Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

5 de Novembro de 1986

 

Taça UEFA, Sporting 2 Barcelona 1

 

117px-Fernando_Mendes.jpg

Fernando Mendes fazia 20 anos de idade e Manuel José deu-lhe um presente: a titularidade. O pequeno Fernando, generoso como sempre, quis devolver o gesto e assinou uma exibição fantástica. Com dois centros certeiros, assistiu outras tantas vezes Negrete e Meade para os dois golos leoninos. O feito rendeu a Fernando Mendes uma lagosta, resultado de uma aposta com o treinador, mas podia ter valido um banquete de marisco caso tivesse concretizado o terceiro golo que lhe morreu nos pés.

 

A eliminatória esteve empatada até sete minutos do fim... até ao pontapé insensível de Roberto que matou o leão. A crónica do jogo mostra explicitamente que este remate de Roberto foi o único do Barcelona em todo o jogo. De resto, foi consensual que o futebol do Sporting meteu os poderosos catalães no bolso. A frade de Duílio, no final do encontro, resumia o sentimento dos 55 mil espectadores que saíram de Alvalade frustrados como nunca: "Há coisas que só acontecem ao Sporting."

 

 

Do livro Estórias d'Alvalade por Luís Miguel Pereira 

 

publicado às 07:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Balajic a 25.06.2015 às 08:59

Uma das (muitas) célebres noites europeias.

Desta vez uma vitória com sabor a derrota. O bom do Damas nem que tivesse asas (que às vezes até parecia que tinha) apanhava aquela bola.

Salvo erro, a eliminatória não estava empatada. Com 2-0 passava o Sporting (em Barcelona tínhamos perdido 1-0).

O Duílio aprendeu rápido - há coisas que só acontecem mesmo ao Sporting...
Sem imagem de perfil

De HY a 25.06.2015 às 09:19

De facto o 2-0 qualificáva-nos. E eu nunca perdoarei ao FMendes aquele lance poucos minutos antes do golo do Barça. Isolado á frente do Zubi com o MJorge completamente desmarcado ao lado a pedir-lhe a bola preferiu fare um chapéu ao guarda-redes...que acabou por cima da balia. Era o 3-0 e a eliminatória no papo. Deslumbrou-se...que falta de inteligência para pôr o interesse da equipa em primeiro plano...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.06.2015 às 11:41

Eu também estive em Alvalade nessa noite e, mesmo assim, acho que Fernando Mendes fez um dos melhores jogos da sua carreira.
Sem imagem de perfil

De HY a 25.06.2015 às 11:54

Sem dúvida...mas aquele erro...era muito jovem, a noite estava a correr-lhe muito bem...excesso de confiança...mas muito sinceramente, acho que um elemento distintivo da superior qualidade de um jogador é, nos momentos decisivos, ser capaz de decidir o que é melhor para a equipa. E era só dar ao MJorge e ele entrava pela baliza dentro com a bola... um chapéu ao guarda-redes tem sempre um elemento de risco muito superior...

Ainda hoje estou a ver a cena...

O Tomé, em Magdburgo, exevutou mal o gesto correcto. O FM decidiu mal...e naquele lance, num jog daqueles, é quase imperdoável...
Sem imagem de perfil

De Sim Abelha a 25.06.2015 às 13:33

https://www.youtube.com/watch?v=5KG9A0iFcD8
O falhanço de que falam é ao minuto 17:08...
Sem imagem de perfil

De HY a 25.06.2015 às 16:46

Curioso, ao vê-lo deste angulo parece-me menos grave que na altura...eu estava o outro lado, ao centro da bancada nova...
Sem imagem de perfil

De LEÃO DA GUIA a 25.06.2015 às 14:18

Senhor Rui Gomes,

Com o meu grande apreço, permito-me utilizar esta via para relembrar que NO PRÓXIMO DIA 10 DE JULHO OCORRERÁ O CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO MÍTICO E LENDÁRIO JOÃO AZEVEDO - considerado o melhor guarda-redes de todos os tempos (do Sporting e de Portugal), sendo o jogador que, até hoje, conquistou para o Sporting o maior número de títulos (24: 8 campeonatos nacionais, 2 campeonatos de Portugal, 4 Taças de Portugal, 10 campeonatos de Lisboa e, ainda,a Taça Império, na inauguração, em 1944, do Estádio Nacional.

Guardião da célebre equipa dos "Cinco Leoninos" e apelidado de "O Violino das Balizas", João Azevedo defendeu a baliza do nosso Clube durante 18 temporadas consecutivas (1935-52) e é, ainda, o recordista nacional do número de jogos sem sofrer golos (159) e também dos "clássicos" (87, dos quais 29 seguidos).

Classificado nas décadas de 1930-1940 um dos melhores guarda-redes da Europa, celebrizou-se na histórica primeira vitória de Portugal sobre a Espanha (1937) como "O Tigre Português" e num surpreendente empate com a Alemanha (1938) como "O Gato de Frankfurt".

Na realidade, uma carreira e um registo absolutamente inigualáveis - mas, injusta e incompreensivelmente, pouco conhecidos, divulgados ou enaltecidos entre as gerações mais recentes e actuais (por culpa do próprio Sporting).

Nos tempos actuais - em que tão espezinhados andam os valores, princípios que, há 108 anos, determinaram a existência do Sporting Clube de Portugal - temos todos, os leais e fieis sportinguistas, o dever de reavivar e honrar o seu fabuloso passado - homenageando e perpetuando a memória daqueles que, com o seu admirável exemplo, o glorificaram.

João Azevedo - definitivamente, um dos maiores símbolos e glórias do Sporting
- tem, indiscutivelmente, jus à consagração digna que lhe é devida!

Porque não atribuir o seu nome à baliza norte do nosso Estádio? - uma vez que à baliza sul, além de uma rua, foi dado o de Vítor Damas (cujas carreiras e currículo, embora notáveis, não se aproximam, nem de longe, aos de João Azevedo).

Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De Balajic a 25.06.2015 às 15:15

Apoiadíssimo! Não a 100, mas a 1000%!

Mítico o jogo contra o Carnide para o Campeonato de Lisboa de 1946/47 em que se lesionou na clavícula, saiu (com 1-0), voltou com o braço ao peito (já com 1-1) e permitiu que Peyroteo e Albano fizessem o 3-1!

Se fazem petições on-line para coisas tão parvas como pedir a expulsão de determinados sócios (ditos) "notáveis", porque não fazer para uma coisa destas?
Sem imagem de perfil

De L a 25.06.2015 às 15:44

Boa tarde caro Leão da Guia,

Toda a razão e não é só em relação ao Azevedo. Hoje qq puto faz duas épocas na equipa principal e é mais famoso que uma carreira e muitas vezes até uma vida de dedicação. E em relação aos atletas e aos associados que trouxeram o Sporting até ao século XXI. Independentemente de tanta coisa que também mudou mas não vale a pena agora lugares comuns sobre o passado, o presente e o futuro.

Não era nada mal pensado no lugar do Conselho Leonino - proposto pelas listas nas eleições - e que veio substituir o Conselho de Presidentes, um verdadeiro órgão social com gente que também soubesse verdadeiramente o que é o SCP. Começava logo por vetar metade das trapalhadas que nunca deviam ter acontecido no Sporting.

Como hoje alguém pensar que um clube centenário pode servir de barriga de aluguer?! Nunca e para ninguém! E ninguém inclui catedráticos com bruxos! Nem que já trouxesse a Champions no bolso! E mais, hoje compreendo muito melhor algumas atitudes da estrutura do Benfica que não compreendia antes de conhecer as exigências no Sporting. Porque no futebol ninguém ganha nada sozinho e porventura nem haverá muitos adeptos a dar a importância que eu dou ao treinador no futebol actual. Mas há limites para tudo e o Sporting nunca devia ceder metade a treinador nenhum do Mundo. E na verdade não é o Sporting que está a ceder. E ainda volto a perguntar e o Marco Silva é que faltou ao respeito ao Sporting?

P.S. O Carlos Barbosa da Cruz assina hoje um texto no Record que de tão óbvio merecia chegar à blogosfera leonina. Para variar. Independentemente até do mandato, que de tanto se falar merecia duas ou três explicações para também se encerrar de uma vez por todas. E digo eu que ainda me lembro do Aguiar de Matos pedir desculpa ao Filipe Soares Franco, depois de tantas acusações.
Sem imagem de perfil

De HY a 25.06.2015 às 16:44

Como será que até uma possível homenagem a uma das nossas mais mitológicas figuras se possa transformar numa guerrilha contra tudo e todos???
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.06.2015 às 17:18

Caro Leão da Guia,

Primeiro e sobretudo, agradeço a gentileza da sua referência em comentário que subscrevo, na íntegra.

Vamos tomar nota para no dia 1 de Julho dar o destaque, em post, que João Azevedo merece e sublinhar a sua sugestão perante os elementos da actual liderança do Clube que nos visitam.

Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De LEÃO DA GUIA a 26.06.2015 às 01:28

Caro Senhor Rui Gomes,

Muito obrigado pela sua resposta.

Devo, primeiramente, esclarecer que a data do centenário do nascimento de João Azevedo é 10 (não 1) de Julho próximo.

Na verdade, o lendário Azevedo destacou-se, igualmente, pela sua extraordinária coragem e um inexcedível espírito de dedicação e de sacrifício pelo Sporting.

Conservo ainda na memória a épica final, de Novembro de 1946, a que se refere e à qual eu assisti, em que ele - jogando a maior parte do encontro com o braço esquerdo imobilizado - foi o grande herói do triunfo sobre o Benfica. Recordo, ainda, que, no fim, passeado em ombros pelos colegas da equipa, recebeu uma clamorosa ovação de todo o publico, de pé, incluindo os próprios adeptos benfiquistas (algo impensável nos tempos corroídos de fanatismo de hoje...).

Numa outra final, em 1948, contra o Belenenses, jogou quase todo o tempo com um pé fracturado logo nos primeiros minutos (naquela altura, como se sabe, não eram permitidas substituições de jogadores) e numa outra vez insistiu em manter-se na baliza após ter levado 12 pontos na cabeça...

Foi de casos memoráveis como estes, do inigualável João Azevedo, que se construiu a gloriosa história do Sporting!



Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2015 às 02:02

Meu caro,

Pelo seu comentário original, assumi que a data em questão é dia 1. Nesse caso, vamos esperar até ao dia 10.

Até já fiz pesquisa de fotos para o efeito e, por mera coincidência, uma delas é precisamente pela ocorrência que refere em que ele é levado em ombros dos colegas.

Apreciei o seu comentário e sugestão e faremos a nossa parte nesse sentido.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De JPT a 26.06.2015 às 10:06

Estava ao pé de mim na final da Taça (aliás, muito bem acompanhado), na lateral, e foi um dos que saiu antes da hora. Foleiro, ó Fernando. SL!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo