Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vou sair da minha zona de conforto, para abordar um assunto, que desde o início desta época desportiva, tem sido recorrente, aqui no Camarote e nas redes sociais. Sabendo que estou a ser politicamente correcto, considero que se trata de “perseguição” a Paulinho, que se tem vindo a tornar numa espécie de bode expiatório, que tem que pagar por ter sido, nessas abordagens, muito caro. Fosse ou não, foi comprado, e é um activo do Clube.

Que fique claro. Paulinho foi um desejo de Rúben Amorim, desde que foi para o Sporting. Quando a equipa estava na senda das vitórias, muito graças ao trabalho de Amorim, a Direcção fez um esforço significativo, para lhe fazer a vontade. O jogador chegou durante a época anterior e exceptuando um período em que esteve aleijado, foi titular da equipa, colaborando para a conquista do campeonato. Convém lembrar, que foi o autor do golo que confirmou a celebração do mesmo.

Screenshot (274).png

Paulinho não é um Messi, nem um Ronaldo, que curiosamente marcam muitos golos, e nem são pontas de lança, de acordo com as novas dinâmicas de futebol. Mas é, um bom jogador, e com algum historial de marcação de golos. Por outro lado, tem demonstrado que sua a camisola e que lhe é exigida uma missão que vai para além de um mero ponta de lança, transportando jogo e tabelando. Tem falhado golos? E para além dos que falha, a razão porque não marca mais, merece de per si, uma análise. Por outro lado, quem não os  tem falhado? Pedro Gonçalves? Jovane? Nuno Santos? 

Vamos excluir Paulinho? Quem joga naquela posição... Tiago Tomás? Sporar que teve as suas chances e não convenceu, nem sequer em Braga, e não é aposta do treinador. Pedro Marques, está a fazer o seu crescimento e foi emprestado. Quem resta... Luiz Phillipe? Onde está outro ponta de lança? No mercado? Ouço falar de Slimani, como o salvador da pátria. O facto é que depois de sair do Sporting, não tem historial de relevo. E para além de custar muito em salários, não interessa ao Rúben Amorim. Será que os treinadores de bancada, sabem mais que os especialistas?

Com toda a sinceridade, não consigo ver nestes ataques continuados a Paulinho, qualquer racionalidade.Vejo reacções deveras emotivas, muitas pautadas por análises distorcidas, e ideológicas. Paulinho nunca foi bem aceite por certos adeptos. O facto de não ter marcado muitos golos, deu motivação aos contestatários. Paulinho deve marcar mais golos? Não há dúvida. Então, em vez de contestação, precisa de apoio. Parafraseando uma frase aplicada a um outro jogador, “deixem jogar o Paulinho”.

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


53 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 30.08.2021 às 10:12

O post não deveria ser deixem jogar o Paulinho, porque jogar ele joga, o que não acontece é marcar golos.....

Tem de ser dito que o Paulinho é a contratação mais cara da História do Sporting, foi um pedido expresso do treinador, portanto existe uma pressão associada que é inerente ao valor da transferência e ao facto de jogar no campeão nacional. Quem joga para títulos joga sempre sobre pressão e portanto tem de se habituar à pressão e às criticas se quiser ter sucesso.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2021 às 13:45

Schmeichel,

Paulinho joga porque é essa a vontade do treinador, mas não me lembro, pelo menos nos tempos mais recentes, de haver tão grande contestação, alguma orquestrada, a um jogador. Daí o título do post.

Rúben Amorim já disse que insistiu na sua contratação, não apenas como marcador de golos, mas porque desempenha outras tarefas. Por outro lado, todos os profissionais estão sujeitos à pressão, desde que dentro dos limites razoáveis. Não é o que acontece. Por outro lado, não sou porta-voz do jogador, nem sei como encara as críticas, mas tenho a convicção que as aceita naturalmente. Agora, não há nenhum ser humano, por mais forte que seja, que não se deixe afectar pela pressão, especialmente se injusta e desproporcionada.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 30.08.2021 às 14:12

Nação Valente,

Se quer responsabilizar os adeptos pela pressão mediática, comece por criticar o Amorim, porque foi ele quem iniciou a pressão com a conversa do Paulinho e mais 10....

Outro argumento em que dizem que ele joga muito bem com a equipa, eu não vejo essa ligação, vejo sim um jogador que tem qualidade mas não é um fora de série, e pagámos muito caro por ele...... como é evidente quem custou 16M por 70% tem de corresponder com golos, foi precisamente para isso que o contratámos.

Quem joga no Sporting tem de aguentar a pressão..... a pressão não vai diminuir, ela vai aumentar ao longo da época com os jogos Champions, portanto tem de ser o Paulinho a responder com golos e não virem pedir menos pressão, porque a pressão não irá desaparecer bem pelo contrário.
Sem imagem de perfil

De MAV a 30.08.2021 às 14:55

Penso que está equivocado Paulinho não veio para fazer 30 golos veio para fazer a equipa ganhar. Aliás Paulinho não é um "Pinheiro " neste sistema nem Bas Slimani,Liedson marcava mais de 20 golos a jogar a 9. PAULINHO no Sporting é um facilitador de jogo não um AV que espera cruzamentos das alas. E mesmo que Paulinho fosse um equivoco RA têm muitos créditos para gastar
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2021 às 16:00

Schmeichel,
se leu o que escrevi de forma global, devia ver que não critico os adeptos pela pressão mediática, mas por concentrarem as críticas num jogador. Os outros dez, também falham, também fazem más jogos, e não vejo esse tipo de crítica sistemática.

Quando se tem como estratégia o colectivo, e não a mera soma do indvidual, tem de se concentrar a crítica no colectivo, porque se onde vai um vão todos, quando perde (ganha) um perdem, (ou ganham) todos.

Em relação à questão do custo, foi o que se conseguiu após longas negociações, por ser um pedido persistente do treinador. Como já afirmei muitas vezes, mais que os golos serem marcados por A ou B, interessa que sejam marcados. E que no jogo colectivo, todos colaborem.




Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo