Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

facebook140574e13.jpg

 

Um estudo sobre a adição ao Facebook em Portugal revela que os jovens com este problema apresentam níveis de saúde mental e de bem-estar psicológico "preocupantes e significativamente piores" do que os utilizadores regulares.

 

Será do interesse, em particular, do actual presidente do Sporting e da sua falange de apoiantes que projectam a ideia que o Facebook é uma actividade 24/7. Para o efeito, nota-se que existem três páginas: a do Clube, a do presidente e ainda a sua página pessoal.

 

Não sou amante das redes sociais, por vários motivos, e o único factor que me leva a ter a página de Facebook é por ser uma exigência associada à página do Camarote Leonino. Esta disposição permite-me observar o excesso de dependência de alguns amigos meus que, aparentemente, não conseguem viver sem este meio de comunicação. Falar ao telefone é prática "antiquada", substituída pelas mensagens (SMS) e posts nas redes sociais.

 

Segundo o estudo, coordenado pelo investigador português Halley Pontes, da Nothingham Trent University, no Reino Unido, "a adição ao Facebook está associada a maior preferência para interacção social online e níveis elevados de sintomas depressivos, ansiedade patológica e stress".

 

A investigação, publicada no 'International Journal of Mental Health and Addiction', decorreu em maio e Junho de 2015 e envolveu uma amostra de 547 jovens estudantes portugueses do 2º e 3º ciclo do ensino básico.

 

O estudo procurou avaliar a extensão dos problemas relacionados com a utilização excessiva e problemática do Facebook, entre outras adições, numa amostra exclusivamente portuguesa, disse à Lusa o investigador Halley Pontes.

 

"Dada a penetração da Internet e dos sites de redes sociais entre os jovens portugueses, juntamente com a necessidade de mais investigação sobre o uso contextualizado da Internet, tornou-se fundamental entender" os efeitos que o uso excessivo e viciante destas redes podem ter sobre a saúde mental dos adolescentes, refere o estudo.

 

A investigação verificou que "a adição ao Facebook estava presente em 3,6% da amostra total. Tendo em conta a população geral, esta percentagem poderia traduzir-se num total ligeiramente acima dos 380 mil indivíduos, o que é bastante significativo", disse Halley Pontes, que já publicou mais de 50 estudos científicos na área da adição à internet e videojogos.

 

Os resultados do estudo apontam que, "em termos do bem-estar psicológico e saúde mental, os indivíduos com problemas de adição ao Facebook apresentaram níveis preocupantes e significativamente piores, em comparação aos participantes que não apresentavam problemas de adição" a esta rede social.

 

Para Halley Pontes, estudar o problema da adição às redes sociais online é de extrema relevância no contexto da promoção da saúde mental nos indivíduos.

 

Vários estudos sugerem que o excessivo uso das redes sociais online, leva a que os indivíduos apresentem níveis de saúde mental bastante reduzido.

 

Um estudo recente realizado numa amostra representativa da população jovem do Canadá verificou que os jovens que costumavam utilizar as redes sociais online por mais de duas horas diárias, apresentaram piores níveis de saúde mental geral, maior incidência de problemas do foro psiquiátrico, aumento da ideação suicida, bem como uma maior necessidade de suporte a nível da saúde mental.

 

Segundo o Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2015, do Instituto Nacional de Estatística, a participação em redes sociais é mais frequente em Portugal do que na média dos países da União Europeia.

 

Em 2015, 70% dos utilizadores de Internet em Portugal participavam em redes sociais, ainda assim menos dois pontos percentuais do que em 2014, mas mais 13 pontos percentuais do que em 2011.

 

publicado às 04:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Imagem de perfil

De Profeta a 17.07.2016 às 10:51

Se o facebook for utilizado para partilhar ideias e aprender alguma coisa, penso que pode ser muito bom.

Mas se utilizarmos o facebook somente para tentar-mos dar uma imagem daquilo que não somos, ai sim, poderá ter efeitos nefastos para a mente do utilizador.

Normalmente no facebook só partilhamos momentos de felicidade. Ás vezes reparo que há miúdas giras que têm por vezes centenas de seguidores (diferente de "amigos"). Pode servir para encher o seu próprio ego. Mas na vida real o que sobra? Por vezes um grande vazio.

E já que referiu o maior viciado em facebook neste país, pergunto: tentar dar uma imagem daquilo que ele não foi, também não esteve na origem na obsessão que ele tem por essa ferramenta? Eu já o vi a processar sócios e a referir o facebook nos seus monólogos nas Assembleias-Gerais.

E no fundo é isso: ele mente para o Sporting, e também mente para si próprio. Provavelmente, o que vai sobrar vai ser esse tal "vazio".
Sem imagem de perfil

De smoker a 17.07.2016 às 12:43

Provavelmente terei este comment editado, mas ainda assim não resisto a deixar uma questão/reflexão:

Caro "Que pensa que fala em nome d'Ele", quando o Presidente eleito do SCP deixar de o ser sobre que tema é que irás escrever ??
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.07.2016 às 13:07

Escreveu algum impropério ?... Ofendeu de forma grosseira alguém ?

Acho que não. Por isso, não compreendo o receio de ser editado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.07.2016 às 16:38

Caro RG, tem razão! Estava enganado e por isso retiro o receio.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo