Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




21120704_dl3Da.jpeg

O Sporting Clube de Portugal e a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informam que, na presente data, revogaram, com efeitos imediatos, os protocolos celebrados, no passado dia 31 de Julho, com a Associação Juventude Leonina e com o Directivo Ultras XXI - Associação.

Esta resolução é determinada em virtude da escalada de violência que ontem culminou com tentativas de agressões físicas a dirigentes e a outros adeptos do Sporting Clube de Portugal.

Regista-se também o incumprimento sistemático, por aqueles Grupos Organizados de Adeptos (GOA), das diversas obrigações que para si resultam dos referidos protocolos, nomeadamente a obrigação prevista na cláusula 3.1., mediante a qual “O GOA obriga-se a que os responsáveis dos GOA, os Sócios SCP dos GOA ou simpatizantes cumpram a lei (nomeadamente a Lei n.º 39/2009 de 30 de Junho, na redacção resultante da Lei n.º 52/2013, ou outra que venha a suceder-lhe), os Estatutos do SCP e os Regulamentos, no respeito das Instalações Desportivas do SCP e das pessoas e bens e o disposto no presente protocolo”, de que são exemplo as multas suportadas pelo SCP e SCP - Futebol, SAD por comportamento dos adeptos.

Mas, mais importante ainda do que estes factos, a resolução é determinada por aqueles GOA terem vindo a faltar sistematicamente no apoio devido aos atletas do Sporting CP, nomeadamente da equipa principal de futebol, razão primeira da celebração dos referidos protocolos. Com efeito, a única razão de fundo para a celebração dos protocolos é permitir aos GOA as melhores condições para o apoio aos atletas das equipas do Sporting CP; e, faltando esse apoio, falta, naturalmente, a razão de ser da vigência do protocolo.

O SCP e a SCP - Futebol, SAD cumpriram integralmente os protocolos; e esperavam da Associação Juventude Leonina e do Directivo Ultras XXI - Associação igual cumprimento integral.

O Sporting Clube de Portugal é uma instituição centenária, que sempre fez o seu trajecto no respeito do Desporto e que não pode compactuar com comportamentos violentos, contrários à lei e que apenas contribuem para o afastamento dos restantes Sócios e adeptos dos recintos desportivos. O Sporting Clube de Portugal rege-se pelos seus princípios e não abdicará deles, por muito difícil que seja alterar hábitos e privilégios antigos e sem qualquer justificação dentro do Universo Sportinguista.

Procurámos, com o máximo de abertura possível e pensando exclusivamente no apoio às nossas equipas, reformatar a relação que vinha sendo mantida com os nossos GOA e reformulámos os protocolos de relacionamento, reduzindo benefícios e aproximando os membros dos GOA dos direitos e obrigações dos demais Sócios do Sporting Clube de Portugal.

O futuro do Sporting CP define-se inevitavelmente nas decisões que tomarmos hoje e há coisas que já não podem ser toleradas, menosprezadas e que temos de enfrentar com coragem e lucidez. Não decidir será causador de maiores danos para o destino do Clube.

O presente do Clube é também uma consequência do seu passado. Os crimes cometidos em Alcochete e que se traduziram no maior ataque desportivo, financeiro e humano ao Sporting Clube de Portugal estão na memória de todos e a História não se apaga. Foram dezenas de milhões de euros de prejuízos, danos reputacionais inestimáveis para a imagem, nome e marca Sporting CP. Foi a página mais negra da História do Sporting Clube de Portugal e resultou num impacto muito negativo para o bom nome do Clube, infelizmente com consequências que perduram e dificultam a relação do SCP com outros clubes, dirigentes, agentes, jogadores e treinadores. Mas o que aconteceu tem de servir para que se retirem ilações, e devemos, no limite, aprender com essa tragédia. Aprender implica não repetir os erros do passado e não tolerar as tentativas de repetição como o ocorrido na mais recente invasão à garagem em Alvalade. E com que intuito? Mais agressões, mais rescisões, mais perdas.

Uma claque, seja ela qual for, tem uma função: apoiar as equipas do Clube. Se é usada para outros fins, se ameaça Sócios nos estádios, recintos e assembleias gerais, se usa a violência física ou verbal contra atletas, treinadores, técnicos, dirigentes e outros Sócios, se essa violência é gratuita ou patrocinada, se essa violência é espontânea ou instigada, se acha que está acima dos outros Sócios, se ataca e desvaloriza o Clube e o seu bom nome, se causa prejuízos de milhões de euros ao SCP, se faz com que o Clube pague centenas de milhares de euros em multas, se é notícia pelos piores motivos, se nem sequer apoia o Sporting Clube de Portugal, se faz com que os atletas sintam que “jogamos sempre fora”, então não está a servir o Sporting Clube de Portugal, então não está a desempenhar a função para que foi criada.

Por fim, está ainda em dívida a segunda prestação relativa à regularização da bilhética de 2018/2019, vencida em 9 de Outubro passado, facto que origina, nos termos da Lei, o vencimento automático de todas as demais prestações previstas no Anexos aos Protocolos.

Assim, decidiu o Sporting Clube de Portugal, a bem dos seus Sócios, atletas, dos seus profissionais, dos superiores interesses desportivos e financeiros do Sporting Clube de Portugal, e do seu futuro, terminar, com efeitos imediatos, o protocolo existente com quem violou dolosamente e conscientemente obrigações desse mesmo protocolo, com quem violou os estatutos do Sporting Clube de Portugal, com quem violou a lei da República Portuguesa, com todas as consequências que daí advirão.

Esta é uma questão muito séria, não exclusiva do Sporting Clube de Portugal, e que a partir dum certo momento terá de ser tratada pelo Estado Português. A violência no desporto e os meios de combate à mesma não são uma questão que o Clube deva tratar sozinho. Mas esta não é também uma questão somente do Estado Português, porque a violência no desporto preocupa, e muito, as mais altas instâncias do Futebol Mundial – UEFA, FIFA. Em inúmeros Estados Europeus, nomeadamente em Inglaterra, houve coragem para lidar, combater e erradicar a violência dos estádios e recintos desportivos.

Esta questão é demasiado séria... Apelamos que, não obstante divergências legítimas, independentemente de críticas que sejam justas e que reconhecemos, apesar de protestos e críticas razoáveis e pertinentes da massa associativa que humildemente aceitamos, haja o maior sentido de responsabilidade. Apelamos ao mais elevado sentido de Estado para quem quer verdadeiramente o bem-estar do Sporting Clube de Portugal. Apelamos ao mais profundo e genuíno Sportinguismo de todo e cada Sócio do Sporting Clube de Portugal. Esta é uma questão estrutural para o presente e futuro do Sporting CP e não meramente conjuntural.

Apelamos a todos os sócios do Sporting CP para que não se faça demagogia com este tema e para que não haja nenhum tipo de oportunismo político em torno desta questão. O Sporting Clube de Portugal não merece isso. Nenhuma divergência com qualquer Direcção ou dirigente justifica uma alta traição ao próprio Clube numa questão desta gravidade. Este é um problema que, a bem de todos, a bem do Sporting Clube de Portugal e até do Futebol Português, tem de ser resolvido.

Esta Direcção enfrentou condições muito difíceis e a nossa missão é – apesar do contexto pós-Alcochete, apesar do que fizeram de mal, de muito mal ao Sporting Clube de Portugal – a de entregar o Clube num estado melhor, bem melhor, do que aquele que recebemos. Essa é a nossa missão.

Dissemos e reafirmamos que nunca, mas nunca, nos faltará a coragem para protegermos e defendermos o Sporting Clube de Portugal seja do que for, seja de quem for.

E apesar das ameaças, da coacção, das injúrias, dos insultos, apesar dos riscos, apesar de tudo, consideramos que temos todos, mas todos, de enfrentar este problema que se arrasta e que se agrava a cada dia que passa, esperando uma regeneração, um novo rumo, da parte de quem quer realmente apoiar o Sporting Clube de Portugal.

Esta é uma questão em que os Sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal devem estar verdadeiramente unidos. É altura de dizer basta. É altura de tomar uma posição. E a única posição possível é a de defender o Sporting Clube de Portugal.

Hoje, lamentando profundamente este desfecho, escolhemos o Sporting Clube de Portugal.

O Sporting CP é de todos. Viva o Sporting CP!

Pelo Sporting CP e pela Sporting CP - Futebol, SAD

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


73 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 21.10.2019 às 04:07

Depois do ataque de alcochete esta medida devia ter sido implementada, só peca por tardia.
Manuel Parreira
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 08:14

Sim, mas na altura não era conveniente, por razões óbvias.
Perfil Facebook

De Emanuel Faria a 21.10.2019 às 09:00

Boas Rui,
Quais seriam essas razões?

Cumprimentos,
Emanuel Faria
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 11:04

Se precisa de perguntar, dispensa-se a resposta.
Perfil Facebook

De Emanuel Faria a 21.10.2019 às 15:56

Pois...era o que eu esperava.
Cumprimentos,
Emanuel Faria
Sem imagem de perfil

De Luis a 21.10.2019 às 12:15

Fazer isso no pos Alcochete era dar razao imediata a quem rescindiu unililateralmente. Assim, cabera a cada um dos que rescindiram provar que tinham razao sem ser o SCP a fornecer essas "armas".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 13:05

É uma faca de dois gumes, mas não agir prontamente só serviu para adiar, e até agravar, o problema. Há muito que se verificava que medidas teriam de ser tomadas e o corte nos benefícios apenas acentuou esse cenário.
Sem imagem de perfil

De LG a 21.10.2019 às 07:49

Ponto prévio: o que aconteceu em Alcochete foi uma viragem, por muita "razão" (veja razão com muita latitude) que as claques tivessem em estar chateados, o que fizeram não tem desculpa pelo que causaram ao clube. Violência nunca foi solução para nada
Por isso, ver as claques a dizer que só fazem o que fazem por amor ao clube...Menos, muito menos. Fazem o que fazem por amor ao seu status quo

Posto isto, e devido ao que aconteceu a Alcochete, os apoios já deviam ter terminado. Relembro que a direção d"o maluco", "aquele que não se pode dizer o nome", anunciou, no dia após o final da taça, a suspensão de todos os apoios às claques. Essa medida foi posteriormente revogada pela Comissão de Gestão, naquela célebre conferência de imprensa em que Sousa Cintra e Torres Pereira apareceram ladeados dos líderes das 4 claques. Isto tudo está mais do que documentado.

Posto isto, a medida da direção é muito arriscada. Em primeiro lugar, estão a dar a ideia que toda (ou quase toda) a contestação é obra das claques.
Segundo, se Alcochete foi um ponto de não viragem, referido no comunicado de ontem, porque é que demoraram tanto tempo a tirar-lhes o apoio?
A ideia que fica? Assim como as claques apoiam enquanto o dinheiro continuar a pingar, também fica a ideia que o dinheiro vai continuar a pingar enquanto as claques não se atreverem a contestar. Não foi o episódio de Alcochete que retirou o apoio, não foi a contestação aos jogadores, foi a contestação à direção.

Quinta-feira vão estar reunidas as condições para A tempestade perfeita. E parece-me é que vão ver que a contestação não se limita às claques", a minoria ruidosa.
(de notar também mais uma entrevista vergonhosa de Hugo "dá a cara" Viana ao jornal oficial do regime),
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 08:13

Tanta "ginástica" que o caro faz para não parecer o que na realidade é: oposição a tudo e mais alguma coisa que é feito pela actual Direcção.

Os apoios foram retirados às claques pelo lunático após a final da Taça?... Deve ter passado despercebido!

A situação das claques é triste e lamentável, agravada postura de sportinguistas como o caro.
Sem imagem de perfil

De LG a 21.10.2019 às 08:42

Tanto não passou despercebido que o Rui o referiu aqui. Vá ao histórico do blog de maio de 2018.
Como estávamos no final da época, só deu para se aperceber nos jogos de futsal

Mas como depois veio a comissao de gestão "em defesa das claques", ficou tudo bem, lavando Alcochete.

"A situação das claques é triste e lamentável, agravada postura de sportinguistas como o caro."
Mais uma vez o digo, se as parvoíces que digo aqui têm esse efeito, o Sporting está muito pior do que eu pensava.

Rui, o que é que acha que vai acontecer caso o futebol não embale para uma série de muitas vitórias seguidas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 08:48

O estado do futebol profissional é de facto problemático, mas tem de ser tratado totalmente separado do caso das claques.

E não obstante alguns erros que a actual Direcção tenha cometido, fazer oposição em função de resultados desportivos nunca resolveu seja o que for. Aliás, para uns quantos, até agrada, porque serve de pretexto para acentuar a oposição que fazem desde o primeiro dia.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.10.2019 às 08:51

Rui,

https://www.publico.pt/2018/05/21/desporto/noticia/sporting-suspende-apoios-a-juventude-leonina-e-pede-audiencia-urgente-a-antonio-costa-1830819

Não passou despercebido a ninguém. Apenas a ti que sempre odiaste BdC a memória fica seletiva quando ele faz alguma coisa de bem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 11:06

"Quando ele fez alguma coisa de bem"... após o evento de Alcochete que só foi possível pelo próprio?

Deve estar a brincar, decerto!!!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.10.2019 às 11:17

Ainda está por provar em tribunal se ele foi o responsável por combinar com aquela gente toda a ida lá, meu caro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 11:27

Há muitos acontecimentos factuais que nunca chegar a ser comprovados em Tribunal. Não me estou a referir a isso.

O que aconteceu foi precipitado pela sua conduta enquanto presidente do Sporting e só foi possível, no mínimo, com a sua anuência.

Negar isto é equivalente a negar a existência do Sol e da Lua.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2019 às 08:18

Por mim as claques eram erradicadas dos clubes, mas não acredito que esta decisão tenha sido minimamente pensada. Ao cortar o apoio a umas claques e manter o apoio a outras parece-me óbvio o que vai acontecer: os membros da JV/XXI vão passar para as outras, continuando a fazer o que bem entenderem. No estrangeiro sempre que há problemas com adeptos o clube emite um comunicado a informar que os vai identificar e banir (ou já os baniu). Neste caso isso não vai acontecer, portanto eles vão continuar a ir aos jogos como sempre. Espero estar errado, e que esta medida tenha sucesso, ou seja, que o Sporting seja o primeiro grande a viver sem claques. Seria um gigante passo em frente, e só teria vantagens!!! SCP/SLB/FCP vão ser *automaticamente* melhores clubes a partir do momento em que acabarem com as claques. Agora falta saber há vontade/capacidade para levar as palavras deste comunicado até ao fim. Se tal acontecer, o que é pouco provável devido à cultura portuguesa, será uma grande vitória para o SCP.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 08:18

Se não se identificar como compete, nenhum outro comentário seu será publicado.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 21.10.2019 às 09:22

Tivesse sido "para Inglês ver" ou não, BC suspendeu os apoios aos GOA.

Não tardou muito que SC desfizesse tudo isso e realizasse a famigerada reunião/CS com as 4 claques e tudo voltasse ao normal.

As claques servem para apoiar, não para criticar ou tentar fazer cair uma direcção.

É inadmissível o que tem acontecido porque não há razões objectivas para o fazer - má gestão, derrotas etc, não justificam essa postura.

Há muito por onde criticar esta direcção, mas neste assunto específico tem toda a razão e o meu apoio.
Sem imagem de perfil

De Paulo Matos a 21.10.2019 às 09:46

Uma medida corajosa e que vai por certo adensar mais o clima hostil existente por esta altura.
Lamentável, a comparação que se faz por agora quando a anterior direcção tomou medidas semelhantes, após a final da Taça. Aí, tratou-se de uma medida populista, com o sentido de retomar algum crédito, após o que aconteceu na Academia.
Neste caso, a medida é impopular, pois a contestação não existe só pela claques. Logo, é uma medida que se impunha há muito, e que o actual presidente não teve à espera do tempo correcto. Se o Sporting dava apoio às claques e estas não o faziam convenientemente, fez bem em retirar-lhes o apoio. Varandas, ao contrário de outros, faz o melhor para o Sporting, não contemplando se isso o vai afectar, ou não.
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 10:24

Concordo plenamente com a decisão do clube, no entanto considero que o "timing" foi o pior possível e uma vez mais a comunicação foi/é muito deficiente.

Mas vamos retroceder um pouco:

Após o ataque à Academia e após vários dias pressão, por forma a "mostrar trabalho" e a "descolar-se" dos eventos, BdC anunciou a suspensão dos apoios à JuveLeo, sendo que não havendo mais jogos na época, esta suspensão era apenas para "Inglês ver".

Com a chegada da comissão de gestão, Sousa Cintra, surpreende ao "perder tempo" com um dossier que não era prioritário e até faz uma conferência de imprensa com as 4 principais claques do SCP onde é dito e reafirmado o total apoio do clube e SAD às claques.
Quem gere, por vezes tem de dançar com os anjos e outras vezes com o Diabo, no entanto considero que Sousa Cintra "abusou", principalmente porque ele sabia bem que "estava a prazo".

Com a eleição de Frederico Varandas, o assunto das claques ficou "mais ou menos esquecido", até porque, as próprias claques também estavam a viver a sua crise, em especial a Juve Leo, muito dividida entre os apoios a BdC e ao próprio Mustafá que se encontra detido e que "gere" a claque desde o interior da prisão (algo que não é novidade).

E se a "paz podre" entre Juve Leo e CD foi passando mais ou menos despercebida, veio ao de cima a fricção quando o SCP anunciou os novos protocolos para esta época, em que era notório que "as claques" (ou algumas pessoas das claques) perdiam um dos seus principais "ganha pão". Houve até comunicados das claques, mas ninguém ligou...

Depois disso, a contestação foi aumentando, e para "ajudar à festa" o SCP está a fazer uma época miserável, o que dá a "desculpa" perfeita para as claques contestarem ainda mais... e pior... este CD tem um grande problema de comunicação e em vez de se remeter ao silêncio, fala... e fala muito mal...

Mas chegou a um limite... e acções têm de ser tomadas...
Concordo com o CD neste comunicado...
No entanto isto pode ser a "morte" desta Direcção... Decidiram tomar uma posição de extrema força, de extremo conflito, no momento em que estão mais frágeis... e eles sabem-no... dai apelarem aos sportinguistas, que os "apoiem", nesta decisão...

Infelizmente e tendo em conta o momento do futebol, não sei se o "adepto comum" está para tomar partido nesta guerra, e receio bem que Varandas tenha declarado uma guerra, sem antes contar espingardas.


Da minha parte terá o apoio que lhe puder dar, não por Varandas, mas sim pelo SCP, pois está mais do que na hora de afastar estes interesses nefastos do clube por forma a que se dei-a espaço a quem realmente sabe viver o desporto
.

Nota final: a comunicação continua um desastre... este comunicado é um exemplo disso... além dos erros iniciais, fala demais... por exemplo, refere que um dos motivos para a rescisão é o não pagamento de valores em data acordada, quando ainda "só" passaram 10 dias do final do prazo... isto depois do SCP ter feito comunicados contra alguns "fornecedores" que lhe exigiram valores relativo a dividas beeeeem mais vencidas... não havia necessidade... estes "detalhes" apenas "atiçam" a fogueira e o SCP está longe de precisar de mais gasolina...
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 21.10.2019 às 10:38

100% de acordo e já que refere a comunicação, deveria haver mais cuidado e não referir datas como 31 Junho, porque o mês só tem 30 dias.
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 20:15

Esse foi logo um dos erros iniciais detectados... e não sendo a primeira vez, nem a segunda, que o SCP emite comunicados com erros grosseiros, a pessoa responsável pela publicação, já devia ler e reler o texto 10x antes de o tornar público. É que sabem bem que hoje em dia se pega por tudo e por nada, e estes erros nos comunicados eram completamente evitáveis.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 20:34

Ainda bem que há quem se preocupa com estes "importantes" detalhes. Na realidade, cometeram mais um ou dois que anda ninguém comentou.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 21:01

Agora fui eu... queria dizer "ainda".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 20:49

A título de curiosidade, onde está escrito "31 de Junho" ?
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 22:39

Estava no 1º comunicado que saiu no site do SCP... minutos depois foi substituído, já corrigido com 31 de Julho, no entanto o "gozo" já circulava nos habituais meios de propaganda anti-sporting.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.10.2019 às 11:22

Rampante,

Concordo com o que escreves.
Mas a força dos contestatários vai ser sempre maior agora. Até porque o tal "apoio" que o presidente pede significa o quê? Não chamar nomes ao presidente nem exigir a sua demissão? Isso já nós fazemos. Que é que querem que façamos mais? A equipa que ganhe jogos que a força da contestação vai logo começar a diminuir.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 11:29

De vez em quando a verdade sai cá para fora... "isso já nós fazemos"!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.10.2019 às 11:34

Oh Rui,

Começo a ficar irritado com a má vontade.
Na frase "Não chamar nomes ao presidente nem exigir a sua demissão? Isso já nós fazemos" escolhes ignorar a palavra "Não" que está lá escrita com todas as letras. Que irritação, fonix !!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 12:44

Tem razão Mike, peço desculpa. À pressa, como é o meu usual, passei por cima da frase.
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 20:21

Mike Portugal,

é difícil neste momento estar do lado de uma direcção que tem tido decisões que são difíceis de aceitar, no entanto este é um momento critico... para mim e no meu entender, neste momento, não tomar partido pelas claques, já é um grande apoio... depois desta (mais uma) tempestade, há de haver tempo para criticar a direcção por forma a que eles nos ouçam...

Pior são aqueles que "vão com o vento" e que fruto dos maus resultados, agora irão colar-se às claques, não percebendo que claques e competência/incompetência da Direcção são 2 problemas completamente distintos.
Sem imagem de perfil

De MAV a 21.10.2019 às 11:29

Um comentário meritório do Rampante ou seja sem agenda critica muito do que está mal com esta direção de Varandas comunicação timing etc tudo no ponto. Ou seja um comentário de autor não de hipocrisia para agradar.
Sem imagem de perfil

De José Lima Curral a 21.10.2019 às 11:53

Estou consigo Rampante. Atitude corajosa do CD, como já tinha sido a de cortar os apoios escandalosos. Por muitos erros que tenham sido cometidos, não podemos negar o mérito destas decisões. Cabe a todos nós sócios do Sporting demonstrar que não toleramos violência, nem arruaceiros. Já passámos por muito mais do que merecíamos. É tempo de cortar o mal pela raiz. E temos que estar todos unidos nesse propósito. Caso contrário o Sporting vai ficar sempre refém das claques e da minoria de arruaceiros que as manipulam. E fez bem o CD ao reclamar a intervenção do Estado na erradicação deste flagelo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 12:48

Também é o meu pensamento, muito embora haja gente a querer associar os resultados desportivos com esta intolerável situação.

São duas questões distintas e uma não justifica a outra.
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 20:27

Caro José Lima Curral,

por acaso tem se falado pouco do pedido de intervenção do governo e neste ponto digo com toda a frontalidade que o SCP deve não só pedir, como exigir intervenção activa.

O Estado tem feito muito pouco para controlar o fenómeno desportivo em todas as suas vertentes obscuras (violência, lavagem de dinheiro, apostas desportivas, etc...)... a actuação do Estado é sempre de uma leveza quase invisível e em momentos pouco certeiros... Bem sei que mexer nos interesses do Desporto é mexer nos interesses políticos, mas está na hora de ser o Estado a "sujar as mãos" e tendo em conta que se findou agora um ciclo eleitoral, não existe melhor timing que este.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 13:34

Caro Rampante,

A realidade é que não timing ideal para estas coisas, muito porque as tomadas de decisão são forçadas por circunstâncias fora do controlo de quem de direito.

Era inevitável que acontecesse, fogueira ou não, e esperar por um ciclo menos turbulento seria apenas adiar o grave problema que já anda a ser adiado há algum tempo.

Diria um qualquer cínico. vamos esperar por outro evento semelhante a Alcochete?... Já esteve mais longe...
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 20:33

Amigo Rui Gomes,

para mim o timing ideal teria sido logo imediatamente a seguir ao jogo do Rio Ave em que houve confrontos entre claques depois das mesmas já terem tido uma atitude vergonhosa durante o jogo...
Mas se "esperavam" que os ânimos arrefecessem, então depois do que se passou na AG é que era inevitável...

Para mim Sábado já foi tarde... demasiado tarde.
Sábado esteve mesmo à beira de se tornar um novo Alcochete.

Quem anda por esta "net fora", já antecipava o que ia acontecer e para quinta já se prepara mais do mesmo mas em dose redobrada.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 20:59

Só lamento que os julgamentos de Alcochete sejam tão morosos. Uns quantos destes artistas, mesmo que não sejam os mesmos, há muito que precisam de serem "encostados" à proverbial parede.
Imagem de perfil

De Rampante a 21.10.2019 às 23:08

Infelizmente considero que nada de valerá os julgamentos de Alcochete, tal como de nada servirá os "encostos"... dai ser urgente o Estado tomar medidas.

Porque digo isto?
Existe um documentário já com uns anitos, penso que da RTP, acerca das claques, com ênfase na história do Fernando Mendes e outros... dai se percebe que muita da história actual da Juve Leo, até se escreveu através do "núcleo" da juveleo da cadeia do Linhó, fundado por Mustafa enquanto detido no inicio deste século. Ou seja, a cadeia serviu não para punir, mas para juntar e radicalizar ainda mais estes "artistas"... dai que eu tenha muito pouca esperança, que umas férias no "ió" seja a solução para o quer que seja.

Na minha humilde opinião, só uma intervenção Estatal de força, pode acabar com esta "porca miséria", é que, relembro, muitos destes artistas que hoje ouvimos falar, são exactamente os mesmos que já se faziam notar nos anos 90 e 2000 e entre interdições, prisões, multas, pulseiras electrónicas e bastonadas, muito pouco resultou..
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 21.10.2019 às 14:57

100% de acordo, péssimo timing de comunicação/decisão e francamente nãos ei se neste momento foi a melhor opção, parece-me mais deitar gasolina para apagar fogos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 15:11

Difícil seria o Paulo Salcedas aprovar alguma coisa. Muito mais fácil é criticar, muito em especial quando não se sabe fazer melhor e não se tem responsabilidade alguma.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 21.10.2019 às 15:19

Caro Rui Gomes, a minha responsabilidade como sócio e adepto é participar ordeiramente na vida do clube e pagar as minhas quotas, critico quando acho que o devo fazer e francamente o amigo não me conhece nem faz ideia se posso fazer melhor ou não.
Eu percebo, é sempre mais fácil atacar o mensageiro do que a mensagem, é uma estratégia, muita gente a usa, até na política....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 15:23

Não há estratégias algumas da minha parte, essas reservo para a minha vida pessoal. O Sporting é importante mas não é tudo.

Aos anos que ando nisto, já não tenho a mesma tolerância para a mentalidade sportinguista, com intrigas em cima de intrigas, conspirações em cima de conspirações. Muito, quase tudo, em função dos resultados do futebol.
Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 21.10.2019 às 10:37

Estar a comparar o que BdC fe na altura e o que a atual direcção fez agora, é quase como comparar alhos com bugalhos! BdC fez o que fez quando já via o tapete a fugir-lhe debaixo dos pés. BdC foi o grande culpado de tudo o que resultou no ataque a Alcochete, como continua a ser um dos grandes culpados por grande parte da contestação que se vive hoje no SCP. Estou à vontade para o dizer porque desde a primeira hora fui um acérrimo opositor do personagem e dos seus métodos.
Relativamente à atual direcção, e que apesar de não ter votado em Frederico Varandas tem todo o meu apoio, imagino que o seu trabalho não deve ser nada fácil. O que se passa nos bastidores, deve ser tremendo, com os grupos oposicionistas, desde os Ricciardis ao BdC, a minarem o caminho a toda a hora e a todo o instante, esquecendo-se do que verdadeiramente interessa, o SCP, em detrimento dos seus projectos pessoais.
É isto que me entristece ao ver no que o nosso clube se tornou, uma casa onde ninguém se entende, e onde alguns parecem pretender fazer do nosso Clube um entreposto financeiro para negócios pessoais. Talvez se aplique até a observação que a ex-deputada Ana Gomes fez ao nosso rival no que a lavagens diz respeito.
Voltando ao tema das claques, gostaria de saber qual a posição que o IPDJ vai tomar ou já tomou. Ver comportamentos como aqueles que as imagens televisivas mostraram é vergonhoso e merece uma acção forte do ponto de vista disciplinar. Não é só andarmos aqui a apontar o dedo aos outros que não estão legalilzados. Não. Deveríamos ser o exemplo e começar por limpar a nossa casa. Essas pessoas estão a mais no desporto, seja ele qual for. Talvez seja necessário aplicar medidas fortes, como as que forma tomadas em Inglaterra relativamente aos hooligans, nomeadamente às horas dos jogos estas pessoas deveriam apresentar-se nas esquadras mais próximas e desse modo ajudar a limpar o ambiente nos recintos desportivos.

Saudações Sportinguistas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 12:46

Subscrevo na íntegra, caro Jorge Pereira.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 21.10.2019 às 10:40

Subscrevo integralmente a excelência do comunicado, quer quanto à forma e fundamento, quer quanto aos princípios.
Dito isto, registo a minha gratidão ao Dr. Varandas - Presidente Coragem, e restantes membros dos O.S..
Os vândalos e desordeiros expulsos, não fazem falta e apenas prejudicam.
Com esta medida, volto a equacionar a entrada para sócio do meu neto e talvez da minha esposa.
O Sporting só tem a ganhar e o País fica mais limpo de bandos ou seitas que se alimentam do clube.
Estes grupelhos, bem tentam arregimentar e arrastar pessoas para o lado do descontentamento v.s. futebol, mas reconhecendo-se que não estamos bem, a maneira desrespeitosa, ordinária, violenta e de permanente coação e condicionamento é que está a ser erradicada e expurgada.
A pretensa confusão lançada, já não cola para a grande maioria dos sócios a bem do nome, estabilidade, credibilidade e prestígio do Sporting.
Creio que agora, os seus vis e soezes comportamentos, passam para a esfera de competências, controlo e actuação das autoridades.
Identificação e detenção desses elementos responsáveis pelos desmandos, e ações civis e criminais colocadas pelo Sporting nos fóruns judiciais competentes.
Os sócios são os únicos com poder e o dever, de dar combate a estes energúmenos.
Força Sporting.
Quinta-feira lá estarei para apoiar o meu Amor - o Sporting Clube de Portugal
SL
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 21.10.2019 às 11:02

Oh Rumo Certo, confesso que começo a ter dificuldade em ler os seus posts. Não poderia dizer a mesma coisa sem um nivel tão grande de bajulação ao presidente? Sinceramente parece que está apaixonado pelo homem...
Sem imagem de perfil

De Jorge a 21.10.2019 às 11:48

Os tipos da youngnetworks ainda assim eram menos óbvios...
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 21.10.2019 às 12:09

Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 21.10.2019 às 12:14

Rumo Certo, Ventos Favoráveis... Ah ah ah. Seria de rir à gargalhada não fosse ter sido o meu clube a ser eliminado pelo todo poderoso Alverca da Taça de Portugal, e termos um presidente tão incompetente que nem sequer se deu ao trabalho de ir ver ao zero zero se o Jesé era extremou ou avançado centro quando o contratou.

Há por aqui pessoal que me fazem lembrar o ministro iraquiano que propagava aos sete ventos que estava tudo sob controlo e tudo a andar sobre rodas e as bombas a caírem lá atrás. Menos...muito menos...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 12:56

Meu caro,

Se a sua única fonte é o Zerozero, está muito limitado quanto a informação.

O Jesé poderá não ser aquilo que desejamos, mais alguns jogos esclarecerá, mas se consultar o currículo dele verificará que ele já jogou como avançado e extremo esquerdo, logo a partir da sua formação no Real Madrid.

Não obstante a "poesia" do outro leitor - está no seu pleno direito - o desaire de Alverca e outros resultados menos agradáveis não justificam de modo algum o comportamento das claques e outros arruaceiros do género. Não reconhecer isso é equivalente a estar ao nível deles.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 21.10.2019 às 15:02

Realmente caro Rui Gomes e aqui para nós, a posição do Jese em campo é irrelevante, normalmente quando joga jogamos com um a menos....
2 milhões por um músico, tá bom :)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 15:14

E é o fim do Mundo por causa disso?
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 21.10.2019 às 15:22

Claro que não, essa decisão e outras nem fizeram nada, a equipa tem montes de soluções.... é só escolher....
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 21.10.2019 às 14:59

Rumo Certo.....
Blá blá blá..... whiskas saketas.....
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 21.10.2019 às 19:59

Tem o meu apoio Sr. Ventos, os cães ladram e a caravana passa.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 21.10.2019 às 11:05

Á margem disto, pelos vistos está-se já criar um movimento para a destituição de FV.

Apesar de eu ser muitas vezes crítico de algumas decisões desta direcção - acho isso completamente ridículo.

Um má planificação da época - não pode significar uma destituição e se for á frente espero que os sócios rejeitem essa hipótese, até porque não vejo qualquer alternativa válida.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 12:58

Esse e outros "movimentos" já estão em planificação há muito por obra dos conhecidos opositores e restantes críticos.

Os resultados desportivos apenas servem como munição acrescida.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 21.10.2019 às 11:51

Acho que se generaliza muito neste assunto das claques. Não as demonizo e acho que fazem falta. Com regras definidas e para cumprir, não para inglês ver como habitualmente e muito menos para serem muitas vezes o braço armado das Direcções.
Mas o clássico chavão “não levo a minha família ao Estádio por causa das claques” nunca falha e FV sabe.

A verdade é esta: Varandas não aceita criticas, é revanchista e os apoios ás claques acabaram simplesmente porque contestaram o Presidente no jogo de futsal. Sendo as claques um alvo fácil, Varandas espera congregar apoios nesta nova frente e, já agora, que a bola comece a entrar a ver se o pessoal se esquece dos Jesés e outras trapalhadas do homem do “fácil, fácil”.

O problema disto tudo é que toda esta época foi demasiado mal preparada e isto não vai lá demonizando aqueles que, sendo sempre os mesmos e com o mesmo comportamento, só agora, depois de contestado, FV se apercebeu que eram um problema…. depois de 13 ou 14 meses na presidência e não sei mais quantos anos enquanto médico do clube.
Esta medida a ser tomada era logo após a tomada de posse e não quando vê os apoios todos a irem embora depois do evidente amadorismo na constituição do plantel. E aí faria sentido falar em Alcochete . Assim é só para acicatar os ânimos e salvar o respectivo.

PS: Vou ficar atento aos novos espectadores em Alvalade agora que não há esse risco das claques.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 21.10.2019 às 12:03

Sim o timing não é o melhor. Vai parecer mesmo "vingança" por tudo o que se está a passar. Não sei se isto vai melhorar ou piorar o ambiente, temo que fique a ferro e fogo. Só mesmo Silas e a equipa podem por termo a isto!.. Se a bola não entra, vai ser guerra civil.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 13:02

Quem ler o seu comentário poderá ficar com a ideia que a sobrevivência do Sporting depende das claques.

Na realidade, elas é que têm sobrevivido á custa do Sporting, a troco do barulho que fazem nos recintos desportivos. Chegou a um ponto, no entanto, que a sua conduta é extremamente prejudicial para o Clube, e não me refiro apenas ao evento de Alcochete.

Clubes de futebol noutros países sobreviveram sem estes arruaceiros - nem todos, mas a maioria - e o Sporting também o fará.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 21.10.2019 às 14:16

Acho que mais ninguém , excepto você, concluiu que eu acho que "a sobrevivência do Sporting depende das claques" a partir do que escrevi acima.

Também acho que se mete no mesmo saco as cupulas dessas claques e os membros normais quando dá jeito à narrativa.
FV diz que foi da JL, se percebi bem quando o Fernando Mendes era o lider (cabecilha se a fonte for a Cofina...os outros têm lideres, nós temos cabecilhas :-D). É justo por os dois no mesmo patamar?

Clubes de futebol noutros países têm adeptos com uma postura totalmente diferente da nossa. Se na quinta as claques decidirem boicotar o jogo, aquilo só deixará de parecer um velório, se passar a parecer um funeral.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 21.10.2019 às 14:55

Olhe que até haver claques (1976?), os campos de futebol enchiam e não se pareciam nada com funerais ou velórios. Os jogos eram bem emotivos.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 21.10.2019 às 15:05

1976 foi há 43 anos...
Na quinta falamos...

Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 21.10.2019 às 20:20

A direcção tomou a decisão certa. Há limites para a arruaça. Se 5.ªF continua, talvez. Pelo menos não estão a dar dinheiro a estes javardos ! Em Inglaterra resolveram o problema dos hoolings. Portanto cá também é possível.
Sem imagem de perfil

De JCR a 21.10.2019 às 23:12

Não as demonizo...os bandos de criminosos, que são as claques, são piores que o DIABO!!!

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo