Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Falta de transparência exasperante !

Rui Gomes, em 23.01.17

 

mw-860.jpg

 

Segundo o jornal Record, uma fonte não identificada do Sporting prestou declarações em reacção à notícia que a Doyen tem a intenção de avançar com penhora de bens, pelo não pagamento da já bem conhecida dívida.

 

Terá afirmado esta "fonte", que a Sporting SAD está tranquila quanto a este assunto, uma vez que enquanto o caso estiver nos tribunais, não pode haver penhora. Além disso, a verba em questão está cativa na UEFA e o organismo que tutela o futebol europeu pode proceder ao seu desbloqueamento a partir do momento em que haja uma decisão nesse sentido. Por fim, que o único objectivo da Doyen é o de causar pânico entre os sportinguistas.

 

Exasperante, para ser simpático, esta falta de transparência de Bruno de Carvalho e da Direcção do Sporting. Primeiro e sobretudo, se há algo a esclarecer, e pelos vistos ainda há muito, deve ser participado aos sportinguistas por vias oficiais e não através de dirigentes não identificados.

 

Segundo, após a decisão do Supremo Tribunal Federal da Suíça, que ordenou o Sporting a efectuar o pagamento, em que outro tribunal está agora o caso ?

 

Terceiro, a verba que está retida pela UEFA, proveniente dos prémios do Sporting na Champions, não é suficiente para liquidar a dívida em questão, partindo do princípio que eventualmente será desbloqueada para esse fim.

 

Já aqui escrevi e reitero que me parece óbvio que o intuito único de Bruno de Carvalho é de continuar a fazer a "vida cara" à Doyen Sports, atrasando o pagamento por todos e quaisquer meios ao alcance, permitindo-lhe, em simultâneo, ganhar tempo para obter a disponibilidade líquida para satisfazer a dívida, disposição que não existirá nesta altura.

 

Adenda: Segundo o que foi revelado - e não refutado pelo Sporting - após o juízo do Supremo Tribunal Federal da Suíça, a dívida por liquidar é no valor de 15,6 milhões de euros, que contarão com o devido acréscimo de custas e dos juros (0.5% por cada mês de atraso).

 

publicado às 03:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


38 comentários

Sem imagem de perfil

De Diogo a 23.01.2017 às 10:58

Caro PMF,

Note que existem certos pressupostos que a Relação de Lisboa deve apreciar antes de validar a decisão. Não quer dizer que se verifiquem no caso, mas o que dizer se o Sporting pagasse antes da decisão ser devidamente confirmada pelos órgãos jurisdicionais portugueses - e estes não a confirmassem?

Eu também acho que há um "empurrar da barriga", algo habitual no plano da gestão, mas questionável no plano da moral futebolistica, mas face às quantias em causa e à quase impossibilidade do Sporting algum dia conseguir ser ressarcido pela Doyen (caso houvesse decisão nesse sentido), não me parece completamente absurdo esperar (um, dois meses) pela decisão final.

SL
Sem imagem de perfil

De RDS a 23.01.2017 às 11:06

São única e exclusivamente questões de soberania. O TAD decidiu, o TAS validou o processo e sentença mas só os tribunais portugueses podem executar a sentença.
É uma mera formalidade.
Sem imagem de perfil

De Balajic a 24.01.2017 às 15:23

Diogo,

A confirmação pela Relação de Lisboa é meramente para aferir força executória à decisão do TAD. Ou seja, para permitir que, caso não exista pagamento voluntário pelo Sporting da verba a que foi condenado, a decisão do TAD seja executada pelos tribunais portugueses e que a Doyen possa partir para a penhora aqui em Portugal.

Peço desculpa, mas discordo completamente que se espere mais 1 ou 2 dias sequer pelo que quer que seja. Porque a cada dia que passa os juros estão "a pingar" e a dívida a avolumar-se.

Se fosse esse que diz o pensamento do Sporting (que me parece, confesso, demasiado rebuscado, mas da cabeça do presidente do Sporting já espero tudo), nem que o Sporting efectuasse um depósito condicionado de determinado valor ou que desse ordem para que a UEFA colocasse o valor retido à disposição da Doyen (ainda que à condição do que quer que seja que o Sporting espera) de forma a fazer parar os juros. Pelo menos...

O problema aqui parece-me claramente ser um e um só - não haver dinheiro para pagar o montante total da dívida e tentar-se ganhar tempo.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo