Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ng5781417_png (2).jpg

 

A Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga decidiu arquivar os inquéritos relativos às denúncias do Sporting sobre as ofertas do Benfica aos árbitros. Eis o teor da decisão:

«A oferta sub judice ingressa no conceito de ofertas de mera cortesia, lembrança entregue por ocasião dos jogos (sempre no final dos mesmos e na presença de delegados da Liga) a todos os agentes de arbitragem e delegados da LPFP intervenientes, de modo generalizado e indiferenciado e admitido na regulação desportiva vigente.

As ofertas do Benfica constituem um montante bastante inferior aos 300 euros indicados nas regras dos árbitros. O Kit Eusébio poderá chegar ao valor de 59,90 euros, a que acresceria, caso fosse usado, o voucher para quatro refeições (30 euros por pessoa) no valor de 120 euros, num total de 179,90 euros.

O valor de 200 francos suíços referido nos autos do Sporting como limite para as ofertas foi alterado para 300 euros com a entrada em vigor do normativo da UEFA a partir de setembro de 2014, o que explica que nos jogos dessas competições o Benfica entregue não só aquele 'kit Eusébio' e os vouchers, como alguns artigos adicionais, contendo-se ainda assim dentro do montante admitido.

Ainda, a queixa do Benfica sobre as declarações de Bruno de Carvalho, não atingem o patamar da dignidade disciplinar. É assim porque tais declarações assentam num facto principal que corresponde à verdade, não tendo nunca sido afirmado que correspondiam a práticas de corrupção.»
 
A Sporting SAD reagiu formalmente à decisão da Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga, sublinhando que não era esperada outra decisão. Eis o comunicado do Sporting:

«Infelizmente pelo próprio decurso do inquérito promovido pela Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga, pelas questões colocadas, nomeadamente aos árbitros, e pela condução da inquirição no que diz respeito ao Presidente do Sporting Clube de Portugal (que, no momento certo, irá pelo mesmo ser revelada), não era expectável outra decisão diferente da que hoje foi conhecida.

4137_1c84bb79fe2b8de578af9c071d5a10f4.pngInfelizmente o Futebol Português parece continuar a querer ser reconhecido na Europa como um excelente formador de talentos, uma nação com Clubes de dimensão europeia mas um dos países com piores práticas de futebol.

O Sporting Clube de Portugal irá recorrer da decisão hoje conhecida e não serão estas tomadas de decisão, que prejudicam gravemente o futebol, que irão demover o nosso Clube, em todas as instâncias necessárias, para a penalização de quem comete actos como os ora mencionados (relembramos que se trata da oferta de 1120 jantares por época a árbitros, delegados e observadores) e para a modernização, credibilização e dignificação do Futebol que, decisões como esta ou a criação de conceitos inexistentes como o de “dolo sem intenção”, não permitem.»

 

publicado às 04:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


64 comentários

Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 29.01.2016 às 11:57

Aqui lhe passo o que escreveu Rui Gomes na resposta a um outro leitor

"Tem lugar a aplicação do processo sumaríssimo quando com recurso à reprodução de imagem televisiva e às declarações escritas da equipa de arbitragem se verifique que a equipa de arbitragem não sancionou conduta que constitua risco grave para a integridade física dos agentes ou grave atentado à ética desportiva exigida aos intervenientes no jogo, desde que se demonstre que a equipa de arbitragem não tenha observado e avaliado essa conduta e desde que a sanção aplicável não determine a suspensão da actividade por período superior a um mês".

O que se entende que Carlos Xistra nesse lance do Fejsa nao sancionou como teria que sancionar , numa açao de alto risco de intergridade física do Adrian,
Fejsa devería ter levado o cartão vermelho ditecto e sançionado com jogos de castigo.
A mim nao me interessa quem apresenta o protesto do clube , mas sim o seu teor , justificável e com razão na exigencia de coerencia na aplicação da justiça.
Sem imagem de perfil

De js1974 a 29.01.2016 às 15:20

Pois mas infelizmente neste caso o xistra observou e sancionou, por muito que nos custe eu acho que nesse caso do fejsa não há nada a fazer porque o regulamento não diz que tendo observado ou sancionado de forma errada. E infelizmente a regra que aqui transcreve encaixa no processo ao Slimani, tendo em conta o que vem na CS o jorge sousa diz que nem ele nem nenhum membro da equipa de arbitragem viu, logo ficou demonstrado "que a equipa de arbitragem não tenha observado e avaliado essa conduta".
Se isto custa aceitar? Claro que sim, mas os regulamentos são assim.
Eu entendo o seu ponto de vista, mas se se fosse como defende também infelizmente João Mário contra o Braga deveria ter visto o vermelho, mas o árbitro viu e sancionou da forma que entendeu no momento, por isso nada se pode fazer. Assim como por exemplo maxi pereira poderia ter visto vermelhos em vez de amarelos, eliseu idem, samaris idem, fejsa idem, etc. Mas infelizmente à luz dos nossos regulamentos nada se pode fazer e Octávio Machado deveria saber isto em vez de fazer as figuras que fez só envergonhando o Sporting. Agora que eu acho que não nos devemos calar, claro que não porque isto só vem demonstrar a capacidade de influência que o rival tem dentro de determinadas instituições que deveriam ser isentas.
Devemos é sempre usar argumentos válidos e nunca deixar que sejamos gozados como temos sido por causa disto, porque à luz dos regulamentos os nossos argumentos não são válidos e convenhamos que nós sócios pagantes suportamos em demasia estes dirigentes para cometerem erros de amador.
Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 29.01.2016 às 16:48

Se nada dissermos , se nada fizermos , se nada reclamarmos quando temos razão então tudo seguirá eternamente na mesma.....

Se algo está errado como é neste caso temos que unir-nos e reclamar , insistir na reclamação , a maior força estará sempre do lado da razão , não podemos é ficar indiferentes e assobiar para o lado , todos os sistemas que se alimentam da corrupção reinam e sobrevivem no meio das desuniôes de ideias e na apatia das vitimas, até ao dia que dissermos todos juntos ....BASTA!!!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo