Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eleições: que projectos ?

Naçao Valente, em 07.07.18

 

sporting.jpg

 

Rodrigo Roquette, num texto, transcrito aqui no Camarote Leonino, faz uma apreciação negativa, devido à falta de ideias claras e objectivas pelas candidaturas, que até agora se apresentaram a eleições, e enumera uma série de sugestões, que  poderiam fazer parte de um programa a apresentar aos sócios.

 

Num post que aqui escrevi, a propósito da candidatura de Francisco Varandas, intitulado Candidatura: A montanha pariu um rato? escrevi: "Na forma, pareceu-me haver uma grande preocupação com os efeitos visuais, o que talvez fosse dispensável. Mas isso é o menos relevante. Já quanto ao conteúdo, o achei algo vazio. Para uma candidatura que tem sido anunciada com pompa e circunstancia, vejo apenas no campo das ideias uma muito vaga enumeração de linhas gerais, inteiramente expectáveis, e de qualquer candidato".

 

Indo um pouco ao encontro das críticas de Rodrigo Roquette, que subscrevo, o que disse sobre a candidatura do Dr. Varandas, aplica-se aos outros candidatos, com o mesmo show-off e o vazio de ideias, ou dizendo de outro modo, com a inexistência de um projecto objectivo.Até este momento, procura-se captar o voto do eleitor, com a parafernália de apoios sonantes, ou com a apresentação de nomes de treinadores, como o às de ouros de um baralho de cartas.

 

Esse tipo de trunfos eleitorais, pode convencer alguns eleitores, mas parece-me que não é a principal razão para motivar o voto em qualquer candidatura. Não passa de fogo fátuo. Como escrevi no post Não é tempo de aventureirismos, quem quiser ganhar as eleições "tem de ter um projecto consistente e credível" . O que me parece, até este momento, é que os candidatos se limitam a mostrar desejo e ambição de ocupar o lugar da presidência, com muito foguetório e pouca substância. E desculpem-me a comparação: passa a ideia de putos pequenos a dizer, a minha é maior que a tua. Mas, salvo melhor opinião, isto é um assunto de homens.

 

Sem me debruçar especificamente sobre as medidas apresentadas, como ponto de partida, para elaboração de um projecto coerente e realista, admito que muitas delas fazem sentido, precisando de ser estruturadas e adequadas à verdadeira situação do Clube. Constituem um bom ponto de partida, para uma reflexão séria sobre o que queremos para o Clube, e como o queremos ver dirigido. Haverá outras que não passam de demonstração de meras utopias, sem pôr em causa a boa intenção.

 

Deixo, para terminar, algumas interrogações. O que pretende Rodrigo Roquette, cujo currículo desconheço, com esta reflexão? Contribuir apenas para um debate, até agora muito pobre? Ou não haverá outros objectivos que estejam inclusive a ser lançados, como uma semente, para o aparecimento de uma eventual candidatura?

 

publicado às 03:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel a 07.07.2018 às 06:38

Concordo, mas penso ser demasiado cedo para tirar conclusões sobre o valor dos candidatos. Ainda falta muito tempo até às eleições. Deixe-mo-los organizarem-se e arranjarem as suas equipas. E depois disto, ser altamente exigente com qualquer uma das candidaturas.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 07.07.2018 às 09:44

Quando uma candidato apresenta a sua candidatura oficialmente ja tem ou deveria ter o seu programa de ideias bem defenido e claro.
E o que ate agora vimos sao meros programas de apoio de gente conhecida, os do costume com grande parte pela conveniencia da passadeira das vaidades e de tachos.
Ninguem ainda assumiu investimentos ou um projecto convincente principalmente no futebol profissional que é o elemento mais importante e de maior peso do clube.
Ou ideias inovadoras de mudanças que projectem o clube na sua sustentabilidade.

Apresentam-se unicamente para gerir o que está feito dando garantias de uma melhor comunicaçao com todos o que é manifestamente muito curto.
Uma delas chega au cumulo de trazer como principal ideia um treinador que nao convence ninguem despedindo o treinador que acaba de ser contratado.
Outra é..... Dias Ferreira, a cavalo no Futre, um filme repetido a preto e branco
Nada disto dá quaisquer garantias de confiança para o presente e futuro do Sporting clube de Portugal..
Onde param os Rogerios Alves do clube?Meteram-se na toca?
Algumas figuras que tanto falaram e prometeram desapareceram agora?

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:27

Muito bem Indiana Júlio, o caro quando despe a capa "ideológica" até faz análises correctas como esta. Esperam-se mais sugestões.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.07.2018 às 12:35

O Julius não recorre a capas ideológicas, mas sim a capas maníacas, pela extravagância dos comentários...
Sem imagem de perfil

De PSousa a 07.07.2018 às 14:13

Segundo consta Rogério Alves vais trabalhar na equipa de Frederico Varandas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.07.2018 às 15:38

Ainda há quem acredita no Pai de Natal?!
Sem imagem de perfil

De João a 07.07.2018 às 17:40

Tendo por base os jornais de hoje, varandas vai contar com Rogério Alves e Albuquerque....começa a parecer uma lista para agradar a gregos e troianos o que normalmente não é bom....alem da total falta de um projecto até ao momento....se juntarmos a este cenário, a candidatura disparatada (não tenho outra forma de definir) de Dias Ferreira e a de PMR que volta a cometer erros do passado (apresentar um treinador?!?!).... espero que ainda apareça alguma opção melhor
Sem imagem de perfil

De PSousa a 07.07.2018 às 19:00

UPS!!!!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:06

É verdade. É preciso esperar pela definição de equipas e projectos. Ainda há tempo.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 07.07.2018 às 09:28

Na verdade, caro Nação Valente, até agora não foi apresentado um projecto consistente e credível, há foguetório a mais e substância a menos. O Sporting mudou no que refere à eleição dos órgãos sociais. Não basta aparecer, dizer alguns lugares comuns e enunciar alguns nomes. Os sportinguistas quererão saber sobre o modelo de gestão e de organização do futebol e das modalidades, a política de Formação, a ligação entre Sporting-Clube e Sporting-SAD, as relações institucionais em geral, a estratégia de comunicação...

No Sporting houve um tempo que terminou, e Bruno de Carvalho contribuiu bastante para isso. Agora, o voto dos sportinguistas será muito mais selectivo, muito mais crítico!

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:10

Espero, caro Leão Zargo, que a exigência dos sócios, enquanto votantes e não só, aumente. Candidatos a presidente porque sim não servem. Desde Roquete e Dias da Cunha que não há projecto, apenas navegação à vista.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 07.07.2018 às 10:15

Apesar de concordar com a maioria das "medidas" de Roquette, vejo as mesmas como uma potencial campanha, caso não seja (só o próprio poderá confirmar ou não) quem for eleito deve ler o texto e optar por aplicar algumas medidas.

Entretanto pelo que li nas noticias, Rogério Alves fará parte da equipa de Frederico Varandas, poderá ter ganho mais uns votos.... penso eu de que!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:13

Se Rogério Alves fizer parte da candidatura Varandas, ganhará alguns pontos, mas também depende de quem for a jogo. Os que estão no terreno não me parece que entusiasmem.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 07.07.2018 às 10:31

💯 %

Mas, como é tempo de eleições e uma decisão tem que ser tomada.
Eu, como disse já anteriormente, vou indo no Eléctrico do F. Varandas.
(Freddy, não se deve conceder tantos favores. Mais tarde são normalmente a morte do artista.)
Os demais candidatos não lhe vejo nada interessante.
Pedro MR, T. Pereira e o...
Surpresa, o generalissimo advogado Dias Ferreira.. Tan, tan, tan.. Aqui está ele, outra vez. LOOOOOOOOOLL!!.

(Abstenção não é metodo!.
Boa ou má, há que tomar uma decisa com coragem e responsabilidade.)

Em relação ao R. Roquette, pareceu-me nas suas intervenções em programas de TV um tipo sagaz, com amor próprio, corajoso, prespicaz..... Populista quanto baste!..
Falta-lhe por veze algum humor mas, não podemos ter tudo. Deve continuar sendo como é, ele próprio.
Tem nome de croquete mas gosta de estar com o povão 😁.
Tio Ricci aposta no "primo" 😂😂
Bora lá!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:17

Carlos N.T.,

Ninguém dá ponto sem nó. Esta intervenção do Roquete II, não me parece, completamente ingénua. Até à lavagem dos cestos é vindima.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 07.07.2018 às 11:13

O meu voto irá para quem tiver o melhor projecto e isto inclui a continuidade das coisas boas da antiga direcção, até ao momento o Varandas foi o que esteve melhor, mais decidido, e o apoio recente do Miguel Albuquerque dá-me alguma confiança.
O Sporting é um clube muito dividido, com muitas visões do que deveria ser, e este é um problema antigo... falta uma visão de união entre sportinguistas!
Leio muitas vezes ataques aos antigos apoiantes de BdC, que têm de ser corridos.... mas como se unifica o Sporting se excluimos uma grande parte dos sportinguistas? Impossível...
Neste aspecto o Varandas parte à frente de todos, não tem o complexo de ter de ser anti nada.... bem falantes foi o que nunca faltou no Sporting, e este Roquette é mais um....
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:22

Considero que tem razão quanto ao divisionismo no Sporting. É preciso saber unir. A inflação de candidaturas, em andamento ou anunciadas não para de subir. Penso que algumas se posicionam apenas para negociar qualquer contrapartida, num determinado apoio.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 07.07.2018 às 12:33

Repito aquilo que já disse anteriormente acerca deste assunto:
De todas as apresentações até ao momento, esta é sem duvida alguma aquela que revela mais coerência e respeito pelas verdadeiras necessidades do clube.
Sem o ser, este manifesto de candidatura deveria ser atentamente observado como um guião para o futuro do clube.
Rodrigo Roquette que eu desconhecia até à actual crise, revela-se um anónimo com muito perfil para assumir um papel de destaque no clube ao arrepio de tantos "notáveis" que todos nós já dispensávamos das suas diárias aparições sem conteúdo nem substrato algum.
O que me dói mais observar é a total falta de descernimento de quase todos para perceberem que nada têm para oferecer ao clube, enquanto se assustam e procuram esconder debaixo do tapete qualquer outro que se revele valioso e distinto da mediania.
Que haja quem perceba isso é patricione um eventual surgimento de uma personagem de nível como Roquette.
Já agora adianto outro nome de alguém que também desconhecia como sócio do clube e que sempre se revelou pela sua inteligência e personalidade - Samuel Gouveia.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 12:48

Pepeu,
Considero que candidatura sem projecto é sempre um tiro no escuro. Por outro lado, um projecto viável tem de estar adequado à realidade do clube e do nosso futebol. Portanto exige estudo e não apenas ideias soltas do tipo "bate boca". Para isso estou cá eu, mas só sou candidato a uma boa almoçarada.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.07.2018 às 12:45

Uma pergunta que faço a mim próprio todos os dias: qual é afinal a posição de Rogério Alves?

Estará decidido a não concorrer ou este atraso é apenas estratégico?

Espero que seja o último. Só ele, na minha opinião, poderá dar algum sentido de união.

O que estará melhor posicionado neste momento é o Dr. Frederico Varandas, mas não necessariamente pelas razões desejadas. Já era bem conhecido, é uma figura que goza de alguma popularidade que sofreu um acréscimo pelo virar das costas a Bruno de Carvalho. No entanto, falta saber o mais importante: a sua capacidade de liderança e competência de gestão. Dúvidas legítimas, dado que não aparenta ter currículo algum nesse contexto.

Consta que Miguel Albuquerque integrou o seu grupo. Este dirigente tem feito um trabalho espectacular no futsal e goza da reputação de ser uma pessoa muito competente. Dito isto, é visto como um forte aliado do ex-presidente, o que não deixa de ser preocupante.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 13:01

Rui,
Compreendo as suas dúvidas e preocupações. Ainda não apareceu um candidato consensual. Varandas parece ser o que vai ganhando algum terreno e colecionando apoios. Se Miguel Albuquerque vai na sua lista, talvez seja interessante. Pior seria ir em lista própria, pela proximidade à anterior direcção. Já ouvi alguém dizer que a vitória de uma eventual lista brunista, poderá abrir a porta do cavalo ao golpista, via SAD.

A vida é cheia de surpresas, mas não tenho muita esperança no avanço de Rogério Alves: Há até um leitor que aqui escreveu que este se aliará a Varandas.

Seja como for ainda há muito caminho para caminhar.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 07.07.2018 às 14:46

Também não consigo ainda discernir a vontade de R.Alves.
Sempre o vi como alguém suficientemente metódico e pragmático para não embarcar numa empresa destas sem garantias várias que passam entre outras pela assunção de um projecto que lhe condicionará invariavelmente a sua vida profissional, ainda muito activa.

Até que se assuma como tal, continua a ser carta fora do baralho. Julgo no entanto que seria alguém muito importante neste contexto por ser uma figura abrangente é algo consensual.
Nesta matéria, dada a sua forma de ser, tenho serias duvidas que alguma vez assuma um apoio tácito a quem quer que seja.
Não é esse o seu perfil.

Dado tudo isto, Varandas, que pouco ou nada mostrou realmente de entusiasmante até ao momento, para além daquela postura muito própria de militar, de peito feito e disposto a lutar contra tudo e contra todos, pouco me interessando no processo as suas alegadas experiências em terras do Oriente e os seus sentidos de camaradagem... que pouco ou nada importam para o assunto em questão, parte numa posição privilegiada pela sua dissidência da anterior estrutura que, mais que provocar algum sentimento de traição, alberga consigo boa parte de gente desiludida com as atitudes da anterior direção.

Miguel Albuquerque tem que ser sempre analisado pelas suas mais valias e nunca por qualquer colagem conspirativa em relação ao anterior presidente.
Não consigo julgar o clube por aí.
Em todos os regimes existe gente valiosa por entre os podres do sistema e Albuquerque poderá ser bem um.
Depois, quaisquer que sejam as atitudes por ele tomadas, estas serão sempre julgados legítima e superiormente pelo universo dos sócios que são quem soberanamente detém poder de decidir.

Roquette não se apresentou como candidato.
Logo, o seu manifesto insere-se no modelo de um desabafo em nome do clube e das suas necessidades.
As premissas ali apresentadas nada sai mais que linhas gerais de um projecto que podia muito bem ser conduzido por qualquer um que veja o Sporting com alma e espírito de entrega e não simplesmente como algo que é de cada um de nós mas que poucas vezes serve mais do que para ser usado como arma de arremesso aos adversários para discussões de café, tertúlias de ocasião, jornadas desportivas ao domingo... ou ainda para tempos de antena nocturnos em qualquer CMTV que vê nisto um meio de encher horas de emissão quase com assuntos de tudo menos do que realmente importa - o Sporting.
Por isso é que me perdoem os rodrigues e os ferreiras ou os varandas e tantos outros que por ali passam constantemente...
O Sporting vivido a este nível tem que ser analisado por gente capaz e devidamente focada sob pena de continuarmos a ser um clube de coitadinhos como não o deixamos de ser há mais de 15 anos.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 19:03

As personalidades congregam apoios. No entanto, continuo a esperar por projectos.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 07.07.2018 às 18:29

Os sportinguistas tanto ansiaram pela decisão de Rogério Alves e não fugiu ao que eu pensava que ia acontecer. Um claro NIM.

Comodismo! Optou pelo mais fácil, integrando uma das listas como presidente da MAG.

Na minha opinião, Frederico Varandas tem sido uma mão cheia de nada, somando nomes à sua candidatura, mas ideias nem ver.
Assuntos não faltam para debate, como as claques, modalidades são para manter ou não e respectiva sustentabilidade, rescisões, formação, plantel futebol profissional masculino, estrutura, director desportivo, etc.
Soma nomes das diversas facções, o que pode ser uma desvantagem se as coisas começaram a correr mal, acrescendo o facto dos favores terem que ser pagos lá mais para a frente. "Não há almoços grátis."
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 07.07.2018 às 19:01

Faltam dois meses para as eleições e ideias zero. Mas, por outro lado, ainda há muito tempo. Esperemos serenamente.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo