Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fotografia com história dentro (12)

Leão Zargo, em 04.09.16

 

Jordão SCP-UL 1.Junho.1980.jpeg

O segundo golo de Jordão: invasão de campo

 

 

Jordão e a Bola de Prata (1979-80)

 

O sportinguista Rui Jordão conquistou a Bola de Prata em 1979-80, atribuída pelo jornal A Bola. Marcou 31 golos e repetiu o feito de 1975-76 no Benfica. O troféu foi disputadíssimo nesse ano e o vencedor ficou decidido na última jornada do Campeonato. Jordão marcou duas vezes (Sporting-União de Leiria) e Nené ficou em branco (Marítimo-Benfica).

 

Alguns anos mais tarde, Jordão recordou esse jogo: "Ao intervalo os meus colegas fizeram apostas entre eles que eu ainda iria conseguir marcar dois golos. Realmente, acabei por conseguir com a ajuda de todos eles. Jamais esquecerei aquela tarde de Alvalade.”

 

A fotografia documenta a invasão de campo que se verificou atrás da baliza sul logo a seguir ao segundo golo de Jordão, aos 88 minutos. Nesse dia, 1 de Junho de 1980, houve quatro invasões do relvado de Alvalade: por cada um dos três golos marcados ao União de Leiria e, no final do jogo, para festejar o título de Campeão Nacional.

 

publicado às 12:59

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


3 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 04.09.2016 às 13:24

Sporting 3 - União de Leiria 0

https://www.youtube.com/watch?v=TWJiE3BHZ88
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 04.09.2016 às 17:16

Eu ja comentei aqui antes que este jogo ficou defenitivamente marcado para toda a minha vida .

Devido á enchente fui obrigado a ver o jogo sentado no chão junto á linha lateral (Nessa altura os regulamentos ainda o permitiam) eu, e muitas centenas de pessoas . Tiveram que abrir as pequenas portas que davam para o relvado para que os expectadores excedentes pudessem ver o jogo junto ás linhas laterais.

Eu ainda era um miudo de 17 anos que com a pequena telefonia colado no ouvido , escutava ao mesmo tempo o que se passava no Espinho/Porto e claro com o que o Néné fazia.

O Sporting só tinha que ganhar para manter os 2 pontos que tinha de avanço do Porto contra uma frágil União de Leiria que com a derrota desse jogo acabou por descer de divisão.

2 momentos que me ficarão eternamente gravados ,

O primeiro
na 2ª invasão do campo quando do 2º golo do Sporting , todos os que estavam sentados na linha lateral invadiram o campo para festejar o título anunciado , foi instantaneo , mal a bola entrou na baliza e todos os adeptos correram para dentro do campo abraçar os jogadores do Sporting , eu vi-me como um tonto ali aos saltos no centro do relvado , nunca tinha estado antes tão perto dos meus ídolos , a emoção levou-me aos limites , quando uma voz áspera gritou aos meus ouvidos para sairmos dali rapidamente , João Rocha muito nervoso e com ar de caso gritava-nos para sairmos do relvado ao mesmo tempo que dizia , - ASSIM VAMOS PERDER O JOGO.

O segundo momento
, o 3º golo do Sporting que foi o 2º do Jordão que lhe dava a bota de prata que tem uma história curiusíssima , Jordão durante o jogo reparou que eu era o unico ali tão perto qe tinha a telefonia e foram várias as vezes que me fazia sinal a perguntar pelo Néné , por vezes passava mais perto e perguntava mesmo de voz , o que lhe respondia sempre com os dedos dando a indicação de zero .

Exactamente num desses momentos que ele olha para mim para me fazer a mesma pergunta que ao mesmo tempo um colega do meio campo o lança por cima dos defesas adversários, fui eu e todos os que estavam junto a mim que lhe gritaram OLHA A BOLA !!! Enquanto esta sobrevoava os defesas do Leiria e foi parar á frente do Jordão que se isolou e fez o terceiro , correu como um louco a festejar tirando a camisola e NOVA INVASÃO DE CAMPO.

Ainda hoje tenho sérias duvidas que estaría em fora de jogo. Eu estava no enfiamento da jogada quando lhe gritei e ele me pareceu adiantado , mas o fiscal de linha aderiu á festa.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 04.09.2016 às 17:38

Julius

Agradeço muito o “relato” dos acontecimentos. De facto, aquele Campeonato foi memorável, até porque o Sporting não vencia o título desde 1974. Era muito tempo!

Assisti ao jogo no peão que estava insuportavelmente cheio. Muitos espectadores foram para a pista ou para as bancadas, mas eu fiquei por ali pois estava com um grupo numeroso.

Foi inesquecível. Foi um jogo perfeito, pelo título e pelo Rui Jordão, um dia de loucura quando o Manuel Fernandes correu em direcção aos adeptos que tinham invadido o relvado, desaparecendo no meio deles.
Hoje é difícil imaginar um jogo de futebol com milhares de espectadores na pista de atletismo.

Quanto ao fora de jogo do Jordão... vou voltar a ver o filme no youtube!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo