Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




42999702_2142193779132232_8028642105112920064_n-1-

A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto, fez esta terça-feira um comunicado sobre a suspensão das claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXII.

1305391.jpgEpoca16_17_17.jpg

Face à divulgação de notícias que dão conta de que as claques "Juventude Leonina" e "Directivo Ultras XXI" deixaram de ser reconhecidas pela Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD) como grupos organizados de adeptos (GOA), tornando-se ilegais, importa a esta Autoridade corrigir e esclarecer:

1- É obrigatório o registo dos grupos organizados de adeptos junto da APCVD, de acordo com a Lei n.º 39/2009 - de 30 de Julho - na sua actual redacção, que estabelece definitivamente o regime jurídico da segurança e combate ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos. O incumprimento do referido registo veda liminarmente a concessão de apoios por parte dos promotores do espectáculo desportivo (n.ºs 1 e 2 do artigo 14.º).

2- De acordo com o previsto na mesma Lei, o promotor que atribua qualquer tipo de apoio a um grupo organizado de adeptos, está obrigado a manter "um registo sistematizado e actualizado dos filiados no mesmo" – n.º 1 do artigo 15.º, o que viabiliza a atribuição dos apoios "técnicos, financeiros e materiais concedidos a grupos organizados de adeptos" (n.º 3 do artigo 14.º) – e que, por sua vez, "são objecto de protocolo com o promotor do espectáculo desportivo".

3- O registo pode ser suspenso pelo promotor do espectáculo desportivo, como previsto no n.º 3 do art.º 15.º, sendo que, nos termos do n.º 4 desse mesmo artigo, aquando da dita suspensão o promotor do espectáculo desportivo cessa a concessão total de apoios ao grupo organizado de adeptos e informa a APCVD, de imediato e de forma documentada, justificando as razões da sua decisão.

4- Cumprida a formalidade da respectiva comunicação à APCVD, de forma documentada e justificada, esta Autoridade actualiza o estado do registo relativo aos respectivos GOA.

5- Se a suspensão perdurar pelo período de um ano, o promotor terá a obrigação de anular o registo, comunicando-o, de forma documentada à APCVD, nos termos do nº 5 do art.º 15.º.

6- Neste contexto, o Sporting Clube de Portugal comunicou à APCVD, no dia 29 de Outubro de 2019, de forma documentada e justificada, a suspensão do registo dos grupos organizados de adeptos "Juventude Leonina" e "Directivo Ultras XXI".

Assim, tendo sido cumprida a formalidade que a Lei estabelece, resultante da decisão de um clube, não cabe à APCVD emitir qualquer juízo ou autorização, mas sim actualizar a situação dos registos dos respectivos GOA.

Importante ainda esclarecer que, por imperativo legal, enquanto vigorar a suspensão do registo, encontra-se liminarmente vedada a concessão de todo e qualquer apoio aos grupos organizados de adeptos alvo da suspensão de registo por parte dos respectivos clubes.

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto
Viseu, 12 de Novembro de 2019".

publicado às 03:20

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 13.11.2019 às 07:35

"Importante ainda esclarecer que, por imperativo legal, enquanto vigorar a suspensão do registo, encontra-se liminarmente vedada a concessão de todo e qualquer apoio aos grupos organizados de adeptos alvo da suspensão de registo por parte dos respectivos clubes."

Este país é uma comédia. Como noutros casos, as "Autoridades" do país só se constipam quando o Sporting tosse.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 07:54

Compreendo o seu ponto, mas dentro da mesma comédia pode ser alegado que as claques do Benfica não são abrangidas porque nunca foram registadas. Creio que é elas que infere...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 13.11.2019 às 10:19

Portanto andámos anos a ver um clube a apoiar ilegalmente um grupo de adeptos, e agora fico estupefacto com a celeridade e intensidade deste comunicado…. com toda a certeza haverão sportinguistas que apoiarão medidas de penalização a este grupo de adeptos sportinguistas em contraponto com a ausência de qualquer tipo de penalização aos restantes. A normal hipocrisia deste pais…..
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 10:38

Finalmente alguem que percebeu é um grupo de socios adeptos e não claques, a diferenca está ai e finalmente voce percebeu.
Sem imagem de perfil

De HY a 13.11.2019 às 10:49

Para a lei não há claques, só há GOAs... se são GOAs, têm de respeitar as obrigações legais, chamem-lhes claques ou não. Se não são, nenhum apoio lhes pode ser concedido... a sua esperteza não o leva longe...
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 10:55

Então todas casas dos clubes são goas, pois se uma casa do clube decide se organizar e ir ver um jogo juntos tem de estar indentificadas e o clube não os pode ajudar?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.11.2019 às 10:42

Realmente, há qualquer coisa que não se compreende ( e eu apoio totalmente a supsensão do protocolo com aqueles rapazolas). As claques do SLB estão registadas (e são portanto, GOA para eleitos da lei)? Se estão, porque é que o SLB sacode sempre a água do capote dizendo que não são claques? Se não estão, como é que lhes permitem os apoios que obviamente têm e nunca a autoridade reagiu?
Sem imagem de perfil

De HY a 13.11.2019 às 10:43

Perdão, o comentário era meu
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 13:07

O Benfica defende que não tem GOA, e que todos os adeptos que se concentram num determinado espaço do Estádio são livres de o fazer, sem necessidade de estarem registados, em virtude de estarem identificados pelo clube como sócios, e possuírem um titulo, o Red Pass, de acesso ao seu lugar.

O Benfica defende que, segundo a Constituição, ninguém pode ser obrigado a pertencer a uma associação, sob qualquer forma.

A lei que regula a violência no desporto é uma confusão. Um criminoso é um criminoso, esteja onde estiver, e qualquer acto de um espectador dentro de um estádio é filmado, ou testemunhado pelos agentes da autoridade, pelos spotters ou pelos elementos das empresas que prestam serviço nos estádios.

Aplique-se a lei geral, e rapidamente esses criminosos deixarão de frequentar recintos desportivos.
Sem imagem de perfil

De António a 13.11.2019 às 13:02

Como em muitas outras circunstâncias, as leis não são para cumprir.

Não ouviram o que disse o ministro Santos Silva há dias sobre a lei?

Por outro lado, enqt não saírem dessa dicotomia Sporting vs. Benfica nunca iremos a lado nenhum.

Por mim, acabava com elas todas. São antros de marginalidade.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 13:08

Duzentos mil por cento de acordo com o ultimo paragrafo.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo