Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




0E4502257680CE964FCB18C11C4D06978BC41542458D5FFDEB

A derrota frente ao LASK Linz, já foi debatida até à exaustão, com as mais desvairadas análises. Não é esse aspecto que quero abordar. Não acrescentaria nada de novo. Quero antes escalpelizar o evidente aproveitamento que se encontra por detrás dessas análises. O aproveitamento oportunista dos cobardes brunistas, que aproveitam qualquer desaire para desestabilizar o Sporting, e desaparecem quando o resultado é positivo, e que nunca é demais desmascarar. De tão recorrente não merece mais uma linha. Mas o aproveitamento dos profissionais da análise desportiva na comunicação social, merece alguma reflexão.

 O desporto surgiu como uma componente deveras essencial da formação do ser humano. O desporto, e especificamente o futebol, transformou-se num espectáculo/negócio, que vive, que explora a componente lúdica da vida, dando aos seus espectadores a ilusão que os distrai das agruras do dia a dia. 

Nada a dizer, se isso não se tivesse tornado numa alienação, que muitas vezes é colocadao como a grande prioridade da vida, coisa que não deve ser. Tudo é relativo. Em última instância podemos viver sem futebol, mas não conseguimos sobreviver sem "pão".  Muitas vezes não mexemos uma palha para melhorar as condições de vida , mas gastamos energia e tempo com resultados de futebol, como se fosse a coisa mais importante do universo. 

Vem isto a propósito da monumental discussão que se gerou à volta do resultado do Sporting vs LASK Linz como se fosse um caso de vida ou de morte. Relativizando as coisas é apenas um jogo de futebol. Neste jogo como noutros, há um vencedor e um vencido. É essa a sua essência. E não há equipas cem por cento vencedoras. E não há humilhação de quem perde, e vangloriação de quem ganha. Se fosse esse o princípio já não teria razão para existir.

images.jpg

Quem segue as análises que se fazem a seguir aos jogos, vê muitas vezes, ditos jornalistas - que considero "abutres" da comunicação - criando um espectáculo fora do espectáculo, dramatizando-o. Estes "abutres" do jogo falado, vivem à custa do futebol. Televisões, rádios, jornais dedicam horas e horas a discussões inúteis, que não acrescentam nada de positivo. O que produzem de concreto para bem da humanidade é zero. 

Sobre o resultado do dito jogo, usaram até à exaustão a palavra humilhação. É, na minha opinião, um termo desapropriado. Humilhar é "rebaixar ou tratar desdenhosamente, abater ou submeter". Num jogo de futebol, ganha-se ou perde-se, e tanto se ganha ou perde pela diferença de um, como de cinco.

Todas as equipas, e os seus adeptos, querem ganhar, mas outras tantas têm que perder. Num jogo de futebol ganha-se para marcar pontos, para conquistar provas, não se joga para humilhar. Quem quer humilhar são estes "abutres". Não costumo entrar em teorias da conspiração, mas parece que essa essa palavra não é utilizada de forma inocente. O FCP, por exemplo, perdeu em casa com um adversário, teoricamente muito mais fraco, e não vi na comunicação social, qualquer análise com idêntico significado.Conclui-se que no Sporting é fácil bater. O exemplo parte de dentro. 

P.S.: O que modestamente considero jornalista é o que relata o que se passa em campo, mesmo com a natural subjectividade. Esse jornalismo desportivo dos velhos tempos, adaptou-se aos tempos actuais, comportando-se como "catedráticos" e donos da verdade.

publicado às 04:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


32 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 06.10.2020 às 07:48

A palavra "humilhar" foi usada devido ao resultado ser tão desproporcional relativo à qualidade das equipas. Porque não é habitual o SCP perder por 4 nas competições europeias.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 11:48

Mike,

a palavra "humilhar é usada para humillhar, e criar impacto com resultado em audiências ou vendas. No CM é norma. Nos outros nem por isso.

Por outro lado, um jogo de futebol é sempre imprevisível. Não faltam exemplos de jogos em que os teoricamente mais fracos ganham aos mais fortes. Neste jogo em concreto ganhou quem foi melhor em campo, naquele momento.

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 06.10.2020 às 11:54

Não está em causa o mais fraco ter ganho. Está em causa ter ganho por tantos golos de diferença.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 06.10.2020 às 12:04

Tivemos ainda este fim de semana, dois resultados completamente desproporcionais em Inglaterra é futebol acontece, se fosse no Sporting provavelmente estaríamos aqui a discutir que kloop deveria ser despedido, salah deveria ser vendido. O Sporting tem uma equipa jovem que precisa de ser trabalhada, se não fosse o andarmos sempre de mão estendida a precisar de dinheiro, não somos os únicos basta ver o Porto, e de nós adeptos estarmos sempre uns contra os outros, esta equipa com mais dois anos era um caso sério.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 06.10.2020 às 12:13

Mas para mim não deixa de ser humilhante para o SCP, perder desta maneira com uma equipa bem inferior. Se já foi humilhante quando levamos 2 goleadas do Bayern há uns anos atrás, quanto mais com uma equipa que nem um grande na europa é.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 14:32

Sinal de ok para Fúlvio Amaral, e não para Mike, com o qual tenho de divergir no que diz respeito à utilização do termo humilhar.
Sem imagem de perfil

De J. Correia a 06.10.2020 às 23:15

No Sporting nunca há dois anos de paciência.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 12:40

Não foi objectivo de te texto analisar o jogo e as suas peripécias. Foi chamar a atençao para a relatividade das coisas, Está no texto, e não me vou repetir. Mas já que continua a bater na tecla da diferença de golos, levanto as seguintes questões. Qual era o resultado aquando da expulsão do Coates? Se jogássemos com a equipa completa até ao fim como seria o resultado?

Um jogo são noventa minutos, e tem uma história. O resultado final é o que fica no registo, mas, na análise do mesmo, esquecer as circunstâncias é distorcer a verdade. E deixo de parte as circunstâncias vividas no Clube, nas semanas anteriores.
Sem imagem de perfil

De RCL a 06.10.2020 às 09:06

Perder a eliminatória da Liga dos Milionários para o PAOK.
- Normal?
E os 5x0 há três anos do Basileia.
- Ocorrências do futebol, ou como diria Chalana :"é futebol".
Mais do que abutres são avençados, defendem o salário.
SL
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 06.10.2020 às 10:10

Tem razão, deve haver um universo paralelo onde a eliminação do Benfica, pelo PAOK, foi considerada como normal, e nada dissecada pela comunicação social....
Sem imagem de perfil

De RCL a 06.10.2020 às 10:47

Robbie
Estou a criticar os cartilheiros, não tem a ver com o Benfica. Um jogo de futebol são 11(+substituições) para cada lado. Martelar as derrotas do Sporting até à exaustão tem uma finalidade.
Não sei se voce já era nascido, o grande Benfica europeu com Coluna, Eusébio , etc. levou 5xo do Borrússia , a vida continuou.....
SL
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 06.10.2020 às 10:58

Claro que após qualquer jogo, seja uma derrota copiosa ou uma vitória retumbante, a vida continua. Mas é natural que nos dias a seguir, as coisas sejam comentadas. Hoje comenta-se tudo até à exaustão, mas isso é verdade para todos os lados, não me parece que seja uma perseguição direcionada. É um facto que a eliminação do Benfica, com o PAOK, foi má, foi supresa e provocou um rombo no que estava planeado. Assim como nunca será normal o Sporting perder por 4-1 em casa, nem que fosse com o Barcelona, quanto mais com uma boa equipa, mas não um tubarão. Do que tenho visto do Sporting, fico com a sensação que é uma equipa que está a crescer, e vai melhorar com o tempo, teve precalaços na pré-época que não se ultrapassam por magia. A melhoria física do Pote e do Nuno Santos, vai trazer mais "magia" ao meio campo, só me parece que não tem centrais com qualidade/caracterísiticas para o tipo de jogo que o Amorim pretende, e aqui um treinador tem duas hipóteses, consegue ir buscar jogadores para o seu modelo de jogo, ou adapta o modelo de jogo aos jogadores que tem....a minha experiência de treino não é nesta modalidade, e foi sempre ao nível da formação, pelo que sempre me habituei a adaptar aos jogadores que tinha....o que também é um exercício bem interessante.
Esses 5-0 do Dortmund não me lembro, mas só nasci em 66...
Sem imagem de perfil

De AMF a 06.10.2020 às 17:58

Foi 5-1 e não foi com Eusébio e Cª.
Foi em 75/76 e jogavam Humberto Coelho entre outros

A vida continuou mas os benfiquistas ficaram com uma grande azia...lá isso ficaram.

https://www.futebol365.pt/jogo/56089/
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 11:58

RCL,
Tocou no ponto fulcral, defendem o salário. O futebol negócio criou esta espécie de "lupen proletariado" que vive nas suas margens.Não questiono a utilidade dos que trabalhadores que transmitem os jogos ou os relatam. Questiono os "analistas" que após os jogos gastam horas a pôr em causa o que se passa em campo. Bem disse Rubem Amorim, aos jogadres: "não leiam jornais".
Sem imagem de perfil

De Rui a 06.10.2020 às 23:12

Assim eles lhe tenham dado ouvidos.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 06.10.2020 às 10:40

Bom dia, tal como escrevi em post anterior (que foi apagado), infelizmente há adeptos que se preocupam mais com o que é dito nos jornais/televisões do que propriamente com o que se passa no seu clube.
Este post é exemplo disso mesmo.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 12:24

Paulo Salcedas

O que é que se passa no Clube? Tentando adivinhar, o que é sempre falível, perdeu um jogo de futebol. E depois, acabou o mundo? Como adepto também prefiro ganhar sempre, mas sei que isso é uma impossibilidade.

Há quantos anos o Sporting não ganha um campeonato? Porquê. Porque há outros que nesse período foram melhores. E quantas direcções estiveram no Clube? Para usar a expressão de um humorista, os clubes são como os interruptores, "umas vezes estão para baixo, outras estão para cima". Podia dar imensos exemplos; vou dar apenas um, e recente: Manchester United. E depois, que é isso tem de humilhante.

Preocupa-me o que é dito nos jornais no aspecto em que sobrevalorizam o futebol como o essencial da vida humana. Não é. Gosto de ver futebol como espectáculo, ponto. Gosto mais de ganhar que de perder, a derrota entristece-me, enquanto reacção emocional, mas racionalmente tenho de a aceitar como normal.

E aceito-a independentemente das direcções transitórias. Mas há quem não consiga ter essa coerência. Temos pena.

Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 06.10.2020 às 12:42

Caro Nação Valente:
Aceitar as derrotas toda a gente aceita (uns mais, outros menos) também ninguém acha (muito menos eu) que o mundo acaba quando se perde ou que temos que ganhar sempre, só quem não souber o que é o futebol é que pode pensar assim, portanto essa conversa pra mim não serve rigorosamente de nada, é como chover no molhado.
Mas o que os sócios e adeptos querem é atitude, garra, motivação, saber mudar o que está mal, seja num jogo seja no clube e infelizmente temos visto muito pouco disso e já lá vão dois anos. O jogo mal conseguido é apenas mais um episódio. Lamento, não sou pessoa de relativizar erros crassos, atitude exige-se e não passividade como foi vista (por exemplo) nesse jogo, não está em causa o resultado, está em causa acima de tudo a falta de atitude.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 13:24

Paulo Salcedas,

Nesta vida cada escolhe as suas prioridades. Gosto de futebol e de outras modalidades, mas não estão nas minhas prioridades.

Vou usar um lugar comum. Criticar é fácil, difícil é fazer. De fora da barricada também posso ditar sentenças, mas não quero, nem devo.

Não vão vão dois anos para mudar o que está mal, vão vinte, ou até mais. reduz a sua análise, aos últimos dois anos. Enfim, é lá consigo.

Mas há uma coisa que não faço, alinhar com aqueles que desrespeitam o meu Clube, sejam quais forem as motivações.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 06.10.2020 às 13:49

Comentar, criticar, apontar erros é desrespeitar?
Por favor, seja sério, o caro é bem capaz de melhor que isso...
Depois de 5 anos desastrosos exigia-se outra atitude, outra linha de atuação e planificação, mas o que se vê é trabalho em cima do joelho, que depois dá no que dá.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 14:44

A crítica além de fácil é livre. Pode criticar o que quiser e como quiser. Fica com a sua opinião, eu fico com o direito de discordar. Não sou nem mais nem menos, que qualquer outro.

Na minha perspectiva,as suas conclusões são sempre as mesmas: atacar esta direcção, umas vezes com razão, outras nem por isso, porque generaliza o que não é generalizável. Coloca uma dúvida no meu espírito. Afinal quem é que não é sério?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.10.2020 às 14:07

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 14:53

Antes que este comentário vá para o caixote do lixo, que é onde deve estar, deixe-me fazer-lhe uma confissão: passei a minha vida a formar pessoas no sentido amplo, como muitos outros. Quando leio o que aqui escreveu admito que falhámos, no que diz respeito ao civismo.

Primeiro, não me conhece para me colocar etiquetas. Segundo, se discorda do que escrevo, rebata com argumentos. Não se esconda atrás do insulto. Terceiro, tenha coragem de se assumir e dizer quem é.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.10.2020 às 23:37

Muito bem caro Nação Valente!

Apaguei porque merecia, com diz, e antes de ver a sua resposta. Fica a ideia, no entanto.

Estes energúmenos são sempre cobardes. Insultam no anonimato.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 06.10.2020 às 11:14

Portanto o Sporting ficou em 4º lugar, e diz o Nação Valente que existem sportinguistas que se aproveitam dos maus resultados, e que o futebol é ganhar e perder…… pois os factos apontam para uma das piores épocas de sempre com a não qualificação para as competições europeias, e portanto se os sportinguistas não criticassem este facto, o Sporting Clube de Portugal estaria morto e ao nível da exigência de um Belenenses.
Não sei se é este o exemplo que querem seguir, e se o comodismo e a complacência são o que pretendem para o clube, mas gastar 12M num treinador para ficar em 4º lugar e falhar todos os objetivos a que se propunha não é aceitável, e se quem lidera o Sporting não percebe que se governa o clube para os sócios e não para a Comunicação Social leva com criticas com as quais se calhar não gosta de ouvir, mas que se exige num clube que se diz Grande e que quer ter objetivos Grandes….. mas talvez seja como escrevi acima, comodismo e complacência parece ser o rumo do novo Sporting.
Sem imagem de perfil

De MAV a 06.10.2020 às 14:35

Este post só pode ser uma visão romântica do futebol que não existe actualmente. Muito menos no Sporting.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa" não se pode ficar pelo ganhar ou perder é desporto!!! Isso não é o Sporting não foi fundado para ser isso está na sua génese ganhar ganhar ganhar.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 15:01

MAV

Se há romantismo é neste comentário. Uma coisa são intenções outra são realidades. Futebol à parte, o Sporting é de facto "tão grande como os maiores da Europa". No futebol, especificamente, não é, nem nunca foi. Quem me dera que fosse, mas não passa de um desejo.

A visão romântica do futebol é que se pode ganhar sempre e a todos. A visão realista é a que temos. Quem tem mais dinheiro para investir, ganha mais vezes. E mesmo assim não ganha sempre.
Sem imagem de perfil

De MAV a 06.10.2020 às 15:25

Lamento mas não entendeu.. claro que não se pode ganhar sempre e não somos os maiores da Europa e nunca poderiamos ser devido ao facto de o Sporting estar em Portugal, e devido ao futebol hoje em dia ser negócio de Milhões.
O que quis dizer é que com a grandeza do Sporting não pode perder com o Lask e ser normal ... isso não é o nosso destino como clube. Sei que tenta defender a todo o custo esta direcção mas isso não pode tirar ambição cada vez que aparece um resultado negativo
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 16:01

Primeiro equívoco: não defendo esta direcção, defendo o Sporting. Se fosse outra direcção que actuasse dentro da lei (Estatutos) defenderia da mesma maneira, nas mesmas circunstâncias.

Segundo equívoco: A grandeza não ganha jogos. Ganham-se dentro do campo. Perder com o Lask pode não ser normal em teoria, mas o que conta é na prática. Podia dar imensos exemplos de derrotas com clubes. se calhar inferiores ao Lask.
Quando ganhámos a Taça das Taças eliminámos o colosso Manchester, com cinco a zero no segundo jogo. Éramos superiores? Teoricamente não, mas nesse jogo fomos. É a imprevisibilidade do futebol.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 06.10.2020 às 16:01

Portanto, perdemos em casa 1-4 contra uma equipa praticamente desconhecida na Europa. a 4ª ou 5ª maior derrota de sempre da história do Sporting em casa, que poderia ainda ter sido maior e para si a derrota não foi humilhante ? Já agora eramos humilhados quando ? Se tivéssemos perdido por 8 ? Sinceramente...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.10.2020 às 16:23

"Humilhar é "rebaixar ou tratar desdenhosamente, abater ou submeter". Num jogo de futebol, ganha-se ou perde-se, e tanto se ganha ou perde pela diferença de um, como de cinco".

Num jogo de futebol, ou de outro desporto qualquer, não se ganha para rebaixar o adversário. Quando se ganha por 1 ou por 8, ganha-se ponto. Ganhou-se porque as oportunidades do jogo assim o permitiram. Já perdemos por 7 e não considero que fomos humilhados, da mesma forma que quando ganhamos por 5 ao Manchester, ou 7 ao Benfica não os humilhamos. Não é essa a minha visão do desporto. nem foi criado para humilhar, mas para formar.

Quem transporta para um jogo de futebol termos desapropriados, são os "parasitas" do futebol e não os atletas, que se respeitam como artistas e profissionais. Agora há a quem dê jeito seguir o a lenga lenga e o interesse dos "parasitas". Muito sinceramente.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo