Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Consideração do Dia

Rui Gomes, em 22.08.16

 

simeone.jpg

 

Diego Simeone - técnico argentino do Atlético de Madrid - reaviva uma velha discussão ao referir o que ele considera ser a necessidade de existir um novo paradigma para o futebol a nível mundial. Na sua opinião, nada deve obstar a que os melhores treinadores acumulem o trabalho diário nos clubes com o cargo de selecionador dos respectivos países.

 

Para o efeito, não está directamente em causa o actual trabalho de Fernando Santos com a Selecção Nacional, assim como o de outros seleccionadores, dado que o argumento de Simeone visa um cenário global de futuro, porventura num enquadramento que também lhe permitiria orientar a Argentina.

«Já me questionei muitas vezes porque é que Guardiola não orienta a selecção de Espanha, Mourinho a de Portugal, Pellegrini a do Chile, Klopp a da Alemanha e Ancelotti a de Itália. Muitos treinadores, porventura os melhores, não podem orientar as seleções dos respectivos países.

«Não é positivo que assim seja. Temos de procurar soluções para nós, que queremos treinar os melhores clubes do mundo e também as nossas seleções. Pode ser que em breve seja possível».

 

A ideia não deixa de ter mérito, mas é evidente que a sua complexidade exige ponderação profunda, com os clubes a terem uma palavra muito importante no assunto. Só a FIFA poderá iniciar uma discussão neste sentido e não é de esperar uma solução a curto prazo.

 

publicado às 12:05

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 22.08.2016 às 12:33

Nesta não concordo com o Simeone.... acho que não é boa politica misturar os interesses dos clubes com os da Selecção.
Vamos imaginar que o Simeone treinava a Argentina e poderia convocar vários jogadores do Atlético Madrid? não ficava numa posição estranha? eu defendo a separação de cargos, cada macaco no seu galho....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.08.2016 às 14:01

Está a analisar a questão de forma muito linear e simplista. Até parece que Simeone tem uma dúzia de argentinos no Atlético de Madrid e que, mesmo assim, não tem integridade para fazer uma escolha objectiva, do mesmo modo como outros selecionadores que já treinaram clubes e continuam de algum modo associado a eles, nem que seja por simpatia clubista.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 22.08.2016 às 14:35

Em determinados contextos até admito que poderia ser uma solução a adoptar.... no caso português, acho que não tem sentido misturar o que é a identidade de uma Selecção Nacional... a Selecção Nacional tem de ser uma instituição acima dos interesses corporativos dos clubes!
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 22.08.2016 às 14:53

Eu por acaso até ....concordo.

Um treinador de uma seleçao é e será sempre mais um selecionador que treinador , um treinador pode perfeitamente juntar as duas tarefas , tem o handicap da disponibilidade de deslocar e ver directo os jogos dos potenciais selecionáveis mas que com os videos ultrapassa-se esse problema.

Terá obviamente a sua vida mais preenchida quando nas eliminatórias da seleção mas disponibilidade total nas fases finais dos torneios.

O calendário das seleções está ajustado aos campeonatos o que permite tempo ao treinador selecionador , reparem no momento das seleções os grandes clubes treinados pelos grandes treinadores ficam nessas 2 semanas desfalcados de quase toda a equipa titular ficando a treinar os suplentes .

É una questão que melhor trabalhada poderá ter a sus lógica de possibilidade.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 22.08.2016 às 19:25

Boas,

esses argumentos foram os que o Mourinho utilizou aquando da sua entrada no R. Madrid que coincidiu com a "chicotada" na nossa Selecção e que tudo já apontava para uma entrada de mourinho na Selecção ao mesmo tempo que no R. Madrid. Disse a imprensa Madrilena na altura que Florentino só não aceitou porque tinha receio que o R. Madrid fizesse uma má época e depois houvesse "cobrança" dos adeptos em como o treinador estava a dar mais à Selecção que ao clube... além disso ter um treinador em Madrid a treinar jogadores que seriam da Selecção Espanhola e depois ele ser Seleccionador Português... bom... digamos que as pessoas poderiam não compreender que ele soubesse distinguir as coisas.

Para avançar esta ideia, teria de ser a nível global, por exemplo uma exigência em que todos os Países tivessem de escolher o seleccionador por entre os seus melhores treinadores e ser assim ele também "selecionável... o pior é que depois havia guerra de clubs (imagina os adeptos do SLB se o seleccionador Tuga fosse o do SCP, ou visse versa)... confusão, confusão, confusão... além disso supostamente um seleccionador hoje em dia é mais que Seleccionador da equipa A (não sei se será mesmo assim, mas OK eu finjo que acredito!)...

A ideia na minha opinião é boa e até teria pernas para andar, vivêssemos nós num mundo perfeito... como não vivemos é impossível de aplicar a menos que queiram ver, confusão, confusão, confusão!

Fortes Rugidos
RR
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 22.08.2016 às 19:31

Mas as confusões que descreve e muito bem elas seguem igual da forma actual.

As escolhas do Fernando Santos nas convocatórias foram bem criticadas e mais ainda quando escolheu o onze para os primeiros jogos do europeu em que face aos resultado sof´riveis e á crítica lá mudou felizmente a tempo.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 22.08.2016 às 21:34

Simeone, passou-se dos carretos !!!
Olhou só para o seu umbigo(interesse)

Nao é verdadeiramente possível conciliar os dois cargos, ponto !!!!...Se ele algum dia chegar a Seleccao vai de certeza concordar comigo :)))
Ou ele acha que é só convocar e já está!!!!

A pergunta é : porque nao deixa ele entao o At.Madrid para ir para a seleccao??.....
Porque nao o fez também o Mourinho??....

P.S. Eu também nao entendo porque o Presidente nao pode ser Primeiro-Ministro LOOOOOOOOLL!!!
E mais a sério........Para que e porque ele precisa tantos assistentes no clube??

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo