Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




D7Q6eDSWsAAE0Ar.jpg

A distribuição das receitas dos direitos televisivos na Premier League não tem paralelo no mundo do futebol, com números que nos deixam boquiabertos.

A imagem reflecte os valores pagos relativamente à época 2018/19, em libras.

A exemplo, o clube que mais recebeu foi o segundo classificado Liverpool = 152,425,146 milhões de libras, que ao câmbio de hoje vale 172,674 milhões de euros.

Torna-se ainda mais espectacular verificar a verba que chegou aos cofres do 20.º e último classificado Huddersfield Town = 96,628,865 milhões de libras, que é equivalente a 109,456 milhões de euros.

Salvo meia dúzia de galácticos no resto da Europa, é impossível competir com este incrível nível de receitas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:55

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De antonio a 24.05.2019 às 12:26

Sim mas olhe que alguns desses clubes demonstram um nível competitivo demasiado mediocre para esse tipo de receitas !
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.05.2019 às 12:51

A competitividade de cada clube é uma outra conversa e envolve um vasto leque de factores.
Sem imagem de perfil

De Sel a 24.05.2019 às 12:36

Caro Rui Gomes, é preciso deixar claro que estes valores não são "as receitas" do clubes ingleses, são a parte da receita que corresponde aos direitos televisivos. Ainda é preciso juntar outros tipos de receita. E juntando todas as receitas por exemplo o Manchester United fica com um valor superior ao do Liverpool em cerca de 50%, o que é significativo.
Agora olhemos para esse assunto de uma outra maneira: em vez de uma distribuição tão equitativa das receitas televisivas, suponhamos uma distribuição mais parecida com o que se faz noutros países. Clubes como o Manchester United, o Manchester City, o Arsenal e o Chelsea receberiam ainda mais dinheiro das receitas televisivas e, então sim, eles ficariam com orçamentos muito superiores e começavam a destacar-se de outros grandes clubes europeus, tais como, Real Madrid Barcelona, Bayern e Juventus, por exemplo. Será que os clubes não ingleses aceitariam "brincar às Ligas de Campeões" com os ingleses?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.05.2019 às 12:50

"Distribuição das receitas dos direitos televisivos na Premier"

Não é claro suficiente ?

Obviamente que há outro tipo de receitas, mas no contexto deste post apenas se documenta os direitos televisivos.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 24.05.2019 às 12:50

É a diferença de um campeonato equilibrado e justo... Um modelo que se insiste ignorar para proveito de poucos, em prejuízo de outros muitos.
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 24.05.2019 às 14:03

Um campeonato equilibrado? É tão equilibrado como o português.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 24.05.2019 às 16:25

Claro que sim, no campeonato português até existem 6/7 potenciais vencedores e tudo. Tirando os 2 últimos anos, é uma competição muito mais equilibrada do que qualquer outra na Europa. E foi logo buscar a liga correta para comparar, a liga portuguesa, onde só existem 2 "verdadeiros" potenciais vencedores e o resto com claras deficiências competitivas ou factores externos condicionantes já à mais de 10 anos...
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 26.05.2019 às 01:41

No campeonato inglês a diferença entre o 1º e 2º foi de 1 ponto, no português foi de 2 pontos…
No campeonato inglês a diferença entre o 2º e o 3º foi de 25 pontos (!), no português apenas 11…
No campeonato inglês o 1º teve uma diferença entre golos marcados e sofridos de 72… a mesma que no português!
No campeonato inglês o 2º teve uma diferença entre golos marcados e sofridos de 67… no português foi apenas 54!
No campeonato inglês o 3º teve uma diferença entre golos marcados e sofridos de 24… no português foi 39!

No campeonato inglês o antepenúltimo somou 34 pontos e teve 24 derrotas, no português 32 pontos e 18 derrotas…
No campeonato inglês o penúltimo somou 26 pontos e teve 26 derrotas, no português 28 pontos e 20 derrotas…
No campeonato inglês o último somou 16 pontos e teve 28 derrotas, no português 20 pontos e 20 derrotas…

Há assim tanta diferença de competitividade interna nos dois campeonatos, apesar da enorme diferença de orçamentos?

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo