Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

Quase tudo serve para deixar os cofres dos clubes aliviados, os exemplos mais recentes prendem-se com a intervenção de uma mascote e o corte artístico da relva. Mas há mais, muito mais...

 

O futebol português está mais animado e equilibrado do que nunca com os cinco primeiros separados por escassos quatro pontos. Mas nos últimos tempos tem havido motivos suplementares para as pessoas se divertirem com as multas impostas pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol, que se limita a aplicar as leis que são propostas e aprovadas, imagine-se, pelos clubes que competem nos escalões profissionais.

 

A situação que mais fez com que a maior parte dos adeptos do futebol despertasse para o insólito de algumas multas teve a ver com a sanção pecuniária imposta ao Jubas, mascote do Sporting, por ter abraçado Bruno Fernandes "na entrevista, perturbando a normal realização do superflash". Esta situação deu-se no final do encontro que opôs o Sporting ao Marítimo e desencadeou uma onda solidária para com a mascote leonina. Começou pelo Super Afonso, mascote do V. Guimarães, mas outras se associaram como a Portelinha do Marinhense ou a Pantera do Boavista. O movimento espontâneo foi bonito de se ver mas da multa de 479 euros o Sporting não se livrou ainda que os adeptos leoninos se tenham mobilizado e angariado a verba necessária em poucas horas. O Sporting, numa boa iniciativa, aproveitou a situação e garantiu que por cada euro angariado doaria outro para aplicar em acções solidárias.

 

Esta é a situação mais recente, mas houve outras que são ou foram no mínimo caricatas. Por exemplo, a do gato preto no V. Setúbal-Sp. Braga da passada temporada. "Aos 90+7 minutos de jogo, entrou no interior do estádio um gato preto que, a correr, percorreu a linha lateral junto aos bancos de suplentes, sem que tenha entrado no rectângulo de jogo", justificou o CD. Os sadinos foram punidos com 153 euros.

 

Já esta temporada, o Portimonense teve de pagar duas multas, no mínimo, inusitadas relativas aos dois últimos encontros que realizou em casa a contar para a I Liga. No último domingo, os algarvios receberam e bateram o Sporting mas o corte do relvado não estava pelos ajustes. "A relva não estava cortada em faixas paralelas à linha de meio-campo, mas em faixas oblíquas em relação à linha de meio-campo. Questionado o director de campo visitado sobre aquele corte, informou que era para dar um efeito visual diferente", descreveu o CD que multou o Portimonense em 765 euros. Na jornada anterior o mesmo valor de sanção mas agora porque os jogadores do Portimonense "fizeram-se alinhar apresentando um painel publicitário de patrocinadores do clube (...) que se encontrava dentro dos 20 metros para cada lado da linha de meio-campo a contar do círculo central, espaço estipulado apenas para a publicidade" da Liga de Clubes. Veremos o que vai acontecer no próximo jogo em Portimão.

 

Na Madeira os tremoços parecem ser uma constante. No Marítimo-FC Porto da época passada os adeptos azuis e brancos arremessaram para o relvado uma garrafa de água (sem tampa), tremoços e amendoins para o relvado. Tudo isto valeu uma multa de 1148 euros. Também na pretérita temporada os adeptos leoninos arremessaram um saco de tremoços na direcção de Charles, o guarda-redes insular, que teve um efeito nos cofres leoninos - 765 euros.

 

Passando dos seniores para os juniores, no Sporting-V. Setúbal da época passada os leões tiveram um deslize e o encontro jogou-se com uma bola da Liga dos Campeões. O erro foi punido com uma coima pouco significativa (26 euros).

 

Voltando aos seniores e aos escalões profissionais Jorge Simão teve de pagar 765 euros devido a um protesto. O relato feito pelo CD para justificar a sanção é digno de ser lido: "Protestos contra a equipa de arbitragem - O agente foi considerado expulso porque saiu da área técnica ao saltos, de braços no ar e a gritar disse: 'É falta, é falta'."

 

No último clássico com o Benfica, Sérgio Conceição só se lembrou de que tinha de usar a braçadeira de capitão num curto espaço temporal. "O agente apenas utilizou a braçadeira identificativa inerente à sua função entre os minutos 39 e 45+2 da primeira parte do jogo, não tendo utilizado no restante tempo de jogo". Pois bem, mais 287 euros.

 

Paso Doble e o exemplo espanhol

 

Nesse mesmo encontro, no final do mesmo, o Benfica passou na sua instalação sonora o 'Paso Doble' música utilizada nas touradas. O CD considerou que foram violados os "deveres de correcção e urbanidade". Este parece ser um padrão visto que no clássico Benfica-FC Porto da temporada passada o speaker do Estádio da Luz pediu apoio para o Benfica e a multa não foi nada suave - 3825 euros.

 

Podíamos ainda falar das justificações apresentadas pelas equipas para regressarem mais tarde ao relvado, depois do intervalo. Normalmente dizem que um jogador teve de ser assistido no balneário ou que algum futebolista necessitou de ir à casa de banho. A multa está tabelada e é de 306 euros.

 

Agora imagine-se se a Liga punisse os clubes portugueses devido a falta de público. Isso sim, a Liga enriqueceria. Mas atenção, isso aconteceu mesmo aqui em lado, no país vizinho. O Celta de Vigo em dois encontros consecutivos em casa registou assistência de 16861 e 17834 espectadores num estádio com capacidade para 29 mil. Mas como a bancada oposta à câmara principal tinha apenas uma taxa de ocupação entre 50 e 75% o clube galego acumulou dois pontos que, no fim da época, são contabilizados para um sistema de atribuição de multas cujos montantes não são revelados. Se este modelo fizesse escola em Portugal...

 

Bruno Pires, Diário de Notícias

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De António a 12.10.2018 às 00:49

A do Jorge Simão é muito boa, visualmente falando.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo