Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como domesticar o adepto português

Rui Gomes, em 03.02.17

 

O cliente tem sempre razão. Até quando ameaça os clubes com interdições de estádios.

 

19668301_GZJst.jpg

Os adeptos de futebol têm o defeito de serem também clientes e o defeito dos clientes, como todos sabemos, é terem sempre razão. É o cliente que põe o vendedor na ordem e não o contrário. Não existe livro de reclamações para o vendedor; só uma caixa registadora que pode estar cheia ou vazia.

 

Os clubes são vendedores e os adeptos são clientes; às vezes, pior do que isso: são eleitores. Os adeptos em Portugal não entram no ranking dos melhores do mundo, nem dos melhores da Europa. Apinham menos vezes os estádios e, quando acontece, tendem a preterir a festa em favor do protesto.

 

Nós próprios, jornalistas e gente da bola, pomo-los constantemente ao lado da animação inglesa, irlandesa e escocesa para podermos protestar pelo que nos calhou em sorte. Somos clássicos adeptos portugueses dos adeptos portugueses, como se constatará pelo tom deste artigo. Também por sermos assim é que o futebol precisa muito de claques, tal como o corpo humano precisa de batimento cardíaco para não ser um cadáver. Mas as claques, enquanto clientes, são o piorio.

 

No sábado e no domingo, ninguém mais do que Nuno Espírito Santo e Jorge Simão abominou os petardos atirados para a relva quando FC Porto e Braga contavam todos os segundos e focavam toda a concentração para reverter o mau resultado. Ainda assim, são eles quem arrisca pagar pela ação das claques com a eventual interdição dos estádios. Talvez seja bom para todos. Talvez seja a única forma que o vendedor tem de domesticar o cliente: dar-lhe com a porta na cara.

 

 

José Manuel Ribeiro - director-adjunto, jornal O Jogo

 

publicado às 16:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Imagem de perfil

De PSousa a 03.02.2017 às 16:28

As claques são essenciais para o "teatro" do jogo, no entanto devem ser penalizadas nestas situações e os prevaricadores terem um castigo severo. Foi assim que se controlou em Inglaterra é assim que se pode fazer no resto do mundo.
Sabem por acaso que na terra de sua majestade é proibido fumar dentro do estádio?
E quando estão as claques de equipas adversárias em jogos da Liga dos Campeões ou da Liga Europa, essas pessoas tem várias câmaras apontadas no sentido de ver se há ou não quem não cumpras as regras. Qualquer um que tenha uma atitude contra as regras ou é avisado ou vai para os "calabouços". No caso de atirar petardos ou outro engenho pirotécnico, passado alguns minutos tem a guarda de dois "meninos" que os levam por um braço ou ao "colo" para lhe aplicar o correctivo adequado.
Isto resolveu muita coisa em Inglaterra e resolveria nos outros lados, é preciso é ter meios e colocar policia e outras entidades a fazerem cumprir a lei!
Se der castigo aos clubes é por "culpa própria"!!!!!!
Ao acabar com as claques podemos "acabar" com o ambiente nos estádios!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 03.02.2017 às 17:14

Psousa,

Não sabia que era proibido fumar dentro dos estádios na Inglaterra.... o que sinceramente percebo, mas sou contra esta ideia de que ir ao futebol, é a mesma coisa que ir à Ópera!
Eu vou ao futebol desde pequeno, e sempre vi violência nos estádios.... a diferença é que antigamente não era uma violência controlada. Mas via mais pancadaria entre adeptos antigamente do que vejo agora.... o que muito se deve à separação dos adeptos, que antigamente não existia! Era comum num Sporting-benfica, haver benfiquistas e sportinguistas lado a lado! Vi em muitos estádios intervenções policiais, que limpavam a bancada toda.... hoje é raro acontecer!

Eu aprecio o movimento Ultra um pouco por todo o mundo.... admiro essencialmente dois tipos de adeptos.... o britânico (que não está associado a uma claque organizada como as nossas, mas dá um apoio brutal às equipas) e o latino (de onde veio o conceito Ultra, em particular da Itália.... de onde vêm a maior parte dos cânticos das claques portuguesas).
O futebol português se pretender acabar com as claques, vai tornar os estádios um autentico deserto.... eu lembro-me de em puto ter ido ao antigo estádio da Luz, e ouvir no 3º anel, os passes dos jogadores..... hoje isto é impensável, devido ao barulho dos cânticos das claques.... isto foi uma evolução do espectáculo que é o futebol!
O caminho tem de ser o de legalizar, e responsabilizar criminalmente as claques e os clubes de futebol.... mas veja-se o exemplo positivo dado pelos GreenDevils (claque do Moreirense) que foram os únicos adeptos a irem apoiar a equipa ao Algarve numa 4ª à noite.... fizeram um espectáculo com meia dúzia de gajos... isto também é uma parte do futebol e tem de ser valorizado..... as claques não são só os gajos que mandam petardos!
Imagem de perfil

De PSousa a 03.02.2017 às 17:54

Ninguém diz para acabarmos com as claques como se acabou em Inglaterra, mas apanhar aqueles que enviam "petardos" podendo causar algumas mazelas nos outros acho que é o dever dos clubes e das nossas autoridades. Esses meninos em dias de jogo e nas horas dos jogos estavam nas esquadras a ouvir o relato! É assim que acontece à maioria dos holligans em Inglaterra!

Não fumar nos estádios Ingleses - eu também não sabia, mas um amigo meu foi ver o Manchester City com o Sporting, e a meio do jogo saca do seu cigarro e começa a fumar, passados uns 20 a 30 segundos diz ele que lhe apareceu um Steward a pedir que ele apagasse o cigarro porque não podia fumar ali! O pedido, segundo ele foi gentil e não agressivo, como às vezes se vê em Portugal!
Contou-me ainda que no mesmo jogo alguns elementos da claque após acenderem tochas foram levados uns 5 a 10 minutos depois "pelo ar" um bracinho e uma perninha para dentro do estádio onde ficaram na sala de segurança até acabar o jogo, certamente que esses dois elementos da claque quando forem a Inglaterra não vão acender mais nada! - Os Ingleses têm desde o primeiro minuto que entram até ao ultimo minuto várias câmaras apontadas!
Note ainda o seguinte, eu não sou contra as claques, até já pertencia a duas. Sou a favor mas que não prejudiquem o SCP! Até porque elas dão "alma" ao jogo...
E também não sou radical em que não se possa fumar dentro dos estádios, mas também acho que as pessoas deviam ter mais civismo e não fumar nas bancadas, só mesmo porque quem estão ao "lado" pode não gostar de levar com o fumo, tipo o presidente do Arouca..eh eh eh eh eh
Saudações
Sem imagem de perfil

De António Santos a 03.02.2017 às 17:31

Condeno qualquer tipo de violência como condeno a estupidez dos petardos, mas por cada um que faz merda há 100 gajos que se fartam de trabalhar e de prejudicar em muito a sua própria vida em prol do amor aos seus clubes, em Portugal as claques são em grande parte a alma dos clubes.
E depois ainda lemos esta pérola:
"Nós próprios, jornalistas e gente da bola"
Tradução:
"Nós próprios, parasitas e agiotas da bola"
E as claques é que são o piorio... pois!!!
Sem imagem de perfil

De Manuel Pedro Pinto a 03.02.2017 às 19:13

O JMR Diretor de O Jogo é muito filosófico e sabe jogar com as palavras. Eu diria que ele é um arquitecto, um escultor,um domador das palavras, para além de Diretor e Jornalista.

Claro que as claques fazem falta ao futebol. Mas não podem comportar-se como holigans e atirar petardos para dentro do campo. Não podem colocar em perigo os jogadores, os adeptos por causa da sua irracionalidade animal quando em grupo!!

Em grupo todos se acham fortes.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 03.02.2017 às 21:05

Sr. Jornalista,

se por acaso vem botar olhinho nos nossos comentários, eu dou-lhe um conselho, nada que voce, voces jornalistas nao saibam.
É muitissimo fácil domar/domesticar o adepto, portugues ou outro que seja.

O conselho: comecem por voces mesmos, os jornalistas. É só querer !!
Eu aposto "All In" que funciona.... que funciona...que funciona (foi o eco LOOOLL!!)
A CS é o poder, detrás do poder , por isso !!!

Quando eu ouco, leio e vejo os comportamentos dos jornalistas, nao posso esperar que as massas se comportem diferentemente.
As massas copiam os "ídolos" !!!!

P.S. Nao me parece jornalismo, quando ouco ao jornalista/comentador dizer; queremos ver a repeticao da jogada para depois dar o veredicto..
Fulano joga assim, mas devia jogar assim(o que o treinador pediu a esse mesmo jogador, nao interessa)
Passam um jogo inteiro a mandar bitaites sobre o 4-4-2 mas deviam jogar no 4-3-3 .
Sobre profundidade ou defesa alta, de jogo interior ou saída de bola.
É isto bom jornalismo?? Nao, nao é !!
Se isto é jornalismo, nao precisamos de treinadores ou os treinadores que aprendam jornalismo.
Curioso entao, é quando eles/voces jornalistas querem ser árbitros, sem nunca ter visitado um curso de árbitros. Tudo por intuicao ou porque leu os regulamentos ou ainda melhor , porque o árbitro fulano de tal o disse.. LOOOOOOOOOOOOLL!!
Que loucura !!!
Quase me esquecia... da linda gritaria de alguns de voces :))))
A mim parecem-me meros adeptos com a "mania" que sabem mais de futebol que os outros. Às vezes, até me dá pena ouvir-los.
Pois mas, com este comportamento influenciam . Correto !!
O mesmo quando leio..
Entao, o meu conselhozinho ??.... Vai ?

Como domesticar o "jornalista" português
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 03.02.2017 às 22:12

👌
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 03.02.2017 às 23:27

Estiveste bem!!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo