Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fotografia com história dentro (3)

Leão Zargo, em 03.07.16

 

Bib de Arte F.C.G..jpg

Jogo de futebol, Lisboa, s.d., Estúdio de Mário de Novaes (1933/83),

na Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian

 

 

 

O relato do futebol

 

Para eles, naquele tempo, o Estádio de Alvalade era o centro do Mundo, onde desaguavam todas as emoções. Mesmo as que vinham distantes dos grandes embates da equipa leonina. Como que uma sombra fresca de uma árvore serena numa tarde de Verão. Ou um pomar de alperces dourados. As botas de futebol ainda tinham pitons pregados à sola e as bolas, em couro poroso, no inverno pesavam toneladas e no verão faiscavam nas luvas dos guarda-redes. Ao domingo à tarde a vida ficava suspensa por ninguém pretender resistir ao apelo das estrelas do Clube do seu coração. Através das ondas hertzianas fazia-se a ligação para aquilo que realmente importava. Então, tudo se aquietava pela magia de uma telefonia de pilhas.

 

publicado às 13:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 03.07.2016 às 15:59

Muito interessante e nostálgico apontamento, caro Leão Zargo. Recordar é viver !
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 03.07.2016 às 16:45

Caro Rui Gomes,
como parece ainda estar perto o tempo do rádio de pilhas. Nas tardes de domingo em casa ou no Estádio para ir acompanhando o que se passava nos outros “campos”!
Um abraço
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 04.07.2016 às 03:54

Caríssimo Leão Zargo,
Fez-me recordar tantos e tantos domingos em que o meu pai, os meus tios e amigos se juntavam lá em casa a ouvir os relatos e ninguém podia interromper....!
Era um rádio daqueles bem clássicos em madeira que hoje seria uma relíquia...

Uns anos mais tarde, já havia aparelhagem moderna para aquela altura e na falta de TV (morávamos em Moçambique), o maior meio de divulgação era a rádio!
Nós miúdas, seguíamos os folhetins lol, os cavalheiros, jovens ou mais velhos, os relatos que lhes eram 'sagrados'!
Dava tudo para viver esse tempo de novo!
Que bela recordação...LZ, bem haja!

Abração desta sua fã
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 04.07.2016 às 12:19

Viva, Carlinha!

A fotografia também me fez recordar o tempo em que me sentava perto de uma telefonia imponente colocado em lugar de destaque da sala e onde se ouviam as notícias, os relatos do futebol… ou o rádio a pilhas que se levava para qualquer lado e que era uma inovação surpreendente.

O rádio teve a capacidade extraordinária de encurtar as distâncias e colocar-nos em directo com os acontecimentos. Era notável a capacidade de grandes relatadores como o Artur Agostinho de nos fazerem visualizar o que acontecia no terreno do jogo. Extraordinário!

Um abraço amigo
Sem imagem de perfil

De HY a 04.07.2016 às 08:10

Belo post, LZ. Como era importante o rádio a pilhas. E como fazia socializar mpessoal.

Uns bons 30 anos depois desta foto, foi assim que me inteirei da conquista do campeonato de 1982, numa rua de Bissau, à sombra de um mangueiro junto a uma casa, escutando o relato que provinha de um primeiro andar... As ondas curtas do meu pobre rádio a pilhas não davam grande coisa. Em Portugal, o jogo era transmitido pela tv, mas lá não havia.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 04.07.2016 às 12:20

HY

Esta fotografia não está datada, mas calculo que seja de 1956. O Estúdio de Mário de Novaes fotografou o Estádio de Alvalade em 1956 e, novamente, poucos anos depois. Penso que seja da altura da inauguração do Estádio pela estética da fotografia e pelo vestuário dos rapazes.

Foi por pouco que não nos encontrámos em Bissau a beber uma Cicer fresquinha. Estive lá como professor em 1980 e 1981. E levei comigo um rádio a pilhas, pois claro.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo