Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Foto Filipe Amorim.jpg

 

Assim que terminou o jogo com o Belenenses em Alvalade, Bruno de Carvalho apressou-se para o seu bilionésimo post no Facebook. Escrito a quente, procurando aliviar as costas de responsabilidades, colocou-se na pele do adepto desiludido e atirou-se ao treinador e aos jogadores. Nem o futsal escapou. Como se não fosse ele o presidente do Clube, pediu desculpa aos sportinguistas, ao mesmo tempo que sacudiu a água do capote. Os erros são dos outros.

 

Depois de quatro anos de “cultura de exigência”, de muitas voltas olímpicas aos estádios e de variadas entrevistas aos jornais, ocorreu a Bruno de Carvalho que pode ficar com a carne, enquanto os outros roem os ossos. Não pode, porque, no regime que instituiu no Sporting, é ele o primeiro responsável. Isto consta nos seus programas eleitorais e em inúmeras dissertações suas sobre o funcionamento do Clube. É ele que tem de dar a cara se a época foi mal preparada, se houve fracasso na generalidade das contratações e se as promessas de vitórias ficaram todas pelo caminho.

 

No Sporting não existe alguém com autonomia de funções e pensamento próprio que faça a ligação entre o presidente e o treinador. Que tenha autoridade e conhecimento, simultaneamente. Por exemplo, não há um director desportivo de facto, com competência funcional, que apoie a Direcção na análise e na responsabilização de decisões. Não é necessariamente mau, muitos clubes funcionam assim, mas isso coloca Bruno de Carvalho no topo da cadeia de responsabilidades pois é a figura omnipresente e omnipotente.

 

Tudo se complica quando se sabe que ele é absolutamente desconhecedor da realidade e dos meandros do futebol. Que esse desconhecimento é agravado pelo deslumbramento e pelo convencimento pessoal. Mas, ainda fica pior, quando nele há um invulgar sentido de irresponsabilidade e de ausência de capacidade de autocrítica. Ao fim deste tempo todo, o presidente ainda não percebeu que tem de organizar o futebol do Sporting. Nem percebeu aquilo que correu mal e que tem de ser corrigido. Ninguém consegue tapar o sol com uma peneira.

 

Mais uma vez, Bruno de Carvalho vem para a rua gritar que “tudo tem de ser diferente na próxima época”. Na verdade, nada adianta gritar muito alto, se não preparar o Clube para vencer. Ainda vai ser pior do que aquilo a que estamos a assistir este ano. No Sporting, percebe-se que é volátil tudo o que foi feito nestes quatro anos, que nada resiste a um abanão. Não há estrutura, não há resiliência. Não há estratégia, não há projecto. Tudo é efémero, tudo muda à velocidade da luz, apenas permanece a “luta contra tudo e contra todos”.

 

Em casos assim, quando as coisas correm mal, cada um procura salvar a pele e fugir para longe dos problemas. Continuando desta forma, como tem acontecido até agora, no próximo ano, por esta altura, os sportinguistas estarão confrontados com o espectro de eleições antecipadas. Ou porque já foram marcadas. Ou porque terão de ser marcadas. É que esta rotina de gabarolice e de prosápia, seguida de fracasso e de pedido de desculpas, conduz sempre inevitavelmente ao desastre.

 

publicado às 12:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


42 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Silva a 09.05.2017 às 19:15

Quem vai despedir o bdc é o Jesus.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 09.05.2017 às 19:45

Não sei, mas pode acontecer que o Jesus "provoque" a queda de BdC. Isso é verdade!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo