiro a cultura britanica em relação ao futebol, que é o oposto da nossa... nós não gostamos de futebol, nós portugueses gostamos do nosso clube.

Mas também existem excepções, por exemplo houve um jogo do CNS, Famalicão-Varzim que teve perto de 10 mil espectadores.
Sabem qual é a equipa com mais assistência da II Liga? Vit. Guimarães B.

Existem equipas pequenas com grandes adeptos em Portugal, mas de facto a maioria não se consegue libertar dos 3 Grandes.
Uma coisa que sempre me fez confusão, é pessoas que são do Norte, e que são anti-mouros (como elas próprias o afirmam) e depois são do Benfica... grande contradição!
Aliás, tinha lido que Portugal é o pais da Europa onde existe maior concentração de adeptos num só clube... porque as pessoas não gostam verdadeiramente de futebol, gostam é de ganhar, logo preferem ser de um clube da Capital, em vez de serem do clube da sua região.

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 11.02.2015 às 23:00

"""Mas também existem excepções, por exemplo houve um jogo do CNS , Famalicão-Varzim que teve perto de 10 mil espectadores."""

Devem perguntar e averiguar, porque??
As respostas de certeza que serviriam para outras excepções ...

"""Sabem qual é a equipa com mais assistência da II Liga? Vit . Guimarães B.""
Mais uma... e bastante conhecida

A verdade é que em Portugal ninguém quer mudar esse paradigma... a não ser clubes isoladamente...
.. e Schmeichel , não acredites em tudo que a CS , conta e escreve ou se conta e se diz acerca cultura britânica , alemã ou lá o que seja....Há mais respeito mas, nada tem a ver com dinheiro.....tem a ver sim.... com leis!!! com responsabilizar!!!

Um pequeno exemplo, passado há pouco com um português no sul da Alemanha...Deu uma porrada no árbitro. Pum!!!Irradiado.. e o pior, saiu em todos os jornais regionais de futebol. Aqui em Hamburgo, acerca de um mês , houve problemas com dois nazis infiltrados em grupo de adeptos de um clube semiprofissional ..Pumba!! levaram com o chicote da justiça...mas, atenção, não são tudo rosas...
Quando eu cheguei à Alemnha, andavam os Hooligans na rua. No leste da Alemanha (Dresden, Leipzig, etc..) ainda há muitos problemas....só que aqui a CS, cala para um intersse de causa nacional.... É assim !!! Nao fazem propaganda

Em Portugal essas coisas também são possíveis... é só querer. Não penses que os estrangeiros são melhores... uma coisa que está.... entranhada..... na mentalidade portuguesa....Somos tão bons como os melhores... é só os que podem, querer!!!

Abrazzzo

Sem imagem de perfil

De m1950 a 11.02.2015 às 13:22

É natural, a Inglaterra é um país do mundo , a sua cultura é bem vendida no que toca ao futebol dentro e fora de campo , o espetáculo é promovido para ser atrativo a quem ve ao vivo e pelos audiovisuais. A Espanha também é um país do mundo , mas é preciso ver onde se fala espanhol e onde se fala inglês , o mesmo acontece com Portugal , com a diferença que nas nossas colónias a economia ainda é emergente e mesmo esses preferem EPL à nossa liga de 3 equipas e 3 campos.

A expansão está na exploração do mercado asiático que é completamente fanático pelo futebol do velho continente , aqui não só o share , mas o merchandising é consumido , e os adeptos acabam por ser massa crítica dos clubes ingleses que fazem orçamento a contar com as receitas desses países.

A Alemanha que tem um problema de imagem no mundo , até atrás da itália está , mas como teem a Adidas e Wolfswagen entre outras grandes empresas , sustentam o negócio e neste momento trabalham na expansão.

Num texto aqui de Isabel Trigo de Mira , disse que o Sporting tem de regressar e reimplantar-se na lusofonia , onde ano após ano , o clube tem vindo a perder adeptos e simpatizantes nestes paises que cada vez crescem mais economicamente , pese embora o pib per capita ainda seja pouco desenvolvido , são povos que teem adeptos ainda mais apaixonados que muitos portugueses.

Acho que é preciso mais que Academias , as camisolas que sobram do merchandising deviam ser oferecidas nesses países e os núcleos mais ativos.
Sem imagem de perfil

De J. a 11.02.2015 às 15:02

Vivi numa ex-colonia em 2006 e volto a viver agora em 2015.

Enquanto que antes a maioria era do Benfica (grrrr), do Sporting ou do Porto, agora são do Real Madrid (de Ronaldo) ou do Barcelona (de Messi).
Sinais dos tempos.
Acho que cada vez mais haverá uma concentração de capital em 7/8 clubes de 2/3 ligas europeias.
Combater isso? Muito Dificil.
Eu diria compensar aquilo que não se ganha em direitos televisivos com a valorização na formação e/ou na detecçao de talentos, trabalhando esses jogadores durante 2/3 anos e vendendo por muito mais do que aquilo que se comprou.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 11.02.2015 às 14:45

SL
Não se consegue combater...
Mas conseguiamos com toda a certeza ter melhores espetaculos e mais assistentes em campo se:

1) Houvessem mais jogos à tarde!
2) Não existissem tantos jogos com a "carris" em campo
3) Jogadores com maior qualidade (prospecção de mercado)
4) Preços ajustados à realidade do país
5) Oferta adequada, como merchandising etc.
6) Publicidade "agressiva" do clube para levar os sócio ao estádio
7) Campanhas de levar o publico em geral ao estádio
8) Promoção de todos os eventos do clube (lembro-me de passar o dia em Alvalade do pavilhão para o estádio e depois novamente para o pavilhão e para o campo 2, que ainda era pelado (nem me recordo se veio a ser relvado).
9) Promoção do estádio e áreas adjacentes para que se possa passar um "dia no Sporting", como por exemplo fazer um bilhete com Museu, Visita ao estádio, Almoço e jogo. Quem diz este diz um qualquer com preço acessível. O almoço nem precisava de ser um XPTO...

São ideias para promover o futebol, o clube, o campeonato, o pais etc...
Mas como alguém já disse... o importante é o nosso umbigo! O importante é ganhar o pontinho para não descer, o importante é não ter fair play, etc...
Na questão do fair play, sou a favor de que um jogador que tenha de ser assistido em campo ficaria pelo menos 3 minutos de fora do campo... acabavam-se os fingimentos..... até acho mais efectivo do que passar o jogo para 30 minutos cada parte e parar o cronometro.
SL
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 15:25

Ponto 1: jogo arouca contra nacional foi as 16h no domingo.

Ponto2: Jogo acabou 3-3 e foi futebol de ataque.

Ponto 3: Jogadores como iuri medeiros, kayembe ambos emprestados pelo sporting e porto e no lado nacional um bom avancado venezuelano chamado rondon.

Ponto 4: Preco foi €5 por bilhete para socios ou €10 para nao socios.

Tiveram 480 adeptos(9.6% da capacidade do estadio).

http://www.ligaportugal.pt/oou/jogo/20142015/primeiraliga/20/6
Sem imagem de perfil

De PSousa a 11.02.2015 às 16:37

SL
Ponto 1: Ok! - mas não era de um jogo especifico que estava a falar!
Ponto 2: Não acho que houvesse em Portugal alguém que achasse que era um jogo de futebol de ataque e que ficasse 3-3. Mas mais uma vez não estava a falar desse jogo!
Ponto 3: Temos diferentes visões de qualidade de jogadores...
Ponto 4: Não me referia a esse jogo e também não sei se será o preço adequado a um espectáculo como um Arouca - Nacional....mas pelos vistos até foi! O problema é que desses "shows" no nosso campeonatozinho.... há um de tempos em tempos.....

Enfim... o que eu acho é que se vai ao futebol, ver a nossa equipa e só isso. Eu gosto de ver jogos de futebol, até já vi jogos de futsal feminino.... e não foi só para ver as BABES!!!!

Eu que eu gostava mesmo era de passar o DOMINGO em ALVALADE... sair de lá pelas 20 horas ... e não pelas 22 horas após um jogo que começou às 20h devido às TV's.......

Sporting Sempre.....
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 16:46

sobre o ponto 3: os clubes medios/pequeno vai pagar jogadores de melhor qualidade com que dinheiro e depois pagar salarios como?
Sem imagem de perfil

De PSousa a 11.02.2015 às 16:58

SL,
Como referiu, empréstimos de jogadores!

Mas este tema dos dinheiros, parte só da mentalidade do português!
Pois lá fora "ir à bola" faz parte do fim de semana... assim como ir à missa!

E mais uma achega, num jogo em Inglaterra mesmo com equipas secundárias... até cansa vê-los correr e a dar o litro.... ATITUDES!
Recordo-me de um Bayern vs Man United... final europeia ... que salvo erro a 5 minutos do fim o MU perdia por 1-0 e ganhou por 2-1.... até ganhei uma aposta feita nesse período com um grande amigo meu....epá!agora recordo que ainda foi em escudos... 500 escudos... eh eh eh
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 11.02.2015 às 17:12

"Pois lá fora "ir à bola" faz parte do fim de semana... assim como ir à missa!"

LOOOOL

Sem dinheiro nao vais ao futebol. A sorte deles e a razao de muitos tugas andarem emigrar pela europa tem aver com condicoes de trabalho. Os ingleses tem sorte de viverem em pais forte no perspectivo economico. Gostava de ver um ingles com 505 euros mensais.....
Sem imagem de perfil

De RRAleixo a 11.02.2015 às 19:12

Não se pode combater isso é tão simples como isto:
-mentalidade mesquinha, preguiçosa, gananciosa, corrupta e retógrada de dirigentes, entidades competentes e governo;
-futebol demasiado tático entre pequenos (na maior parte das vezes), autocarros contra grandes, não há espetáculo no campo na maioria das vezes;
-clubes perderam todos a identidade que os caracterizava e base de apoio (com excepção dos 3 grandes) devido à lei bosman, abolicao de limite de jogadores estrangeiros e negociatas obscuras com lamps e tripas envolvendo jogadores;
-dimensão do pais e seu peso comparado com espanha França Inglaterra Alemanha Itália.
Os canais não têm dinheiro para leilões de direitos de transmissão, a SportTV como único operador faz o que quer e mesmo assim fala-se numa situação financeira desastrosa;

Um verdadeiro buraco onde todos os caminhos apontam para baixo... Valha-nos o grande Sporting!

SL
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Jorge a 12.02.2015 às 12:06

É impossível competir com isto.

Em Portugal temos um duque a servir de capacho aos interesses de dois clubes. Ele quer lá saber destes problemas! O que lá estava antes dele nem percebi bem o que fez de bom ou de mau.

Os clubes portugueses só tentam zelar pelos próprios interesses sem verem a questão pelo todo.

Em relação ao futebol jogado, a mentalidade é de tentar ganhar (empatar) a todo o custo, nem que para isso se comece a fazer anti-jogo desde o primeiro minuto, com constantes interrupções. Tudo isto com a complacência dos árbitros e dos jornalistas.

Os jornalistas , agarrados aos empregos, raramente são isentos, aparentando terem uma agenda a cumprir. Agenda esta que nunca é do interesse do futebol em geral, mas sim do interesse de algum clube, ou apenas para prejudicar outro.

Por fim, nós adeptos somos complacentes com tudo isto. Desde que o nosso clube ganhe, está tudo bem.

Como adepto e sócio do Sporting não sou mau. Como adepto do Futebol sou uma porcaria.

É impossível alterar tudo isto.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo