Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Educar Gelson"

Rui Gomes, em 01.03.18

 

Um artigo de Octávio Ribeiro - jornal Record - sobre Gelson Martins e o recém-episódio da camisola e respectiva mensagem destinada a Rúben Semedo - que não está a ser muito bem recebido entre sportinguistas, com muitas críticas e até acusações extremas de racismo. O leitor terá a sua opinião, decerto:

 

2013-01-01193738_CA967162-B341-4FEB-88DD-FECB0766B

"Li e não quero acreditar: o Sporting perdoou o gesto de Gelson, com o qual resolveu retirar-se dos planos de Jorge Jesus para o Dragão? Se é verdade, é inadmissível e continua a senda de má educação global de que o genial jogador ainda sofre, certamente desde as raízes da infância. O ato de Gelson foi gravíssimo. Penaliza os colegas, o treinador e o clube. Pode significar um dano desportivo e financeiro enorme. Se o Sporting sair vergado por uma derrota, em parte, a Gelson o deverá.

 

A decisão de tirar a camisola para jurar amizade eterna Rúben Semedo, e com isso levar um segundo amarelo, deve ser alvo de um castigo que sirva de lição para a vida. Lições que garotos como Gelson, Rúben Semedo, e todas as crianças pobres da cintura das grandes cidades, têm cada vez menos disponíveis, por demissão do Estado do seu dever de educar.

 

Ler aquelas palavras pueris de Gelson, escritas em crioulo, dedicadas ao seu amigo, preso por ter querido fazer justiça pelas próprias mãos, quando um bandidote qualquer o enganou em menos de metade do seu salário mensal, dá vontade de chorar e de gritar para onde raio vão os multimilhões dos nossos impostos.

 

As grandes cidades estão cercadas por bairros pobres, onde a polícia quase não entra e a escola não vai. Safam-se os miúdos com jeito para a bola, um ou outro abençoado por Deus. Os restantes caminham desde pequenos para um semi-esclavagismo, de onde escapam os que preferem a via-rápida do crime. A escola pública de que nos deveríamos orgulhar está cada vez mais ausente da vida destas crianças. Não as puxa para cima, não lhes exige esforço, não lhes dá exemplos nem valores éticos por que se possam reger.

 

Não é a raça que faz um jovem pensar e agir de forma desconexa, é a pobreza de valores. É a falta de educação integrada, que toda a escola deveria dar. Mas não dá.

 

As escolas públicas hoje – não escrevo nenhuma originalidade – servem principalmente os professores e restantes funcionários. Não servem os alunos, as famílias, o País, meros pretextos para um emprego, que antes era uma missão.

 

Com o elevador social partido, cabe aos jovens com particular jeito para o futebol aproveitarem essa bênção. Mas sem mecanismos integradores, sem civilização bastante, muitos derrapam na sua sorte. E alguns perdem-na para sempre.

 

Sim, o Sporting deve castigar Gelson de forma exemplar. E talvez arranjar-lhe um bom psicólogo. O talento deste miúdo merece todo o esforço necessário a uma educação, que manifestamente a escola não lhe deu e o clube ainda omite".

 

publicado às 17:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Perfil Facebook

De Indiana Julio a 01.03.2018 às 17:31

Que exagero caro Octavio Ribeiro , nao sabia que detestava assim tanto o Sporting , tenha lá calma homem, o Gelson nao vai dar inicio á 3 guerra mundial pelo facto de ter tirado a camisola.
Quer castigá-lo como, para ser tão exemplar, com o chicote? Deve já ter calos nas mãos.
Tirar a camisola para si é o reflexo de todos os males da sociedade , um gesto que define as gentes pobres que vivem nos guetos ou da gente mal educada com défice de valores ?

O que o tirar de uma camisola pode despoletar nestes citadinos de meia tigela , já viu a publicidade "a hora da coca cola" ? deve-se arrepiar quando o vê , dar-lhe uma vontade enorme de castigar sem piedade.

Eu junto-me ao Gelson e tiro tambem a camisola.

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 01.03.2018 às 17:33

Que exagero!! O Gelson cometeu um erro e errar é humano.... e os jogadores são humanos.

Das duas uma.... ou achamos que foi propositado, e se eu for nesta visão, não é uma questão de castigo, mas sim de proibição de voltar a jogar pelo Sporting..... ou achamos que foi um erro dum puto de 22 anos, que fez uma estupidez! tendo em conta o que o Gelson já nos deu, eu acredito que foi um erro no calor do momento.

Gelson é apenas um jogador.... dizer que vamos perder porque ele não vai jogar no Dragão é reduzir a equipa do Sporting a uma equipa da treta.... se JJ for inteligente, ele até pode utilizar isto para motivar o plantel.
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 01.03.2018 às 17:57

Triste texto!!! Aliás na senda de outros que escreve!
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.03.2018 às 18:08

Concordo com a maioria dos Sportinguistas na analise a este odioso texto, mas infelizmente não é nada de novo
Sem imagem de perfil

De Juca a 01.03.2018 às 18:11

Texto repleto de ódio e de racismo.
Olha quem fala, o director do pasquim mais nojento da nossa praça.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 01.03.2018 às 18:57

Realmente é estranho!!...
Meteu os pés pelas maos e vice-versa, também.
Tem passagens que sim, sao excelentes e outras que sabe-se lá no que estava pensando.
Nao é desculpável a um jornalista cometer este tipo de erros.

P.S...Isso, dos erros, é para nós que estudamos diretamente essa arte.
(O Julius é o pior) LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLL!!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 01.03.2018 às 19:02

O Tavinho é muito descarado!
Pedir um exemplar castigo publico para o Gelson !!.. Isso, nao se faz.
Nem ele é o Sporting, nem o Gelson é seu filho e muito menos é juíz.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 01.03.2018 às 21:47

O Julio entretém aqui a malta com os erros , á que ter boa disposição e transmiti-la através dos erros .
Nao á desculpa mas tenho algum desconto de estar sempre a fazer varias coisas ao mesmo tempo.
Assim já sei que mesmo que escreva como anónimo sou .....apanhado!!! Loool
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 01.03.2018 às 21:56

LOOOOOOOOOOLL!!..
Boa essa, bom anónimo
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.03.2018 às 22:13

Aleluia irmão
Sem imagem de perfil

De Salgado a 01.03.2018 às 19:36

Estamos a falar do Octávio que nos tempos em que jogava no Barreirense treinava com a camisola da "instituição".

Mais de 30 anos se passaram, mas a camisola continua vestida....
Imagem de perfil

De PSousa a 01.03.2018 às 21:25

Porque será que não compro jornais e só vejo as primeiras páginas?

Acho que Gelson deveria ter algum "castigo" para entender que aquilo não se volta a fazer, nada exagerado mas que desse para ele perceber. No entanto se a direcção do clube achou por bem não castigar, quem sou eu se não um sócio com opinião.

Espero que o gesto, penso eu, irreflectido lhe sirva para situações futuras.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 01.03.2018 às 21:40

Pedro óbvio que o "assunto" foi tratado internamente e só saiu ca para fora o que eles quiseram que saísse , nao foi castigado monetáriamente mas tiveram seguramente uma conversa com ele , de forma alguma acredito que nao tenham tido, principalmente o treinador.
A ação de todo o grupo tambem foi tida em conta principalmente os capitaes.

Está a nascer um grande capitão para futuro, escrevam
As constantes indicações que dá dentro do campo e a visão que tem na globalidade do jogo irão fazer dele o futuro capitão do Sporting e espero para muitos anos , joga com raça e começa a pouco e pouco a ter bastante influencia naquele balneário, Bruno Fernandes.
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 01.03.2018 às 22:34

O departamento jurídico do SCP deveria ponderar apresentar queixa dessa pessoa, que mostra ser mais um atrasado mental da nossa praça.

Fora do âmbito legal, umas boas chapadas também serviriam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.03.2018 às 22:37

Mike,

Essa última observação é desnecessária e dispensável.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 01.03.2018 às 22:49

Já escrevi aqui o suficiente sobre o caso Gelson e não me vou repetir.Utilizar esta situação para fazer uma longa arenguice sobre assuntos que manifestamente desconhece, por parte do dito jornalista merece repulsa.
O Senhor Ribeiro nem diz o que sabe, nem sabe o que diz, e pior, toma a árvore pela floresta. Nos bairros periféricos, e não só existe de facto pobreza, mas isso não é razão por considerar estes cidadãos como malfeitores. Nestes bairros , como noutros lugares, existe gente e bem e mal formada. Nestes bairros, como noutros locais, existem pessoas trabalhadoras e pessoas que enveredam pela marginalidade. Colocar todos no mesmo saco é de uma pobreza de espírito assinalável, talvez bem mais grave que a pobreza material.
O senhor Ribeiro demonstra não ter o mínimo conhecimento de como funciona a escola pública. Em primeiro lugar, não é a missão principal da escola dar educação. Esta deve começar na família e continuar na sociedade. A escola deve fazer a sua parte na formação cívica, mas a sua função principal é ministrar instrução e preparar cidadãos para a sua vida futura.
O senhor Ribeiro, como outros já o fizeram, desvaloriza e ofende toda a classe docente, ao considera-la composta por meros oportunistas. Não há escola sem professores, e estes cumprem a sua função com profissionalismo e às vezes com sacrifício. E sei do que falo. Nunca foi tão difícil leccionar como agora. A indisciplina e a falta de respeito são um problema que se agrava. Convido-o a fazer a experiência e a colocar-se à frente de uma turma de trinta alunos, apenas durante uma semana.
Como em todas as áreas de actividade, no ensino, há bons e maus profissionais, uns mais outros menos competentes, uns mais vocacionados para aquele trabalho, outros menos. Na perspectiva do senhor jornalista(?) os professores deviam ser todos sacerdotes, com capacidade de fazer milagres. Não são, são pessoas normais que têm família, têm filhos e têm vida para além da sua profissão, tal como o atleta Gelson. As minhas desculpas por desviar o foco do tema Gelson, mas foi o autor do texto que o fez e originou este desabafo, depois de ouvir tanto dislate.

Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.03.2018 às 23:36

Completamente de acordo

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo