Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




20581298_c0mZ8.jpeg

C  O  M  U  N  I  C  A  D  O

A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - FUTEBOL, SAD (Sporting SAD ou Sociedade) vem, nos termos e para efeitos do disposto no artigo 248.º A do Código dos Valores Mobiliários, comunicar o cumprimento dos seus deveres de prestação económica e financeira, referente ao período compreendido entre 1 de Julho de 2019 e 31 de Março de 2020, destacando que a Sociedade registou o maior volume de negócios da história do Sporting em termos homólogos (nove meses). Alguns highlights:

• Maior venda de sempre – Bruno Fernandes por 55 M€ fixos + 25 M€ condicionais;

• Rafael Leão condenado a pagar 16,5 M€ pela resolução ilícita do contrato de trabalho (este valor não está reflectido nas contas deste trimestre);

• Contratação do Treinador Rúben Amorim por 10 M€;

• Volume de negócios nos primeiros nove meses de 156,1 M€ (período homólogo 109,8 M€);

• Decréscimo salarial de 3 M€ (ou 6%) e de 10M€ (ou 16%) sem indemnizações face ao período homólogo;

• Resultado líquido positivo de 30,2 M€ (período homólogo -5,9 M€);

• Capital próprio positivo de 6,6 M€ (Junho 2019 negativo em 23,6 M€);

• Redução do passivo em 20,8 M€ onde 17 M€ são relativos amortização de dívida bancária.

Importa ainda esclarecer que no seguimento dos vários processos de rescisão unilateral sem justa causa decorrentes do ataque à Academia Sporting, já este ano, no mês de Março, foi proferido acórdão pelo qual o Tribunal Arbitral do Desporto condenou o jogador Rafael Leão a pagar à Sporting SAD a quantia de 16.500.000,00 € a título de indemnização pela resolução ilícita do contrato de trabalho desportivo.

A Sporting SAD encontra-se a desenvolver as diligências adequadas junto das instâncias judiciais e desportivas competentes com vista a obter a execução daquela decisão e a cobrança do crédito que a mesma reconhece a seu favor, quer contra o jogador quer contra o clube francês Lille LOSC, que é solidariamente responsável nos termos do artigo 17.2 dos Regulamentos da FIFA. A esta data, o Conselho de Administração encontra-se a analisar o processo que carece de informação necessária para a mensuração ao custo amortizado nas Demonstrações Financeiras da Sporting SAD.

Em 2 de Setembro de 2019, a Sporting SAD chegou a acordo com o Stade Rennais FC para a venda dos direitos económicos e desportivos de Raphinha pelo montante de 21 milhões de euros, aos quais foram deduzidos o valor do mecanismo de solidariedade e de gastos associados à venda, nomeadamente as comissões de intermediação.

Em 1 de Setembro de 2019, a Sporting SAD chegou a acordo com o Valencia CF para a venda dos direitos económicos e desportivos de Thierry Correia pelo montante de 12 milhões de euros, aos quais foram deduzidos o valor do mecanismo de solidariedade e de gastos associados à venda, nomeadamente as comissões de intermediação e o prémio a pagar ao jogador.

Em 29 de Janeiro de 2020, a Sporting SAD chegou a acordo com o Manchester United FC para a venda dos direitos económicos e desportivos de Bruno Fernandes pelo montante de até 80 milhões de euros (55 milhões de euros fixos e 25 milhões de euros condicionais), aos quais foram deduzidos o valor do mecanismo de solidariedade e de gastos associados à venda, nomeadamente as comissões de intermediação. Apesar de ter sido uma venda realizada no mercado de inverno, normalmente menos valorizado, foi a maior venda da história da Sporting SAD superando a venda do João Mário que tinha sido vendido por 40 milhões de euros.

A Sporting SAD fechou o terceiro trimestre da época desportiva de 2019/2020 com um volume de negócios de 156,1 milhões de euros, o que representa um aumento de 42% face ao período homólogo. Este crescimento é suportado pelo aumento das receitas decorrentes da venda de direitos desportivos de jogadores.

Os gastos com pessoal decresceram cerca de 3,1 milhões de euros face ao mesmo período da época passada; no entanto, importa referir que este decréscimo é explicado por dois efeitos contrários: i) redução dos gastos com jogadores e colaboradores em cerca de 7,7 milhões de euros e ii) aumento das indemnizações em 5 milhões de euros. O valor relativo às indemnizações por rescisão de contratos de trabalho desportivo ascende a cerca de 6,9 milhões de euros, mas permitirá uma poupança líquida de cerca de 35 milhões de euros, parte significativa da qual irá reflectir-se ainda na corrente época.

Em termos de Posição Financeira, a Sporting SAD aumentou o activo total em 9.3 milhões de euros e a redução do passivo global em 20,8 milhões de euros, o que permitiu atingir um Capital Próprio positivo, ascendendo este a 6,6 milhões de euros. Nota também para a redução de dívida bancária em 17 milhões de euros.

A Sociedade apresenta a totalidade das suas demonstrações financeiras em conformidade com as Normas Internacionais de Relato Financeiro (NIRF) emitidas pelo International Accounting Standard Board e adoptadas pela União Europeia.

Poderá consultar aqui o documento na íntegra.

publicado às 06:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.06.2020 às 18:03

A principal crítica que faço a esta direcção é termos perdido os nossos melhores jogadores ( alguns bons negócios, outros nem tanto) + o treinador de 8M e apresentarmos uma redução residual nos custos com o pessoal.

E por isso os resultados operacionais apresentam cerca de 4M de prejuízo todos os meses.

Daqui a uns meses precisamos de outra grande venda, mas cada vez é mais difícil
Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 01.06.2020 às 18:34

Esse é o problema, se é certo que para o ano não teremos o valor de indemnizações que temos actualmente (em parte tb resultado dos despedimentos sucessivos de treinadores) o que trará a tal diminuição de 10% (algo entre 5 a 6 M€ anuais).

Ah e nestas contas ainda não entraram os 14M€ da compra do Ruben Amorim se a isto somarmos um 4º Trimestre ainda mais negativo, penalizado sobretudo pelo COVID 19 (embora ai tb os custos com pessoal possam descer 25%)... acho que esta euforia toda com o 3ª trimestre possa ser muito precoce.

Depois para o ano é imperativo o apuramento para a CL com o desinvestimento que estamos a fazer e ao mesmo tempo a reforçar os cofres do Braga ... não sei não muito receio.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.06.2020 às 18:37

Para si há alguma coisa de positivo salvo com o lunático?

Poupem-nos as v/diatribes!!!
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 01.06.2020 às 20:09

O dinheiro não é elástico, e milagres, se é que existem, confesso nunca os ter visto.
Porém, ensinaram-me que a matemática é uma ciência exata.
Neste Relatório, verificam-se muitas operações de inegável competência e honorabilidade, dignas de menção altamente positiva em termos de recuperação e gestão no Sporting CP.
- lucros superiores a 30 M€ contra prejuízos de 5,89 M€;
- o maior volume de negócios na História, representando um aumento superior a 41%, face aos anteriores 110 M€;
- redução do passivo em quase 21 M€ (dos quais 17 M€ para amortização da dívida bancária);
- decréscimo nos gastos com pessoal em cerca de 3,1 M€;
- projeção de uma poupança líquida de cerca de 35 M€, por via de indemnizações e acordos amigáveis de rescisão de contratos desportivos.
Este é o retrato fiel e espelho da presente situação, que a todos os Sportinguistas esclarece, traz Alegria e nos Orgulha.
Quem ousa dizer mal ou criticar, apenas visa a maledicência, ou então, além de ignorância tem carácter deformado por abusiva e excessiva cretinice.
Fraterno Abraço Leonino.


Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 01.06.2020 às 21:37

Meu caro contenha-se ainda verte uma pinguinha.

O que escreve é o lado positivo no entanto também existe o reverso sendo alguns sinais preocupantes.

Volto a frisar os 23M€ de resultados operacionais negativos (em 9 meses no último trimestre ultrapassará os 30M€).

A diminuição do valor do plantel face ao investimento feito (rubrica de fornecedores já vai nos 62M€).

A taxa aproximada de 20% de comissão é o dobro da média praticada.

O valor dos juros duplicou.

A divida do clube a SAD de 4,5M€ para 16M€.

Isto tudo tb faz parte do R&C só não tem o destaque que deveria tb ter.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds