Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Enlevo dos papás ataca em Espanha

Rui Gomes, em 17.04.17

 

alexandre_pais_record.jpg

Há três escalões na marginalidade jovem. O nível mais baixo é o dos simplesmente bandidos, aquele em que se integram tanto delinquentes comuns como aspirantes ao mundo do crime e que podem, por exemplo, estagiar numa claque desportiva. E ali mostrar a sua baixeza, em cânticos de ódio e até de desejo de morte dos adversários – que a TV repetidamente reproduzirá para que outros anormais decorem o refrão.

 

No degrau intermédio temos o grunho, o inútil que não estuda nem trabalha e que passa os dias no ginásio a tratar da tableta abdominal ou a circular num chaço com o rádio aos berros – e a gasolina paga, tal como as bifanas e os copos, com uns cobres desviados de uma prestação social lá de casa.

 

É nesta última massa que se faz o recrutamento para os reality-shows que irão depois servir de escola ao terceiro escalão de energúmenos: o dos meninos-família enlevo dos papás, como os que destruíram agora equipamentos hoteleiros em Espanha. Não, não são os mil apontados nas notícias, apenas umas dezenas de imbecis antissociais que sempre se governam nas confusões.

 

Animemo-nos com a larga maioria de jovens que não se revê nesta onda suja e não faz parte da assustadora caterva de baderneiros que envergonha o país.

 

 

Texto da autoria de Alexandre Pais

 

publicado às 03:27

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Imagem de perfil

De PSousa a 17.04.2017 às 11:46

Uma grande parte da nossa juventude está assim como que perdida!
Ainda ontem numa sessão de cinema, chego aos meus lugares e deparo-me com 6 miúdos que estavam na fila e nos lugares que eu tinha adquirido. Enquanto um compreendia o que eu lhe estava a explicar, levantou-se outro com a mania de galifão a dizer que os lugares eram aqueles, como é óbvio ignorei-o e falei com quem estava a respeitar a situação. Enfim... há de tudo!
Era necessário voltar aos tempos, incluindo os papás, de que a professora se desse uma reguada por mão comportamento, ainda levavam outra em casa.
Mas aqui também condeno a sociedade e as leis que deram força a isto, como por exemplo não se poder dar um "estalo" a uma criança com birra! Um coisa é espancar outra é dar um estalo. E por isso estes "putos" de 14/15/16 anos e por aí a fora têm a mania que são "gente".

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo