Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Excesso de... melodrama

Rui Gomes, em 26.01.16

 

train.gif

 

As janelas anuais do mercado de transferências são períodos de grande entretenimento para os adeptos. Pelo menos, é assim que eu as considero, pela expectativa da chegada de novos talentos para a nossa equipa, pela curiosidade de ver o que os nossos adversários fazem nesse mesmo sentido e, mais à distância, pela fascinação das transacções levadas a cabo pelos galácticos, para quem os milhões não são impedimento.

 

Compreende-se, no entanto, que este sentimento não seja partilhado por dirigentes, treinadores e até jogadores, pela complexidade do futebol-indústria dos nossos tempos e pela incerteza do que um talento tem para oferecer, face ao investimento, no futuro.

 

Para aqueles que escrevem para consumo público, como é o nosso caso aqui no Camarote Leonino, é um período que nos proporciona um leque de temáticas mais alargado, e para quem publica 8/9 ou 10 posts por dia, sete dias por semana, nem sempre é missão fácil abordar assuntos de interesse para os leitores.

 

No que à comunicação social diz respeito, o aproveitamento é inevitável, com um misto de ficção e sensacionalismo a deturpar os factos. A divulgação de informação permite-nos debater os prós e contras de um qualquer acto de gestão desportiva do nosso clube, não perdendo de vista, no entanto, que pouco ou nada é oficial até ser confirmado pelas respectivas entidades. Mesmo assim, não deixa de fazer parte do entretenimento que o futebol nos oferece e dá causa para questionar a reacção excessivamente melodramática de alguns adeptos, indignados por informações que tendem, ocasionalmente, levantar o espectro de incompetência dos seus dirigentes e, por outro lado, mistificar a mestria dos adversários.

 

No caso concreto do Sporting, é perfeitamente compreensível que a SAD não pode vir diariamente desmentir as inúmeras manchetes noticiosas e respectivos rumores que surgem na praça pública. Há ocasiões, no entanto, que, na minha opinião, o deve fazer, a exemplo  do recém-caso de Marega e José Sá. Apesar das alegadas declarações do empresário do primeiro, relativamente à não existência de propostas por parte do Sporting, acredito que tenha havido interesse e um ou mais contactos para determinar as condições contratuais dos jogadores e que, em data posterior, houve uma tomada de decisão de não tentar efectuar o negócio, pelos valores e porventura outras questões pertinentes. Cenário perfeitamente normal no futebol sem dar causa para drama. Pelo excesso deste, seria suficiente uma breve palavra da Sporting SAD para o assunto ficar clarificado, de uma vez por todas. De uma forma ou outra, não seria a primeira vez que um qualquer clube levou a melhor mão negocial e não será a última.

 

Para excesso de melodrama... já chega o jogo, em si.

 

publicado às 16:35

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Diogo Martins a 26.01.2016 às 17:15

Post sensato. Concordo!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 26.01.2016 às 17:32

Devo-lhe dizer que gostei do post!

Só para referir uma coisa... quando você refere que alguns adeptos são melodramáticos, este aspecto não nasce do nada... é só ler as capas dos jornais de hoje..."Marega pôs Jesus em brasa" e "E vão quatro!". O que aqui está em causa não é tanto se o Sporting estaria ou não interessado nos jogadores (dou isso de barato...) o que a mim me faz confusão é a forma de comunicação, já que o próprio Rui refere como "...um misto de ficção e sensacionalismo a deturpar os factos" o problema não é ser só ficção... o problema é só fazerem ficção para um clube... sendo que esta acusação que faço não é ficção!

Considero ainda o jornalismo desportivo português totalmente corrompido, pela forma como coloca determinadas noticias (exemplo as notas dos árbitros dos jogos do Sporting) e depois nunca faz uma verdadeira investigação (nunca li nenhuma investigação feita por nenhum jornalista desportivo quanto ao apito dourado ou outras... simplesmente não se interessam). Portanto, eu questiono, como podemos considerar jornalismo, um grupo de pessoas que funcionam a favor e de acordo com o interesse de determinados clubes? o jornalismo deveria utilizar como premissa base a isenção... coisa que não acontece!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.01.2016 às 17:43

O jornalismo é isso por todo Mundo. Compete-nos reconhecer a realidade e lidar devidamente com ela.

Recordo tempos de outrora em que eu era uma figura mais pública e raramente vi noticiado uma qualquer história em que eu participei de algum modo, que correspondia inteiramente à verdade. É a natureza do "animal", embora, por vezes, com consequências muito mais desastrosas das que se associam, por norma, ao futebol.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 26.01.2016 às 18:27

Caro Rui Gomes
Concordo com a sua opinião. Sabe-se que os dirigentes desportivos aproveitam-se dos jornais e colocam notícias com determinados objectivos. Um jogo dentro do outro jogo!
Devemos entender a veracidade das notícias através de uma leitura crítica e informada. A vida e os acontecimentos constam nos jornais e não adianta fugir da realidade, mascarada ou não.
Abraço... vai começar o jogo do Sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.01.2016 às 18:47

Já começou... mas hoje não entusiasma.

Abraço
Sem imagem de perfil

De HY a 26.01.2016 às 20:44

Bem visto!
Sem imagem de perfil

De João Santos a 27.01.2016 às 10:06

Se houvesse comunicado diriam que era desculpa de mau perdedor...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo