Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E depois do empate...

Rita Garcia Pereira, em 26.02.19

 

21239248_DZQ8Y.png

Mera adepta de bancada e incapaz de grandes comentários sobre a técnica, não fico feliz com o empate com o meu segundo clube de eleição, o Marítimo. Por mais críticas que tivesse à anterior Direcção, e tinha muitas, nunca quis que o Sporting perdesse ou empatasse, apenas para justificar uma qualquer posição.

 

A autofagia é, porventura, a característica que tem sido mais demonstrada nos últimos tempos. Independentemente de existirem motivos para críticas.

 

Vem isto a propósito do que li nas redes sociais sobre o jogo de ontem, aliás à semelhança do que li sobre o Villarreal. Para alguns incautos, a anterior Direcção não foi afastada por maus resultados desportivos, caso contrário teria caído no primeiro ano. Significa isto que temos de tolerar tudo? Também não. Mas daí a pedir destituições vai um passo grande que, como é óbvio, não dou.

 

publicado às 11:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


37 comentários

Sem imagem de perfil

De Pelisca a 26.02.2019 às 16:55

Boa tarde, contínua a novela FV vs BDC e hoje vamos ter um capitulo especial JMR vs FV como diz o post estamos em modo autofagia.

Quero realçar a palavra exigência que está sempre no discurso da ala BDC
A mesma só faz sentido se for bem aplicada e por quem sabe o sr BDC mostrou que não sabe.

Mas também temos uma ala que falamos em exigência a FV somos logo conotados com o parágrafo anterior. Pois para mim isso não faz sentido. FV sabe que têm de ter resultados e sabia ao que ia não devia ter sido tão politico, podia ter perdido a eleição mas agora tinha outra margem de manobra.

Vou voltar a repetir têm de aparecer alguém que consiga estancar esta divisão e não sei como o pode fazer sem resultados e boa comunicação.

SL

Sem imagem de perfil

De Joao Gil a 26.02.2019 às 18:32

O Sporting ontem contra o Marítimo teve algum azar, teve ocasiões e falhou golos, teve de enfrentar um anti-jogo irredutível do Marítimo, uma equipa com um treinador que é uma autentica apologia ao anti futebol, uma arbitragem que autorizou uma prática anti desportiva do adversário ao mesmo tempo que penalizou severamente jogadores e treinadores do Sporting que nada de tão grave fizeram para merecer cartoes e ordem de expulsão, casos de Borja e de Coates no 2 amarelo e por conseguinte pelo vermelho, caso de Keizer que manteve com o árbitro o registo que se lhe conhece e que compara muito favoravelmente com o comportamento arruaceiro e despropositado observado a Petit por protestos contra a arbitragem durante o mesmo jogo. Do que podemos queixar-nos mais, adeptos e sócios do Sporting? De alguma falta de qualidade e capacidade competitiva da equipa. É notória, é óbvia e evidente. Renan não é Rui Patrício, Wendel não é Adrien, Gudelj não é William Carvalho, Raphinha não é Rafael Leao (nem sequer Podence). E já agora Frederico Varandas não é Roquette nem Dias da Cunha. Ajudava que soubesse comunicar e empolgar uma audiência, mas ainda por cima falta-lhe esse predicado, o que não lhe facilita a vida nem dá a sensação de segurança que os Sportinguistas procuram no seu presidente. Portanto, isto de fazer croquettes bons é uma arte antiga e que já não se ensina na cozinha moderna. Resta esperar, ter crença no trabalho e nas escolhas e ajudar equipa e jogadores a sentirem-se melhores e mais fortes que os adversários. E ir ao estádio. E já agora pagar as contas, ter ficha limpa e exigir respeito pelo Sporting às instâncias desportivas nacionais e internacionais. Hoje desde árbitros a liga e federação, ninguém respeita o Sporting. É trabalho para um par de anos. Se o problema fosse o curriculum do treinador teríamos de perguntar pelo CV dos que lutam pelo título nacional à 23 jornada.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 26.02.2019 às 18:43

É verdade que o discurso não é, sem dúvida, o melhor atributo de FV, mas essa qualidade vale o que vale, sei que a muita gente custou ouvir as verdades na conferência de imprensa mas é assim mesmo, ser verdadeiro tem um preço, assim como ser demagogo (como o destituído) mais tarde ou mais cedo paga-se.
Até apareceram inúmeros comentários na imprensa online de supostos apoiantes de BdC a questionar que FV tinha concordado com tudo o que se passava quando BdC era presidente e estavam os dois no Sporting, como se o médico da equipa principal (ou responsável pelo departamento clínico) fosse tido ou achado em assuntos de gestão do clube, isto deve ser lógica para totós, só pode ser.....
Como é evidente, ainda é cedo para tirar conclusões sobre a gestão de FV mas é bom não esquecer a situação péssima em que o clube foi deixado pela direcção anterior.
A meu ver, FV cometeu já alguns erros:
- Nunca se deve elogiar as arbitragens no seu conjunto, quanto muito pode-se fazê-lo em relação a um certo e determinado jogo, como FV fez, fica sem espaço de manobra para criticar.
- Após várias arbitragens estranhas e prejudiciais para o Sporting, era tempo de vir a público criticar, não o faz, a palhaçada continua (como se viu na Madeira).
- Despedir Peseiro não foi um erro, contratar Keiser sim, esse foi um erro e colossal, treinador sem curriculum e desconhecedor do futebol português.
- Ir a correr acabar com a avença com Pedro Henriques só porque o senhor Abel e o senhor Salvador, ambos a espumarem de raiva foram para a imprensa a dar a entender que era por causa dessa situação que tinham perdido, foi precipitado e infeliz, mostra acobardamento face aos senhores do futebol, nós não somos assim.
Espero que cresça e aprenda e que no final do mandato possamos dizer que valeu a pena, o seu sucesso será o sucesso do SCP e por consequência o NOSSO sucesso
Imagem de perfil

De Clorophilo a 26.02.2019 às 21:11

Sob o signo ira...
Nos últimos cinco anos, Bruno de Carvalho e a sua guarda de ultra alienados fomentaram o ódio e incentivaram à revolta contra tudo e contra todos... Por muitas e diversas razões, dizem o números, a maioria dos Sportinguistas (Onde me incluo!) embarcou na onda acreditando que já só pela guerra se conseguiria mudar o estado das coisas.

Hoje (já só não vê quem não quer ver!) sabemos que aquela guerra estava perdida à partida. Primeiro, porque Bruno não é Aquiles - não lhe chega ao calcanhar; e depois, porque, o problema está muito mais nos corredores mediáticos e nos jogos da Corte federativa, do que no jogo propriamente dito... Mesmo a arbitragem!

Mas o pior, em consequência, foi que o Sporting Clube de Portugal acabou absorvendo os impactes dessa dessa guerra. Portanto, a cólera, a contestação, a revolta e todas as paixões negativas que o presidente destituído lançou contra o Mundo, estão, neste momento, disseminadas internamente.

Agora das duas uma: ou cedemos à guerrilha e corremos o risco da referida agonia autofágica, ou damos condições - de forma crítica, mas construtiva - para que a Nova Ordem possa reabilitar o Clube.
Neste momento, já não vejo espaço, nem tempo, para uma terceira via.
Perfil Facebook

De Carlota Brito da Costa a 28.02.2019 às 18:08

Infelizmente é o Sporting que temos. Os últimos 5 anos deram voz a sportinguistas que só descobriram o Sporting em 2013, não conhecem a nossa história, não sabem o que significa amor à camisola, mas principalmente não tem noção que quem o dirige passa mas o Sporting fica. Deixem trabalhar sem destruir. O Sporting somos todos nós. 💚

Comentar post


Pág. 2/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo