Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

nicolau-santos-opiniao-73be.jpg

Este campeonato ficou decidido no Estádio da Luz, no jogo entre o Benfica e o Sporting, que os encarnados venceram por 2-1, apesar de terem sido dominados durante grande parte dos 90 minutos. E pelo despedimento do treinador do Braga, José Peseiro, na semana seguinte. Eu já explico.

 

Houvesse videoárbitro a funcionar no dia daquele Benfica-Sporting e outro galo cantaria. Mas o árbitro Jorge Sousa, ao não assinalar duas penalidades a favor do Sporting – e na sequência da primeira, o clube da Luz, num rápido contra-ataque, marcou o primeiro golo – determinou quem seria o campeão este ano.

 

Já sei que vai cair o Carmo e Trindade por causa desta afirmação. Mas o certo é que o mood leonino mudou a partir daí. Convenhamos que até essa altura havia dois candidatos ao título: Benfica e Sporting. O FC Porto nunca mostrou estofo de campeão e Nuno Espírito Santo, enredado em várias indefinições, não conseguiu jamais que a sua equipa tivesse o killer instinct que faz os verdadeiros campeões e que matam os jogos quando eles têm de ser mortos e que não desperdiça oportunidades de recuperar pontos quando elas surgem. Foi assim todo o campeonato e, só por isso, o FC Porto não merece ser campeão.

 

Voltemos, portanto, a esse dia 11 de dezembro de 2016. Pois bem, depois de uma primeira parte repartida, na segunda parte o Sporting menorizou o Benfica, encostou-o às cordas, fez dele um clube pequeno e de bairro, a defender, defender, defender, o Ederson a voar para aqui, a voar para ali, os adeptos a roer as unhas e em taquicardia, o Bas Dost faz o 1-2 e aí o Benfica entrou em desespero, não conseguia respirar, não saía do seu meio-campo, e o Jorge Sousa a não ver nem as duas mãozinhas do Pizzi, nem o bracinho direito do Nelson Semedo – mas a cinco minutos do final o genial Jorge Jesus tira o Bas Dost e mete o André e finalmente o Benfica descansou; sempre na retranca, mas descansou e depois festejou como se tivesse ganho o campeonato.

 

Sem-Título.jpg

 

E fez bem. Foi lá que o ganhou. O Sporting, em vez de sair um ponto à frente do Benfica se tivesse ganho, saiu com cinco de atraso. E a mossa foi tão grande no estado psicológico dos jogadores do Sporting, o desânimo e o sentimento de injustiça foram tão pesados, como se houvesse forças poderosas que sempre se movem contra o clube nos momentos decisivos, que na semana seguinte a equipa voltou a perder por 0-1, desta vez em casa e contra o Braga, que tinha acabado de despedir José Peseiro, substituído interinamente por Abel Ferreira, que por acaso tinha sido despedido da equipa B do Sporting por Bruno de Carvalho assim que este chegou a Alvalade, que colocou no seu lugar João de Deus, que como se provou é um treinador medíocre, que quase conseguiu colocar a equipa B a descer de divisão, foi despedido, apareceu a treinar o Nacional, que acabou na II divisão.

 

O futebol nem sempre tem lógica mas há coisas que têm toda a lógica.

 

Mas depois dos penáltis que Jorge de Sousa não marcou na Luz, a substituição de José Peseiro à frente do Sporting de Braga antes do jogo com o Sporting foi a segunda razão que decidiu o campeonato a favor do Benfica. É que com Peseiro como treinador, o Sporting ganharia com mais ou menos dificuldade ao Braga, atendendo a que Peseiro é conhecido e reconhecido como um magnífico “pé frio”, um homem que sabe muito de futebol mas nunca ganha nada e perde mesmo quando tem tudo a seu favor (Grrrr! Aquela final da Liga Europa perdida em casa com uns russos quaisquer, depois de na semana anterior termos perdido o campeonato na Luz, com um golo do Luisão em falta sobre o Ricardo, ainda me está atravessadíssima!).

 

Mas logo haviam de despedir o Peseiro antes do Braga jogar com o Sporting e de colocar o Abel Ferreira, que estava ressabiado com o Bruno de Carvalho, a orientar a equipa apenas naquele jogo. E bastou para o Braga nos ganhar em Alvalade por 1-0 – e em vez de cinco pontos de atraso, passámos a ter oito. O campeonato acabou aí para o Sporting, apesar de na segunda volta termos tido uma séria consecutiva de vitórias, culminada com a vergonhosa derrota de domingo contra o Belenenses, em casa e com muitas mulheres e crianças nas bancadas, que ficam desde já traumatizadas para a vida e prontas para a aderir a outro emblema que lhes garanta vitórias.

 

Resumindo e concluindo, o Benfica ganha este campeonato porque o FC Porto nunca mostrou que o podia vencer e ao Sporting lhe cortaram as pernas no jogo da Luz. Parabéns, pois, ao Benfica. É um campeão poucochinho, nunca entusiasmou, nunca fez um grande jogo, só tem dois jogadores de classe acima da média, o Jonas e o Ederson, o resto é assim assim e claro que uma equipa que tem como cérebro o Dumbo não pode ser uma grande equipa.

 

Mas pronto, levem lá a Taça e parabéns ao Rui Vitória, que segue o velho provérbio, segundo o qual se a vida te dá limões, então faz limonadas.

 

Para o ano cá vos esperamos. Ou melhor, para o ano é que é. Não sei o quê, mas para o ano é que é. Eu pelo menos acredito. E como disse o presidente Bruno de Carvalho, que vai no segundo mandato e que já conseguiu ganhar uma Supertaça, basta! Já não há paciência para tanta desgraça! Para o ano ou isto muda ou mudam os sportinguistas: de treinador – e de presidente! Queremos vitórias.

 

Estamos sedentos de vitórias. Alguma vitória que nos anime e nos encha de orgulho. Não, não queremos jogar muito bem contra o Real Madrid e perder lá e cá. Não, não queremos jogar muito bem contra o FC Porto e perder lá por 2-1. Não, não queremos encurralar o Benfica e perder na Luz 2-1. Não, não queremos mais desculpas.

 

Queremos ganhar, ganhar, ganhar – por nós, pelos nossos filhos, pelos nosso netos, pelos filhos dos nossos netos, pelos nossos avós, pelos nossos bisavós, pelos nossos tetravós. O que é que não perceberam?

 

 

Nicolau Santos, director-adjunto, jornal Expresso

 

 

Nota: É por de mais óbvio que o teor textual do escrito visa estimular debate. Enquanto esse debate for construtivo, a moderação do blogue não será activada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


57 comentários

Sem imagem de perfil

De Aracaçu a 15.05.2017 às 15:20

Caro Nicolau Santos,

Não podemos resumir uma temporada falhada do Sporting a 1 mero jogo, em que sim até podemos ter sido prejudicados, mas se fala que o FC Porto não mostrou estofo de campeão, o Sporting nem "meio-estofo" de campeão mostrou? Porquê? Uma equipa que realmente quisesse lutar pelo título até às últimas das últimas, no jogo seguinte faria 1 jogo de garra e vontade contra o Braga, que deve estar a fazer das piores temporadas com António Salvador ao leme do clube. Mas nada disso se viu. Reparem, estávamos em Dezembro e ainda faltava + de 1 volta p/ o término do Campeonato. O Sporting faz uma primeira parte de nível semelhante às que fez em 90% dos jogos neste campeonato, que foi entrar a passo e sem dinâmica, o facto do nosso ponta-de-lança não ter feito 1 mísero remate à baliza nesse jogo explica bem a falta de dinâmica que houve nessa partida, porque também não foi servido 1 vez em condições. E aí concordo, o campeonato terminou p/ o Sporting, que mesmo ganhando ao Braga teria margem nula p/ errar. Mas c/ a má construção do plantel por parte da equipe técnica e directiva, c/ um discurso gasto e s/ efeito de Bruno de Carvalho, continuando a recorrer à mesma oratória de outros anos (nada surpreendente), foi por de mais evidente que o Sporting se quedaria num 3º lugar, + próximo do 4º lugar do que do 2º que dá acesso directo à prova milionária.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 15:24

Argumentos válidos, mesmo que discutíveis.
Sem imagem de perfil

De Manuel Afonso a 15.05.2017 às 16:11

O futebol é um desporto fantástico por causa disto.
Consegue por uma pessoa culta, instruída, e normalmente racional, a discutir utilizando os mais básicos argumentos possíveis, alheio à mais clara das evidências.

O Sporting perdeu porque não reúne as mínimas condições para ganhar. E enquanto os sportinguistas acharem que as condições necessárias a ganhar passam pelo que os comentadeiros dizem nas Segundas à noite, pelos árbitros, pelos delegados, pelos observadores e todos os outros que não fazem mais nada na vida do que prejudicar o Sporting, tipo desporto nacional, não vão ganhar nunca.

O Luís Filipe Vieira disse no início dos seus mandatos que mais valia ter as pessoas nos lugares certos da liga e federação do que jogadores de qualidade.
Pois a pensar assim, fora o campeonato de 2004/2005, que ganhamos sem saber ler nem escrever, ganhamos BOLA.

Começámos a ganhar e a construir as fundações onde assentam os triunfos de hoje em 2009/2010, quando depois de feitos os investimentos necessários em infraestruturas de treino e de trabalho em geral, e depois de se recuperar a credibilidade económica, se começou a investir a sério na vertente desportiva, com a contratação de jogadores de enorme qualidade, igualando os orçamentos do Porto.

Tudo o resto são tretas para distrair os mais incautos.
Ganhar num ano qualquer idiota consegue.
Para ganhar sustentadamente são precisos anos de preparação, muito trabalho e muito saber.
Atalhos e "all in" dão sempre maus resultados, ou se preferirem, "a culpa é dos árbitros...".
Sem imagem de perfil

De sangueverde a 15.05.2017 às 18:36

Olhe que não, olhe que não. Acontece é que meter as pessoas influentes nos lugares certos, lugares esses que eram ocupados anteriormente pelo fcp, leva o seu tempo e só agora muitos anos depois LFV conseguiu alcançar seu sonho de ter as pessoas certas nos lugares certos, ou você é assim tão inocente que acha apenas um acaso do destino durante toda uma época apenas haver um, unzinho, um só jogador cumpriu castigo por atingir os 5 amarelos, primeiro lugar destacado, os segundos lugares neste particular ranking tiveram 9/10 jogadores a atingirem os 5 amarelos e isto este ano, pois ainda por lá andava o "fantástico" JJ, no inicio deste vosso bom ciclo e tiveram uma época em que por 14 vezes jogaram em superioridade numérica, penalties, bom nem vamos falar nisso, até porque teríamos bem pouco ( bem poucos penalties, bem entendido) para falar, mas é claro para si isto são tudo coincidências e o que conta são as infraestruturas de treino não é verdade. Pois digo-lhe eu que só mudaram as moscas no futebol português, o resto que por boa educação não vou nomear continua tudo na mesma, apenas as moscas antes eram do fcp, agora pertencem ao benfica.
Sem imagem de perfil

De Manuel Afonso a 15.05.2017 às 19:22

Sem dúvida. Sou eu que sou ingénuo. É o sistema. Tens toda a razão.
O Benfica manda nisto tudo. Eu estava só a ver se enganva os Sportinguistas, mas fui apanhado.
Não fosse o Benfica agora e antes o Porto, com as suas falcatruas, e o Sporting era sempre campeão.
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 15.05.2017 às 20:37

Mas quais são os lugares onde o Benfica tem os homens certos?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 21:25

Recomendo que não faça abordagem alguma a questões que o ultrapassam completamente para evitar fazer figura de "distraído" !
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 15.05.2017 às 22:32

Como é que o meu caro sabe que eu não domino o assunto??
O que eu sei é que não houve resposta há minha pergunta!!
Agora legitimamente fico com uma dúvida,sou eu que não domino este assunto,ou é o meu caro??
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 22:54

Há muitas coisas que me preocupam, mas posso garantir-lhe que as suas dúvidas não fazem parte desse meu leque de preocupações.
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 15.05.2017 às 23:51

Então não percebo a sua preocupação com o meu primeiro comentário.
Se ainda fosse para apresentar factos até entendia.
Assim,manifestamente não compreendo.
Um resto de boa noite.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.05.2017 às 20:28

Manuel Afonso
Sem imagem de perfil

De O Cid a 15.05.2017 às 15:37

Por mim não cai o Carmo e a Trindade. Vou ser muito sucinto e directo.
Houvesse vídeo árbitro no jogo Benfica Sporting e este teria agora mais três pontos e o Benfica menos três.
Houvesse vídeo árbitro no jogo Sporting Benfica e este teria agora mais dois pontos e o Sporting menos um.
Pena o Nicolau não ter visto este jogo, como viu o outro.
O que fez os jogadores do Sporting entrarem em mood depressivo não foi o jogo da primeira volta, por demais estão habituados todos os jogadores de todos os clubes, tanto a favorecimentos como a injustiças, mas sim verem o presidente do clube que representam cuspir, ou baforar para a cara do adversário, ouvirem o presidente do seu clube, depois de irromper balneário adentro increpá-los de chulos, verem u treinador culpá-los a eles por todos os desaires, vingar-se e tirar da equipa um jogador porque, /segundo treinador) não cumpriu com o guião, e por ai adiante.
O resto já o leitor em cima o explicou muito melhor do que eu.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 15.05.2017 às 15:44

Estes artigos, tal como alguns posts aqui publicados ultimamente, deixam-me descansado, enquanto Benfiquista. Brunistas ou oposicionistas, são todos Sportinguistas, são muito melhores a arranjar desculpas do que soluções. O pior é se aquilo um dia é comprado por alguém que não seja adepto, e passem a trabalhar a sério !
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 15:48

Claro que o deixam descansado, porque está a ganhar. Não é segredo algum o comportamento dos benfiquistas quando assim não é.

Aqui neste blogue, da autoria dos redactores, nunca leu DESCULPAS para as insuficiências do Sporting.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.05.2017 às 20:31

--" Não é segredo algum o comportamento dos benfiquistas quando assim não é."-- 1.000.000.000.000%

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 15.05.2017 às 15:50

Não considero que o Sporting perdeu o Campeonato por causa de um jogo com o Benfica e pela saída de Peseiro. O Sporting teve uma época frustrante (não foi apenas o Campeonato) porque não tem uma estrutura que sustente, que proteja, o departamento de futebol. Impera o amadorismo, o improviso, a desresponsabilização.

Bruno de Carvalho contratou um treinador, paga-lhe principescamente, e refugiou-se onde lhe interessa. Jorge Jesus só é relativamente bom, sozinho não faz milagres, e o descalabro tornou-se previsível em Dezembro ou Janeiro.

Abel Ferreira não foi despedido por Bruno de Carvalho “assim que este chegou a Alvalade”. Abel treinou com grande sucesso a equipa B na época de 2013-14, ficando o Sporting B em 6º lugar a 9 pontos do campeão, o Moreirense, e a 3 pontos do Penafiel, que subiram de divisão.

Sem imagem de perfil

De joao a 15.05.2017 às 23:51

Caro Zargo
E JJesus é um treinador inconstante... já reparou que ia num final de campeonato implacável e de repente... e isto sem nada a ganhar ou perder!!!
Se é do manter ou não? nisso não me meto.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 15.05.2017 às 15:53

E uma equipa que sabe ser equipa, que luta por objectivos concretos e não por sonhos cor-de-rosa avançados pelo parlapié do seu presidente e treinador, essa equipa sabe atacar, marcar e defender.
Como o fez, com todo o brilhantismo, o Benfica no jogo contra o Rio Ave.
Defender um resultado é ter a inteligência de saber respeitar o adversário.
Sem imagem de perfil

De antonio a 15.05.2017 às 15:57

Eu nem sei por onde pegar neste artigo. Acho de uma incompetencia sem igual um profissional de comunicacao escrever algo deste género. Se fosse meu empregado nao escrevia asneiras deste tamanho.

Isto é fanatismo. Nao saber reconhecer o mérito dos outros é fraqueza, falta de fair-play e pura inveja.

Umas perguntas para o autor:
1. Quem lhe garante que o jogo estava ganho se fosse assinalado penalti no lance do Pizzi?
2. E de outros lances em que o Sporting foi beneficiado nao fala porque?
3. Está a falar a sério no lance do Luisao com o Ricardo?
4. Quem lhe garante que o Sporting ficava à frente do Porto se o Benfica nao existisse?
5. O burnout dos jogadores (pobrezinhos) também explica as eliminacoes precoces das restantes competicoes?

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 16:00

Ele é fanático por ter opinião própria, certa ou errada, mas o caro António não é por só ver o ponto de vista "encarnado", hoje e sempre. Faz sentido !?!
Sem imagem de perfil

De antonio a 15.05.2017 às 16:17

Nao há qualquer fanatismo no meu comentário. Aliás posso até dizer que concordo com o facto de que o Benfica nao impressionou. Mas eu nao vejo futebol apenas para ser impressionado - para isso vejo outras ligas - mas para apoiar a minha equipa e ganhar títulos. Nao o faco retirando o mérito do adversário.

Nao há qualquer facto que sustente a opiniao do autor, a nao ser pura inveja e falta de fair-play. E o Rui Gomes sabe isso!

O meu ponto de vista é certamente encarnado, mas nao é fanático e pelo menos posso recorrer às regras do jogo para sustentar a minha opiniao - certa ou errada. E posso também recorrer à matemática para dizer que um campeonato de 102 pontos nao se decide na disputa de 6.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 16:46

Não diga o que penso ou sei. A opinião do autor do texto é muito dele e eu não me manifestei nesse sentido. Poderei subscrever algumas considerações, mas garantidamente não todas.

A realidade é que nunca saberemos o que poderia ter ocorrido. Todos os campeonatos têm fases decisivas e essa que o autor refere poderá ou não ser. Estas fases decisivas afectam umas equipas mais do que outras, porque a sua margem de vitória é menor.

O caro fala em factos, mas os únicos que conhecemos, em contexto, é que o árbitro decidiu o que decidiu e nada alterará isso.
Sem imagem de perfil

De figo a 15.05.2017 às 16:02

E JÁ AGORA , POR ONDE ANDA O PRESIDENTE ? FUGIU ESTRATEGICAMENTE ESTE FIM DE SEMANA ? NÃO HÁ NENHUMA VOLTA OLIMPICA PARA DAR ? É UM COBARDE NUNCA APARECE NESTAS ALTURAS SÓ QUANDO É PARA FESTEJAR NESSA ALTURA ÉO 1º DA FILA QUANDO A COISA APERTA JÁ NÃO APARECE (jÁ QUANDO PERDEMOS EM CHAVES NÃO DU A CARA)
GRAÇAS A 4 ANOS DO BDC O BENFICA GANHOU O DOMINIO DO FUTEBOL E NÓS É VERGONHA ATRAS DE VERGONHA, NO FUTSAL,HOQUEI,ANDEBOL AGORA ATÉ O SUPLENTE DA EQUIPA B FAZ PENALTY !!!! E VITORIAS ?? NADA. OBRIGADO BRUNO DE CARVALHO OU COMO DISSE O CARRILHO UM GRANDE ABRAÇO !!!!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 16:04

Se voltar a escrever comentários em letra maiúscula, será editado !
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 15.05.2017 às 16:04

Infelizmente já o vi hoje com o Iphone e um cepo
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 15.05.2017 às 16:04

No meu ponto de vista a candidatura do Sporting assentava em alicerces muito mais frágeis do que as do Benfica e Porto.

O Sporting tinha equipa para engatando - fazer um campeonato muito bom e possivelmente até vencer o campeonato, mas nunca pareceu capaz de ser muito resistente a eventuais problemas e percalços, ao contrario por exemplo do Benfica que em determinada altura da época jogava sem 4 ou 5 titulares devido a lesão.

Com o video-arbitro, o Sporting sairia daquele jogo na frente do campeonato, mas depois não sabemos o que poderia acontecer - poderia cair no proximo obstaculo ou poderia aguentar-se mais umas semanas e depois cavalgar numa onda verde promovida pelos melhores adeptos do mundo e no minimo lutar até ao fim pelo campeonato.
Sem imagem de perfil

De Pako a 15.05.2017 às 16:14

O Benfica tem apenas dois jogares de classe acima da média?! Provavelmente só viu esse jogo do Benfica x Sporting.
Sem imagem de perfil

De Francisco Pereira a 15.05.2017 às 16:15

Quando existe vontade é tudo possível mas JJ está demasiadamente confortável para andar a correr atrás do prejuízo após lhe terem "cortado as pernas" na luz. Seguisse ele o exemplo do ano passado do Rui Vitória que completamente desmembrado lá foi correndo atrás do prejuízo em vez de se encostar à sombra da bananeira.

E pela segunda vez na temporada acaba um jogo sem completar as substituições em jogos que não venceu e é afastado de uma competição por não lhe conhecer as regras.

Agora se me perguntarem se é culpa de JJ. Obviamente não estará isento mas a mania de BdC em jogar o campeonato dentro e fora das linhas e para isso obrigando JJ e jogadores também a joga-lo cria um desgaste adicional quando a equipa precisa de concentração. JJ que até então era muito bom a ser o para-raios das suas equipas junta-se mesmo a BdC no coro de criticas arrastando também os seus capitães para entrevistas de penitência, encontros com claques para definição de objetivos entre outros.

Quando Bdc diz que CHEGA ele deve ouvir as suas próprias palavras e mudar a sua postura, pois quando a equipa vem de 10 jogos com 8 vitórias e 2 empates frente a V. Guimarães e Benfica e ele lança uma bomba destruindo jogadores e técnico, o que é que ele espera da continuidade do projeto pergunto eu.

Cumprimentos
Francisco Pedro Pereira

Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 15.05.2017 às 16:25

Nota 1: partindo do pressuposto que a referência ao Dumbo remete para as orelhas de Vieira (se estiver errado, «mea culpa»), tenho a dizer que esperava (vai daí, não) uma outra postura do articulista. O epíteto é próprio de linguagem de blogue, de tasca, não propriamente do meio em que escreve, mas, se calhar, sou eu que já não faço parte deste novo mundo.

Nota 2: não vou discutir propriamente o conteúdo da peça, pois são argumentos que já foram esgrimidos ao longo da época (a introdução do VA vai ser uma loucura; basta atentar como os lances suscitados mereceram interpretações tão díspares, mesmo depois de vistos e revistos na TV); queria antes lançar uma pergunta para o ar. E a pergunta pare de uma constatação: não há um jogo (seja em que modalidade for), passe a hipérbole, que o Sporting não vença que as culpas - parte delas ou todas - não recaiam sobre a arbitragem. Às vezes, já vou ler, se tiver tempo, só para verificar se é assim ou não. E é infalível. Até quando vencem (por exemplo, o jogo de andebol, a culpa recai no árbitro). Não fará esta postura parte já de um ADN sportinguista de parte da sua falange de adeptos e sócios que impede uma outra postura mais exigente e construtiva, mais virada para dentro, e, consequentemente, o trilhar de outro caminho?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 16:34

É bem verdade que o Sporting, especialmente com o actual presidente, movimenta-se ilusoriamente na praça, enquanto que o Benfica, sob Luís Filipe Vieira, o faz nos corredores do poder.

Isto à parte e sem retirar o mérito ao clube da Luz que aproveitou o que se apresentou, o grande demérito da época recai sobre o FC Porto que teve várias oportunidades para ir ao título e desperdiçou-as. Com outro treinador, não sei se teria acontecido, mas é tudo hipotético, claro.
Sem imagem de perfil

De Carlos Martins a 15.05.2017 às 20:45

Suspeita você! E não é barbeiro.
Vieira, Bruno, P. Costa movimentam-se por onde os deixarem e forem capazes, não creio que isso faça ganhar campeonatos ou jogos com os rivais senão na época passada teriamos que considerar o sporting beneficiado porque ganhou mais vezes aos rivais.
Não venha cá com argumentos de suspeita que não consegue apresentar uma prova traduzida em factos porque assim destruirá de vez a argumentação da injustiça.
Este texto de Nicolau Santos é tão manipulador como os de BdC com a exortação dos "ses" e dos "porquês", contraditório em algumas passagens, aliás como os discursos esverdeados de muitos outros notáveis que nos ultimos dias decidiram lançar uma boia de salvação ao Bruno.
Fixam-se em quem está em primeiro lugar mas esquecem que há outro clube pelo meio que tambem não conseguiram ultrapassar.
Sem imagem de perfil

De Daniel Fonseca a 15.05.2017 às 21:00

Para quê apontar a situação de um Porto forte que desperdiçou a possibilidade de matar o campeonato ?
Esperava o caro que eles fizessem o trabalho pelo o Sporting ? Deduzo que assim já se sentiria satisfeito com isso e seria na boa meio campeonato.
Esse é o espírito que preside à feitura da irmandade que há pouco foi selada não podendo os mais distancidos como o Rui estar na tendencia mais favorável da mesma.
Por um lado dizem hoje que falta muita coisa no Sporting para ser campeão e noutras vezes afirmam que supera as necessidades pelo desempenho. Em que ficamos?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.05.2017 às 21:23

Conclusão brilhante !?!... Deverá ser preservada para a prosperidade.

Comentar post


Pág. 1/3





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo