Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Favoritismo

Rui Gomes, em 04.08.19

img_192x192$2015_10_12_13_07_15_1005695_im_6366777

Um dérbi entre Benfica e Sporting para começar a época é sempre um excelente cartão de visita. Os dois rivais lisboetas chegam ao Estádio Algarve com estados de espírito algo diferentes, culpa dos resultados de pré-temporada e também das dúvidas geradas pelos mais recentes dias de mercado em Alvalade. Mas o que aconteceu até agora está longe de ser um factor decisivo do encontro desta noite.

Frente ao Liverpool, o adversário mais forte que qualquer equipa portuguesa defrontou esta pré-época, viu-se um leão com qualidade, capaz de criar várias oportunidades de golo frente ao campeão europeu. Subestimar o valor de uma equipa assim é um erro, até porque o Sporting de Marcel Keizer revelou-se especialista na época passada a jogar como ‘underdog’ em partidas a eliminar – derrotou duas vezes o FC Porto nos penáltis (um cenário que não deve ser excluído esta noite...) e virou a eliminatória da Taça de Portugal diante do Benfica. Quem tem Bruno Fernandes e Mathieu tem sempre boas hipóteses de ganhar.

O Benfica mantém a matriz trazida na época passada por Lage e tem essa estabilidade a seu favor. Mas, pese as vitórias e alguns excelentes períodos na International Champions Cup, houve momentos de algum desnorte defensivo e ainda há dúvidas sobre a parceria de ataque entre De Tomas e Seferovic. As águias são favoritas, claro, mas não tanto como se tem feito crer.

Uma nota apenas para o clima pacífico que tem antecedido este dérbi. Seria um grande sinal para o que resta da temporada se continuasse assim durante e após o jogo desta noite. Que vencedores e vencidos saibam estar à altura do momento.

Sérgio Krithinas, Director Adjunto, Record

publicado às 12:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Chakraindigo a 04.08.2019 às 16:07

Caro Rui Gomes,
Não me apercebi que não era permitido, mas era unicamente para mostrar o lado positivo dos adeptos, já que aparecem sempre os incendiários de serviço.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo