Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fotografia com história dentro (172)

Mokuna, o “Fura Redes”

Leão Zargo, em 17.11.19

Mokuna e Cesário SCP 5 - SCB 2 9.1.1955 (2).jpg

Depois da conquista do tetra campeonato e da Taça de Portugal, o Sporting fez a digressão desportiva mais longa da sua história no Verão de 1954. Realizou o primeiro jogo em 3 de Julho, com o Sporting de Lourenço Marques em Moçambique, e o último em 17 de Agosto frente à Selecção de Léopoldville no antigo Congo Belga. Também esteve na África do Sul e em Angola, tendo disputado um total de doze jogos. Venceu onze e empatou um.

No último jogo, o orientador técnico Tavares da Silva ficou impressionado com um jovem de 19 anos que marcou um golo logo aos três minutos. Tratava-se de Léon Trouet Mokuna, a quem os adeptos chamavam “Trouée” (“buraco”) em vez de Trouet. A sua contratação foi demorada, nunca um congolês tinha vindo jogar para a Europa, mas o Sporting conseguiu contratá-lo ao Vita Club a troco de cinquenta mil francos e graças aos bons ofícios de Raul Sousa, um sportinguista que era o Cônsul de Portugal na Embaixada em Léopoldville.

Mokuna chegou a Lisboa em Outubro, mas apesar do entusiasmo do treinador Joseph Szabo que chegou a compará-lo a Peyroteo, apenas fez o primeiro jogo com a camisola verde e branca frente ao SC Braga em 9 de Janeiro de 1955. Questões burocráticas e o peso excessivo do jogador adiaram a sua estreia. Marcou um golo na expressiva vitória leonina por 5-2, com um poderoso remate que deixou o guarda-redes Cesário pregado ao relvado.

Mokuna não conseguiu afirmar-se no Sporting. Em 1954-55 ainda marcou dezanove golos em onze jogos (uma média apenas superada por Peyroteo e Sidónio), mas as limitações técnicas e tácticas, para além do despedimento de Szabo que o admirava, fizeram com que saísse no final da época seguinte. A categoria do avançado-centro João Martins e a recente contratação de Miltinho também terão contribuído para o insucesso do primeiro congolês a jogar na Europa.

Na fotografia, Cesário cumprimenta o estreante Mokuna. O guarda-redes bracarense diria mais tarde que o remate foi tão violento que quando viu a bola esta já estava dentro da baliza a balouçar nas redes.

publicado às 13:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Antonio Vieira a 17.11.2019 às 17:14

Tinha 13 anos quando vi este jogador jogar contra a CUF
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.11.2019 às 18:33

António Vieira

Em jogo no Barreiro, provavelmente.
Sem imagem de perfil

De 8 a 17.11.2019 às 20:18

Mokuna, o fura-redes!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo