Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Estamos entregues ao bicho"

Rui Gomes, em 26.10.20

Screenshot (271).png

O derradeiro parágrafo vai para a Direcção-geral da Saúde, que ao cabo de alguns meses em que nos transmitiu uma imagem de segurança, entrou em absoluto desnorte. Casos como o do casamento deste fim de semana, que reuniu 200 pessoas em Arruda dos Vinhos – contra a vontade da impotente câmara municipal – repetem-se pelo país e foram até ultrapassados pelo "pornográfico" forrobodó de Portimão, com quase 30 mil (!) pessoas, a maior parte delas ao monte, a assistirem ao Grande Prémio de F1... E quanto ao futebol é a mesma desgraça: preterido a comédias, touradas e ajuntamentos políticos e religiosos no tempo em que o coronavírus parecia dar tréguas, passou agora a ter espectadores quando há países a recomeçar a fechar os estádios. Estamos entregues ao bicho.

Excerto da crónica de Alexande Pais, em Record

publicado às 13:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Imagem de perfil

De Greenlight a 26.10.2020 às 09:23

A DGS não é uma entidade autónoma, depende do Governo de Portugal. Essa gente passou o Verão a falar muito e a agir pouco e mal. A Pandemia está aí e em força e quem nos (des)governa não preparou o País para o Inverno e a calamidade que já se adivinhava e ainda deu sinais errados à população para se comportar com pouca segurança, como foi o caso da F1 em Portimão.
Sem imagem de perfil

De João F. a 26.10.2020 às 09:39

O comentário do Pais não é verdadeiramente para condenar os forrobodós que se têm visto um pouco por todo o País. A intenção dele e doutros é de defender o negócio do qual vivem. Houvesse autorização para os adeptos entrarem nos estádios e tudo para esta gente estaria bem, escrevinhando umas lamúrias pelo meio.

Utiliza-se o forrobodó de Portimão para fazer política, tal como o fizeram com as festas do Avante e o 1 de Maio, (cuja realização foram maus exemplos) mas logo que se viu o que foi a tal missa em Fátima, calaram-se e meteram a língua suja no tal olho, o que prova bem que diante do "santissimo" dobram-se e engolem em seco, como cobardolas.

A honestidade intelectual de certos escribas deste País, desde há muito que anda pelas ruas da amargura.
Sem imagem de perfil

De Luís Pinheiro a 26.10.2020 às 12:19

Este blog não é o local apropriado para se fazer política, mas que eu saiba Alexandre Pais não disse nenhuma mentira nem distorceu os factos do que se está a passar em relação ao futebol quando comparado com outras atividades
Sem imagem de perfil

De João F. a 26.10.2020 às 14:49

Mentira não é, mas a sua "dor" e a do Proença entre outros, não é pelo facto de haver forrobodós no País, mas pelo sim, por não deixarem que o futebol participe também nos forrobodós. Pelas declarações que têm feito, vê-se bem que a preocupação primeira deles não é a saúde pública.
Sem imagem de perfil

De João F. a 26.10.2020 às 14:50

corrijo: mas sim
Sem imagem de perfil

De Alcibíades a 26.10.2020 às 15:05

O episódio da F1 em Portugal e todos incidentes deste fim de semana lá em baixo fazem lembrar as corridas de cavalos n' "Os Maias"
Sem imagem de perfil

De LG a 26.10.2020 às 16:05

(nunca pensei dizer isto aqui)
O João F. tem toda a razão, a questão aqui é quererem para o futebol o que (erradamente) se concedeu a outras atividades.

A DGS faz o que pode com os meios que lhe dão: se o Governo e/ou a AR decidem que os casamentos e outros eventos que tinham sido marcados até à última Resolução CM se mantinham válidos, o que poderia a DGS fazer para além de fiscalizar, com o apoio das autoridades policiais?
E Alexandre Pais não saberá em que condições é que a Formula 1 veio para Portugal? Claro que sabe, mas o que interessa é "bater" na DGS por não autorizar (muitos) espectadores no futebol. Felizmente, nesta guerra de lobbying, a DGS tem ganho à Liga.

E Graça Freitas muito bem, há pouco: o Governo/AR podem autorizar, a DGS pode emitir parecer definindo as condições de realização, mas tudo depende da forma como, individualmente, as pessoas se portam: e na F1 tentou corrigir-se no domingo os erros de sábado
Sem imagem de perfil

De João F. a 26.10.2020 às 16:28

"mas tudo depende da forma como, individualmente, as pessoas se portam: e na F1 tentou corrigir-se no domingo os erros de sábado"

Exactamente.A irresponsabilidade manifestada por uma minoria de gente é aflitiva.
Sem imagem de perfil

De Bobo da Corte a 26.10.2020 às 16:06

Estamos é entregues à bicharada. O inglês dr. Bruce Scott:

"Conforme afirma o Center for Disease Control (USA), a taxa de sobrevivência estimada para pessoas com idade entre 0-19 anos para COVID19 é 99,997%, 20-49 anos é 99,98%, 50-69 anos 99,5% e 70 anos + 94,6%, respectivamente.
E agora temos uma casedêmica onde as taxas de falsos positivos (89% -94% dos positivos potencialmente falsos) e o teste de PCR nem mesmo testa para COVID19 (ver ACU, 2020).
Claro, os políticos ignoram o fato de que o teste de PCR nunca teve a intenção de ser um instrumento de diagnóstico a ser usado para informar as políticas de saúde pública, muito menos obrigá-lo."
Mas é o que acontece hoje.

É importante que leiam e oiçam o que dizem os médicos europeus sobre esta fraude:

Elke De Klerk, General Practitioner.
Watch ELKE DE KLERK - FOUNDER OF DOCTORS FOR TRUTH:

https://brandnewtube.com/watch/wda-berlin-10-10-20-elke-de-klerk_TgVR2xP89TsLrXJ.html


Sem imagem de perfil

De LG a 26.10.2020 às 16:07

De facto, o nick é apropriado
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.10.2020 às 17:12

Isto é um clássico. Na questão em causa ou noutra, aparecem críticas, sentenças, quando não condenações. de quem não tem responsabilidade de fazer. Porque quando tem de fazer, se calhar, nem a sua vida sabe governar.

No caso concreto de Portimão, a DGS autorizou a presença de público com um determinado número de espectadores e com normas muito específicas. Quem falhou? A DGS? Não. Quem falhou foi a organização do evento, que não controlou os espectadores, e a irresponsabilidade de alguns que se aglomeraram, sabendo que isso é perigoso e não era permitido.

O que aconteceu neste evento, aconteceria mais facilmente num estádio de futebol, mesmo com metade da lotação. Se há melhor exemplo da razão da não existência de espectadores, aí está. Ou há condições logísticas para impor as normas, ou não há. Deixar isso à responsabilidade individual é como pôr a raposa a guardar o galinheiro.

A festa do Avante, e mais recentemente a peregrinação a Fátima, foram exemplos positivos, do cumprimento rigoroso das normas, por parte dos organizadores.

Portanto antes de se atirar pedras deve-se ter o bom senso de ver como as coisas acontecem.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 26.10.2020 às 18:02

Portanto, no próximo fim de semana não podemos sair do nosso concelho, mas milhares de estrangeiros no Algarve para ver Formula 1, isso está bem...... ridículo não se perceber o ridículo da situação!
Sem imagem de perfil

De João F. a 26.10.2020 às 20:27

E durante a disputa da Formula 1, já estava proibida a saída de concelho para concelho?!
Mas que conclusão tão estapafúrdia! Não é de agora que se sabe, que os neurónios não abundam nessa tola...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.10.2020 às 22:28

O caro João F já disse o que tinha a dizer ao outro leitor e eu entretanto apaguei tudo porque na realidade não interessa, no que ao nosso debate aqui no blogue diz respeito.
Sem imagem de perfil

De João F. a 27.10.2020 às 09:56

Sem imagem de perfil

De RCL a 26.10.2020 às 22:42

Quadro actual:
Doentes internados com COVID -1672
UCI-240
Provavel agravamento a partir de 4/11.

Onde se vão internar os doentes que nos invernos enchem os hospitais?
Pornográfico é o comentário de Alexandre Pais.
Protejam-se, sigam os conselhos da Dra. Graça.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo