Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fotografia com história dentro (274)

Recordando Ramiro Pinheiro

Leão Zargo, em 21.11.21

SCP Andebol Campeão Nacional 1965-66.jpg

Ramiro Pinheiro era um homem especial, diferente. Culto, inteligente, abnegado, solidário e voluntarioso marcou os que o conheceram. Engenheiro civil e assistente no Instituto Superior Técnico de Lisboa, pertencia à elite do andebol nacional. Integrou a melhor equipa andebolista de sempre, “Os Sete Magníficos”, que dominou a modalidade no nosso país durante a segunda metade de 1960 e a primeira metade de 1970. Fazendo equipa, nomeadamente, com Bessone Basto, Carlos Correia, Manuel Brito, Adriano Mesquita, Manuel Santos Marques e o irmão Alfredo Pinheiro conquistou com a camisola leonina sete campeonatos nacionais, cinco deles consecutivos: 1965-66, 1966-67, 1968-69, 1969-70, 1970-71, 1971-72 e 1972-73.

Em 1973, Ramiro Ribeiro foi incorporado no Exército e a seguir mobilizado para Angola. Era capitão miliciano e continuava de leão ao peito, jogando andebol pelo Sporting de Luanda. Mas, apesar da assinatura do Acordo de Alvor e da formação de um governo de transição, os tempos eram de fúria e de conflito na capital angolana.

Numa segunda-feira, em 3 de Fevereiro de 1975, junto ao Mercado de São Paulo, um motorista branco atropelou uma criança negra. O acidente resvalou para uma discussão violenta, com exibição de armas. Conhecido pelo seu temperamento firme, mas dialogante, Ramiro Pinheiro foi convocado para controlar os ânimos, juntamente com um alferes português e militares da FNLA. De súbito, dos que estavam no local, houve disparos que provocaram a morte de quatro civis, dois militares portugueses e um sargento da FNLA. Entre os mortos estava Ramiro Pinheiro. Tinha 29 anos, uma esposa e dois filhos.

Na fotografia, a equipa do Sporting CP de andebol que foi Campeã Nacional em 1965-66. Ramiro Pinheiro está na fila de baixo e é o primeiro à direita.

publicado às 14:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 21.11.2021 às 16:32

Caro amigo Leão Zargo,
Fora do contexto desportivo, a triste história associada a esta fotografia revela a forma como os conflitos e a intolerância face à diversidade só levam a uma espiral de comportamentos, baseados na vingança, em que não há vencedores. Em última instância todos são vítimas e perdedores.
No contexto desportivo realço a justa homenagem a uma das épocas mais brilhantes de uma das modalidades mais tituladas do Sporting Clube de Portugal.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 21.11.2021 às 17:06

Caro amigo Leão do Norte

Hesitei durante mais de um ano a publicação deste texto. Mas, considerei muito importante homenagear a memória de Ramiro Moreira e recordar um cidadão e um desportista exemplares.
Por outro lado, há essa lição extraordinária (e sempre actual) de que a intolerância e a vingança provocam grande dor, enorme sofrimento, mas nunca constituem solução para os problemas de carácter político, ou outro, nem contribuem positivamente para a vida em sociedade.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 21.11.2021 às 18:42

Caro amigo, saúdo esta publicação, não só pela justa homenagem a Ramiro Moreira, como pela importante componente educativa a nível social.
Há um aspecto que valorizo e saúdo nesta sua rubrica. O alcance que ela tem e que vai muito para além do aspecto desportivo. É um espaço de enriquecimento pessoal a diversos níveis tendo, em muitas ocasiões, um componente de alerta social.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 21.11.2021 às 22:00

Caro amigo, agradeço muito as suas palavras encorajadoras. Um grande abraço sportinguista.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo